Entregue conteúdo da web personalizado e dinâmico sem custo adicional e sem escrever mais código

Geralmente, um site típico contém uma mistura de conteúdo estático e dinâmico. O conteúdo estático abrange imagens ou folhas de estilo. Já conteúdos dinâmicos ou gerados por aplicações incluem elementos de seu site que são personalizados para cada visualizador. Anteriormente, os desenvolvedores que queriam melhorar a performance e a confiabilidade de seu conteúdo dinâmico tinham opções limitadas, como as soluções oferecidas pelos tradicionais CDNs, que são caras, difíceis de configurar e de gerenciar.


earth-networks-thumbnail
video-thumb-dynamic-content-02

Com o Amazon CloudFront, não há custos adicionais para disponibilizar conteúdo dinâmico para transferência e solicitações de dados além dos preços baixos já praticados para o Amazon CloudFront, sem necessidade de um compromisso de longo prazo para sua utilização. Do mesmo modo, não há pagamentos antecipados, taxas de plataforma mensais nem a necessidade de contratar consultores caros para ajudar com a configuração.

Comece a usar a AWS gratuitamente

Crie uma conta gratuita

O nível gratuito da AWS inclui 50 GB de transferência de dados para fora e 2.000.000 de solicitações HTTP e HTTPS com o Amazon CloudFront.

Consulte os detalhes do nível gratuito da AWS »

Baixe este whitepaper da Frost & Sullivan, patrocinado pela AWS, para saber por que a amazon.com escolheu o Amazon CloudFront para entregar a vasta maioria de seu tráfego de CDN global. Baixe o artigo sobre CDN com o Amazon CloudFront.

O Amazon CloudFront oferece uma maneira simples e econômica para aumentar o desempenho, a confiabilidade e o alcance global de todo o seu site para o conteúdo estático e as partes dinâmicas do seu site que são alteradas para cada usuário.

O CloudFront trabalha com facilidade com aplicativos web dinâmicos executados no Amazon EC2 ou em sua própria origem fora da AWS sem código personalizado ou configurações de proprietário, tornando o serviço simples para implementar e gerenciar. Você pode usar uma única distribuição do Amazon CloudFront para entregar todo o seu site, incluindo conteúdo estático e dinâmico (ou interativo). Isso significa que você pode continuar a usar um único domínio (p.ex., www.exemplo) para todo o seu site sem necessidade de separar o conteúdo estático e dinâmico ou gerenciar vários nomes de domínio no seu site.

O Amazon CloudFront possibilita que você inclua parâmetros de sequência de caracteres de consulta ou cookies para ajudar a personalizar as páginas da web para cada visualizador. Você também pode configurar vários comportamentos de cache para a distribuição na web com base em padrões de URL no seu site. Esses comportamentos de cache oferecem controle granular sobre como você deseja que o Amazon CloudFront armazene em cache partes diferentes do seu site.

Esses recursos são descritos em mais detalhes a seguir:

Um comportamento de cache é o conjunto de regras que você configura para um determinado modelo de URL baseado em extensões de arquivos, nomes de arquivos ou qualquer parte de um caminho URL de seu website (por exemplo, *.jpg). Você pode configurar vários comportamentos de cache para sua distribuição na web. O Amazon CloudFront irá corresponder entradas de solicitações de visualizadores com sua lista de modelos de URL. E, caso não haja uma correspondência, o serviço terá como prioridade o comportamento de cache configurado por você para aquele modelo de URL. Cada comportamento de cache pode incluir os seguintes valores de configuração do Amazon CloudFront: Nome do servidor de origem, protocolo de conexão de visualizador, período mínimo de expiração, parâmetros de sequência de caracteres de consulta, cookies e assinantes confiáveis para conteúdo privado.

