implantação de referência

Arquitetura modular para o Amazon Aurora PostgreSQL

Implante um banco de dados Amazon Aurora PostgreSQL na Nuvem AWS com alta disponibilidade e suporte para failover.

Este Quick Start implementa automaticamente um ambiente modular altamente disponível para o Amazon Aurora PostgreSQL na Amazon Web Services (AWS).

O Aurora é um mecanismo de banco de dados relacional totalmente gerenciado que é compatível com o MySQL e o PostgreSQL. O código, as ferramentas e os aplicativos que você usa hoje com seus bancos de dados PostgreSQL existentes podem ser usados com o Aurora. Com algumas cargas de trabalho, o Aurora pode fornecer até três vezes a taxa de transferência do PostgreSQL, sem exigir alterações na maioria dos aplicativos existentes. O Aurora faz parte do Amazon Relational Database Service (Amazon RDS) e aproveita os recursos do Amazon RDS para gerenciamento e administração de banco de dados.  

Este Quick Start é destinado a usuários que estão procurando uma implantação de referência personalizável e repetível para o Aurora PostgreSQL. Você também pode usar o Quick Start como um bloco de construção para configurar suas próprias implantações automatizadas. O Quick Start inclui um modelo do AWS CloudFormation que constrói apenas os componentes do banco de dados Aurora. Esse modelo foi projetado para se conectar aos seus modelos existentes do AWS CloudFormation como uma substituição do banco de dados PostgreSQL.

logotipo da portworx

Este Quick Start foi desenvolvido pelos arquitetos de soluções e especialistas em banco de dados da AWS.

  •  O que você criará
  •  Como implantar
  •  Custo e licenças
  •  O que você criará
  • Use esse Quick Start para configurar automaticamente o seguinte ambiente Aurora na AWS:

    • Uma arquitetura altamente disponível de Virtual Private Cloud (VPC) que abrange duas Zonas de disponibilidade. A VPC é configurada com sub-redes públicas e privadas de acordo com as melhores práticas da AWS, para fornecer sua própria rede virtual na AWS.*
    • Nas sub-redes públicas:
      • Gateways gerenciados de Network Address Translation (NAT – Conversão de endereço de rede) para permitir o acesso de saída à Internet para recursos em sub-redes privadas.*
      • Um bastion host Linux em um grupo de Auto Scaling para permitir acesso de entrada do SSH (Secure Shell) a instâncias do Amazon Elastic Compute Cloud (Amazon EC2) nas sub-redes privadas.*
    • Nas sub-redes privadas, um cluster Aurora DB que inclui dois leitores de banco de dados e um gravador de banco de dados.
    • Uma chave de criptografia usando o AWS Key Management Service (AWS KMS). O Quick Start usa a chave para habilitar a criptografia em repouso para o cluster do Aurora DB.
    • Um alarme do Amazon CloudWatch para monitorar a CPU no bastion host e enviar uma notificação do Amazon Simple Notification Service (Amazon SNS) quando esse alarme for acionado.

    * O modelo que implanta o Quick Start em uma VPC existente ignora os componentes marcados com asteriscos e solicita a configuração dessa VPC existente.

  •  Como implantar
  • Para implantar o ambiente Aurora PostgreSQL na sua conta da AWS, siga as instruções no guia de implantação. O processo de implantação demora cerca de 25 minutos e inclui estas etapas:

    1. Caso ainda não tenha uma conta da AWS, cadastre-se em https://aws.amazon.com e crie sua conta. Escolha a Região da AWS onde você deseja implantar o Quick Start, selecionando Regiões da AWS que oferecem suporte ao Aurora com compatibilidade com o PostgreSQL.
    2. Inicie o Quick Start, escolhendo entre as seguintes opções:
    3. Teste a implantação e confirme se o banco de dados PostgreSQL está aceitando conexões.
     
    Para personalizar sua implantação, você pode configurar suas definições de VPC, bastion host e banco de dados e, opcionalmente, definir tags de banco de dados.

    A Amazon pode compartilhar quem usa os Quick Starts da AWS com o parceiro da Rede de parceiros da AWS (APN) que colaborou com a AWS no conteúdo do Quick Start.

  •  Custo e licenças
  • Você é responsável pelo custo dos serviços da AWS usados durante essa implantação de referência do Quick Start. Não há custo adicional para usar o Quick Start.

    Os modelos do AWS CloudFormation para este Quick Start incluem parâmetros de configuração personalizáveis. Algumas dessas configurações, como o tipo de instância de banco de dados, afetarão o custo da implantação. Para obter estimativas de custos, leia as páginas de definição de preço de cada serviço da AWS que você usará. Esses preços estão sujeitos a mudanças.

    Dica     Depois de implantar o Quick Start, recomendamos que você habilite os Relatórios de custos e uso da AWS para monitorar os custos associados com o Quick Start. Este relatório fornece métricas de faturamento para um bucket do Amazon Simple Storage Service (Amazon S3) na sua conta. Ele fornece estimativas de custo com base no uso ao longo de cada mês e finaliza os dados no fim do mês. Para obter mais informações sobre o relatório, consulte a documentação da AWS.