O Elastic Load Balancing distribui automaticamente o tráfego de entrada das aplicações em várias instâncias do Amazon EC2. Ele permite que você obtenha tolerância a falhas nas suas aplicações, disponibilizando sem problemas a capacidade necessária de balanceamento de carga para rotear o tráfego de aplicações.

O Elastic Load Balancing oferece dois tipos de load balancers que proporcionam alta disponibilidade, escalabilidade automática e forte segurança. Eles são o Classic Load Balancer, que roteia o tráfego com base em informações da aplicação ou da rede, e o Application Load Balancer, que roteia o tráfego com base em informações avançadas da aplicação, como o conteúdo da solicitação. O Classic Load Balancer é ideal para o balanceamento de carga simples do tráfego entre várias instâncias EC2, já o Application Load Balancer é excelente para aplicações que precisam de recursos avançados de roteamento, microsserviços e arquiteturas baseadas em contêiner. O Application Load Balancer oferece a capacidade de rotear o tráfego para vários serviços ou balancear a carga entre diversas portas na mesma instância EC2.

Comece a usar a AWS gratuitamente

Crie uma conta gratuita
Ou faça login no console

O nível gratuito da AWS inclui 750 horas de Elastic Load Balancing por mês durante um ano e 15 GB de processamento de dados com o Amazon Elastic Load Balancing.

Consulte os detalhes do nível gratuito da AWS »


Atinja níveis mais elevados de tolerância a falhas para seus aplicativos usando o Elastic Load Balancing para direcionar automaticamente o tráfego em várias instâncias e em múltiplas Zonas de Disponibilidade. O Elastic Load Balancing garante que apenas instâncias íntegras do Amazon EC2 recebam tráfego, detectando as instâncias com problemas de integridade e alterando a rota do tráfego para as instâncias íntegras restantes. Se todas as suas instâncias do EC2 em uma zona de disponibilidade tiverem problemas de integridade e você tiver configurado instâncias do EC2 em várias Zonas de disponibilidade, o Elastic Load Balancing direcionará o tráfego para suas instâncias íntegras do EC2 nessas outras zonas.

O Elastic Load Balancing dimensiona automaticamente sua capacidade de gerenciamento de solicitações para atender à demanda do tráfego do aplicativo. Além disso, o Elastic Load Balancing oferece integração com o Auto Scaling para garantir que você tenha capacidade de back-end para atender aos níveis variáveis de tráfego sem a necessidade de intervenção manual.

O Elastic Load Balancing funciona com o Amazon Virtual Private Cloud (VPC) oferecendo recursos robustos de rede e segurança. Você pode criar um load balancer interno (não voltado para a internet) para direcionar o tráfego usando endereços IP privados em sua rede virtual. Você pode implementar uma arquitetura com várias camadas usando balanceadores de carga internos e voltados para a internet para direcionar o tráfego entre as camadas do aplicativo. Com essa arquitetura com vários níveis, a infraestrutura de seu aplicativo pode usar endereços IP privados e grupos seguros, permitindo que você exponha apenas a camada voltada para a internet com endereços IP públicos.

O Elastic Load Balancing oferece gerenciamento de certificados e descriptografia SSL integrados, permitindo que você gerencie de forma centralizada as configurações SSL do load balancer e transfira trabalhos com uso intensivo de CPU das suas instâncias. Além disso, o Elastic Load Balancing é integrado ao AWS Certificate Manager para facilitar o uso de SSL/TLS pelo seu site ou aplicação. Você obtém gerenciamento integrado de certificados, renovação e implantação gerenciada de certificados e descriptografia SSL/TLS, permitindo gerenciar de forma central as configurações de SSL/TLS do load balancer.

