O Amazon Redshift é um armazém de dados rápido, totalmente gerenciado e em escala de petabytes que torna mais simples e econômica a análise de todos os seus dados usando as ferramentas de inteligência de negócios de que você já dispõe. Comece aos poucos, por apenas 0,25 USD por hora, sem compromissos, e aumente a escala até petabytes por 1.000 USD por terabyte por ano, menos de um décimo do custo das soluções tradicionais. Normalmente, os clientes relatam uma compactação de 3x, que reduz seus custos para 333 USD por terabyte não compactado por ano.

Teste o Amazon Redshift gratuitamente

Iniciar o teste gratuito
Saiba mais

Obtenha 750 horas de DC1.Large gratuitas por mês durante dois meses.  Para iniciar o teste:

Crie uma conta da AWS e faça login no Console do Amazon Redshift

Execute um cluster do Amazon Redshift e selecione DC1.Large para Node Type

Relate e consuma dados gratuitamente usando nossos Testes gratuitos para parceiros




O Amazon Redshift oferece alta performance nas consultas, usando tecnologia de armazenamento colunar para melhorar a eficiência da E/S e paralelizando consultas entre vários nós. O Amazon Redshift tem drivers personalizados JDBC e ODBC drivers disponíveis para download na guia Connect Client de nosso console, permitindo usar uma grande variedade de clientes SQL já conhecidos. Além disso, você pode usar drivers JDBC e ODBC para PostgreSQL. A velocidade do carregamento de dados aumenta de forma linear com o tamanho do cluster, com integrações com o Amazon S3, o Amazon DynamoDB, o Amazon Elastic MapReduce, o Amazon Kinesis ou qualquer host compatível com SSH.

A arquitetura de armazém de dados do Amazon Redshift permite automatizar a maioria das tarefas administrativas comuns associadas ao provisionamento, à configuração e ao monitoramento de um armazém de dados na nuvem. Os backups no Amazon S3 são contínuos, incrementais e automáticos. As restaurações são rápidas; você pode começar a consultar em questão de minutos, enquanto seus dados são armazenados no spool em segundo plano. Bastam alguns cliques para ativar a recuperação de desastres em todas as regiões.

Você conta com recursos internos de segurança. Você pode criptografar dados ociosos e em trânsito usando AES-256 e SSL acelerados por hardware, isolar clusters usando a Amazon VPC e até mesmo gerenciar suas chaves usando o AWS Key Management Service (KMS) e os módulos de segurança de hardware (HSMs). Todas as chamadas de API, tentativas de conexão, consultas e alterações no cluster são registradas em log e podem ser auditadas. Você pode usar o AWS CloudTrail para auditar as chamadas de API do Redshift.

O Amazon Redshift usa uma variedade de inovações para obter um desempenho de consulta muito elevado em conjuntos de dados com tamanhos variando de centenas de gigabytes a um petabyte ou mais. Ele usa armazenamento colunar, compactação de dados e mapas da zona para reduzir a quantidade de E/S necessária para realizar consultas. O Amazon Redshift tem uma arquitetura de armazém de dados com processamento maciçamente paralelo (MPP), paralelizando e distribuindo operações SQL para aproveitar todos os recursos disponíveis. O hardware subjacente foi projetado para processamento de dados de alta performance, usando armazenamento conectado local para maximizar as taxas de transferência entre as CPUs e as unidades, e uma rede de malha 10GigE para maximizar a taxa de transferência entre os nós.

Com alguns cliques no Console de Gerenciamento da AWS ou uma simples chamada de API, você pode alterar facilmente a quantidade ou o tipo dos nós em seu armazém de dados na nuvem de acordo com a evolução das suas necessidades de desempenho ou capacidade. Os nós de armazenamento denso (DS) permitem criar armazéns de dados muito grandes usando discos rígidos (HDDs) por um preço bastante reduzido. Os nós de computação densa (DC) permitem criar armazéns de dados de altíssimo desempenho usando CPUs rápidas, grandes quantidades de memória RAM e discos de estado sólido (SSDs). Com o Amazon Redshift, é possível começar a partir de um único nó DC1.Large de 160 GB e aumentar a escala até um petabyte ou mais de dados de usuário compactados, usando nós DS2.8XLarge de 16 TB. Durante o redimensionamento, o Amazon Redshift coloca seu cluster existente em modo somente leitura, provisiona um novo cluster do tamanho escolhido e então copia os dados de seu antigo cluster para o novo em paralelo. Você pode continuar executando consultas no seu antigo cluster enquanto o novo ainda estiver sendo provisionado. Após seus dados serem copiados para o novo cluster, o Amazon Redshift irá redirecionar automaticamente as consultas para seu novo cluster e remover o antigo.

