O blogue da AWS

Com o Amazon CloudFront, Hotel Urbano tem 100% de disponibilidade

“A nuvem da AWS melhorou absurdamente o tempo de resposta na página. Antes, nós tínhamos problemas para suportar campanhas de marketing. Com o Amazon CloudFront, a minha capacidade de atender a todos os acessos, mesmo em períodos de alta demanda, é muito melhor. A nossa disponibilidade é praticamente de 100%.”

– Silvano Buback, Diretor de Tecnologia do Hotel Urbano

 

O Hotel Urbano é uma das maiores agências de viagens online do país, com 18 milhões de clientes cadastrados, e sua página do Facebook é a líder em todo o mundo no segmento de viagens, com mais de 12 milhões de curtidas. Com média de 52 milhões de pageviews mensais, o site concorre com grandes agências internacionais, e vem otimizando sua infraestrutura desde outubro de 2014, quando migrou sua arquitetura para a nuvem da Amazon Web Services, solucionando problemas de operação que melhoraram muito a experiência do usuário. Mais recentemente, o Hotel Urbano investe em novas estratégias de negócio, que têm a tecnologia como ponto central. Investindo nas ferramentas de Big Data da AWS, a empresa começou a conhecer melhor seus clientes, para oferecer ofertas mais personalizadas aos viajantes da internet brasileira.

Sobre o Hotel Urbano

O Hotel Urbano surgiu em 2011 como um site de compras coletivas voltado para o turismo, e foi se modificando ao longo do tempo e adaptando seu negócio às tendências do mercado, até se recriar como um marketplace de pacotes de viagens e diárias de hotéis. Em pouco mais de um ano, a empresa assumiu o primeiro lugar no ranking de agências de viagens digitais no Brasil, e o sucesso do empreendimento nos anos seguintes foi tão grande que o valor de mercado da empresa atingiu R$ 1 bilhão em 2014. Com 180 funcionários e sede no Rio de Janeiro, a empresa segue se renovando constantemente, e tem se destacado no mercado de agências de viagens online monitorando tendências de comportamento de seu público-alvo nas redes sociais e criando estratégias para fazer com que seus clientes viajem mais vezes por ano, com benefícios que só o Hotel Urbano oferece por meio de parcerias.

O Desafio

Mesmo já tendo conquistado uma base de milhões de clientes, até outubro de 2014 o site do Hotel Urbano ainda enfrentava desafios técnicos. A migração para a nuvem da Amazon Web Services foi uma estratégia para reduzir custos com a infraestrutura, e solucionar problemas gerados pela falta de escalabilidade das máquinas físicas e ultrapassadas que a companhia alugava para hospedar o sistema.

“Nós tínhamos máquinas enormes, que nem tinham todo o seu potencial aproveitado, e ainda pagávamos um custo altíssimo de infraestrutura para ficar hospedado. Outro problema é que a gente não tinha nenhuma flexibilidade: quando havia uma carga maior de acessos por qualquer campanha de marketing, a máquina caía”, explica o Diretor de Tecnologia do Hotel Urbano, Silvano Buback.

A lentidão no processo de dados entre as máquinas também gerava problemas de inconsistência nos preços de ofertas. Para corrigir o problema, o site chegava a ficar minutos em atraso, e acumulava prejuízos financeiros.

“Toda vez que um hoteleiro alterava um contrato, ou que havia alguma ação de marketing que precisava mexer nos preços mais rápido, a gente precisava replicar essa alteração para cada dia, para cada quarto, e era um processo muito pesado. Um banco de dados só não suportava, e isso gerava um atraso para as máquinas de leitura, criando uma inconsistência: o preço alterado só era atualizado muito tempo depois no site. Para o usuário, era uma experiência confusa. Muitas vezes o cliente via preços diferentes num mesmo acesso, ou quando ia finalizar a compra, o valor no carrinho estava diferente. E como às vezes ele subia, o usuário se sentia enganado, apesar de não ser um problema de má fé, era mesmo uma questão técnica”, conta Buback.

