Geral

Visão geral

P: O que é o AWS Fargate?

O AWS Fargate é um mecanismo de computação sem servidor para contêineres que funciona tanto com o Amazon Elastic Container Service (ECS) quanto com o Amazon Elastic Kubernetes Service (EKS). O AWS Fargate facilita a concentração no desenvolvimento de suas aplicações. O Fargate elimina a necessidade de provisionar e gerenciar servidores, permite que você especifique e pague pelos recursos por aplicação, além de aumentar a segurança ao conceber aplicações isoladas.

P: Por que devo usar o AWS Fargate?

O AWS Fargate permite que você se concentre nos aplicativos. Você define os requisitos de conteúdo, redes, armazenamento e escalabilidade da aplicação. Não é necessário provisionar, aplicar patches, gerenciar a capacidade de clusters ou de qualquer infraestrutura.

P: Para quais casos de uso o AWS Fargate oferece suporte?

O AWS Fargate oferece suporte a todos os casos de uso comuns de contêiner. Por exemplo, aplicativos de arquitetura de microsserviços, processamento de lotes, aplicativos de machine learning e migração de aplicativos no local para a nuvem.

P: Qual é a definição de preço do AWS Fargate?

Com o AWS Fargate, você paga apenas pela quantidade de recursos de vCPU, memória e armazenamento consumidos por suas aplicações conteinerizadas.

Os recursos de memória e vCPU são calculados a partir do momento em que as imagens de contêiner são extraídas até o término da tarefa do Amazon ECS ou do pod do EKS, arredondados para cima para o segundo mais próximo. Há uma cobrança mínima de 1 minuto. 20 GB de armazenamento temporário estão disponíveis para todas as tarefas e pods do Fargate por padrão, você só paga por qualquer armazenamento adicional que configurar.

O Fargate oferece suporte às opções de preço do Spot e do Compute Savings Plan assim como das instâncias do Amazon EC2. Para obter mais detalhes, consulte a página de preços.

P: Como o AWS Fargate funciona com o Amazon ECS e o Amazon EKS?

O Amazon Elastic Container Service (ECS) é um serviço de gerenciamento de contêineres altamente escalável e de alta performance com suporte a contêineres do Docker e o Amazon Elastic Kubernetes Service (EKS) é um serviços do Kubernetes totalmente gerenciado. Tanto o ECS quanto o EKS usam contêineres provisionados pela Fargate para escalar, balancear a carga e otimizar a disponibilidade do contêiner por meio de programação gerenciada, fornecendo uma maneira mais fácil de criar e operar aplicações conteinerizadas.

P: Como devo escolher quando usar o AWS Fargate?

Escolha o AWS Fargate por seu modelo de isolamento e segurança. Você também deve selecionar o Fargate se quiser iniciar contêineres sem ter que provisionar ou gerenciar instâncias do EC2. Se você precisar de maior controle das instâncias do EC2 ou de opções de personalização mais amplas, use o ECS ou o EKS sem o Fargate. Use o EC2 para workloads de GPU, que atualmente não são compatíveis com o Fargate.

P: Posso executar minhas aplicações baseadas em Arm no AWS Fargate?

Sim. O AWS Fargate permite que você execute aplicações baseadas em Arm usando imagens de contêiner compatíveis com Arm ou imagens de contêiner multiarquitetura no Amazon Elastic Container Registry (Amazon ECR). Você pode simplesmente especificar a arquitetura da CPU como ARM64 na definição de tarefa do Amazon ECS para o AWS Fargate de destino ativado por processadores AWS Graviton2 baseados em Arm.

P: Por que devo usar o AWS Fargate ativado por processadores Graviton2?

Os processadores AWS Graviton2 são criados sob medida pela Amazon Web Services usando núcleos ARM Neoverse de 64 bits para oferecer melhor performance de preço para suas workloads na nuvem. O AWS Fargate ativado por processadores AWS Graviton2 oferece até 40% melhor relação preço/performance a um custo 20% menor do que o Fargate baseado em Intel x86 comparável para uma variedade de workloads, como servidores de aplicação, serviços da Web, computação de alta performance e processamento de mídia. Você obtém os mesmos benefícios sem servidor do AWS Fargate, ao mesmo tempo otimizando a performance e o custo para executar workloads em contêineres.

P: Posso executar meus contêineres do Amazon ECS Windows no AWS Fargate?

Sim. O AWS Fargate oferece uma abordagem sem servidor para executar seus contêineres do Windows. Ele elimina a necessidade de provisionar e gerenciar servidores e permite que você especifique e pague por recursos por aplicação. O Fargate fornece isolamento em nível de tarefa e lida com a correção e atualização necessárias para ajudar a fornecer um ambiente de computação seguro.