Você pode criar aplicações tolerantes a falhas colocando instâncias do Amazon EC2 em várias zonas de disponibilidade. Para obter ainda mais tolerância a falhas com menos intervenção manual, você pode usar o Elastic Load Balancing. Você poderá alcançar maior tolerância a falhas, colocando suas instâncias computacionais por trás de um Elastic Load Balancer, pois ele pode automaticamente equilibrar o tráfego entre várias instâncias e várias Zonas de disponibilidade e se certificar de que apenas as instâncias íntegras do Amazon EC2 recebam tráfego. Você pode configurar um Elastic Load Balancer para equilibrar a carga de tráfego de entrada dos aplicativos entre instâncias do Amazon EC2 em uma única Zona de disponibilidade ou em várias Zonas de disponibilidade. O Elastic Load Balancing pode detectar a saúde das instâncias do Amazon EC2. Quando ele detecta instâncias com problemas de integridade do Amazon EC2, ele desvia o tráfego dessas instâncias. Em vez disso, ele distribui a carga entre as instâncias íntegras restantes do Amazon EC2. Se todas as suas instâncias do Amazon EC2 em uma zona específica de disponibilidade tem problemas de integridade, mas você configurou instâncias do Amazon EC2 em várias Zonas de disponibilidade, o Elastic Load Balancing roteará o tráfego para suas instâncias íntegras do Amazon EC2 nessas outras zonas. Ele dará continuidade ao tráfego para as instâncias originais do Amazon EC2 quando elas estiverem íntegras novamente.

Você pode usar os recursos de verificação de saúde e de failover de DNS do Amazon Route 53 para aprimorar a disponibilidade de aplicativos em execução por trás de Elastic Load Balancers. O Route 53 executará um failover de um load balancer se não houver instâncias do EC2 saudáveis registradas no load balancer ou se o próprio load balancer não estiver saudável.

O uso do failover de DNS do Route 53 permite executar aplicativos em várias regiões da AWS e designar load balancers alternativos para failover entre regiões. Caso o seu aplicativo não responda, o Route 53 removerá o endpoint de load balancer indisponível de serviço e direcionará o tráfego para um load balancer alternado em outra região. Para começar a usar o failover do Route 53 para Elastic Load Balancing, consulte o Elastic Load Balancing Developer Guide e o Amazon Route 53 Developer Guide.

Digamos que você queira ter a certeza de que o número de instâncias íntegras do Amazon EC2 por trás de um Elastic Load Balancer nunca seja menor que dois. Você pode usar o Auto Scaling para definir essas condições e quando o Auto Scaling detecta que uma condição foi atendida, ele adiciona automaticamente a quantidade necessária de instâncias do Amazon EC2 ao seu grupo Auto Scaling. Ou, se você deseja certificar-se de que você adicionou instâncias do Amazon EC2 quando a latência de qualquer uma de suas instâncias do Amazon EC2 exceder 4 segundos ao longo de um período de 15 minutos, você pode definir essa condição e o Auto Scaling tomará as medidas necessárias em suas instâncias do Amazon EC2 – mesmo quando estiver sendo executado em segundo plano ao Elastic Load Balancer. O Auto Scaling funciona igualmente bem para dimensionar instâncias do Amazon EC2 independentemente do uso do Elastic Load Balancing.

O Elastic Load Balancing facilita a criação de um ponto de entrada voltado para a Internet em sua VPC, ou o equilíbrio de carga entre níveis de seu aplicativo em sua VPC. Você pode atribuir security groups ao seu ELB para controlar quais portas estão abertas para uma lista de fontes permitidas. Como o Elastic Load Balancing está anexado à VPC, todas as suas listas de controle de acesso à rede (ACLs) atuais e as tabelas de roteamento continuam a disponibilizar controles de rede adicionais.

Quando cria um load balancer em sua VPC, você pode especificar se o load balancer será voltado para a Internet (o padrão) ou interno. Se você selecionar interno, não será preciso ter um gateway de Internet para acessar o load balancer, e os endereços IP privados do load balancer serão usados no registro DNS do load balancer.