Comece a usar a AWS gratuitamente

Crie uma conta gratuita
Ou faça login no console

Receba doze meses de acesso ao nível de uso gratuito da AWS e aproveite os recursos do AWS Basic Support incluindo atendimento ao cliente 24x7x365 e fóruns de suporte, entre outros recursos.


P: O que é o AWS Import/Export?

O AWS Import/Export acelera a movimentação de grandes volumes de dados para dentro e para fora da AWS usando dispositivos de armazenamento portáteis para transporte. A AWS transfere os dados diretamente de e para dispositivos de armazenamento usando a rede interna de alta velocidade da Amazon e ignorando a Internet. Para conjuntos de dados significativos, o AWS Import/Export é muitas vezes mais rápido do que a transferência através da Internet e mais rentável do que atualizar a sua conectividade.

P: O que pode ser feito com o AWS Import/Export?

O AWS Import/Export facilita a transferência rápida de grandes quantidades de dados dentro e fora da Amazon Web Services. Você pode utilizar o AWS Import/Export para:

  • Migração de dados – Se houver dados que têm de ser carregados na nuvem AWS pela primeira vez, o AWS Import/Export com frequência será muito rápido do que transferir esses dados via Internet.
  • Distribuição de conteúdo – Envie dados para seus clientes em dispositivos de armazenamento portáteis.
  • Intercâmbio direto de dados – Se você receber regularmente conteúdo em dispositivos de armazenamento portáteis dos seus parceiros, poderá solicitar que eles façam o envio diretamente para a AWS para importação em snapshots de EBS, arquivos compactados do Amazon Glacier ou nos baldes do Amazon S3.
  • Backup externo – Envie backups completos ou incrementais para o Amazon S3, Amazon Glacier ou para o Amazon EBS para armazenamento externo confiável e redundante.
  • Recuperação de desastres – Caso você necessite recuperar rapidamente um grande backup armazenado no Amazon S3 ou no Amazon Glacier, use o AWS Import/Export para transferir os dados para um dispositivo de armazenamento portátil e enviá-lo ao seu site.

P: Quais Regiões do Amazon S3 são compatíveis com o AWS Import/Export?

O AWS Import/Export é compatível com buckets armazenados nas regiões Padrão dos EUA, Oeste dos EUA (Oregon), Oeste dos EUA (Norte da Califórnia), UE (Irlanda) e Ásia-Pacífico (Cingapura).

P: Quais regiões do Amazon EBS são compatíveis com o AWS Import/Export?

O AWS Import/Export é compatível com importações para o Amazon EBS nas regiões Leste dos EUA, Oeste dos EUA (Oregon), Oeste dos EUA (Norte da Califórnia), UE (Irlanda) e Ásia-Pacífico (Cingapura).

P: Quais regiões do Amazon Glacier são compatíveis com o AWS Import/Export?

O AWS Import/Export é compatível com importações para o Amazon Glacier nas regiões Leste dos EUA, Oeste dos EUA (Oregon), Oeste dos EUA (Norte da Califórnia) e UE (Irlanda).

P: Onde as cargas de dados são desempenhadas?

Ao criar o trabalho, a AWS fornecerá a você um endereço para entrega da AWS baseado na região do seu trabalho. As cargas de dados nos baldes da Região Padrão dos EUA são enviadas para um endereço da AWS no Noroeste do Pacífico ou no Norte da Virgínia. As cargas de dados na Região Leste dos EUA (Virgínia) são enviadas para um endereço da AWS no Norte da Virgínia. As cargas de dados na Região Oeste dos EUA (Norte da Califórnia) são enviadas para um endereço da AWS no Noroeste do Pacífico. As cargas de dados na Região UE (Irlanda) são enviadas para um endereço de AWS na Irlanda. As cargas de dados na Região Ásia-Pacífico (Cingapura) são enviadas para um endereço de AWS em Cingapura.

Quando você enviar o dispositivo, ele será entregue a um departamento de triagem e então direcionado a um datacenter da AWS. O carregamento dos dados irá começar após o dispositivo ser recebido no datacenter.

P: Como posso começar a usar o AWS Import/Export?

Você pode criar o primeiro trabalho em instantes ao seguir as etapas na seção Conceitos básicos do nosso guia do desenvolvedor.

P: Quando devo considerar o uso do AWS Import/Export?

Se você estiver carregando os dados na rede, demorará 7 dias ou mais, portanto considere usar o AWS Import/Export. Para determinar o melhor caso para o carregamento dos dados na rede, use esta fórmula:Número de dias = (Total de bytes)/(Megabits por segundo * 125 * 1000 * Utilização da rede * 60 segundos * 60 minutos * 24 horas)

Por exemplo, se houver uma conexão T1 (1,544 Mbps) e 1TB (1024 * 1024 * 1024 * 1024 bytes) para mover dentro ou fora da AWS, o período mínimo teórico que demoraria para transferir a carga pela conexão da rede com uma utilização de rede de 80% seria 82 dias.

Conexão de Internet disponível Mín. teórico Número de dias para transferir 1 TB com uma utilização de rede de 80% Quando considerar o AWS Import/Export?
T1 (1,544 Mbps) 82 dias 100 GB ou mais
10 Mbps 13 dias 600 GB ou mais
T3 (44,736 Mbps) 3 dias 2 TB ou mais
100 Mbps 1 a 2 dias 5 TB ou mais
1.000 Mbps Menos de 1 dia 60 TB ou mais

P: Quanto tempo demora para que os dados sejam carregados?

