O AWS Storage Gateway é um serviço que conecta um dispositivo de software in loco ao armazenamento baseado na nuvem para fornecer a integração perfeita e segura entre o ambiente de TI in loco de uma organização e a infraestrutura de armazenamento da AWS. O serviço permite que você armazene com segurança dados na nuvem da AWS para obter um armazenamento escalável e econômico. O AWS Storage Gateway é compatível com protocolos de armazenamento padrão do setor que funcionam com os aplicativos existentes. Ele fornece desempenho de baixa latência ao manter localmente os dados acessados com frequência e armazenar com segurança todos os seus dados criptografados no Amazon Simple Storage Service (Amazon S3) ou no Amazon Glacier.

 

Comece a usar a AWS gratuitamente

Crie uma conta gratuita
Ou faça login no console

Receba doze meses de acesso ao nível de uso gratuito da AWS e aproveite os recursos do AWS Basic Support incluindo atendimento ao cliente 24x7x365 e fóruns de suporte, entre outros recursos.

O AWS Storage Gateway oferece suporte a três configurações:

Volumes armazenados em cache no gateway: você pode armazenar seus dados principais no Amazon S3 e reter localmente seus dados acessados frequentemente. Os volumes armazenados em cache no gateway fornecem uma economia substancial no armazenamento principal, minimizam a necessidade de escalar seu armazenamento local e retêm acesso de baixa latência a seus dados acessados frequentemente.

Volumes armazenados no gateway: na hipótese de você precisar do acesso de baixa latência para seu conjunto inteiro de dados, poderá configurar seu gateway local para armazenar seus dados principais localmente e efetuar backup, de forma assíncrona, de snapshots pontuais desses dados para o Amazon S3. Os volumes armazenados no gateway fornecem backups externos duráveis e baratos que você pode recuperar localmente ou no Amazon EC2 se, por exemplo, precisar de capacidade de substituição para a recuperação de desastres.

Gateway-Virtual Tape Library (Gateway-VTL): com o Gateway-VTL, você pode ter uma coleção ilimitada de fitas virtuais. Cada fita virtual pode ser armazenada em uma biblioteca de fitas virtuais suportada pelo Amazon S3 ou uma prateleira de fitas virtuais suportada pelo Amazon Glacier. A biblioteca de fitas virtuais expõe uma interface iSCSI padrão do setor que fornece ao seu aplicativo de backup acesso on-line às fitas virtuais. Quando você não precisar mais de acesso imediato ou frequente aos dados contidos em uma fita virtual, poderá usar seu aplicativo de backup para movê-los de sua biblioteca de fitas virtuais para sua prateleira de fitas virtuais para diminuir ainda mais seus custos de armazenamento.

O AWS Storage Gateway transfere com segurança os dados para a AWS via SSL e armazena os dados criptografados não utilizados no momento no Amazon S3 e no Amazon Glacier usando o Advanced Encryption Standard (AES) 256, um padrão seguro de criptografia de chave simétrica que usa chaves de criptografia de 256 bits.

O AWS Storage Gateway armazena, de forma durável, os dados dos aplicativos locais ao carregá-los no Amazon S3 e no Amazon Glacier. O Amazon S3 e o Amazon Glacier armazenam dados de forma redundante em várias instalações e em vários dispositivos dentro de cada instalação. O Amazon S3 e o Amazon Glacier também fazem verificações regulares e sistemáticas da integridade dos dados e são construídos para autorrecuperação.

Não há necessidade de projetar de novo os aplicativos locais. Volumes armazenados em cache no gateway e volumes armazenados no gateway expõem uma interface de dispositivo de disco de bloco padrão iSCSI e o Gateway-VTL apresenta uma interface de biblioteca de fitas virtuais padrão iSCSI.

Ao facilitar que os aplicativos locais armazenem dados no Amazon S3 ou no Amazon Glacier, o AWS Storage Gateway reduz o custo, a manutenção e os desafios de escalabilidade associados ao gerenciamento de ambientes de armazenamento principal, de backup e de arquivamento. Você paga somente por aquilo que usa, sem compromissos a longo prazo.