Os pontos de presença do Amazon CloudFront podem ver o valor do cabeçalho do Agente do usuário para detectar o tipo de dispositivo de todas as solicitações de entrada. O Amazon CloudFront pode determinar se a solicitação do usuário final veio de um desktop, tablet, Smart TV ou dispositivo móvel e passar essa informação na forma de novos cabeçalhos HTTP ao seu servidor de origem – Amazon EC2, Elastic Load Balancing ou seu servidor de origem personalizado. Seu servidor de origem pode usar a informação de tipo de dispositivo para gerar diferentes versões do conteúdo, com base nos novos cabeçalhos. O Amazon CloudFront também armazena em cache as diferentes versões do conteúdo nesse ponto de presença.

O Amazon CloudFront também pode detectar o país de onde os usuários finais estão acessando o seu conteúdo. Então, o Amazon CloudFront pode passar a informação sobre o país em um novo cabeçalho HTTP ao seu servidor de origem personalizado. Seu servidor de origem pode gerar diferentes versões do conteúdo para usuários de diferentes países e armazenar essas diferentes versões em cache no ponto de presença, para fornecer posteriormente a usuários provenientes do mesmo país que visitem seu site.

O Amazon CloudFront pode ser configurado para encaminhar o valor do cabeçalho de origem, para que seu servidor de origem (Amazon S3 ou uma origem personalizada) possa fornecer suporte para acesso de várias origens via CORS (Cross-Origin Resource Sharing). O CORS define uma maneira de os aplicativos web clientes carregados em um domínio interagirem com recursos em outro domínio.

Você pode configurar um ou mais servidores de origem para sua distribuição de downloads do Amazon CloudFront. Os servidores originais podem ser um recurso da AWS, como Amazon S3, Amazon EC2, Elastic Load Balancing ou um servidor de origem personalizado que não pertença à AWS. O Amazon CloudFront solicitará conteúdo de cada servidor de origem correspondendo os URLs solicitados pelo visualizador com as regras configuradas você para a sua distribuição. Essa funcionalidade permite que você tenha a flexibilidade de utilizar cada recurso da AWS de acordo com sua especificidade: O Amazon S3 para armazenamento, o Amazon EC2 para computação, etc. – sem precisar criar várias distribuições e gerenciar uma série de nomes de domínio do seu website. Você também pode continuar utilizando servidores de origem já configurados sem necessidade de mover dados ou reimplantar código de aplicações.

O Amazon CloudFront utiliza o período de expiração que você definir em seus arquivos (através de cabeçalhos de controle do cache) para determinar se ele precisa verificar a origem de uma versão atualizada do arquivo. Se você espera que seus arquivos sejam alterados com frequência, é possível definir um período de expiração curto para o arquivo. O Amazon CloudFront aceita períodos de expiração de no mínimo 0 segundos (neste caso, o CloudFront revalidará cada solicitação de visualizador na origem). O Amazon CloudFront também respeita instruções especiais de controle de cache, como: Privado, não armazenar, etc.Normalmente, essas instruções são úteis na distribuição de conteúdo dinâmico que nem sempre é armazenado em cache no ponto de presença.

Os parâmetros de sequência de caracteres de consulta são usados frequentemente para retornar conteúdo personalizado gerado por um script executado no servidor de origem. Opcionalmente, você pode configurar sequências de caracteres de consulta para serem encaminhadas aos servidores de origem e incluídas na identidade única do objeto armazenado em cache. Essa funcionalidade pode ser ativada separadamente para cada comportamento de cache único que você configurou. Dessa forma, os parâmetros de sequência de caracteres de consulta podem ajudar você a personalizar suas páginas da web para cada visualizador ao mesmo tempo que aproveita as vantagens de escalabilidade e desempenho oferecidas pelo armazenamento em cache nos pontos de presença do Amazon CloudFront.

O Amazon CloudFront oferece suporte à entrega de conteúdo dinâmico personalizado usando cookies HTTP. Para usar esse recurso, especifique se você deseja que o Amazon CloudFront encaminhe alguns ou todos os seus cookies para seu servidor de origem personalizado. Você também pode especificar caracteres curinga no nome do cookie para encaminhar vários cookies correspondentes a um formato de sequência de caracteres. O Amazon CloudFront então considera os valores de cookie encaminhados ao identificar um objeto exclusivo em seu cache. Dessa forma, seus usuários finais obtêm o benefício do conteúdo personalizado apenas para eles com um cookie e os benefícios de desempenho do Amazon CloudFront.