Se o pacote chegar pela manhã, a AWS normalmente começa a carregar os dados no mesmo dia útil. O período para o carregamento de dados é, então, determinado principalmente pelo dispositivo. Clientes com discos rígidos SATA de alto desempenho e dispositivos eSATA atingiram taxas bem acima de 100 MB/s. Para estimativas relacionadas a velocidades do carga de dados e o custo, consulte a Calculadora do AWS Import/Export.

P: Quais fatores adicionais influenciam as velocidades de carga de dados do Amazon S3?

As cargas de dados dentro e fora do Amazon S3 exigem a interação com o sistema de arquivos do dispositivo. Como resultado, o tamanho médio dos arquivos, o número de arquivos por diretório e o tipo do sistema de arquivos também causará impacto no desempenho do carregamento dos dados. Arquivos pequenos e números muito elevados de arquivos por diretório tendem a aumentar os períodos de carregamento de dados. Para estimativas relacionadas a velocidades do carregamento de dados e o custo, consulte a Calculadora do AWS Import/Export.

P: As cargas de dados são registradas?

Sim. Os detalhes de cada carga de dados desempenhada com o AWS Import/Export estão registrados em um balde do Amazon S3. Especifique este balde de registro do Amazon S3 em sua solicitação Criar trabalho. É necessário obter permissão para gravá-lo.

P: Quantos dados posso carregar?

A quantidade total de dados que você pode carregar usando o AWS Import/Export é limitada somente pela capacidade dos dispositivos que você envia à AWS.

Para importações do Amazon EBS, se seu dispositivo de armazenamento for menor ou igual ao tamanho máximo do volume de 1 TB, seu conteúdo será carregado diretamente em um snapshot do Amazon EBS. Se a capacidade do dispositivo de armazenamento ultrapassar 1TB, uma imagem do dispositivo será armazenada dentro do balde de registro específico do Amazon S3. Em seguida, crie um RAID de volumes EBS usando um software como o Logical Volume Manager e copie a imagem do Amazon S3 para este novo volume.

Para o Amazon S3, arquivos individuais serão carregados como objetos no Amazon S3 e poderão atingir até 5 terabytes em tamanho. Objetos que forem baixados do Amazon S3 para o dispositivo de armazenamento poderão ser limitados pelo tamanho de arquivo máximo do sistema de arquivos.

Para o Amazon Glacier, dispositivos individuais serão carregados como um único arquivo compactado e podem atingir até 4 terabytes de tamanho. Um dispositivo de 2 TB que contenha apenas 500 GB de dados ainda será carregado no Glacier como um único arquivo de 2 TB (imagem de disco).


P: Como será a cobrança e o faturamento relacionados ao uso que eu fizer do AWS Import/Export?

Com o AWS Import/Export, você paga apenas pelos recursos que usar. A definição de preço é por dispositivo, horas de carregamento dos dados e pacote expedido. As horas parciais de carregamento de dados são faturadas como horas cheias. Os encargos de expedição de devolução dependem da região da AWS selecionada, do destino da expedição de devolução e do nível de serviço da expedição do seu trabalho. Não há encargo de Transferência de dados para dados transferidos entre o AWS Import/Export e a Amazon. Os usos do Amazon S3, Amazon Glacier e do Amazon EBS são faturados separadamente do AWS Import/Export.

Para obter informações de definição de preço do AWS Import/Export, visite a página de definição de preço do AWS Import/Export. Para obter informações de definição de preço do Amazon S3, visite a página de definição de preço do Amazon S3. Para obter informações sobre a definição de preços do Amazon EBS, visite a seção do Amazon EBS da página de definição de preço do Amazon EC2. Para obter informações de preços do Amazon Glacier, visite a página de preços do Amazon Glacier.

P: Por quais outros encargos sou responsável?

Você é responsável pela compra do(s) dispositivo(s) de armazenamento e pelos encargos de expedição para a AWS (incluindo quaisquer taxas e impostos aplicáveis). Os pacotes com taxas e/ou impostos em aberto serão recusados. Se a carga de dados foi feita na Região Padrão dos EUA, Leste dos EUA (Virgínia) ou Oeste dos EUA (Norte da Califórnia), você também será responsável por quaisquer taxas e impostos aplicáveis sobre expedições de devolução enviadas a endereços fora dos EUA. Se a carga de dados for desempenhada na Região da Ásia-Pacífico (Cingapura), você também será responsável por quaisquer taxas e impostos aplicáveis sobre as expedições de devolução enviadas para endereços fora de Cingapura. Essas taxas e impostos serão cobrados diretamente da nossa transportadora que expede a devolução quando da entrega do seu pacote.

P: Quando será o faturamento do uso que eu fizer do AWS Import/Export?

A tarifa do dispositivo é cobrada quando o pacote chega na AWS. O faturamento das horas de carregamento de dados começa assim que o AWS Import/Export começar a transferir dados para ou com base no dispositivo de armazenamento. Se houver alguma interrupção na carga dos dados, não haverá cobrança durante este período. Quaisquer despesas de expedição de devolução aplicáveis serão cobradas assim que o pacote estiver pronto para expedição para o endereço de devolução.

P: Quanto será cobrado pela expedição de devolução?

As despesas com a expedição de devolução variam dependendo do destino da expedição de devolução, do nível de serviço da expedição do trabalho e da localização do bucket do Amazon S3:

Regiões Padrão dos EUA, Leste dos EUA (Virgínia) e Oeste dos EUA (Norte da Califórnia)

  • Se você tiver especificado um endereço de devolução dentro dos EUA, a AWS pagará os encargos razoáveis da expedição de devolução, mas você será responsável por quaisquer despesas de expedição de devolução que a AWS determinar como não razoáveis ou excessivas.
  • Se você especificou um endereço de devolução fora dos EUA ou expedição expressa, encargos de frete baseados no destino, tipo e peso do frete serão aplicados.