Pague somente pela capacidade que usar. É possível escolher a definição de preço sob demanda sem custos iniciais ou compromissos em longo prazo, ou obter taxas com descontos significativos com a definição de preço de instância reservada. A definição de preço sob demanda parte de apenas 0,25 USD/hora por nó DC1.Large de 160 GB ou 0,85 USD/hora por nó DS2.XLarge de 2 TB. Com instâncias reservadas com pagamento antecipado parcial, é possível baixar seu preço efetivo para 0,10 USD/hora por nó DC1.Large (5.500 USD/TB/ano) ou 0,228 USD/hora por nó DS2.XLarge (999 USD/TB/ano). Para ver mais detalhes, visite a página Definição de preço do Amazon Redshift.

Com alguns cliques no AWS Management Console ou simples chamadas de API, é possível criar um cluster, especificando seu tamanho, tipo de nó subjacente e o perfil de segurança. O Amazon Redshift irá provisionar seus nós, configurar as conexões entre eles e manter o cluster seguro. Seu warehouse de dados estará em execução dentro de poucos minutos.

O Amazon Redshift lida com todo o trabalho necessário para gerenciar, monitorar e escalar seu armazém de dados, desde o monitoramento da integridade do cluster e a realização de backups à aplicação de correções e atualizações. Você pode redimensionar facilmente o cluster de acordo com a evolução das necessidades de desempenho e capacidade. Ao processar todas essas tarefas demoradas e com uso intensivo de trabalho, o Amazon Redshift o libera para se concentrar em seus dados e comerciais.

O Amazon Redshift tem vários recursos que aprimoram a confiabilidade de seu cluster de armazém de dados. Todos os dados gravados em um nó em seu cluster são automaticamente replicados para outros nós no cluster e é feito continuamente backup de todos os dados para o Amazon S3. O Amazon Redshift monitora continuamente a saúde do cluster e automaticamente replica os dados de unidades com falha e substitui os nós conforme necessário.

O recurso de snapshot automatizado do Amazon Redshift faz o backup continuamente dos novos dados no cluster para o Amazon S3. Os snapshots são contínuos, incrementais e automáticos. O Amazon Redshift armazena seus snapshots por um período definido pelo usuário, que pode ser de um a 35 dias. Você pode gerar seus próprios snapshots a qualquer momento, que aproveitam todos os snapshots do sistema existentes e são retidos até você os excluir explicitamente. O Redshift também pode replicar de forma assíncrona seus snapshots para o S3 em outra região, para fins de recuperação de desastres. Após excluir um cluster, seus snapshots do sistema são removidos, mas os snapshots do usuário continuam disponíveis até você os excluir explicitamente.

Você pode usar qualquer sistema ou snapshot de usuário para restaurar seu cluster usando o AWS Management Console ou as APIs do Amazon Redshift. Seu cluster fica disponível assim que os metadados do sistema são restaurados e você pode começar a executar consultas enquanto os dados do usuário são colocados no plano de fundo.

Com apenas algumas configurações de parâmetros, você pode configurar o Amazon Redshift para usar SSL para proteger dados em trânsito e criptografia AES-256 acelerada por hardware para os dados ociosos. Se você optar por ativar a criptografia de dados ociosos, todos os dados gravados em disco e todos os backups serão criptografados. Por padrão, o Amazon Redshift cuida do gerenciamento de chaves, mas você pode optar por gerenciar suas chaves usando seus próprios módulos de segurança de hardware (HSMs), o AWS CloudHSM ou o AWS Key Management Service.

O Amazon Redshift permite configurar regras de firewall para controlar o acesso a redes para seu cluster de armazém de dados. Você pode executar o Amazon Redshift dentro da Amazon Virtual Private Cloud (Amazon VPC) para isolar seu cluster de armazém de dados em sua própria rede virtual e conectá-lo à sua infraestrutura de TI existente usando VPN padrão do setor com IPsec criptografado.

O Amazon Redshift integra-se com o AWS CloudTrail para possibilitar a auditoria de todas as chamadas de API do Redshift. O Amazon Redshift também registra em log todas as operações de SQL, incluindo tentativas de conexão, consultas e alterações em seu banco de dados. Você pode acessar esses logs usando consultas SQL em tabelas do sistema ou optar por baixá-los em um local seguro no Amazon S3. O Amazon Redshift é compatível com os requisitos de SOC1, SOC2, SOC3 e PCI DSS Nível 1. Para obter mais detalhes, acesse o Centro de Conformidade com a AWS.

O Amazon Redshift é uma solução de armazém de dados SQL que utiliza conexões OBDC e JDBC padrão do setor. Nossos drivers JDBC e ODBC estão disponíveis para download na guia Connect Client do nosso console. Vários fornecedores populares de software certificaram o Amazon Redshift para seus produtos, permitindo que você continue a usar as mesmas ferramentas que usa hoje. Consulte a página de parceiros do Amazon Redshift para obter mais detalhes.

O Amazon Redshift é integrado com outros serviços da AWS e tem comandos internos para carregar dados em paralelo para cada nó do Amazon S3, do Amazon DynamoDB ou de seus servidores locais e do EC2 usando SSH. O AWS Data Pipeline, o Amazon Kinesis e o AWS Lambda integram-se ao Amazon Redshift como um destino de dados. Você também pode carregar dados de streaming no Amazon Redshift usando o Amazon Kinesis Firehose.