Posso usar minha licença existente do Microsoft Windows com o AWS Fargate? 

Como o Fargate é um mecanismo de computação sem servidor, os clientes não precisam gerenciar as instâncias de computação subjacentes em execução no Fargate. Portanto, o Fargate gerenciará as licenças do sistema operacional Windows para você e o custo para fazer isso está incluído no preço do Fargate.

P: Quais versões do Windows Server são compatíveis com o AWS Fargate?

O Fargate é compatível com o a versão do Long-Term Servicing Channel (LTSC) do Windows Server 2019 no Fargate Windows Platform versão 1.0.0 ou posterior.

Cotas de serviço baseadas em vCPUs do Fargate

P: O que está mudando?

O AWS Fargate está fazendo a transição de cotas de serviço da tarefa atual do ECS e cotas simultâneas baseadas em contagem de pods do EKS para cotas baseadas em vCPUs para uso sob demanda e spot. As novas cotas baseadas em vCPU substituirão as tarefas existentes e as cotas baseadas em contagem de pods. Com as cotas baseadas em vCPUs, estamos simplificando a experiência das cotas de serviço, pois o uso de suas contas em relação a essas cotas agora é medido conforme vCPUs, o principal recurso provisionado por suas aplicações.

P: Como as cotas baseadas em vCPUs me beneficiam?

Com cotas baseadas em vCPU, o Fargate usa o número de vCPUs provisionadas por uma tarefa ou um pod como a unidade de contagem para a nova cota baseada em vCPU. Agora é possível prever, gerenciar e solicitar cotas com mais facilidade com base nas vCPUs provisionadas por suas aplicações. Atualmente, você gerencia cotas no Fargate usando contagem de tarefas e pods, sem diferenciar as vCPUs necessárias para suas aplicações. Por exemplo, uma conta com cota de serviço de 250 tarefas pode iniciar até 250 tarefas de 0,25 vCPU ou 250 tarefas de 4 vCPU. Com as novas cotas de serviço baseadas em vCPUs, uma cota de 1.000 vCPUs permite executar simultaneamente até 4 mil tarefas de 0,25 vCPU ou até 250 tarefas de 4 vCPUs. Com cotas baseadas em vCPUs, tarefas ou pods sob demanda e o uso de tarefas spot em relação às cotas de vCPU são medidos em termos do número de vCPUs anexadas às tarefas ou aos pods em execução.

P: Quantas tarefas do Amazon ECS sob demanda e spot ou pods do Amazon EKS posso executar no AWS Fargate?

Suas tarefas ou pods em execução com a migração para cotas baseadas em vCPUss não serão afetados. Visualize suas novas cotas baseadas em vCPUs no console do Service Quotas. Você pode executar uma ou mais tarefas ou pods sob demanda ou spot do Fargate em uma conta da AWS. O número de vCPUs atribuídas às tarefas ou pods em execução acumula até um total da cota de vCPU indicada, listada na tabela abaixo. Caso sua conta já tenha um aumento de cota aprovado, você ainda poderá iniciar pelo menos o mesmo número de tarefas ou pods. Semelhante às cotas atuais, novas contas da AWS podem começar com cotas menores do que as descritas aqui, e essas cotas podem aumentar com o tempo. O Fargate monitora constantemente seu uso em cada região, e suas cotas serão aumentadas automaticamente de acordo com seu uso da AWS.

Cotas por conta por região (Até) novas cotas baseadas em vCPU Ajustável
Contagem de recursos de vCPU sob demanda do Fargate 4.000 vCPUs Sim
Contagem de recursos de vCPU spot do Fargate 4.000 vCPUs Sim

P: Quando posso começar a usar as cotas baseadas em vCPUs?

A partir de 3 de outubro de 2022 e terminando em 21 de outubro de 2022, o Fargate alterará automaticamente suas contas para as novas cotas de vCPU de maneira gradual. Para ajudar você a se familiarizar com a nova experiência de cotas de vCPU, o Fargate oferece a opção de aceitar as cotas de vCPU a partir de 8 de setembro de 2022. Os clientes do ECS Fargate podem fazer isso facilmente usando a API PutAccountSettingDefault. Além disso, os clientes podem começar a usar cotas de vCPU preenchendo uma solicitação no console do AWS Support Center. Após a mudança automática em outubro de 2022, os clientes ainda terão a opção de recusar as cotas de vCPU até o final de outubro de 2022 para testar e corrigir sistemas, caso encontrem algum problema. Ao final desse período de transição, a partir de novembro de 2022, o Fargate alterará todos os clientes para cotas de vCPU, quaisquer que sejam as configurações da conta dos clientes, e não haverá mais suporte para as cotas atuais baseadas em contagem de tarefas e pods depois de 16 de novembro de 2022. Ao testar e aceitar a participação antecipada, você garante um tempo precioso para modificar suas ferramentas de gerenciamento de limite e minimizar o risco de impactos em seus sistemas.