Região UE (Irlanda)

  • Se você tiver especificado um endereço de devolução na Irlanda, a AWS pagará os encargos razoáveis da expedição de devolução, mas você será responsável por quaisquer despesas de expedição de devolução que a AWS determinar como não razoáveis ou excessivas.
  • Se você especificou um endereço de retorno de fora da Irlanda, ou se algum frete especial é necessário, encargos de frete baseados no destino, tipo e peso do frete serão aplicados. No momento, os dispositivos expedidos para a AWS para importação ou exportação de baldes da Região UE (Irlanda) deverão ser originados e devolvidos para um endereço na União Europeia.

Região Ásia-Pacífico (Cingapura)

  • Se você tiver especificado um endereço de devolução em Cingapura, a AWS pagará os encargos razoáveis da expedição de devolução, mas você será responsável por quaisquer despesas de expedição de devolução que a AWS determinar como não razoáveis ou excessivas.
  • Se você especificou um endereço de retorno de fora de Singapura, ou se algum frete especial é necessário, encargos de frete baseados no destino, tipo e peso do frete serão aplicados.

Para estimar os encargos de expedição de devolução, consulte a Calculadora do AWS Import/Export. Caixas postais não são um endereço de expedição de devolução válido.


P: Do que preciso para começar a usar o serviço?

Você pode usar o aplicativo da linha de comando do AWS Import/Export, uma ferramenta terceirizada ou programa diretamente na interface de serviço da web.

P: Do que preciso para começar a desenvolver o serviço?

Se você pretende projetar um aplicativo para criar e gerenciar trabalhos do AWS Import/Export, então deve fazer download do AWS SDK para Java ou AWS SDK for .NET, e do aplicativo da linha de comando do AWS Import/Export de código livre. É possível usar um dos AWS SDKs ou o programa diretamente no serviço da Web. Para obter mais informações sobre a API do serviço da Web, consulte o Guia de API do AWS Import/Export.

P: Os trabalhos expiram?

Sim, se a AWS não tiver recebido o dispositivo de armazenamento em 30 dias a partir da criação da tarefa, ela será cancelada automaticamente. A AWS não aceitará pacotes referentes a tarefas canceladas.

P: Um trabalho pode ter mais de um dispositivo de armazenamento?

Não, cada trabalho está associado a exatamente uma solicitação Criar trabalho e a um dispositivo do cliente. Se os dados expandirem-se em vários dispositivos, será necessário criar vários trabalhos.

P: Posso inserir vários trabalhos no mesmo pacote?

Sim, você pode enviar vários trabalhos/dispositivos em um pacote. Para obter mais informações, consulte a documentação para Envio de vários dispositivos.

P: O que acontecerá se eu expedir o dispositivo para a instalação de carga de dados da AWS incorreta?

A AWS não pode processar dispositivos enviados para uma instalação de carregamento de dados na região incorreta. As instalações de carregamento de dados são específicas da região. Se você expedir o dispositivo para o endereço incorreto da AWS, a AWS devolverá o pacote sem desempenhar a carga de dados. A AWS não envia dispositivos que possam conter dados não criptografados pela AWS. Nós iremos apagar o dispositivo antes de retorná-lo. Você deverá então recarregar os seus dados e enviar o dispositivo para o endereço correto da AWS. Você será responsável por quaisquer encargos referentes à expedição de devolução e tarifas de manuseio de dispositivos.

P: Posso fazer upgrade da expedição de devolução?

Sim, o AWS Import/Export é compatível com a expedição agilizada para importações e exportações dos baldes da Região EUA que serão devolvidos para um endereço dos EUA. Se você definir o campo serviceLevel para expeditedShipping, após concluir a carga dos dados, o dispositivo será entregue por meio de uma expedição de 2 dias. Para obter mais informações sobre tarifas e serviços de expedição de devolução, consulte a Calculadora do AWS Import/Export.

P: De quais localizações a AWS aceita expedição?

Para importações e exportações dos buckets das Regiões Padrão dos EUA, Oeste dos EUA (Norte da Califórnia) e Ásia-Pacífico (Cingapura), a AWS aceita pacotes de todos os países, exceto daqueles que estão listados sob embargo pelos EUA ou países que não são atendidos pela DHL, nossa transportadora internacional de expedições de devolução nos EUA e em Cingapura. Para importações e exportações dos buckets da Região UE (Irlanda), a AWS aceita pacotes de todos os países dentro da União Europeia.

P: Posso expedir meu pacote de um endereço e solicitar que seja devolvido em outro?

Sim, você pode expedir o pacote para a AWS de um endereço e solicitar que seja devolvido em outro.

P: Há regulamentações específicas de dispositivos e conteúdo para expedições para ou dos EUA?

