CIELO_Logo_v1

Na Cielo, tecnologia AWS acelera processo de transformação digital e o lançamento de novos produtos e serviços

2020

A Cielo é líder em pagamentos da América Latina e nos últimos anos tem passado por um forte processo de transformação de negócios impulsionado pelo uso intensivo de tecnologia. Para isso, foi preciso desenvolver novos produtos e serviços e atualizar aspectos culturais da empresa. Um dos primeiros resultados desse processo foi o lançamento do Cielo Pay, serviço digital desenvolvido com o apoio da Amazon Web Services, que reúne um inédito porfólio de ofertas e experiências para um novo segmento de mercado.

start a python tutorial
kr_quotemark

Precisávamos lançar uma carteira digital para o mercado em 90 dias e isso foi possível com a parceria com a AWS. Um produto novo foi entregue nesse tempo com absoluta qualidade, graças à nuvem que nos deu agilidade, sem um grande gasto de energia.”

Antonio Neto
superintendente executivo de tecnologia da Cielo

O desafio

Com 25 anos de atuação no mercado, a Cielo é líder no mercado latino-americano de pagamentos, tanto em volume de capturas transacionais quanto em faturamento. Com 1,5 milhão de clientes ativos, a companhia tem mais de 99% de cobertura nacional e responde pela captura de aproximadamente 10% do PIB (Produto Interno Bruto) brasileiro. Após anos de liderança, a empresa se viu desafiada pela chegada de novos players digitais.

O superintendente executivo de tecnologia da Cielo, Antonio Neto, ressalta que o mercado de adquirência tornou-se bastante competitivo. “Isso nos mostrou a importância de entrarmos nesse mundo de nuvem para termos cada vez mais agilidade. Com isso, já chegamos a entregar um produto novo em 2 ou 3 meses. Nosso maior viés foi ter agilidade com qualidade para disponibilizar produtos sem gastar muito tempo com infraestrutura e disponibilização de ambientes”, afirma.

“Percebemos que, com nosso data center, a entrega de produtos levaria mais tempo por causa da necessidade de ajustes na infraestrutura própria”, lembra Marcos Albino Rodrigues, gerente sênior de Cloud, Estratégia de DevOps e Operações da Cielo. Diante da necessidade de acelerar o desenvolvimento e a entrega de produtos, em 2016 a Cielo começou a avaliar a possibilidade de mesclar o uso de computação em nuvem com seus data centers. A idéia saiu do papel de forma efetiva em 2018, quando a companhia decidiu lançar alguns produtos digitais e iniciar o processo de transformação do negócio como um todo. “Nosso objetivo era passar da adquirência para uma plataforma de serviços digitais”, lembra Rodrigues.

Nesse processo, era essencial a escolha de um fornecedor de nuvem capaz de oferecer a flexibilidade e a agilidade necessárias para que a nova plataforma chegasse ao mercado em tempo recorde.

Por que Amazon Web Services

Quando iniciou o processo de seleção de tecnologias e players, a Cielo analisou fatores como o posicionamento no Quadrante Mágico do Gartner, o volume de profissionais especializados disponíveis no mercado e o número de projetos realizados no Brasil. Ao final do processo, a decisão foi pela Amazon Web Services. “O apoio que a AWS nos trouxe durante o processo nos deixou confortáveis para seguir com o projeto”, ressalta Rodrigues.

O carro chefe do novo trabalho seria a plataforma Cielo Pay. Quando o projeto começou a ser desenvolvido, havia apenas dois meses para que ele fosse anunciado ao mercado. De acordo com o executivo, o cumprimento do prazo só foi possível graças ao trabalho conjunto com a AWS. “Ela nos suportou com conhecimento, no desenho do produto. Nos ajudou a fazer o deployment e conseguimos preparar a plataforma para testes em duas semanas”, diz.

Rodrigues lembra que o processo de compras no modelo tradicional levaria mais tempo do que o prazo determinado para colocar o projeto no ar. “Em relação ao custo, é muito mais barato e, para o lançamento de um produto que precisava ser testado, foi a melhor escolha”, afirma.

O time de desenvolvimento da Cielo Pay utilizou o modelo PaaS (Platform as a Service) da AWS, com serviços como o Amazon CloudWatch, Amazon EC2 Auto Scaling, Amazon Elastic Block Store (Amazon EBS), Amazon Managed Streaming for Apache Kafka, Amazon Relational Database Service (Amazon RDS)Amazon DynamoDB, Amazon Route 53, Amazon Simple Storage Service (Amazon S3), AWS CloudTrail e AWS Lambda. O executivo afirma que a plataforma se mostrou extremamente robusta e escalável. “Toda demanda de pico que recebemos foi muito bem suportada, inclusive quando do lançamento do CieloPay no programa do Luciano Huck, com milhões de acessos, que a AWS não sentiu”, revela.

No modelo, a Cielo passou a pagar pela estrutura conforme a utilização e seu time de desenvolvimento ganhou mais agilidade. “Estamos quatro vezes mais rápidos nos store points que entregamos. Além disso, é uma solução muito estável”, diz Rodrigues.

Além da plataforma, a Cielo utilizou o serviço de consultoria da AWS para o desenvolvimento do que eles chamam de landing zone. “Hoje é um grande acelerador que é utilizado em todo projeto que pretendemos desenvolver em nuvem. Ele já vem com todos os padrões e integrações necessários e é um diferencial de sucesso para a evolução de nuvem dentro da Cielo, apoiado e executado pela AWS”, afirma.

