P: O que é o Amazon CloudFront?

O Amazon CloudFront é um serviço Web que oferece às empresas e aos desenvolvedores de aplicativos uma maneira fácil e de baixo custo de distribuir conteúdo com baixa latência e altas velocidades de transferência de dados. Como outros Serviços da AWS, o Amazon CloudFront é uma oferta de autosserviço, cobrada pelo uso, sem a exigência de compromissos a longo prazo ou taxas mínimas. Com o CloudFront, seus arquivos são entregues aos usuários finais usando uma rede global de pontos de presença.

P: O que posso fazer com o Amazon CloudFront?

O Amazon CloudFront fornece uma API simples, permitindo que você:

  • Distribua conteúdo com alta velocidade de transferência de dados e baixa latência, ao atender às solicitações usando uma rede de pontos de presença ao redor do mundo.
  • Comece a utilizar o serviço sem negociar contratos e gastos mínimos.

P: Como começo a utilizar o Amazon CloudFront?

Clique no botão "Criar conta gratuita" na página de detalhes do Amazon CloudFront. Se você optar por usar outro Amazon Web Service como a origem dos objetos atendidos por meio do Amazon CloudFront, deve se cadastrar para esse serviço antes de criar distribuições do CloudFront.

P: Como utilizo o Amazon CloudFront?

É fácil utilizar o Amazon CloudFront:

  • Para arquivos estáticos, armazene as versões definitivas de seus arquivos em um ou mais servidores de origem. Esses podem ser buckets do Amazon S3. Para seu conteúdo gerado dinamicamente, que seja personalizado, você poderá usar o Amazon EC2 – ou qualquer outro servidor web – como o servidor de origem. Esses servidores de origem armazenarão ou gerarão seu conteúdo, que será distribuído através do Amazon CloudFront.
  • Registre seus servidores de origem com o Amazon CloudFront com uma simples chamada API. Essa chamada retornará um nome de domínio CloudFront.net que você pode usar para distribuir o conteúdo de seus servidores de origem pelo serviço Amazon CloudFront. Por exemplo, você pode registrar o bucket do Amazon S3 “bucketname.s3.amazonaws.com” como a origem de todo seu conteúdo estático e uma instância do Amazon EC2 “dynamic.myoriginserver.com” para todo seu conteúdo dinâmico. Em seguida, usando a API ou AWS Management Console, você poderá criar uma distribuição do Amazon CloudFront, que poderá retornar “abc123.cloudfront.net” como o nome de domínio de distribuição.
  • Inclua o nome de domínio cloudfront.net ou um alias CNAME que você criar, em seu aplicativo web, media player ou site. Cada solicitação feita usando o nome de domínio cloudfront.net (ou o CNAME que você configurar) é roteada para o ponto de presença mais adequado para distribuir o conteúdo com o mais alto desempenho. O ponto de presença tentará atender à solicitação com uma cópia local do arquivo. Se uma cópia local não estiver disponível, o Amazon CloudFront obterá uma cópia a partir da origem. Esta cópia estará disponível nesse ponto de presença para futuras solicitações.

P: Como o Amazon CloudFront fornece desempenho mais elevado?

O Amazon CloudFront emprega uma rede de pontos de presença que armazena em cache cópias de arquivos populares próximos aos seus visualizadores. O Amazon CloudFront garante que as solicitações de usuários finais serão atendidas pelo ponto de presença mais próximo. Como resultado, as solicitações viajam distâncias mais curtas para solicitar objetos, melhorando o desempenho. Para arquivos não armazenados em cache nos locais de presença, o Amazon CloudFront mantém conexões persistentes com seus servidores de origem, a fim de que esses arquivos possam ser analisados dos servidores de origem o mais rapidamente possível. Por fim, o Amazon CloudFront usa otimizações adicionais – p. ex., janela de congestionamento inicial de TCP mais amplo – para fornecer desempenho superior, oferecendo ao mesmo tempo seu conteúdo para visualizadores.

P: Como o Amazon CloudFront consegue reduzir meus custos para distribuir conteúdo pela Internet?