Se você estiver importando ou exportando de regiões Padrão dos EUA, Leste dos EUA (Virgínia) ou Oeste dos EUA (Norte da Califórnia) e estiver expedindo o dispositivo ou solicitando que a AWS devolva-o para um endereço fora dos EUA, deverá incluir os campos AWS USCustoms ao enviar sua solicitação e sua expedição deve estar em conformidade com as seguintes regulamentações internacionais sobre importação e exportação:

  1. A importação e a exportação do seu dispositivo e/ou dados não deve exigir uma licença de acordo com as regulamentações de qualquer país aplicável, incluindo United States Export Administration Regulations ou International Traffic in Arms Regulations. Somente dispositivos e dados que são classificados como EAR99 de acordo com US Export Administration Regulations e não estão sujeitos ao International Traffic in Arms Regulations são qualificados para o AWS Import/Export.
  2. A importação e a exportação do seu dispositivo e/ou dados não deve ser proibida pelas regulamentações de qualquer país aplicável, incluindo United States Export Administration Regulations ou International Traffic in Arms Regulations.
  3. Se os dados no dispositivo contiverem software de criptografia, então o software deverá ser adequadamente classificado como 5D992 em US Export Administration Regulations (confirme a classificação com o fabricante do software).
  4. Somente dispositivos avaliados em menos de 2.500 USD são qualificados para o AWS Import/Export.

P: Há regulamentações específicas de dispositivos e conteúdo para expedição para ou da Cingapura?

Se você estiver importando ou exportando da Região da Ásia-Pacífico (Cingapura) e estiver expedindo o dispositivo ou solicitando que a AWS devolva-o para um endereço fora de Cingapura, deverá incluir os campos AWS Customs ao enviar a solicitação. Além disso, a expedição deverá estar em conformidade com o seguinte:

  1. A importação e a exportação do dispositivo e dos dados não é proibida e não requer licença, aviso ou aprovação de acordo com as regulamentações de qualquer país aplicável, incluindo Cingapura e Estados Unidos.
  2. A importação e a exportação do dispositivo e dos dados não é proibida, está sujeita e não requer licença, aviso ou aprovação de acordo com o International Traffic in Arms Regulations.
  3. Se o dispositivo ou dados contiverem software de criptografia ou outra tecnologia, você deverá classificar adequadamente a tecnologia de acordo com as regulamentações de quaisquer países aplicáveis e tal tecnologia não exigirá licença, aviso ou aprovação de acordo com quaisquer regulamentações aplicáveis.
  4. Somente dispositivos avaliados em menos de 2.500 USD são qualificados para o AWS Import/Export.
  5. Se você estiver expedindo o dispositivo de Cingapura para um endereço fora do país, mas o dispositivo será devolvido para um endereço em Cingapura, deverá ter um estabelecimento comercial ou fixo dentro do país.

P: Posso cancelar um trabalho?

Sim, você pode cancelar uma tarefa a qualquer momento antes de iniciarmos o carregamento dos dados, porém você será cobrado pela taxa de manuseio quando recebermos o dispositivo. Para cancelar uma tarefa, envie uma solicitação de cancelamento de tarefa especificando o JOBID correspondente. A AWS não envia dispositivos que possam conter dados não criptografados pela AWS. Uma vez que o dispositivo esteja na AWS, os dados no dispositivo serão apagados e ele será retornado ao endereço de retorno especificado na solicitação da criação de tarefa. Se você tiver de alterar o Endereço de expedição de devolução, certifique-se de enviar uma solicitação Atualizar trabalho antes da solicitação Criar trabalho. Você será cobrado por quaisquer encargos de expedição de devolução aplicáveis se cancelar um trabalho após ter expedido o dispositivo para nós.

P: Posso receber dados de terceiros por meio do AWS Import/Export?

Sim, se o terceiro já tiver efetuado login no Amazon S3, você poderá conceder acesso de gravação à sua conta da AWS no seu balde. Em seguida, eles seguiriam os procedimentos normais de carregamento de dados do AWS Import/Export. Ou você poderia criar um trabalho de importação e fornecer com segurança ao terceiro com o arquivo ASSINATURA ou código de barras (para Amazon Glacier and Amazon EBS), e instruções para embalamento e expedição de um dispositivo de armazenamento para o AWS Import/Export. Se a ASSINATURA tornar-se comprometida, a AWS recomenda que você cancele o trabalho e crie um novo. Uma ASSINATURA comprometida permitiria que outra pessoa carregasse dados no local especificado no arquivo manifesto.

P: Preciso fazer back-up dos dados antes de enviá-los à AWS?

Sim, você deve ter outra cópia dos dados antes de expedir o dispositivo à AWS. O dispositivo e os dados poderão ser danificados ou perdidos em trânsito. Adicionalmente, nós concluímos as tarefas de importação apagando todos os dados do dispositivo. Mantenha a sua cópia de backup até confirmar que o upload dos seus dados foi realizado com sucesso.


P: Como carrego os dados no Amazon EBS?

Para importar dados para o Amazon EBS, comece carregando os dados em um dispositivo de armazenamento, como um disco rígido USB ou eSATA externo. Em seguida, envie uma solicitação Criar trabalho, que inclui a região-alvo do Amazon EBS e o endereço de expedição de devolução. Você receberá instruções sobre a expedição em um PDF.

Imprima o PDF e recorte o código de barras na parte inferior da planilha. Afixe o código de barras no dispositivo e embale-o junto com quaisquer cabos necessários. Em seguida, envie o pacote para o endereço especificado nas instruções de expedição.

Após carregarmos os dados no Amazon EBS, concluiremos a tarefa apagando todos os dados no dispositivo. (Todos os clientes que criam tarefas de importação devem escolher uma opção de limpeza do dispositivo.) Então, enviaremos o dispositivo para o endereço de retorno especificado na solicitação da criação de tarefa. Caixas postais não são um endereço válido para expedição de devolução. Para obter mais informações sobre o processo Criar trabalho, consulte o Guia do desenvolvedor do AWS Import/Export.

P: O que acontece com o meu dispositivo após a tarefa de importação ser concluída?