Os benefícios

Além da velocidade no desenvolvimento, Rodrigues aponta a autonomia dada aos squads – em especial ao squad da Cielo Pay – como outra das vantagens do uso da nuvem da AWS. Esses times hoje conseguem evoluir o produto sem dependência de especialistas de TI, o que garante mais agilidade na entrega. Um exemplo: hoje a Cielo lança novas funcionalidades da Cielo Pay semanalmente.

Segundo Rodrigues, o uso da nuvem trouxe também mudanças culturais para a companhia. Um dos pilares que está sendo desenvolvido é justamente o da autonomia com responsabilidade, que está conectado ao uso da nuvem. “Não se trata apenas de tecnologia, mas do uso de um modelo diferente de desenvolver aplicativos e mudança de mindset”, afirma, lembrando que a adoção da nuvem também fez com que os times internos avançassem no uso do trabalho colaborativo.

Neste ponto, Rodrigues cita a participação da AWS, que preparou workshops para que todos assimilassem o novo modelo. “Fizemos algumas rodadas com nosso time de RH, em que a AWS mostrou como funciona o RH deles, desde a contratação até a retenção. O uso da nuvem nos ajudou a impulsionar esse lado cultural”, comemora.

Além destes, os executivos ressaltam benefícios como:

  • Desenvolvimento da Cielo Pay, do desenho à produção, em apenas 90 dias;
  • Agilidade na entrega;
  • Segurança;
  • Qualidade e disponibilidade;
  • Flexibilidade para alterar o ambiente quando necessário.

Antonio Neto ressalta que o trabalho com a AWS continua em evolução. “Montamos uma governança que começa com o billing, passa pelo controle do que instalar e o que está homologado. Evoluímos até esse ponto. Hoje, 100% dos projetos novos da Cielo passam por uma avaliação de aptidão para rodar em nuvem. Se sim, ele vai para uma esteira onde será avaliado que quais são as tecnologias de nuvem mais adequadas”, revela.

Próximos passos

Para o futuro, a Cielo prepara sua evolução na nuvem. A companhia está desenvolvendo outra plataforma, white label, também 100% na AWS, que posiciona a Cielo como uma provedora de soluções de pagamento habilitando grandes parcerias e abrindo novas fontes de receita. “Essa vertente não está tão enraizada quanto a outra, mas estamos avaliando diversas plataformas para compor a oferta”, afirma Neto.

Em outra frente, a área de Cloud da Cielo vem investindo em capacitação com a AWS em larga escala. Ao longo de 2020 mais de 100 pessoas serão treinadas em arquitetura, operações e desenvolvimento de aplicações na AWS. “Vamos levar isso para os comitês executivos, sanando dúvidas em relação à segurança e outros temas. Vamos disseminar na empresa porque estamos indo para a nuvem e quais as vantagens disso, criando mais sinergia e tração nos negócios. Isso deve quebrar as últimas barreiras culturais que precisamos vencer para darmos a escala necessária, trazendo mais aliados para a transformação digital da Cielo”, avalia.

Rodrigues concorda e acredita que o uso de nuvem ganha cada vez mais importância na empresa.

Este novo mundo deve evoluir muito rapidamente. “Estamos olhando para novas aplicações e modelos em que vamos utilizar a nuvem, porque vamos precisar de muita agilidade para fazer entregas. O diferencial estará no valor agregado que entregamos para os clientes em um marketplace de produtos e serviços, que nós só imaginamos na nuvem pública da AWS”, diz.

Saiba mais

Obtenha mais informações sobre as soluções AWS para o mercado de finanças.


Sobre a Cielo

A Cielo é uma empresa de tecnologia e serviços para o varejo líder no segmento de
pagamentos eletrônicos na América Latina. Em 2018, capturou em suas plataformas mais de 6,9 bilhões de transações e R$ 616,7 bilhões em volume financeiro. Sua crença é mover o mercado, as transações de pagamento são a porta de entrada para diversos serviços inteligentes e conectados entre si. Por isso, a Cielo oferece um portfólio de soluções para atender às necessidades dos seus mais de 1,5 milhão de clientes, desde empreendedores individuais até grandes varejistas presentes em todo o país.

Benefícios com AWS

  • Autonomia dada aos squads;
  • Desenvolvimento da Cielo Pay, do desenho à produção, em apenas 90 dias;
  • Agilidade na entrega;
  • Segurança;
  • Qualidade e disponibilidade;
  • Flexibilidade para alterar o ambiente quando necessário.

Serviços AWS utilizados

Amazon CloudWatch

O Amazon CloudWatch é um serviço de monitoramento e observação criado para engenheiros de DevOps, desenvolvedores, Site Reliability Engineers (SREs – Engenheiros de confiabilidade de sites) e gerentes de TI.

Saiba mais »

Amazon EBS

O Amazon EBS é um serviço de armazenamento de blocos de alta performance fácil de usar projetado para o uso com o Amazon EC2, tanto para cargas de trabalho com alta taxa de transferência de dados quanto com intenso consumo de transações em qualquer escala.

Saiba mais »

Amazon RDS

O Amazon RDS facilita a configuração, operação e a escalabilidade de bancos de dados relacionais na nuvem. O serviço oferece capacidade econômica e redimensionável e automatiza tarefas demoradas de administração, como provisionamento de hardware, configuração de bancos de dados, aplicação de patches e backups.

Saiba mais »

AWS Lambda

O AWS Lambda permite que você execute código sem provisionar ou gerenciar servidores. Você paga apenas pelo tempo de computação consumido. Com o Lambda, você pode executar o código para praticamente qualquer tipo de aplicativo ou serviço de back-end, tudo sem precisar de administração.

Saiba mais »


Comece agora

Empresas de todos os tamanhos e setores estão transformando seus negócios todos os dias usando a AWS. Entre em contato com nossos especialistas e comece hoje sua jornada na nuvem.