P: Como aceito ou recuso a experiência de cotas baseadas em vCPUs?

Durante o período de transição nos próximos meses, você poderá escolher gerenciar os limites usando novas cotas baseadas em vCPUs facilmente aceitando ou recusando a experiência de limites de vCPU pela API PutAccountSettingDefault (para clientes do ECS Fargate) ou preenchendo uma solicitação do AWS Support escolhendo “Create case” (Criar caso) em “Service Limit Increase” (Aumento do limite de serviço). Você aceita ou recusa as cotas baseadas em vCPUs em um nível de conta e região da AWS. Assim, durante a janela de transição, com base nas configurações da conta, aumentos de uso ou de limite serão contados para as cotas baseadas em contagem de tarefas e pods ou nas cotas baseadas em vCPUs. Depois que sua solicitação para aceitar as cotas de vCPU for processada, o limite aplicado da contagem de tarefas e pods será marcado como zero no console do Service Quotas. Agora você pode começar a gerenciar suas cotas de serviço usando cotas baseadas em vCPUs.

P: E se eu tiver problemas com as cotas baseadas em vCPUs?

Se tiver problemas com cotas baseadas em vCPU durante o período de transição, você poderá recusar temporariamente as cotas de vCPU e corrigir seus sistemas. Porém, sua conta será voltará automaticamente para as cotas de vCPU após outubro de 2022. Independentemente das configurações da conta, todas as contas ou existentes da AWS mudarão para cotas de vCPU após o período de transição. Por isso, é importante que você teste seus sistemas com cotas de vCPU antes do final do período de transição.

P: Que alterações devo esperar com a migração para cotas baseadas em vCPUs?

Ao testar e aceitar as cotas de vCPUs antecipadamente, você terá um tempo precioso para se familiarizar com as novas cotas baseadas em vCPUs e fazer modificações nas ferramentas de gerenciamento de limites. Veja abaixo algumas das alterações que você deve esperar ao migrar para cotas de vCPUs. Se você tiver um erro de integração retroativa com o limite de cotas atual excedido, recomendamos testar seus sistemas antes que o período de transição termine. Por exemplo, com cotas de vCPUs, o Fargate retornará uma nova mensagem de erro ao exceder suas novas cotas de vCPUs. Para referência, nova mensagem de erro para cotas sob demanda: “You’ve reached the limit on the number of vCPUs you can run concurrently” [Você atingiu o limite do número de vCPUs que pode executar simultaneamente] e para cotas spot: ”You’ve reached the limit on the number of vCPUs you can run as spot tasks concurrently” [Você atingiu o limite do número de vCPUs que pode executar como tarefas spot simultaneamente]. Recomendamos revisar seu sistema para verificar alterações, se você tiver integração com a cotação de cotas do Service Quota, a API do Service Quota e modelos. Com a integração de métricas do Amazon CloudWatch no Service Quotas, você pode monitorar o uso do Fargate em relação às novas cotas baseadas em vCPUs configurando novos alarmes para avisar sobre cotas a serem atingidas.

P: Como posso solicitar um aumento de limite?

Você pode solicitar aumente de limites usando o console do Service Quotas. Para qualquer conta da AWS, você pode seguir as etapas a seguir para solicitar um aumento de cotas. Se tiver aceitado cotas baseadas em vCPUs, você poderá solicitar aumento de limite em relação a cotas baseadas em vCPUs. Para solicitar um aumento de limite, selecione Request Limit Increase (Solicitar aumento de limite) no console do Service Quota, indique seu requisito em vCPUs e obtenha aprovação para vCPUs adicionais. Se continuar usando cotas baseadas em contagem de tarefas e pods, você poderá solicitar um aumento de limite em relação às cotas existentes de contagem de tarefas e pods (processo atual). Caso precise de mais assistência com a solicitação, você pode entrar em contato com o suporte ao cliente na página do AWS Support Center para acompanhar um caso existente ou escolhendo Create case (Criar caso) em Service Limit Increase (Aumento de limite de serviço).

P: Como posso ver minhas cotas atuais baseadas em contagem de tarefas e pods e novas cotas baseadas em vCPUs?

Você pode encontrar suas cotas atuais de contagem de tarefas e pods no console do Service Quotas e usando a API do Service Quota. Durante o período de transição, você poderá ver as cotas atuais baseadas em contagem de tarefas e pods e novas cotas baseadas em vCPUs no console do Service Quotas.

P: A migração para as cotas de vCPUs afetará as tarefas e os pods que estiverem em execução?

Não, aceitar e recusar as cotas baseadas em vCPUs durante esse período de transição não afetará nenhuma tarefa ou pod que estiver em execução.