Após importarmos os dados do dispositivo, concluiremos a tarefa apagando todos os dados do dispositivo. (Todos os clientes que criam tarefas de importação devem escolher uma opção de limpeza do dispositivo.) Então, enviaremos o dispositivo para o endereço de retorno especificado na solicitação da criação de tarefa.

P: Preciso de um bucket do Amazon S3 para carregar dados no Amazon EBS?

O AWS Import/Export requer a especificação de um bucket do Amazon S3 para o qual sua conta tem permissão de gravação para armazenamento dos logs de carga de dados. Esse balde de logs também é usado caso os dispositivos enviado ultrapasse o volume máximo de 1 TB do Amazon EBS. O bucket de logs é especificado como parte da solicitação da criação de tarefa. É possível criar um bucket do Amazon S3 na seção Amazon S3 do AWS Management Console.

P: O que acontece se o dispositivo de armazenamento for maior que 1 TB?

Se a capacidade do dispositivo de armazenamento for inferior ou igual ao volume máximo de 1 TB, seu conteúdo será carregado diretamente em um snapshot do Amazon EBS.

Se a capacidade do dispositivo de armazenamento ultrapassar 1TB, uma imagem do dispositivo será armazenada dentro do balde de registro específico do Amazon S3. Em seguida, crie um RAID de volumes EBS usando um software como o Logical Volume Manager e copie a imagem do Amazon S3 para este novo volume.

Download da ferramenta Import/Export

P: Há limitações do sistema de arquivos ao importar para o Amazon EBS?

Não. A AWS não instala o sistema de arquivos no dispositivo de armazenamento, nem é exigido que um sistema de arquivos esteja presente. O AWS Import/Export desempenha uma cópia de bloco a bloco do dispositivo para um snapshot do Amazon EBS.


P: Como carrego os dados no Amazon Glacier?

Para importar dados para o Amazon Glacier, comece carregando os dados em um dispositivo de armazenamento, como um disco rígido USB ou eSATA externo. Em seguida, envie uma solicitação Criar trabalho, que inclui a região-alvo do Amazon Glacier e o endereço de expedição de devolução. Você receberá instruções sobre a expedição em um PDF.

Imprima o PDF e recorte o código de barras na parte inferior da planilha. Afixe o código de barras no dispositivo e embale-o junto com quaisquer cabos necessários. Em seguida, envie o pacote para o endereço especificado nas instruções de expedição.

Após carregarmos os seus dados no Amazon Glacier, concluiremos a tarefa apagando todos os dados do dispositivo. (Todos os clientes que criam tarefas de importação devem escolher uma opção de limpeza do dispositivo.) Então, enviaremos o dispositivo para o endereço de retorno especificado na solicitação da criação de tarefa. Caixas postais não são um endereço válido para expedição de devolução. Para obter mais informações sobre o processo Criar trabalho, consulte o Guia do desenvolvedor do AWS Import/Export.

P: O que acontece com o meu dispositivo após a tarefa de importação ser concluída?

Após importarmos os dados do dispositivo, concluiremos a tarefa apagando todos os dados do dispositivo. (Todos os clientes que criam tarefas de importação devem escolher uma opção de limpeza do dispositivo.) Então, enviaremos o dispositivo para o endereço de retorno especificado na solicitação da criação de tarefa.

P: Preciso de um bucket do Amazon S3 para carregar dados no Amazon Glacier?

O AWS Import/Export exige a especificação de um bucket do Amazon S3 para o qual sua conta tem permissão de gravação para armazenamento dos logs de carga de dados. O bucket de logs é especificado como parte da solicitação da criação de tarefa. É possível criar um bucket do Amazon S3 na seção Amazon S3 do AWS Management Console.

P: O que acontece se o dispositivo de armazenamento for maior que 4 TB?

Se a capacidade do dispositivo de armazenamento for inferior ou igual ao volume máximo de 4 TB, seu conteúdo será carregado diretamente em um arquivo compactado do Amazon Glacier.

Se a capacidade de armazenamento do dispositivo exceder 4 TB, não iremos carregar os dados; iremos apagar os dados do dispositivo e enviá-lo de volta ao endereço de retorno especificado na solicitação da criação de tarefa.

Download da ferramenta Import/Export

P: Há limitações do sistema de arquivos ao importar para o Amazon Glacier?

Não. A AWS não instala o sistema de arquivos no dispositivo de armazenamento, nem é exigido que um sistema de arquivos esteja presente. O AWS Import/Export desempenha uma cópia de bloco a bloco do dispositivo para um arquivo compactado do Amazon Glacier.


P: Como carrego os dados no Amazon S3?

Para usar a importação, comece carregando os dados em um dispositivo de armazenamento, como um disco rígido USB ou eSATA externo. Em seguida, envie uma solicitação Criar trabalho, que inclui o balde do Amazon S3 e o endereço de expedição da devolução. Você receberá um JOBID exclusivo, uma assinatura para autenticação do dispositivo e um endereço da AWS para o qual o dispositivo será expedido.

Em seguida, copie a assinatura devolvida pela solicitação Criar trabalho para o diretório-raiz do dispositivo de armazenamento. Esse arquivo deve se chamar “SIGNATURE” (ASSINATURA). Em seguida, identifique o dispositivo com o JOBID e preencha as informações na guia de remessa. Embale o dispositivo, identifique claramente o JOBID no seu pacote e envie-o para o endereço da AWS especificado na resposta Criar trabalho.

Após carregarmos os dados no Amazon S3, nós concluiremos a tarefa apagando todos os dados do dispositivo. (Todos os clientes que criam tarefas de importação devem escolher uma opção de limpeza do dispositivo.) Então, enviaremos o dispositivo para o endereço de retorno especificado na solicitação da criação de tarefa. Caixas postais não são um endereço de expedição de devolução válido. Para obter mais informações sobre o processo Criar trabalho, consulte o Guia do desenvolvedor do AWS Import/Export.