Você pode usar o Amazon CloudFront para encaminhar todos os cabeçalhos de solicitações (ou os incluídos em uma lista branca) ao seu servidor de origem. Esses cabeçalhos contêm informações como o dispositivo usado pelos seus visitantes ou o país de onde eles acessaram o conteúdo. Você pode configurar o CloudFront para armazenar seu conteúdo em cache com base nos valores dos cabeçalhos, para que você possa fornecer conteúdo personalizado aos usuários. Por exemplo, se você está hospedando vários sites no mesmo servidor da web, pode configurar o Amazon CloudFront para encaminhar o cabeçalho do host à sua origem. Quando sua origem retornar diferentes versões do mesmo objeto com base nos valores do cabeçalho do host, o Amazon CloudFront armazenará os objetos no cache separadamente, com base nesses valores.

O suporte para certificado SSL personalizado permite que você entregue conteúdo via HTTPS usando seu próprio nome de domínio e seu próprio certificado SSL. Isto oferece aos visitantes do seu site os benefícios de segurança do CloudFront em uma conexão SSL que usa seu próprio nome de domínio, além de uma latência menor e maior confiabilidade. Você também pode configurar o CloudFront para usar conexões HTTPS para buscas de origem para que seus dados sejam totalmente criptografados da origem até seus usuários finais. A configuração do suporte para certificado SSL personalizado é fácil. Não é necessário nenhum código proprietário nem contratar consultores. Comece visitando a página de detalhes do SSL personalizado do CloudFront e escolhendo o recurso de SSL personalizado mais adequado às suas necessidades.

Você pode provisionar certificados SSL/TLS e associá-los a distribuições do CloudFront em minutos. Basta provisionar um certificado usando o novo AWS Certificate Manager (ACM) e implantá-lo na distribuição do CloudFront com alguns cliques. O ACM gerenciará as renovações de certificados por você. O ACM permite provisionar, implantar e gerenciar o certificado sem encargos adicionais.

É possível usar o CloudFront para entregar conteúdo do domínio raiz ou "apex de zona" do seu site. Por exemplo, é possível configurar tanto http://www.example.com, quanto http://example.com para apontar para a mesma distribuição do CloudFront, sem risco de perda de desempenho ou disponibilidade de gerenciamento de um serviço de redirecionamento. Para usar esse recurso, você cria um registro de Alias no Amazon Route 53 para associar a raiz do seu domínio com a sua distribuição do CloudFront.

Você pode configurar o Amazon CloudFront para incluir o protocolo (HTTP ou HTTPS) da solicitação do seu usuário final como parte da chave do cache, a fim de identificar um objeto de forma exclusiva no cache. Isso permite personalizar seu conteúdo com base no protocolo que seus usuários finais estão usando para acessá-lo.

O Amazon CloudFront oferece suporte para os seguintes métodos HTTP: GET, HEAD, POST, PUT, DELETE, OPTIONS e PATCH. Isso significa que você pode aprimorar o desempenho de sites dinâmicos que têm formulários da Web, caixas de comentário e de login, botões do tipo "adicionar ao carrinho" ou outros recursos que carregam dados dos usuários finais. Além disso, você agora pode usar um único nome de domínio para entregar todo o site por meio do CloudFront, acelerando os processos de download e carga do seu site. Por padrão, a resposta aos métodos GET e HEAD serão armazenados em cache nos pontos de presença do CloudFront. É possível optar por configurar a distribuição do Amazon CloudFront para armazenar em cache as respostas à solicitação OPTIONS. Os outros métodos HTTP (POST, PUT, DELETE e PATCH) não são armazenados em cache e são apenas representados para a origem pelos pontos de presença do Amazon CloudFront. Pode ser necessário ativar o suporte para esses métodos HTTP adicionais em suas distribuições existentes do CloudFront usando o AWS Management Console ou a API do CloudFront.

