A meta da Knewton é personalizar a aprendizagem para alunos no mundo inteiro. Empresas educacionais usam a tecnologia da Knewton para alavancar cursos que se adaptem de modo dinâmico às necessidades exclusivas de cada aluno. Ao analisar dados para descobrir o nível de conhecimento de um aluno, a Knewton recomenda o que estudar em seguida, ajudando mais alunos a dominarem o material e a se destacarem. Os dados analíticos da Knewton identificam lacunas no conhecimento e preveem o desempenho para ajudar educadores, pais e administradores a apoiarem cada aluno da melhor forma.

A Knewton possui escritórios em Nova York e Londres.

Fundada em 2008, a Knewton desenvolveu uma infraestrutura pesada que fomenta a aprendizagem adaptável para editoras e empresas educacionais. A empresa está na Amazon Web Services (AWS) desde o início. Como o CTO (diretor de tecnologia) Ryan Prichard explica, "O desenvolvimento na AWS manteve nossos custos baixos para o provisionamento e a manutenção do ambiente. Nós queríamos estar na nuvem para que pudéssemos expandir e comportar um grande volume de alunos e professores durante as temporadas de pico, como a época de volta às aulas. A AWS era claramente a empresa líder no ambiente de nuvem."

A Knewton lançou sua plataforma sob medida para empresas, que analisa e normaliza dados anônimos de aprendizagem, permitindo que as editoras desenvolvam materiais para cursos digitais mais eficientes e que se adaptem continuamente às necessidades exclusivas de cada aluno. Em 2014, mais de seis milhões de alunos usarão os produtos da Knewton. A Knewton está expandindo rapidamente para apoiar novas disciplinas e salas de aula, como também novos níveis de ensino. No momento, a empresa tem parcerias nos EUA, Europa, Ásia Oriental e mais. Com o crescimento contínuo da Knewton, torna-se fundamental que a empresa possa escalar rapidamente sua plataforma para disponibilizar uma experiência confiável para alunos e professores no mundo inteiro.

Prichard comenta: "Se nós não estivéssemos operando na AWS, nós não teríamos crescido tão rapidamente. A empresa teria perdido oportunidades de negócios e recursos essenciais não teriam sido desenvolvidos nos primeiros estágios. Nós não conseguiríamos chegar onde estamos, com parcerias formadas com mais de 19 editoras, empresas educacionais e instituições no mundo inteiro, se tivéssemos de contratar uma imensa equipe operacional interna para executar múltiplos datacenters.

A plataforma de aprendizagem adaptável analisa grandes quantidades de dados mantidos em sigilo, conforme os alunos forem usando os produtos da Knewton por longos períodos durante os estudos em casa e na sala de aula. A Knewton utiliza em paralelo o Amazon Elastic Map Reduce (Amazon EMR) para analisar grandes conjuntos de dados na plataforma e assim ir ajustando seus modelos analíticos e de recomendações. Esse tipo de análise é feita periodicamente. Ao utilizar o Amazon EMR, as equipes da Knewton não precisam se preocupar com custos adicionais, nem com a sobrecarga operacional que ocorreria devido ao gerenciamento de seu próprio cluster do Hadoop.

A empresa utiliza o AWS CloudFormation para provisionar mais de 1.000 instâncias do Amazon Elastic Compute Cloud (Amazon EC2). "Nós transferimos cerca de 80% das nossas instâncias para as instâncias reservadas, o que reduziu a nossa fatura mensal pela metade", revela Prichard.

O Amazon Simple Storage Service (Amazon S3) disponibiliza armazenamento para arquivos de configuração e backups. O Elastic Load Balancing distribui tráfego entre as instâncias. A Figura 1 mostra a plataforma de aprendizagem adaptável da Knewton na AWS.

knewton-arch-diagram

Figura 1. Plataforma de aprendizagem adaptável da Knewton na AWS.

Ao operar na AWS, a Knewton pode aumentar sua escala para gerenciar grandes picos de tráfego. "No começo do ano letivo, nós veremos alunos usando todos os materiais para cursos da Knewton de uma só vez", diz Prichard. "Um dos melhores aspectos da AWS é a capacidade de aumentar a escala rapidamente durante momentos de pico sem muita preparação e, depois, diminuir a escala novamente quando o tráfego volta ao normal."

A empresa também aproveita a vantagem de a Nuvem AWS tomar decisões relacionadas à infraestrutura bem-embasadas e em grande escala. Ao decidir qual seria a tecnologia por trás de seu banco de dados gráfico de próxima geração, a Knewton primeiro criou um protótipo de um pequeno cluster para validar a viabilidade funcional da solução. Então, sua equipe escalou esse cluster até que atingisse o tamanho de um cluster de produção totalmente provisionado, garantindo que os benefícios da nova solução fossem obtidos na escala prevista durante os próximos 12 meses. Ao concluir os testes funcionais e de desempenho, todas as instâncias de banco de dados foram desativadas. Este investimento relativamente baixo ajudou a tornar a Knewton muito mais confiante na tomada de decisões essenciais sobre sua infraestrutura.

Sob um ponto de vista empresarial, a AWS permitiu que a Knewton atendesse às demandas dos alunos e parceiros, como também expandisse para novos mercados, tornando-se a plataforma de aprendizagem adaptável líder no mercado. "Ao executarmos nossa plataforma na AWS, nós conseguimos trabalhar com parceiros do mundo todo", conta Prichard. "A AWS oferece uma infraestrutura compatível com as regulamentações relacionadas a dados de vários países, o que é fundamental, visto que nós já temos parceiros espalhados pelos quatro continentes. Poder implantar em uma Amazon Virtual Private Cloud (Amazon VPC) e operar em várias regiões tem sido uma grande vantagem estratégica para nós.”

"A equipe da AWS tem sido uma parceira da Knewton desde os primórdios da nossa empresa", comenta Prichard. "A AWS disponibilizou uma infraestrutura confiável e nos ajudou a desenvolver materiais para empresas educacionais internacionalmente. Eu vejo a equipe da AWS como um parceiro valioso para o crescimento da Knewton."

Para saber mais sobre como a AWS pode ajudar a apoiar a educação, acesse: http://aws.amazon.com/education/.