P: O que acontece com o meu dispositivo após a tarefa de importação ser concluída?

Após importarmos os dados do dispositivo, concluiremos a tarefa apagando todos os dados do dispositivo. (Todos os clientes que criam tarefas de importação devem escolher uma opção de limpeza do dispositivo.) Então, enviaremos o dispositivo para o endereço de retorno especificado na solicitação da criação de tarefa.

P: Os dados podem ser carregados em mais de um bucket?

Não, as cargas de dados são restritas a um bucket por trabalho.

P: Como meus arquivos são mapeados para objetos do Amazon S3?

Cada nome de arquivo no seu dispositivo de armazenamento é mapeado para um nome de chave do Amazon S3 baseado em seu caminho completo. Por exemplo, se o dispositivo de armazenamento tiver um arquivo localizado em “mydir/myfile”, a chave se chamará “mydir/myfile”. Uma barra inclinada ‘/’ sempre é usada como o separador do diretório ao mapear o nome do arquivo para o nome de uma chave. A solicitação Criar trabalho pode incluir instruções para adicionar um prefixo a cada chave e configurar os seguintes atributos de objetos: Cache-Control, Content-Disposition, Content-Encoding, Content-Language, Content-Type, Expires e x-amz-acl.

P: Posso preservar os metadados do arquivo como permissões e carimbos de data/hora?

Você pode preservar apenas o último carimbo de data/hora modificado de um arquivo usando um manifesto S3 personalizado e definindo a opção diskTimestampMetadataKey. As permissões de arquivo não são transferidas para o S3, pois não são compatíveis com ACLs de objeto. Para obter mais informações sobre a definição de ACLs, consulte a referência do arquivo de manifesto.

P: O que acontece se já houver uma chave?

Assim como um Amazon S3 PUT padrão, se um novo objeto usar a mesma chave como um objeto existente, o AWS Import/Export substituirá o objeto antigo pelo novo objeto.

P: Posso gravar no bucket de alguém? E quem paga por isso?

Sim, desde que sua conta do AWS tenha acesso de escrita ao balde. A conta do AWS que envia a solicitação Criar trabalho pagará todos os encargos do AWS Import/Export, enquanto o proprietário do balde pagará as tarifas de solicitação e de armazenamento aplicáveis do Amazon S3.

P: Meu trabalho pode abranger várias partições do disco?

Não, cada trabalho tem exatamente uma partição.

P: Posso gravar no bucket de pagamentos de um solicitante?

Não, baldes de pagamentos do solicitante não são compatíveis neste momento. Você terá de carregar os dados em um balde de pagamentos de não solicitante e, em seguida, tornar esse balde um balde de pagamentos de solicitante ou copiar os dados para o balde de pagamentos de solicitante.

P: Obtenho uma somatória ou algum tipo de recibo sobre o que foi carregado no Amazon S3?

Sim, o AWS Import/Export salva um relatório de log de importação no seu balde. Esse relatório contém informações por arquivo, incluindo a data e a hora do upload, a chave do Amazon S3, a somatória MD5 e o número de bytes.

P: O que acontece quando um arquivo for maior que 5 TB?

O AWS Import/Export rejeita todos os arquivos maiores do que 5TB. Forneceremos os nomes desses arquivos no relatório do log de importação.

P: Posso desfazer um trabalho?

Não, não há opção para restaurar o balde para o estado anterior. Se você quiser excluir os dados carregados, terá de redigir um programa para transferir o log de importação e emitir uma operação DELETE em cada objeto.

P: Como o AWS Import/Export trabalha com o recurso Versioning do Amazon S3?

Ao importar os dados por meio do AWS Import/Export para um balde habilitado para Versioning, os objetos dentro do balde não serão sobrescritos permanentemente. O processo de importação cria uma nova versão para cada objeto no balde. Ao exportar os dados por meio do AWS Import/Export com base em um balde habilitado para Versioning, é possível exportar apenas as versões gravadas mais recentemente dos objetos.


P: Como recebo meus dados da AWS?

Para exportar, primeiro envie uma solicitação de criação de tarefa para a AWS especificando o seu bucket do Amazon S3, sua senha de criptografia e o endereço de retorno. Você receberá um JOBID exclusivo, uma assinatura para autenticação do dispositivo e um endereço da AWS para o qual o dispositivo será expedido.

Em seguida, copie a assinatura devolvida pela solicitação Criar trabalho para o diretório-raiz do dispositivo de armazenamento. Esse arquivo deve se chamar “SIGNATURE” (ASSINATURA). Em seguida, identifique o dispositivo com o JOBID e preencha um guia de remessa. Embale o dispositivo, identifique claramente o JOBID no seu pacote e envie-o para o endereço da AWS especificado na resposta Criar trabalho.

A AWS irá criptografar os seus dados usando a senha que você especificou e transferi-los para o dispositivo. Depois que a AWS terminar de transferir os dados para o dispositivo de armazenamento, o dispositivo é enviado para o Endereço de devolução especificado na solicitação Criar trabalho. Caixas postais não são um endereço válido para expedição de devolução. Para obter mais informações sobre o processo de criação de tarefa, consulte o AWS Import/Export Developer Guide.

P: A AWS irá criptografar os meus dados antes de carregá-los no dispositivo? A criptografia é obrigatória?

Sim, a AWS irá criptografar os seus dados usando a senha que você especificou e transferi-los ao dispositivo. A criptografia é obrigatória.