Além disso, o conjunto completo dos recursos do Amazon CloudFront está disponível para uso na configuração do Amazon CloudFront para entregar um site dinâmico. Esses recursos incluem a entrega de conteúdo privado, a entrega segura de conteúdo, versionamento de objetos e cancelamento de validade de cache, logs de acesso para relatórios e monitoramento de uso, etc. Para saber mais sobre todos os recursos do Amazon CloudFront, consulte o Amazon CloudFront Developer Guide.

O Amazon CloudFront também oferece um Acordo de Nível de Serviço (SLA) que oferece um crédito de serviços se a porcentagem de tempo de disponibilidade mensal de um cliente ficar abaixo de nosso compromisso de serviços em qualquer ciclo de cobrança. Informações adicionais podem ser encontradas na página do SLA do Amazon CloudFront.

Além dessa página, outras páginas que podem ser do seu interesse incluem a página de produto do Amazon CloudFront e o Amazon CloudFront Developer Guide.

O Amazon CloudFront implementou várias otimizações de desempenho que aceleram a entrega de todo o seu site (incluindo conteúdo dinâmico e estático) da origem para os usuários finais. Esses aprimoramentos de desempenho incluem a manutenção de conexões persistentes coma origem e outras otimizações de caminho de rede para acelerar a entrega de conteúdo dinâmico. Especificamente, cada usuário final é roteado para o ponto de presença do Amazon CloudFront mais próximo em termos de latência da Internet. Então, as solicitações do usuário são transmitidas de volta ao servidor de origem executado na AWS usando conexões monitoradas e otimizadas para desempenho pela Amazon.

O Amazon CloudFront também reutiliza conexões existentes entre o ponto de presença do Amazon CloudFront e o servidor de origem, reduzindo a latência da configuração da conexão para cada solicitação enviada à origem. Também são aplicadas outras otimizações de conexão para evitar gargalos da Internet e utilizar plenamente a largura de banda entre o ponto de presença e o visualizador. Isso significa que o Amazon CloudFront pode acelerar a distribuição de conteúdo dinâmico e fornecer aos usuários uma experiência consistente e confiável, mas personalizada, quando navegam na aplicação web. Os mesmos benefícios de desempenho aplicados às solicitações de download de conteúdo dinâmico são também aplicados pelo Amazon CloudFront às solicitações de carga.

Whitepaper da Frost & Sullivan sobre o desempenho do Amazon CloudFrontA AWS recentemente encomendou à Frost & Sullivan um whitepaper sobre o desempenho do Amazon CloudFront em comparação com outras CDNs sofisticadas. O documento, escrito por Dan Rayburn, especialista em CDN, fornece dados comparativos de desempenho demonstrando que o Amazon CloudFront é o mais rápido entre as principais CDNs em vários testes de latência e supera a latência média de outras CDNs de ponta em todos os testes. O documento também apresenta os resultados dos testes executados no site Amazon.com (que executa testes de desempenho em várias das principais CDNs) e constata o motivo pela qual a grande maioria do tráfego de CDN no site Amazon.com é atualmente atendida pelo Amazon CloudFront. Baixe o artigo.

O Amazon CloudFront trabalha de forma transparente com aplicações web dinâmicas executadas no Amazon EC2 ou em sua própria origem fora da AWS sem código personalizado ou configurações proprietárias, simplificando a implantação e o gerenciamento do serviço. Você pode usar uma única distribuição do Amazon CloudFront para entregar todo o seu site, incluindo conteúdo dinâmico, estático e interativo. Isso significa que você pode continuar a usar um único domínio (por exemplo, www.exemplo) para todo o site sem necessidade de separar o conteúdo estático e dinâmico ou gerenciar vários nomes de domínio no site.