Os volumes armazenados no gateway e volumes armazenados em cache no gateway foram projetados para integrarem-se diretamente ao Amazon S3, Amazon EBS, e Amazon EC2, possibilitando o armazenamento de snapshots pontuais dos seus dados locais de aplicativo no Amazon S3 na forma de snapshots Amazon EBS para recuperação local futura ou no Amazon EC2. Essa integração permite que você espelhe os dados facilmente dos aplicativos locais para os aplicativos executados no Amazon EC2 na recuperação de desastres e em casos de capacidade de computação sob demanda. O Gateway-VTL integra-se com o Amazon Glacier e permite que você armazene de forma econômica e durável seus dados de arquivo e de backup de longo prazo.

O AWS Storage Gateway usa com eficiência a largura de banda da Internet para acelerar o upload dos dados de aplicativos locais para a AWS. O AWS Storage Gateway faz upload somente dos dados que foram alterados, minimizando a quantidade de dados enviados via Internet. Você também pode usar o AWS Direct Connect para aumentar ainda mais o rendimento e reduzir os custos da rede ao estabelecer uma conexão de rede dedicada entre o gateway local e a AWS.

O AWS Storage Gateway permite que seus aplicativos de backup locais existentes armazenem backups principais no serviço de armazenamento escalável, confiável, seguro e econômico do Amazon S3. Você pode criar volumes de armazenamento em cache no gateway e montá-los como dispositivos iSCSI em seus servidores de aplicativo de backup locais. Todos os dados são transferidos com segurança para a AWS via SSL e armazenados de forma criptografada no Amazon S3 usando a criptografia de 256 bits do AES. O uso de volumes armazenados em cache no gateway fornece uma alternativa interessante para a escolha tradicional de manter e escalar hardware de armazenamento dispendioso localmente.

Para as situações em que você deseja manter seus dados principais ou backups localmente, poderá usar os volumes armazenados no gateway para manter esses dados localmente e efetuar backup desses dados externamente para o Amazon S3. Os volumes armazenados no gateway fornecem uma alternativa interessante para lidar com os tempos mais longos de recuperação e carga operacional de gerenciar o armazenamento externo em fita para backups.

Saiba mais»

O AWS Storage Gateway, junto com o EC2, podem espelhar todo o ambiente de produção para a recuperação de desastres (RD). Pode ser um desafio planejar a continuidade dos negócios em caso de falta de energia, incêndio, inundação ou outro desastre. Requer investimentos em infraestrutura redundante, funcionários em vários datacenters e soluções de replicação de armazenamento caras. O AWS Storage Gateway e o Amazon EC2 fornecem juntos uma solução simples de recuperação de desastres hospedada na nuvem. Usando o Amazon EC2, você pode configurar imagens da máquina virtual dos servidores de aplicativo de recuperação de desastres e pagar somente quando precisar desses servidores. Caso a infraestrutura local fique inativa, basta iniciar as instâncias de computação do Amazon EC2 necessárias e anexá-las às cópias de seus dados locais. O AWS Storage Gateway lida com os desafios da replicação de dados para a recuperação de desastres ao permitir que você crie volumes armazenados em cache no gateway que armazenam seus dados no Amazon S3. Ao armazenar seus dados no AWS Storage Gateway, você fica preparado para a recuperação de desastres, caso perca o aplicativo ou o armazenamento local.

Saiba mais»

O gerenciamento do armazenamento local para os compartilhamentos de arquivos departamentais e diretórios resulta normalmente em altos custos de capital e manutenção, hardware subutilizado e cotas de usuário restritivas. O AWS Storage Gateway aborda esses problemas de escalabilidade e manutenção local permitindo o armazenamento direto de compartilhamentos de arquivos corporativos no Amazon S3, enquanto mantém uma cópia dos arquivos locais acessados frequentemente. Isso minimiza a necessidade de redimensionar a escala da infraestrutura de armazenamento de arquivos locais sem deixar de oferecer o acesso com baixa latência a seus dados acessados frequentemente. O uso do AWS Storage Gateway permite criar volumes de armazenamento armazenados em cache no gateway com até 32 TB e montá-los como dispositivos iSCSI em seus servidores de arquivos locais. Você poderá, então, expor esses volumes como compartilhamentos CIFS (Common Internet File System) ou pontos de montagem NFS (Network File System) para suas máquinas clientes. O AWS Storage Gateway armazena, de forma durável, os arquivos gravados nesses compartilhamentos ou pontos de montagem no Amazon S3, enquanto mantém um cache dos arquivos recentemente gravados e lidos no hardware de armazenamento local para oferecer o acesso de baixa latência. Como você paga apenas pelo armazenamento realmente usado, pode redimensionar a escala do armazenamento sob demanda e evitar o custo do hardware subutilizado.