P: Quantos dados posso inserir no dispositivo?

Depende. A quantidade de dados que caberá no dispositivo é determinada pelo conjunto de arquivos exportados especificado, pelo tamanho do bloco do dispositivo formatado, pela quantidade de despesas gerais do sistema de arquivos e pela capacidade real formatada. Por exemplo, uma unidade de 1 TB com uma capacidade bruta de 1.000.000.000.000 bytes, quando formatada, poderia resultar em apenas 910.000.000.000 bytes utilizáveis.

O tamanho do bloco poderia ser um problema para conjuntos de arquivos com arquivos menores. Por exemplo, se o dispositivo estiver formatado com tamanhos de bloco de 4 KB, mas os arquivos tiverem 1 KB, haveria 3 KB de espaço não utilizável por arquivo. Para estimar quantos bytes poderiam impactar potencialmente o tamanho do bloco, multiplique o número de arquivos para exportação pelo tamanho do bloco formatado.

P: Posso recuperar dados de mais de um bucket?

Sim, é possível especificar mais de um balde na solicitação Criar trabalho; no entanto, todos os baldes devem estar localizados na mesma Região do Amazon S3. Além disso, você deve ter permissão de leitura com relação a cada balde e a cada objeto.

P: Posso ler o bucket de alguém? E quem paga por isso?

Sim, desde que sua conta da AWS tenha acesso de leitura ao balde e objetos correspondentes. A conta da AWS que envia a solicitação Criar trabalho pagará todos os encargos do AWS Import/Export, enquanto o proprietário do balde pagará as tarifas de solicitação aplicáveis do Amazon S3.

P: Como os objetos do Amazon S3 são mapeados para arquivos?

Cada chave é copiada para o dispositivo em uma árvore de diretórios que começa com o nome do balde. Por exemplo, se a chave era “images/chewie.jpg” e o balde era “starwars”, então o objeto seria salvo como /starwars/images/chewie.jpg. Os metadata associados a cada objeto não são copiados para o dispositivo de armazenamento.

P: E quanto aos metadados, ACLs ou cabeçalhos do meu usuário?

Neste momento, a exportação não inclui esses dados.

P: Obtenho uma somatória ou algum tipo de recibo sobre o que foi copiado em meu dispositivo de armazenamento?

Sim, a AWS salva um relatório de log de exportação no balde de log especificado. O relatório contém informações por arquivo que incluem a data e a hora da transferência, a localização no dispositivo de armazenamento, a somatória MD5 e o número de bytes.

P: O que acontece se o nome de uma chave não for mapeado para um nome de arquivo válido?

Seu arquivo será gravado no diretório de recuperação. Seu arquivo de log conterá um código de status de redirecionamento.

P: Posso especificar o nome do diretório de recuperação?

Sim, você pode especificar o nome do diretório de recuperação ao enviar a solicitação Criar trabalho. O nome padrão é “EXPORT-RECOVERY”.

P: A AWS poderá formatar ou apagar meu dispositivo antes de iniciar a exportação?

Sim, antes do início da operação de exportação, o dispositivo será reparticionado e reformatado com o sistema de arquivos especificado no manifesto da tarefa.

P: O que acontecerá se já houver um arquivo no meu dispositivo?

O arquivo existente será sobrescrito pelo arquivo novo. No entanto, antes de desempenhar a exportação, a AWS verifica todas as chaves para coincidências de nomes distintos por letras maiúsculas e minúsculas em sistemas de arquivos que fazem tal distinção, e salva duplicatas no diretório de recuperação. Por exemplo, em FAT32 “gumby.txt” e “GUMBY.TXT” referem-se ao mesmo arquivo.

P: Posso exportar dados armazenados no Glacier?

Não, o AWS Import/Export não permite exportação de dados localizados no armazenamento do Glacier. Você terá de restaurar estes objetos para exportá-los.

P: O que acontece se o dispositivo estiver cheio?

Um erro será exibido no log de exportação para cada tentativa de chave. Esses objetos não serão gravados no dispositivo de armazenamento. Será necessário fazer download desses arquivos na rede ou criar um novo trabalho.


P: Quais são os requisitos dos dispositivos de armazenamento?

O AWS Import/Export é compatível com dispositivos de armazenamento que podem ser instalados no Red Hat Linux. Para obter a lista atual de requisitos de dispositivo e dispositivos recomendados, consulte “Seleção do dispositivo de armazenamento” na página de detalhes do AWS Import/Export.

P: Preciso incluir meu cabo USB/eSATA, cabo de força e fonte de alimentação?

Sim, para discos rígidos que não sejam SATA internos, o pacote deve incluir os seus cabos de conexão, cabos de força e fonte de alimentação. Para discos rígidos SATA internos, nenhum cabo é necessário.

P: Como determino se minha fonte de alimentação é compatível com 120 Volts a 60 Hz ou 230 Volts a 50 Hz?

Se você tiver dúvidas, normalmente a fonte de alimentação terá uma identificação que especifica a tensão e a frequência. Por exemplo, a fonte de alimentação poderá especificar, Entrada: 100-240 V ~ 50-60 Hz. Essa identificação indica que a fonte de alimentação é compatível com tensões de 100 a 240 volts em frequências entre 50 e 60 Hz. Se houver mais perguntas, entre em contato com o fabricante do dispositivo.


P: Como é a política de segurança de dados da AWS em relação ao retorno dos dispositivos após tarefas de Import/Export?