Como outros serviços AWS, o Amazon CloudFront não exige taxas mínimas e cobra apenas pelo que você utilizar. Em relação à auto-hospedagem, o Amazon CloudFront o poupa da despesa e da complexidade de operar uma rede de servidores de cache em vários sites na Internet e elimina a necessidade de aumentar o provisionamento da capacidade para atender a potenciais repiques no tráfego. O Amazon CloudFront também usa técnicas como recolher solicitações simultâneas de visualizador em um ponto de presença, para o mesmo arquivo, em uma única solicitação para seu servidor de origem. Isso reduz a carga em seus servidores de origem, reduzindo a necessidade de dimensionar sua infraestrutura de origem, o que pode trazer ainda mais economia de custo.

Se você usar o Amazon S3 ou o Amazon EC2 como um servidor de origem, os dados transferidos do servidor de origem para pontos de presença ("buscas de origem" do Amazon CloudFront) serão cobrados a um preço menor que a transferência de dados do Amazon S3 ou do Amazon EC2 para a Internet.

P: Qual a diferença entre o Amazon CloudFront e o Amazon S3?

O Amazon CloudFront é uma boa escolha para distribuição de conteúdo estástico frequentemente acessado que se beneficia da distribuição a pontos de presença – como imagens de sites populares, vídeos, arquivos de mídia ou downloads de software. O Amazon S3 continuará a ser a solução ideal para distribuir conteúdo onde objetos individuais são acessados com pouca frequência, pois você economizará os custos de copiar objetos menos populares do Amazon S3 para os pontos de presença usados pelo Amazon CloudFront.

P: Em que o Amazon CloudFront difere das soluções de entrega de conteúdo tradicional?

O Amazon CloudFront permite que você tire proveito rapidamente da distribuição de conteúdo de alto desempenho sem contratos negociados ou preços elevados. O Amazon CloudFront disponibiliza a todos os desenvolvedores preços acessíveis e a modalidade de pagar somente pelo que se usa – com um modelo de autosserviço. Os desenvolvedores também se beneficiam de uma total integração com outros Amazon Web Services. A solução é simples de usar com o Amazon S3, Amazon EC2 e Elastic Load Balancing como servidores de origem, oferecendo aos desenvolvedores uma poderosa combinação de armazenamento durável e de distribuição de alto desempenho. O Amazon CloudFront também se integra com o Amazon Route 53 e o AWS CloudFormation para ainda mais benefícios de desempenho e facilidade de configuração.

P: Quanto custa o Amazon CloudFront?

As cobranças do Amazon CloudFront baseiam-se no uso efetivo do serviço em quatro áreas: Transferência de dados, Solicitações HTTP/HTTPS, Solicitações de anulação e Certificados SSL personalizados associados a uma distribuição do CloudFront.

  • Transferência de dados para a Internet
    Você será cobrado pelo volume de dados transferidos para fora dos pontos de presença do Amazon CloudFront, medidos em GB. Se você estiver usando outros Amazon Web Services como as origens de seus arquivos, será cobrado separadamente pelo uso desses serviços, inclusive pelo armazenamento, por horas de computação, por solicitações GET e por transferência de dados para fora daquele serviço para pontos de presença do Amazon CloudFront. Níveis de uso para a transferência de dados medem-se separadamente para cada região geográfica. As tarifas de transferência de dados do Amazon CloudFront para a Internet estão aqui.
  • Transferência de dados para a origem
    Você será cobrado pelo volume de dados transferidos, medido em GB, dos pontos de presença do Amazon CloudFront para sua origem (tanto origens AWS quanto de outros servidores). As taxas de transferência de dados do Amazon CloudFront para a origem estão aqui.
  • Solicitações HTTP/HTTPS
    Você será cobrado pelo número de solicitações HTTP/HTTPS feitas ao Amazon CloudFront para o seu conteúdo. Você pode verificar aqui as taxas para solicitações HTTP/HTTPS.
  • Solicitações de anulação
    Você pode anular até 1.000 arquivos cada mês do Amazon CloudFront sem nenhum custo adicional. Acima dos primeiros 1.000 arquivos, você será cobrado por arquivo para cada arquivo listado em seus pedidos de anulação. Você pode verificar aqui as taxas para anulações.
  • IP dedicado SSL personalizado
    Você paga 600 USD por mês para cada certificado SLL personalizado associado com uma ou mais distribuições CloudFront usando a versão com IP dedicado do suporte de certificado SLL personalizado. Essa tarifa mensal é rateada por hora. Por exemplo, se você tiver um certificado SSL personalizado associado a pelo menos uma distribuição do CloudFront por apenas 24 horas (ou seja, um dia) no mês de junho, seu custo total pelo uso do recurso de certificado SSL personalizado em junho será (1 dia/30 dias) * 600 USD = 20 USD. Você pode se cadastrar para um convite para usar o recurso de IP dedicado SSL personalizado ao preencher o formulário na página de detalhes do CloudFront SSL personalizado. Assim que sua solicitação for aprovada, você poderá carregar seu certificado SSL e usar o AWS Management Console para associá-lo às suas distribuições do CloudFront.