Por que a Amazon Web Services

A migração para a nuvem da AWS solucionou os problemas de infraestrutura do Hotel Urbano. O sistema agrega serviços diversos que tornam mais eficazes as campanhas de marketing, e permitem que a empresa desenvolva melhores ofertas e produtos com base nas ferramentas de Big Data. Segundo o Diretor de Tecnologia, a facilidade para implantar os serviços também traz uma vantagem importante: a economia de tempo.

“A vantagem da Amazon é que nós temos muitos serviços de infraestrutura e conseguirmos fazer tudo de uma forma muito rápida. Além disso, eu não pago nada pelo desenvolvimento de serviço”, destaca Buback. Como os outros serviços de cloud não tem esse leque de serviços, acaba que a AWS não tem nem concorrência.”

O problema com as inconsistências nos preços durante as promoções foram resolvidos com o Amazon Aurora. “Nós tentamos várias ações até achar a solução com o Aurora, que resolveu o problema, e com uma migração muito rápida e simples, em apenas uma madrugada de um fim de semana, quando nossos acessos são mais baixos.”

Outro produto destacado por Buback é o Amazon Cloud Front, que acelera a entrega de conteúdo web e foi essencial para acelerar o tempo de resposta do site. A arquitetura do Hotel Urbano na AWS conta com 134 instâncias no banco de dados Amazon EC2. A empresa também contrata o Amazon Route 53, o Amazon S3, e Amazon RDS, que facilita a configuração, a operação e a escalabilidade de bancos de dados relacionais na nuvem. A arquitetura do Hotel Urbano inclui ainda o Amazon Direct Connect e AWS Lambda.

Os Benefícios

Mesmo após ampliar sua arquitetura com diversos serviços da Amazon Web Services, garantindo benefícios técnicos que aumentam a eficiência do seu negócio, o Hotel Urbano teve uma redução significativa de gastos.

“A gente acaba economizando muito dinheiro. Nós não tínhamos aquisição de equipamentos antes, mas o custo de OPEX que nós tínhamos era de 60 mil dólares por mês. Hoje, a nossa conta gira em torno de 25 a 40 mil dólares, apesar de nós termos muito mais serviços do que antes. É uma bela economia. Antes a gente só tinha máquinas com links instalados, e ainda assim era mais caro.”

O suporte Trusted Advisor dos engenheiros da AWS também é um diferencial para Buback, que tem ajuda sempre que precisa fazer alguma alteração ou experimentar novos produtos.

“A relação com a AWS me permite ter uma relação de consultoria que, se eu tivesse que pagar, seria muito caro. Quando eu tenho que definir e dar alguns passos na nuvem, é normal cometer alguns erros. Mas quando eu converso com os engenheiros, eles me orientam sobre os melhores caminhos, e me dão até dicas para reduzir custos com a própria AWS. É muito difícil você ter um gerente de conta que te ensine a reduzir os gastos com os serviços dele, mas eles nos ensinam a sermos o mais eficiente possível na nossa plataforma. Essa relação de confiança não existe com outros parceiros.”

Próximos Passos

Apesar de já usar muitos produtos da AWS, o Diretor de Tecnologia do Hotel Urbano está sempre experimentando serviços novos.

“Desde a migração, a gente está melhorando muito a operação, estamos bem mais eficientes, e o próximo passo agora é entender mais o cliente por meio de Big Data, e a Amazon vai ser o nosso braço direito nessa nova estratégia de negócio”, conta Silvano Buback. “A gente já iniciou alguns testes para experimentar Amazon Redshift, Amazon Simple Notification Service, Amazon SQS e Amazon VPC. Nós queremos fazer um trabalho de recomendação, e estamos começando a experimentar algumas APIs novas, como o Amazon Elastic MapReduce, e o Amazon Kinesis.”