P: Posso continuar a iniciar o mesmo número de tarefas e pods?

Sim, as cotas baseadas em vCPUs permitem iniciar pelo menos o mesmo número de tarefas ou pods que você inicia atualmente com cotas baseadas em contagem de tarefas e pods. 

P: Poderei visualizar o uso real em relação a essas novas cotas?

Assim que suas cotas de vCPU forem lançadas, você poderá acompanhar e inspecionar seu uso de vCPUs em relação a essas cotas no Service Quotas. O Service Quotas também permite que os clientes usem o CloudWatch para configurar novos alarmes que avisam os clientes quando as cotas baseadas em vCPUs estão sendo alcançadas.

P: O que acontecerá a minhas cotas se eu recusar as cotas de vCPUs durante o período de transição?

Se você decidir recusar durante o período de transição, as cotas voltarão aos valores de limites baseados em tarefas e pods em vigor antes de você aceitar. O Fargate alterará automaticamente sua conta para cotas de vCPUs após outubro de 2022.

P: O que acontecerá se eu não fizer nenhuma alteração?

Se você não aceitar as novas cotas de vCPU, começará a ver automaticamente as cotas baseadas em vCPU a partir de 3 de outubro de 2022, pois o Fargate migrará automaticamente sua conta para cotas baseadas em vCPU.

P: Essas cotas baseadas em vCPUs são regionais?

Semelhante às cotas baseadas em contagem de tarefas e pods, as cotas baseadas em vCPUs para uma conta da AWS são por região. 

P: As novas cotas afetarão minha fatura mensal?

Não, as novas cotas baseadas em vCPUs não afetarão sua fatura mensal.

Segurança e conformidade

P: Quais programas de conformidade são atendidos pelo AWS Fargate?

O AWS Fargate cumpre os padrões de qualificação para PCI DSS nível 1, ISO 9001, ISO 27001, ISO 27017, ISO 27018, SOC 1, SOC 2, SOC 3 e HIPAA.

Para obter mais informações, acesse as nossas páginas de conformidade

P: Posso usar o AWS Fargate para Protected Health Information (PHI – Informações de saúde protegidas) e outras cargas de trabalho regulamentadas pela HIPAA?

Sim. O AWS Fargate é qualificado para a HIPAA. Se você assinou um Business Associate Addendum (BAA – Adendo de associado comercial) com a AWS, poderá processar informações de saúde protegidas (PHI) criptografadas usando contêineres do Docker implantados no Fargate.

Para obter mais informações, acesse a nossa página sobre conformidade com a HIPAA. Se você pretende processar, armazenar ou transmitir PHI e não tem um BAA assinado com a AWS, entre em contato conosco para obter mais informações.

P: Posso usar o AWS Fargate para workloads regulamentadas pelo governo dos EUA ou para processar Controlled Unclassified Information (CUI – Informações controladas não confidenciais) sigilosas?

Sim. O Fargate está disponível nas regiões AWS GovCloud (EUA). A região AWS GovCloud (EUA) consiste na infraestrutura e nos serviços de nuvem isolados da Amazon, projetados para atender a requisitos normativos e de conformidade específicos de órgãos governamentais dos EUA, bem como de contratadas, instituições de ensino e outros clientes dos EUA que executam workloads confidenciais na nuvem. Para obter uma lista completa das Regiões da AWS em que o Fargate está disponível, consulte a Tabela de regiões.

Para obter mais informações, visite a nossa página sobre a região AWS GovCloud.

P: Quais versões do Windows Server são compatíveis com o AWS Fargate?

O Fargate é compatível com o a versão do Long-Term Servicing Channel (LTSC) do Windows Server 2019 no Fargate Windows Platform versão 1.0.0 ou posterior.

Acordo de Nível de Serviço (SLA)

P: Quais as garantias do SLA do AWS Fargate?

Nosso SLA de computação garante uma porcentagem de tempo de atividade mensal de pelo menos 99,99% para o AWS Fargate.

P: Como saberei se me qualifico para um crédito de serviço do SLA?

Você está qualificado para um crédito de SLA do AWS Fargate sob o SLA de computação se mais de uma Zona de Disponibilidade na qual você está executando uma tarefa, dentro da mesma região, tiver uma porcentagem de tempo de atividade mensal de menos de 99,99% durante qualquer ciclo de faturamento mensal.

Para obter detalhes completos sobre todos os termos e condições do SLA, bem como detalhes sobre como enviar uma reivindicação, consulte a página de detalhes do SLA de computação.

Comece a usar o AWS Fargate

Acesse o console do Amazon ECS
Pronto para começar?
Cadastrar-se
Tem outras dúvidas?
Entre em contato conosco