Os níveis de uso para a transferência de dados são medidos separadamente para cada região geográfica. Os preços listados acima não incluem taxas aplicáveis, tarifas ou cobranças governamentais similares, caso exista alguma, exceto as que já foram comentadas.

P: Os preços incluem impostos?

Exceto caso seja informado em contrário, nossos preços excluem impostos e taxas aplicáveis, incluindo ICMS e imposto de vendas aplicável. Para clientes com endereço de cobrança no Japão, o uso da região Ásia-Pacífico (Tóquio) está sujeito ao imposto sobre consumo japonês. Saiba mais.

P: Posso optar por fornecer conteúdo apenas das regiões menos caras do Amazon CloudFront?

Sim, as classes de preços fornecem a você uma opção para reduzir os preços que você paga para entregar conteúdo fora do Amazon CloudFront. Por padrão, o Amazon CloudFront minimiza a latência de usuário final ao entregar conteúdo de toda a sua rede global de pontos de presença. No entanto, como cobramos mais onde nossos custos são maiores, isso significa que você pagará mais para entregar seu conteúdo com baixa latência para usuários finais em alguns locais. As classes de preço permitem reduzir os preços da entrega excluindo os pontos de presença do Amazon CloudFront mais caros da sua distribuição do Amazon CloudFront. Nesses casos, o Amazon CloudFront fornecerá seu conteúdo a partir de pontos de presença nos locais na classe de preço que você selecionou e cobrará os preços da transferência e solicitação de dados da região real onde o conteúdo foi entregue.

Se o desempenho for o mais importante, você não precisará fazer nada; seu conteúdo será entregue por toda a nossa rede de locais. No entanto, se você desejar usar outra classe de preço, poderá configurar sua distribuição por meio da API do Amazon CloudFront ou do AWS Management Console. Se você selecionar uma classe de preço que não inclua todos os locais, alguns de seus visualizadores, especialmente aqueles em locais geográficos que não estiverem em sua classe de preço, poderão experimentar maior latência do que se seu conteúdo estivesse sendo fornecido de todas as regiões do Amazon CloudFront.

Note que o Amazon CloudFront pode ainda ocasionalmente atender solicitações para seu conteúdo de um ponto de presença em um local não incluído na sua classe de preço. Quando isso ocorrer, serão cobradas apenas as taxas para o local menos caro na sua classe de preço.

Você pode consultar a lista de regiões que compõem cada classe de preço aqui.

P: Posso optar por servir conteúdo (ou não servir conteúdo) para determinados países?

Sim, o recurso de Restrição de Geo permite que você especifique uma lista de países em que os usuários podem acessar seu conteúdo. Como alternativa, você pode especificar os países em que os usuários não podem acessar seu conteúdo. Em ambos os casos, o CloudFront responde a uma solicitação de um usuário em um país restrito com um código de status HTTP 403 (Proibido).

P: Qual é a precisão do banco de dados GeoIP?

A precisão do endereço IP para o banco de dados de pesquisa do país varia por região. Com base em testes recentes, nossa precisão geral do endereço IP para mapeamento de país é de 99,8%.