A AWS somente envia dispositivos para fora de suas dependências se o dispositivo estiver completamente apagado ou o dispositivo somente contiver dados criptografados pela AWS. Para tarefas de importação, nós apagamos os dispositivos após a finalização da tarefa. Para tarefas de exportação, nós sempre criptografamos os dados a serem exportados para o dispositivo. Nós utilizamos software TrueCrypt para a criptografia.

P: Como meu dispositivo é autenticado?

Para cargas de dados para e do Amazon S3, a resposta Criar trabalho inclui uma assinatura exclusiva, que deve ser copiada para um arquivo chamado "SIGNATURE" no diretório-raiz do dispositivo. Para cargas de dados no Amazon EBS e Amazon Glacier, a resposta Criar trabalho inclui um código de barras da assinatura, que deve ser afixado no dispositivo.

A assinatura é gerada com segurança pela AWS e é usada para identificar e autenticar o dispositivo. Não compartilhe essa assinatura com pessoal não autorizado. Se a assinatura for comprometida, a AWS recomenda que você cancele o trabalho e crie uma nova.

P: Que mecanismos de controle de acesso estão disponíveis para o AWS Import/Export?

O AWS Import/Export é compatível com as políticas do Identity and Access Management (IAM). Com as políticas do IAM, você pode conceder controle de alta granularidade aos usuários do IAM para criar, visualizar e atualizar tarefas de Import/Export.

Além das políticas do IAM, você também pode utilizar políticas de bucket e listas de controle de acesso (ACLs) para limitar o acesso aos seus recursos da AWS.

Verifique a nossa documentação para obter mais detalhes sobre o uso de políticas do IAM com o AWS Import/Export e a concessão de acesso a recursos relacionados da AWS.

P: Onde ocorre o carregamento de dados?

Os dados serão carregados por meio de nossa rede interna de alta velocidade em um dos nossos datacenters.

P: Posso usar um serviço de courier?

É possível usar um serviço de courier para enviar pacotes para a AWS. Para importações e exportações dos buckets das Regiões Padrão dos EUA e Leste dos EUA (Norte da Califórnia), a AWS devolverá pacotes vinculados aos EUA via UPS e pacotes internacionais via DHL Express Worldwide. Para importações e exportações dos baldes da Região UE (Irlanda), a AWS devolverá todos os pacotes via An Post. Para obter mais informações sobre tarifas e serviços de expedição de devolução, consulte a Calculadora do AWS Import/Export.

P: A AWS pode limpar meu dispositivo?

Ao criar uma tarefa de importação, você deve especificar que a AWS irá limpar o seu dispositivo. Após o carregamento dos dados na AWS ser concluído, todos os blocos graváveis no dispositivo de armazenamento serão sobrescritos com zeros. Não será necessário realizar uma nova partição e formatar o dispositivo após a limpeza.

P: Há alguma outra situação na qual meus dados serão limpos?

Os dados no dispositivo também serão limpos em situações em que a tarefa de Import/Export não possa ser executada. Os motivos mais comuns para isto são: cancelamento da tarefa pelo cliente, sistema de arquivos incompatível, o dispositivo ser enviado para o departamento incorreto, o dispositivo não ser apropriado para a tarefa a ser desempenhada, e o dispositivo não conter o arquivo de ASSINATURA necessário para a execução da tarefa. Você não será cobrado pelo tempo necessário para limpar o dispositivo.

P: Quem manuseia meu pacote e dispositivo?

A AWS usa funcionários da Amazon e prestadores terceirizados para processar e transportar o pacote com segurança. Por exemplo, pacotes expedidos para nossos endereços AWS especificados são transportados para nossos Datacenters pelos prestadores terceirizados. O dispositivo somente será desempacotado dentro de um datacenter da AWS e manuseado por funcionários da AWS que passaram por extensivas verificações.

P: A AWS mantém uma cadeia de custódia para meu pacote?

Sim, uma vez que a expedição chegar no endereço especificado da AWS, a AWS manterá uma cadeia de custódia do pacote até que este seja entregue ao endereço de devolução.

P: O que acontece se o dispositivo for perdido ou danificado em trânsito?

Se o dispositivo for perdido a caminho, você terá de fazer um acompanhamento junto à transportadora.

P: O que acontece se a AWS perder ou danificar meu dispositivo?

Embora a AWS tenha uma série de controles e procedimentos internos para evitar a perda, dano ou divulgação dos dados, a AWS não é responsável por danos associados à perda ou à divulgação inadvertida dos dados, ou à perda, dano ou destruição do dispositivo de armazenamento. Você sempre deve manter uma cópia de back-up dos seus dados.

P: Eu preciso criptografar os meus dados ao enviar um dispositivo para importação?

Não há necessidade de criptografar os seus dados para tarefas de importação. Porém, a AWS recomenda fortemente a realização da criptografia de quaisquer dados confidenciais enviados à AWS no dispositivo de armazenamento. Você deve determinar se seu caso de uso justifica a criptografia. Verifique a nossa documentação para aprender como utilizar a criptografia para importações.

P: A AWS irá criptografar os dados exportados?

Sim, todos os dados exportados serão criptografados usando software TrueCrypt. A AWS exige que você especifique uma senha de criptografia na sua solicitação da criação de tarefa. Você utilizará a mesma senha para descriptografar os seus dados exportados. Consulte aqui para obter mais informações.

P: O AWS Import/Export pode destruir o meu dispositivo?

A AWS não oferece uma opção para solicitação de destruição dos dispositivos pelos clientes. Porém, nos casos em que tivermos que apagar os dados do dispositivo e isto não for possível, nossas equipes de suporte irão entrar em contato com você através do endereço de e-mail especificado no arquivo manifesto a respeito da destruição do dispositivo.