Depois de considerar os custos de funcionários e datacenter, constamos que o uso da AWS é consideravelmente mais barato que o uso de servidores físicos para apoiar o rápido crescimento do tráfego causado pelo grande aumento no número de alunos. 
Dr. Kalpesh Parikh Consultor de TI

Fundada em 2007, a Gujarat Technological University (GTU) oferece cursos de administração, engenharia, farmácia e desenvolvimento de software a cerca de 500 mil alunos por ano, com cerca de 500 unidades em toda a Índia. A GTU também disponibiliza laboratórios e instalações associadas para que os pesquisadores realizem avanços nos setores de ciência e tecnologia.  

Em 2008, a GTU usava servidores, armazenamento e equipamentos de redes físicos para apoiar cerca de 52 mil alunos. No entanto, com o aumento do número de alunos e professores, os servidores começaram a ficar sobrecarregados e aplicativos e serviços essenciais, inclusive o site da GTU e um sistema de monitoramento e gerenciamento de projetos, ficaram inacessíveis. Estes problemas de disponibilidade que persistiam durante até 3 dias por ocorrência eram inaceitáveis para a GTU, pois a instituição tinha uma forte dependência da Internet para disponibilizar serviços para alunos e pesquisadores e concluir tarefas administrativas. “Nosso site geralmente atraía cerca de 50 mil visitas por dia, exceto às segundas-feiras, quando o número aumentava para 100 mil”, comentou Dr. Akshai Aggarwal, vice-reitor da GTU. “Enfrentamos o indesejável problema de ter que investir em infraestrutura suficiente para apoiar os picos na demanda, e a maior parte dessa infraestrutura não seria utilizada durante o restante da semana.” 

A GTU determinou que um serviço de nuvem pública poderia proporcionar a disponibilidade necessária, como também a escalabilidade para apoiar o crescimento e a elasticidade para gerenciar os picos na demanda. Como a GTU estava analisando vários serviços de nuvem locais, um antigo aluno da GTU que trabalhava na Amazon Web Services (AWS) nos Estados Unidos entrou em contato com o Dr. Aggarwal e apresentou a AWS como um forte candidato para atender às necessidades da instituição. A GTU realizou uma avaliação detalhada que confirmou a opinião do aluno e começou a desenvolver um plano de criação e migração para uma arquitetura da AWS. A GTU realizou o trabalho preliminar sozinha, antes de recorrer à AWS, conforme o projeto tornou-se mais complexo e ganhou força. "A AWS nos ajudou bastante durante o trabalho para determinar a arquitetura e a configuração ideais para atender aos nossos requisitos", diz o Dr. Kalpesh Parikh, Consultor de TI da GTU. "Também recebemos uma forte assistência de um parceiro da AWS para a solução de problemas."

Agora, a GTU está executando instâncias do Amazon Elastic Compute Cloud (Amazon EC2) para disponibilizar os recursos computacionais para executar aplicações e serviços, contando com o Amazon Elastic Block Store (Amazon EBS) e o Amazon Simple Storage Service (Amazon S3) para disponibilizar recursos de armazenamento. O Amazon Glacier disponibiliza arquivamento de dados e back-up em longo prazo, enquanto a Amazon CloudWatch disponibiliza monitoramento e alertas para os recursos da AWS, bem como para as aplicações e o site da GTU.

A AWS e seu parceiro ajudaram a treinar a equipe de tecnologia da GTU para ajudar a otimizar o uso da empresa dos recursos da AWS e resolver qualquer problema que possa acontecer. Isso incluiu o monitoramento do uso do site e dos aplicativos entre 0h e 5h da manhã, como também a redução da escala vertical dos recursos alocados para minimizar os custos para a GTU. "A equipe também pôde configurar security groups dentro da AWS para proteger melhor nossos recursos contra ataques externos e minimizar o risco de perda e vazamento de dados", comenta o Dr. Parikh.

A figura abaixo ilustra o ambiente do sistema Project Mentoring and Monitoring da GTU na AWS:

chart

A GTU obteve vários benefícios usando a AWS. A instituição obteve disponibilidade de 99,999% para o site, as aplicações e os serviços. Isso minimiza interrupções que podem atrasar o cronograma de ensino e o planejamento de aulas que antes ameaçavam comprometer a educação de dezenas de milhares de alunos. "Depois de considerar os custos de funcionários e instalações de datacenter, constatamos que o uso da AWS é significativamente menos dispendioso do que o de servidores físicos para apoiar o rápido crescimento do tráfego exacerbado pelo grande aumento no número de alunos", diz o Dr. Parikh. "É possível aumentar a escala horizontal com segurança, passando do apoio a 3 mil usuários simultâneos para 30 mil usuários simultâneos."

O Dr. Parikh está entusiasmado com a possibilidade de aumentar ainda mais a eficiência e obter mais oportunidades para inovação com o uso da AWS. "Gostaríamos de obter um alto nível de integração com a AWS e estabelecer um relacionamento bastante duradouro", ele comenta.

Para saber mais sobre como a AWS pode ajudar os sites, acesse a página de detalhes sobre hospedagem web.