P: Posso apresentar uma mensagem de erro personalizada para os meus usuários finais?

Sim, você pode criar mensagens de erro personalizadas (por exemplo, um arquivo HTML ou uma imagem .jpg) com sua própria marca e conteúdo para uma variedade de respostas a erro HTTP 4xx e 5xx. Em seguida, você pode configurar o Amazon CloudFront para retornar suas mensagens de erro personalizadas para o espectador quando sua origem retornar um dos erros especificados para o CloudFront.

P: Onde estão localizados os pontos de presença utilizados pelo Amazon CloudFront?

O Amazon CloudFront utiliza uma rede global de pontos de presença para entrega de conteúdo. Veja uma lista completa dos locais do Amazon CloudFront aqui.

P: Que tipos de conteúdos o Amazon CloudFront suporta?

O Amazon CloudFront oferece suporte a todos os arquivos que podem ser atendidos pelo HTTP. Isso inclui páginas dinâmicas da web, como páginas HTML ou PHP, quaisquer arquivos estáticos populares que façam parte de seu aplicativo na web, como imagens de site, arquivos de áudio, vídeo, mídia ou downloads de software. Para arquivos de mídia sob demanda, você pode também optar por transmitir seu conteúdo usando a distribuição RTMP. O Amazon CloudFront também oferece suporte à entrega de mídia ao vivo por HTTP.

P: O Amazon CloudFront oferece suporte à entrega de conteúdo dinâmico?

O Amazon CloudFront oferece suporte a todos os arquivos que podem ser servidos via HTTP. Isso inclui páginas dinâmicas da web, como páginas HTML ou PHP, quaisquer arquivos estáticos populares que façam parte de seu aplicativo da web, como imagens de site, streams de áudio, vídeo, arquivos de mídia ou downloads de software. Para arquivos de mídia sob demanda, você pode também optar por transmitir seu conteúdo usando a distribuição RTMP. O Amazon CloudFront também oferece suporte à entrega de mídia ao vivo por HTTP.

P: Como o Amazon CloudFront torna todo o meu site rápido?

O Amazon CloudFront usa cabeçalhos de controle de cache padrão que você define em seus arquivos para identificar conteúdo estático e dinâmico. Fornecer todo o seu conteúdo usando uma única distribuição do Amazon CloudFront ajuda você a garantir que otimizações de desempenho sejam aplicadas a todo o seu site ou aplicativo na web. Ao usar as origens da AWS, você se beneficia de melhor desempenho, confiabilidade e facilidade de uso como resultado da capacidade da AWS de controlar e ajustar rotas de origem, monitorar a integridade do sistema, responder rapidamente quando quaisquer problemas ocorrerem e a integração do Amazon CloudFront com outros serviços da AWS. Você também pode se beneficiar do uso de diferentes origens para diferentes tipos de conteúdo em um único site – p. ex., Amazon S3 para objetos estáticos, Amazon EC2 para conteúdo dinâmico e origens personalizadas para conteúdo de terceiros – pagando somente pelo que você usar.

P: O Amazon CloudFront funciona com servidores de origem que não seja da AWS?

Sim. O Amazon CloudFront funciona com qualquer servidor de origem que tenha as versões originais e definitivas de seu conteúdo, seja estático ou dinâmico. Não há despesas adicionais para o uso de uma origem personalizada.

P: Que tipos de solicitações HTTP são compatíveis com o Amazon CloudFront?

O Amazon CloudFront atualmente tem suporte para solicitações GET, HEAD, POST, PUT, PATCH, DELETE e OPTIONS.

P: O Amazon CloudFront armazena respostas POST em cache?

O Amazon CloudFront não armazena em cache respostas para solicitações POST, PUT, DELETE, OPTIONS e PATCH – essas solicitações são enviadas de volta pelo proxy para o servidor de origem.

P: O Amazon CloudFront oferece suporte a controle de acesso para conteúdo pago ou privado?

