Com a AWS, o departamento de TI está mais ágil do que nunca e consegue acompanhar o ritmo dos negócios.
Balakrishna Rao Diretor de TI

A Manipal Global Education Services (MaGE) oferece vários serviços de educação superior a alunos na Índia, programas de treinamento corporativo em parceria com as principais empresas de TI e bancárias, treinamento vocacional em diversos setores de qualificação profissional e serviços tecnológicos em áreas como testes e educação. Ela também é a operadora de campi universitários na Malásia, em Antígua no Caribe, em Dubai e no Nepal. No momento, a MaGE atende e apoia mais de 400 mil alunos, muitos deles por meio da EduNxt™, sua plataforma tecnológica vencedora de prêmios.

Manipal Global Uses AWS to Save 25% on Infrastructure

manipal-global-thumb

A MaGE oferece vários serviços que incluem programas corporativos, treinamentos, serviços de avaliação, programas de certificação, matrículas de alunos e serviços de colocação profissional. A maioria desses serviços são disponibilizados online e, com o número crescente de alunos a cada ano, o tráfego das aplicações web da MaGE aumentou em até 60% ao ano, com picos exponenciais na demanda durante os ciclos de admissão, exames e publicação de resultados. No momento, a MaGE conduz cerca de cinco milhões de testes e avaliações a cada ano e a expectativa é de que os números cresçam.

Até 2013, a MaGE hospedava aplicações em um datacenter local que não tinha condições de atender às suas necessidades dinâmicas. O desempenho das aplicações era um desafio, o tempo de carregamento de páginas era lento e a disponibilidade variava entre 98,5% a 99%, com a empresa passando por tempos de inatividade de alguns dias por ano. A empresa também identificou um possível risco com seu essencial sistema SAP, que não oferecia uma recuperação de desastres adequada. No caso de um desastre, a recuperação do sistema levaria algumas semanas e isso poderia resultar em um impacto muito grande nos negócios.

Além disso, a manutenção da infraestrutura local era complexa e dispendiosa. Era necessário vários membros da equipe para configurar e implantar recursos de infraestrutura para novas cargas de trabalho e o aumento da escala do datacenter poderia levar várias semanas, o que restringia a capacidade de resposta rápida da MaGE às suas dinâmicas necessidades empresariais.

A empresa sabia que poderia solucionar alguns desses desafios investindo em novos servidores e em infraestrutura de TI associada. No entanto, esta opção seria muito lenta e dispendiosa. Além disso, ela não ofereceria a escalabilidade, o desempenho e a disponibilidade que a empresa exigia.

Graças à agilidade e à elasticidade disponibilizadas pela computação em nuvem, a MaGE estava convencida e decidiu criar uma plataforma tecnológica robusta e "pronta para o futuro" para apoiar o crescimento da empresa. A diretoria avaliou vários provedores de serviços em nuvem antes de escolher a Amazon Web Services (AWS). "Consideramos agilidade, elasticidade, desempenho e economia durante a avaliação dos provedores de nuvem e acabamos escolhendo a AWS como nosso parceiro de confiança. O ritmo de inovação, os anos de experiência, o histórico e a abordagem que prioriza o cliente da AWS eram incomparáveis", diz Balakrishna Rao, Diretor de TI da MaGE.

Com base no sucesso das implantações iniciais, a MaGE decidiu que a hora era certa para migrar para uma estratégia "Cloud First" e iniciou uma mudança em massa para a nuvem. A Manipal migrou nove aplicações e sistemas, inclusive a gestão de campanhas e o marketing digital, a gestão de alunos, a gestão de aprendizado, as avaliações e os sites, para a AWS. No início de 2015, a Manipal estava executando 70% de suas cargas de trabalho na AWS e adotou uma política de que qualquer nova aplicação teria que ser disponibilizada como um serviço da nuvem. A empresa também executa um ambiente de recuperação de desastres para o seu sistema de gestão de alunos do SAP na AWS. Durante os picos sazonais, esses sistemas processam 100 mil uploads de avaliações internas ao dia no EduNxt, 450 mil ocorrências de resultados ao dia no portal do aluno para programas de aprendizado à distância e três milhões de ocorrências no site com cerca de 10 TB de dados transferidos ao mês.

A MaGE usa mais de uma dúzia de Serviços da AWS, como Amazon Elastic Compute Cloud (Amazon EC2), Amazon Elastic Block Store (Amazon EBS), Elastic Load Balancing, Amazon Simple Storage Service (Amazon S3), Amazon CloudFront, AWS CloudTrail, Amazon CloudWatch, Amazon Simple Notification Service (Amazon SNS), Amazon Simple Email Service (Amazon SES), Amazon Route 53, Amazon Relational Database Service (Amazon RDS), Amazon ElastiCache, AWS Identity and Access Management (IAM) e AWS Trusted Advisor.

"No momento, temos várias plataformas de tecnologia, SO e ambientes de desenvolvimento em execução como nosso próprio ambiente de virtual private cloud usando a Amazon Virtual Private Cloud. Não queríamos comprometer o desempenho ou a segurança das nossas aplicações. Além disso, o alcance e a profundidade da plataforma da AWS foram cruciais, pois nos deram a segurança para migrarmos para a nuvem", diz Rao.

A figura abaixo ilustra o ambiente da MaGE na AWS:

manipal-glonla-education-services-arch-diag

Agora, a MaGE opera um datacenter virtual dentro da AWS capaz de apoiar crescimento e expansão empresariais sustentáveis, bem como manter a disponibilidade e o desempenho ideais quando ocorrerem picos na demanda durante os períodos de admissões e exames. A empresa pode aumentar ou reduzir a escala vertical da infraestrutura para gerenciar picos sazonais e paga apenas pelos recursos que utilizar. Com o provisionamento instantâneo, a empresa pode apoiar novas demandas empresariais em horas, em comparação com as quatro ou cinco semanas que antes eram necessárias com a abordagem de datacenter tradicional.

Após a migração para a Nuvem AWS, a disponibilidade das aplicações de clientes e dos serviços para alunos aumentou para 99,9%. Além disso, o tempo de carregamento de página foi reduzido em 30%, o que melhorou a experiência do usuário final. Agora, a empresa tem capacidade para recuperar-se de qualquer desastre que afete seu ambiente SAP em horas, minimizando a interrupção nas operações empresariais. Ao mesmo tempo em que obteve todos esses benefícios, a MaGE também observou reduções nos custos operacionais entre 20% e 25%.

Segundo Rao, o departamento de TI está mais ágil do que nunca e tem a capacidade de acompanhar o ritmo dos negócios. "A AWS potencializou a cultura de inovação da empresa e as equipes agora podem conduzir testes e adotar novos processos, coisas que antes nunca eram possíveis. Com a AWS, os desafios que costumávamos enfrentar durante os períodos de pico agora foram solucionados e as expectativas operacionais e de segurança foram atendidas", comenta Rao.

Para saber mais sobre como a AWS pode ajudar a executar aplicações empresariais, acesse a página de detalhes sobre aplicações empresariais.