Você pode interagir com o Amazon CloudFront por meio da interface de usuário gráfica simples do AWS Management Console. Ou então, uma única chamada de API permite que você comece a distribuir conteúdo do seu bucket do Amazon S3, de uma instância do Amazon EC2 ou de outro servidor de origem por meio da rede do Amazon CloudFront. Quaisquer alterações que você fizer em sua configuração existente serão refletidas em toda a rede global em questão de minutos. Além disso, visto que não há a necessidade de negociar com o responsável de vendas, é rápido iniciar-se no uso do Amazon CloudFront e com ele começar a distribuir todo o conteúdo de seu website.

Configuração do Amazon CloudFront no Console de Gerenciamento da AWS

console

O Amazon CloudFront também foi projetado para ser usado com outros serviços da Amazon Web Services. O uso do Amazon EC2 como servidor de origem do Amazon CloudFront oferece os benefícios de trabalhar com o mesmo conjunto de ferramentas para configurar e administrar a distribuição de toda a aplicação web. Além disso, o Amazon EC2 oferece o mesmo modelo de definição de preços de pagamento conforme o uso que o Amazon CloudFront, e você paga apenas aquilo que usar. Além disso, as rotas entre os pontos de presença do Amazon CloudFront e os datacenters do Amazon EC2 são constantemente monitorados e otimizados com relação ao desempenho e a disponibilidade. Quaisquer problemas com essas rotas de rede são rapidamente detectados e corrigidos ou, de outro modo, os visualizadores são automaticamente roteados para outra rota de rede, minimizando o impacto para os visualizadores de seus aplicativos.

Aqui, os aplicativos web são altamente personalizados (por exemplo, recomendações) e a descoberta rápida de produtos (através de pesquisa e navegação) é crítica. As melhorias de desempenho das aplicações resultam diretamente em receita e fidelidade dos usuários finais.

Com menos tempo de atenção dos usuários finais, os aplicativos de notícias e esportes precisam ser personalizados para cada usuário final. No entanto, este conteúdo pode ser armazenado em cache por curtos períodos (por exemplo, alguns segundos) para ajudar a melhorar a escalabilidade e desempenho para os usuários finais.

Os aplicativos web têm aqui um foco geográfico na personalização do conteúdo para os usuários finais. O conteúdo pode ser armazenado em locais de ponta por diferentes períodos de tempo, dependendo do tipo de conteúdo. Por exemplo, as atualizações de tempo por hora podem ser armazenadas por até uma hora, enquanto alertas meteorológicos urgentes apenas podem ser armazenados em cache por alguns segundos para que os usuários finais tenham sempre a mais informação mais atualizada disponível para eles.

Os anúncios direcionados são calculados na hora com base no cookie ou dados de sequência de caracteres de consulta, e os anunciantes geralmente precisam de baixa latência para servir anúncios. O Amazon CloudFront pode ajudar a atender às necessidades de desempenho e personalização dessas aplicações.

Aqui, os aplicativos também têm conteúdo personalizado e interativo, integrando perfis, preferências, amigos e atividades do usuário. O resultado desses recursos é o conteúdo longo que exige viagens frequentes aos servidores de origem. A rede e o caminho das otimizações do CloudFront podem ajudar a fazer a entrega de tal conteúdo mais rápido, ajudando os aplicativos de mídia social a terem um melhor desempenho.

A Earth Networks oferece aos clientes e às empresas dados climáticos e atmosféricos. Milhões de usuários usam os produtos WeatherBug da empresa, que incluem aplicativos móveis de para desktop e o site www.weatherbug.com.

A Earth Networks usa uma CDN para oferecer rapidamente conteúdo dinâmico e personalizado com base na web aos usuários, com tempos de resposta com baixa latência e alto desempenho. Especificamente, eles precisam oferecer informações locais ao usuário final em tempo quase real. Para isso, necessitam de uma CDN que permita ajustar aspectos como TTL, sequências de caracteres de consultas e informações de cookie para passar todas essas informações à origem e acessar apenas o que o usuário precisa.