Saiba mais»

Se você quiser impulsionar a capacidade computacional sob demanda do EC2 da Amazon para obter mais capacidade durante os períodos de pico, para novos projetos ou como uma forma mais econômica de executar as cargas de trabalho normais, será possível usar o AWS Storage Gateway para espelhar os dados de volume para as instâncias do Amazon EC2. Se você estiver executando ambientes de desenvolvimento e UAT (User Acceptance Test) no Amazon EC2 para usufruir da capacidade computacional sob demanda da AWS, poderá usar o AWS Storage Gateway para assegurar que esses ambientes tenham acesso contínuo aos dados mais recentes dos sistemas de produção locais.

Saiba mais»

Usando o Gateway-VTL, você pode armazenar dados que precisam de retenção por longo prazo e acesso não frequente sem mudar seus aplicativos de backup atuais e processos baseados em fita. Embora o armazenamento baseado em fita magnética possa ser econômico quando operado em escala, ele pode esgotar recursos, pois uma ou mais bibliotecas de fita precisam ser mantidas (com frequência em locais distintos geograficamente), exigindo equipe especializada e ocupando espaço valioso em datacenters. Além disso, as fitas devem ser cuidadosamente armazenadas e gerenciadas, o que pode incluir cópia periódica de dados de fitas antigas para novas, a fim de garantir que seus dados ainda possam ser lidos à medida que os padrões de tecnologia de fita evoluírem.

O potencial de baixo custo da fita também exige planejamento preciso de capacidade, um processo que geralmente tem tendência a erros, em especial quando a expansão de armazenamento é imprevisível, como frequentemente é. O provisionamento acima da capacidade pode resultar em não utilização e custos superiores, enquanto o provisionamento abaixo do necessário pode resultar em atualizações dispendiosas de hardware muito antes do planejado. Mesmo quando o planejamento de capacidade é preciso, as atualizações periódicas de hardware ainda são comuns, pois as bibliotecas de fita mais antigas são menos eficientes e, portanto, mais caras para operar. Arquivar dados valiosos usando uma solução baseada em fita também exige datacenters caros, de vários sites, redundantes e armazenamento em cofre externo para garantir a durabilidade. Essa abordagem também exige manipulação das fitas, o que aumenta o risco de perda de dados.

Usando o Gateway-VTL, você pode eliminar esses desafios associados com a posse e operação de infraestrutura física de fitas local armazenando seu arquivo e dados de backup de longo prazo em uma coleção ilimitada de fitas virtuais. Suas fitas virtuais podem ser armazenadas em uma biblioteca de fitas virtuais suportada pelo Amazon S3 ou uma prateleira de fitas virtuais suportada pelo Amazon Glacier. A biblioteca de fitas virtuais oferece ao seu aplicativo de backup acesso on-line às fitas virtuais. Quando você não precisar mais de acesso imediato ou frequente aos dados contidos em uma fita virtual, poderá usar seu aplicativo de backup para movê-los de sua biblioteca de fitas virtuais para sua prateleira de fitas virtuais para diminuir ainda mais seus custos de armazenamento.

O Gateway-VTL permite que você elimine a necessidade de grandes gastos de capital inicial e compromissos caros de suporte para vários anos. Com o Gateway-VTL você paga apenas pela capacidade que usa e escala conforme aumentam suas necessidades. Com a solução Gateway-VTL, você também não precisa se preocupar com o transporte de mídia de armazenamento para instalações externas nem com a manipulação de mídia. A solução Gateway-VTL diminui seus custos e simplifica seu processo de gerenciamento de dados, além de melhorar a durabilidade da sua solução de arquivamento e de backup de longo prazo.