Sim, o Amazon CloudFront tem um recurso opcional de conteúdo privado. Quando essa opção estiver habilitada, o Amazon CloudFront apenas distribuirá arquivos quando você confirmar que não há problema em fazê-lo, ao assinar de forma segura as suas solicitações.

P: O Amazon CloudFront é compatível com o CNAMEs?

Sim. Você pode adicionar até dez aliases de CNAME a cada uma de suas distribuições. O Amazon CloudFront também oferece suporte a CNAMEs com curinga.

P: Posso usar um alias CNAME que eu criar para minha distribuição do CloudFront para entregar conteúdo via HTTPS?

Sim. Você pode usar o recurso de IP dedicado SSL personalizado ou SNI SLL personalizado para entregar conteúdo via HTTPS usando seu próprio nome de domínio e seu próprio certificado SSL. Isto oferece aos visitantes do seu site os benefícios de segurança do CloudFront em uma conexão SSL que usa seu próprio nome de domínio, além de uma latência menor e maior confiabilidade. Saiba mais sobre os recursos de SSL personalizado visitando a página de detalhes CloudFront SSL personalizado e veja como estabelecer suas configurações CloudFront HTTPS lendo o Guia do desenvolvedor CloudFront.


P: Qual é a diferença entre o SNI SLL personalizado e o IP dedicado SSL personalizado do Amazon CloudFront?

O IP dedicado SSL personalizado aloca endereços IP dedicados para atender ao seu conteúdo SSL em cada ponto de presença do CloudFront. Como existe um mapeamento individual entre os endereços IP e certificados SSL, o IP dedicado SSL personalizado funciona com navegadores e outros clientes que não suportam o SNI. Devido aos custos atuais de endereço IP, o IP dedicado SSL personalizado custa 600 USD/mês, rateado por hora.


O SNI SLL personalizado confia na extensão SNI do protocolo da Segurança da camada de transporte, que permite que vários domínios atendam o tráfego SSL com o mesmo endereço IP ao incluir o hostname ao qual os espectadores estão tentando conectar. Assim como com o IP dedicado SSL personalizado, o CloudFront oferece o conteúdo de cada ponto de presença Amazon CloudFront e com a mesma segurança que o recurso IP dedicado SSL personalizado. O SNI SLL personalizado funciona com a maioria dos navegadores modernos, incluindo Chrome versão 6 e posterior (sendo executado no Windows XP e posterior ou OS X 10.5.7 e posterior), Safari versão 3 e posterior (sendo executado no Windows Vista e posterior ou Mac OS X 10.5.6. e posterior), Firefox 2.0 e posterior e Internet Explorer 7 e posterior (sendo executado no Windows Vista e posterior). Navegadores mais antigos que não suportam SNI não conseguem estabelecer uma conexão com o CloudFront para carregar a versão em HTTPS do seu conteúdo. O SNI SLL personalizado está disponível sem nenhum custo adicional além das taxas de transferência de dados e solicitação do CloudFront.


P: O que é Server Name Indication?
Server Name Indication (SNI) é uma extensão do protocolo de Segurança da camada de transporte (TLS). Este mecanismo identifica o domínio (nome do servidor) da solicitação SSL associada para que o certificado adequado possa ser usado na apresentação SSL. Isso faz com que seja possível usar um único endereço IP em vários servidores. O SNI precisa ser compatível com o navegador para adicionar o nome do servidor e, enquanto a maioria dos navegadores modernos oferece essa compatibilidade, existem alguns navegadores legados que não oferecem. Para mais detalhes, consulte a seção SNI do Guia do desenvolvedor CloudFront ou o artigo da Wikipedia sobre SNI.

P: Posso apontar meu apex de zona (exemplo.com versus www.exemplo.com) na minha distribuição do Amazon CloudFront?

Sim. Usando o Amazon Route 53, o serviço de DNS oficial da AWS, você pode configurar um registro de ‘Alias’ que permite mapear o apex ou raiz (exemplo.com) do seu nome DNS para sua distribuição do Amazon CloudFront. Então, o Amazon Route 53 responderá a cada solicitação de um registro de Alias com os endereços IP corretos para sua distribuição do CloudFront. O Route 53 não cobra consultas aos registros de Alias mapeados para uma distribuição do CloudFront. Essas consultas são listadas como ''Intra-AWS-DNS-Queries'' no relatório de uso do Amazon Route 53.