“Como um fornecedor de informações de tempo no nível de bairro, não podemos usar uma CDN que não nos ofereça conteúdo dinâmico e a capacidade de otimizar aspectos como sequências de caracteres de consulta, cookies e TTLs baixos. Nosso caso de uso abrange uma ampla variedade de recursos fornecidos pelo CloudFront”, diz Andy Rosenbaum, diretor de desenvolvimento de web e desktop na Earth Networks – WeatherBug. “Um dos desafios que enfrentamos com a nossa CDN anterior era que precisávamos escrever código específico para a CDN, o que aumentava os nossos custos de desenvolvimento. Conseguimos alcançar o mesmo nível de desempenho sem necessidade de escrever código personalizado. Estamos constatando uma redução de custo de 50% com um desempenho básico equivalente ao da CDN anterior e estimamos uma redução de 20% nas instâncias de origem do Amazon EC2 com o CloudFront.”

Você pode visitar a Earth Networks em www.earthnetworks.com ou ver os produtos WeatherBug da empresa em www.weatherbug.com.

Em 5 de agosto de 2012, a nave Curiosity em Marte da NASA pousou no planeta vermelho e toda a experiência de pouso foi disponibilizada para os telespectadores de todo o mundo através do site mars.jpl.nasa.gov. NASA JPL (Jet Propulsion Laboratory) forneceu toda a experiência da aterragem utilizando o website Amazon CloudFront. Isto incluiu o conteúdo regular do site HTTP com blogs e atualizações de status, as imagens estáticas com fotos de Marte e a unidade de motores de downloads de jogos interativos, onde os visitantes podem participar em casa dirigindo o a nave de Marte e interagir com os dados reais de Marte em tempo real.

Desempenho e escalabilidade foram muito importantes para JPL e eles utilizaram recursos Amazon CloudFront, como sequências de consulta, TTLs baixas, várias origens e vários comportamentos de cache para ajudar a acelerar a entrega de todo o site http://mars.jpl.nasa.gov/ enquanto continuaram usando diferentes serviços da AWS, como servidores de origem para diferentes tipos de conteúdo no site.

Tom Soderstrom, CTO da NASA/JPL, disse que por causa de tantas incógnitas, eles acabaram usando muitos da escalabilidade e dos recursos de ajuste em tempo real do CloudFront. Ele disse ainda que, durante o pouso, o pouso da Curiosity era mais popular do que os Jogos Olímpicos com base no tráfego servido, portanto, os recursos de ajuste foram de fato necessários e bem trabalhados.

Você pode visitar o site http://mars.jpl.nasa.gov/.

O Amazon CloudFront está ajudando a tornar os recursos premium e inovadores de entrega de conteúdo vendidos a altos preços por outras CDNs muito mais baratos e fáceis de usar. Não há custos adicionais para servir conteúdo dinâmico além dos preços baixos que já existem do Amazon CloudFront para transferência e solicitações de dados, nem compromissos obrigatórios de longo prazo para sua utilização. Do mesmo modo, não há pagamentos antecipados, taxas de plataforma mensais nem a necessidade de contratar consultores de alto custo para ajudar com a configuração.

Para começar, bastas se inscrever neste site e criar uma distribuição do Amazon CloudFront para servir o seu conteúdo estático e dinâmico em minutos. Se preferir, você também pode falar com um membro da equipe de vendas do Amazon CloudFront para discutir o seu uso e como você pode economizar ainda mais usando a opção de compromisso com um nível de uso mensal por 12 meses ou mais. Você pode entrar em contato com a equipe de vendas do Amazon CloudFront enviando este formulário: http://aws.amazon.com/contact-us/aws-sales/.

O Amazon CloudFront também oferece um Acordo de Nível de Serviço (SLA) que oferece um crédito de serviços se a porcentagem de tempo de disponibilidade mensal de um cliente ficar abaixo de nosso compromisso de serviços em qualquer ciclo de cobrança. Informações adicionais podem ser encontradas na página do SLA do Amazon CloudFront.

Pague somente pelo que usar. Não há taxa mínima. Estime sua fatura mensal usando a Calculadora Mensal da AWS.

Você pode ver os preços do Amazon CloudFront em nossa página de definição de preço: http://aws.amazon.com/cloudfront/pricing/.