P: Como o Amazon CloudFront processa parâmetros de string de consulta na URL?

Opcionalmente, uma string de consulta pode ser configurada para fazer parte da chave de cache para identificação de objetos no cache do Amazon CloudFront. Isso ajuda você a criar páginas dinâmicas da web (p. ex., resultados de pesquisa) que podem ser armazenadas em cache no ponto por algum período de tempo.

P: Como o Amazon CloudFront processa cookies HTTP?

O Amazon CloudFront oferece suporte à entrega de conteúdo dinâmico personalizado usando cookies HTTP. Para usar esse recurso, especifique se você deseja que o Amazon CloudFront encaminhe alguns ou todos os seus cookies para seu servidor de origem personalizado. O Amazon CloudFront então considera os valores de cookie encaminhados ao identificar um objeto exclusivo em seu cache. Dessa forma, seus usuários finais obtêm o benefício do conteúdo personalizado apenas para eles com um cookie e os benefícios de desempenho do Amazon CloudFront. Também é possível optar por registrar os valores dos cookies nos logs de acesso do Amazon CloudFront.

P: Por quanto tempo o Amazon CloudFront mantém meus arquivos em pontos de presença?

Por padrão, se nenhum cabeçalho de controle de cache está definido, cada ponto de presença verifica se há uma versão atualizada do seu arquivo sempre que recebe uma solicitação de mais de 24 horas após a última ocasião que a origem foi verificada por alterações nesse arquivo. Isso é chamado do "período de expiração". Você pode definir este período de expiração tão curto quanto 0 segundos, ou pelo tempo que você desejar, definindo os cabeçalhos de controle de cache em seus arquivos na sua origem. O Amazon CloudFront usa esses cabeçalhos de controle de cache para determinar a frequência com que ele precisa verificar a origem de uma versão atualizada desse arquivo. Para o período de expiração definido como 0 segundo, o Amazon CloudFront revalidará a solicitação com o servidor de origem. Se seus arquivos não mudam muito frequentemente, é recomendável definir um período de expiração longo e implementar um sistema de versionamento para gerenciar atualizações para seus arquivos.

P: Como removo um item de pontos de presença do Amazon CloudFront?

Existem várias opções para remover um arquivo de pontos de presença. Você pode simplesmente excluir o arquivo de sua origem e assim que o conteúdo em pontos de presença atingir seu período de expiração definido no cabeçalho HTTP de cada objeto, ele será removido. Caso algum material ofensivo ou potencialmente prejudicial necessite ser removido antes do período de expiração especificado, você pode usar a API de anulação para remover o objeto de todos os pontos de presença do Amazon CloudFront. Você pode verificar as taxas para fazer solicitações de anulação aqui.

P: Existe um limite para o número de solicitações de anulação que posso fazer?

Não há limites para o número total de arquivos que você pode anular; no entanto, cada solicitação de anulação feita pode ter um máximo de 1.000 arquivos. Além disso, você pode ter apenas 3 solicitações de anulação em andamento a qualquer momento. Se você exceder esse limite, soluções de anulação subsequentes receberão uma resposta de erro até que uma das solicitações anteriores seja concluída. Você deve usar a anulação apenas em circunstâncias inesperadas. Se você souber antecipadamente que seus arquivos precisarão ser removidos do cache com frequência, é recomendável que implemente um sistema de controle de versão para seus arquivos e/ou defina um período de expiração mais curto.

P: O que é streaming? Por que seria interessante fazer streaming do meu conteúdo?

Em geral, streaming é a entrega de áudio e vídeo a usuários finais na Internet sem necessidade de fazer download do arquivo de mídia antes da reprodução. Os protocolos usados para streaming incluem os que são proprietários, como o Real Time Messaging Protocol (RTMP) da Adobe, e os que usam o HTTP para a entrega, como o HTTP Live Streaming (HLS) da Apple, o HTTP Dynamic Streaming (HDS) da Adobe e o Smooth Streaming () da Microsoft. Esses protocolos são diferentes da entrega de páginas da web e outros conteúdos porque os protocolos de streaming entregam conteúdo em tempo real – os espectadores assistem aos bytes à medida que são distribuídos. Realizar streaming de conteúdos oferece vários benefícios potenciais para você e para seus usuários finais:

  • Streaming pode oferecer aos visualizadores mais controle sobre sua experiência de visualização. Por exemplo, é mais fácil para um espectador avançar um vídeo usando streaming do que utilizando meios tradicionais de download.
  • Streaming pode também disponibilizar a você mais controle sobre seu conteúdo, já que nenhum arquivo permanece no computador do visualizador ao terminar de assistir a um vídeo.
  • Streaming pode ajudá-lo a reduzir seus custos, e ele oferece apenas partes de um arquivo de mídia a que os visualizadores realmente assistem. Em contraste, com os downloads tradicionais, os visualizadores realizam o download de todo o arquivo de mídia, mesmo se apenas assistirão a uma parte dele.

P: O Amazon CloudFront oferece suporte a protocolos de streaming sob demanda?

Sim, o Amazon CloudFront oferece várias opções para entregar conteúdo sob demanda. Caso tenha arquivos de mídia que foram convertidos para formato HLS ou Microsoft Smooth Streaming antes do armazenamento no Amazon S3 (ou outra origem), você pode usar uma distribuição do Amazon CloudFront para fazer streaming naquele formato sem precisar executar nenhum servidor de mídia. Além disso, você também pode executar um servidor de streaming de terceiros (p.ex., o Wowza Media Server, disponível no AWS Marketplace) no Amazon EC2, que pode converter uma mídia para o formato de streaming HTTP necessário. Esse servidor pode então ser designado como a origem de uma distribuição do Amazon CloudFront na web. Se você quer fazer streaming usando o RTMP, outra opção é armazenar os arquivos de mídia no Amazon S3 e usá-los como origem para uma distribuição RTMP do Amazon CloudFront.

P: O Amazon CloudFront oferece suporte a streaming ao vivo para várias plataformas?

Sim. O Amazon CloudFront oferece três opções para entregar eventos ao vivo usando HTTP para várias plataformas de forma fácil e econômica:

  • Streaming ao vivo usando o Wowza Media Server 3.6: o uso do Amazon CloudFront com o Wowza Media Server combina os benefícios do Wowza Media Server com a confiabilidade, escalabilidade, baixa latência e economia do Amazon CloudFront para streaming de eventos ao vivo em vários formatos, incluindo o Apple HTTP Live Streaming (HLS), o Adobe HTTP Dynamic Streaming (HDS) e o Microsoft Smooth Streaming. Facilitamos isso para você criando um modelo do AWS CloudFormation que gerencia todo o provisionamento e o sequenciamento de todos os recursos da AWS de que você precisa para esta pilha de streaming ao vivo. O Amazon CloudFront fornece a escala e a flexibilidade do modelo de pagamento conforme o uso, e o uso de protocolos HTTP para o streaming ao vivo dos eventos oferece aos seus espectadores fácil acesso ao seu conteúdo ao vivo. O uso do Amazon CloudFront para streaming ao vivo também oferece controle total de seu servidor de origem Wowza para que você possa configurá-lo para funcionar da melhor forma com a natureza específica do seu evento. Além disso, você pode escolher o tipo de instância do Amazon EC2 e a região da AWS que melhor atendem às necessidades de seu evento ao vivo. Um tutorial detalhado para a configuração de HTTP usando o Amazon CloudFront de streaming ao vivo está disponível aqui.
  • Streaming ao vivo com Adobe Media Server 5.0: o Amazon CloudFront pode ser usado com o Amazon EC2 executando o Adobe Media Server (AMS 5.0) para streaming HTTP ao vivo para dispositivos Flash Player e Apple iOS. O Amazon EC2 (em execução no AMS 5.0) deve ser configurado como sendo a origem para uma distribuição de web do CloudFront. Da mesma forma que para nossas outras soluções de streaming, configuramos um modelo do AWS CloudFormation para facilitar a configuração da pilha de streaming com pagamento conforme o uso, além de oferecer controle total sobre o servidor AMS em execução nas instâncias provisionadas do Amazon EC2. Um tutorial detalhado (que também indica os modelos do AWS CloudFormation) para configurar streaming HTTP ao vivo usando o CloudFront e o AMS 5.0 está disponível aqui.
  • Streaming ao vivo com Windows Media Services: você também pode utilizar o Amazon CloudFront e o Amazon EC2 executando Windows Media Services para streaming ao vivo. Com essa solução, você pode transmitir mídia ao vivo via HTTP para clientes Microsoft Silverlight e dispositivos Apple iOS. Simplificamos a sua iniciação criando um tutorial e um modelo do AWS CloudFormation para automatizar o fornecimento dos recursos da AWS para a sua pilha de streaming ao vivo. Você só paga pelos recursos da AWS que consumir e tem total controle sobre o servidor de origem (instância do Amazon EC2 executando os Windows Media Services), portanto pode configurar outras funcionalidades de IIS Live Smooth Streaming.

P: O Amazon CloudFront oferece suporte à codificação de conteúdo?

Sim. O Amazon CloudFront oferece suporte a codificação de conteúdo. Para obter mais informações sobre como tirar proveito desse recurso, consulte o Guia do desenvolvedor.

P: Posso utilizar o Amazon CloudFront se espero picos de uso superiores a 1.000 Mbps ou 1.000 RPS?

Sim. Preencha nossa solicitação de limites mais altos aqui, e adicionaremos mais capacidade a sua conta no prazo de dois dias úteis.

P: Existe um limite para o número de distribuições que minha conta do Amazon CloudFront pode realizar?

Cada conta Amazon CloudFront está limitada a um máximo de 100 distribuições.

P: Qual o tamanho máximo de um arquivo que pode ser entregue através do Amazon CloudFront?

O tamanho máximo de um arquivo que pode ser entregue através do Amazon CloudFront é de 20 GB. Esse limite se aplica a todas as distribuições do Amazon CloudFront.

P: Que ferramentas e bibliotecas funcionam com o Amazon CloudFront?

Há uma variedade de ferramentas para gerenciar sua distribuição e suas bibliotecas do Amazon CloudFront para várias linguagens de programação disponíveis em nosso centro de recursos .

P: Posso obter acesso aos logs de solicitação para conteúdo distribuído pelo Amazon CloudFront?

Sim. Quando você criar ou modificar uma distribuição do CloudFront, poderá habilitar o log de acesso. Quando esse recurso está habilitado, gravará automaticamente informações detalhadas de log no formato estendido do W3C no bucket do Amazon S3 que você especificar. O log de acesso contém informações detalhadas sobre cada solicitação para seu conteúdo, incluindo o objeto solicitado, a data e hora da solicitação, o ponto de presença que atendeu a solicitação, o endereço IP do cliente, o referenciador, o agente do usuário, o cabeçalho do cookie e o tipo de resultado (por exemplo, acerto/erro/falha de cache).

P: Posso utilizar o AWS Management Console com o Amazon CloudFront?

Sim. Você pode utilizar o AWS Management Console para configurar e gerenciar o Amazon CloudFront através de uma interface baseada na web do tipo apontar-e-clicar. O AWS Management Console oferece suporte a maioria dos recursos do Amazon CloudFront, permitindo que você obtenha a distribuição de baixa latência do Amazon CloudFront sem gravar nenhum código ou instalar nenhum software. Acesso ao AWS Management Console é disponibilizado gratuitamente em https://console.aws.amazon.com

P: O Amazon CloudFront oferece um Acordo de Nível de Serviço (SLA)?

Sim. O SLA do Amazon CloudFront disponibiliza um serviço de crédito se a porcentagem mensal de atividade do cliente ficar abaixo de nosso compromisso de serviço em qualquer ciclo de faturamento. Mais informações podem ser encontradas aqui