Entre em contato com o setor de vendas
Novidades para os clientes da AWS

    Capital One Cafe
    4:26
    Como a Capital One reduziu sua área de datacenter, expandiu o uso de microsserviços e reinventou os serviços bancários usando a AWS

    Em 2015, a Capital One anunciou que todos os novos aplicativos da empresa seriam executados na nuvem. E a arquitetura dos aplicativos já existentes seria alterada sistematicamente para a nuvem. Mas como a empresa chegou a esse ponto? A Capital One, uma empresa de tecnologia que oferece serviços financeiros, difere em aspectos importantes de outras empresas do setor. Mas sua trajetória para a Nuvem AWS e a sua abordagem de desenvolvimento voltada à nuvem oferecem dicas úteis que empresas de grande porte, não nativas da nuvem e altamente regulamentadas podem usar na definição de suas próprias jornadas para nuvem.

    Saiba mais >>

    A Peloton usa a AWS como base para seu placar ao vivo sob demanda. Saiba mais>>

    A Cerner escolheu a AWS como base para suas iniciativas de Machine Learning e a inteligência artificial. Saiba mais>>

    A Expedia adotou integralmente a AWS e pretende migrar 80% dos seus aplicativos de missão crítica. Saiba mais »

    A Atlassian usa a AWS para ajustar a escala de aplicações de software de rastreamento de problemas, além de melhorar a recuperação de desastres e a disponibilidade. Saiba mais »

    • Big data

      Colete e processe volumes colossais de dados com rapidez e economia.

      Financial Industry Regulatory Authority

      A FINRA usa a AWS para capturar, analisar e armazenar um fluxo diário de 75 bilhões de registros.

      Unilever

      A Unilever usa a AWS para lançar e analisar campanhas de marketing digital com mais agilidade.

      The Kellogg Company

      A Kellogg usa a AWS para disponibilizar análises de gastos e simulações de dados em minutos.

    • Migração de datacenters

      Migre suas cargas de trabalho locais para a AWS.

      AOL

      Ao usar a AWS, a AOL conseguiu transferir cargas de trabalho de missão crítica para a nuvem, estender seu alcance global e economizar milhões dólares em recursos energéticos.

      Condé Nast

      Em apenas três meses, a Condé Nast conseguiu migrar mais de 500 servidores, 1 petabyte de armazenamento, várias aplicações de missão crítica, além de mais de 100 servidores de banco de dados para a Nuvem AWS.

      InfoSpace

      Ao usar a AWS, a InfoSpace migrou seu datacenter completo em seis meses e agora pode gerenciar facilmente sua pilha da Microsoft na AWS.

    • Soluções empresariais

      Execute aplicativos empresariais comuns e personalizados com segurança e confiabilidade.

      General Electric

      A GE está migrando mais de 9.000 cargas de trabalho, incluindo 300 sistemas de ERP heterogêneos, para a AWS e, ao mesmo tempo, está reduzindo o tamanho de seus datacenters.

      Brooks Brothers

      A Brooks Brothers executa suas soluções de SAP e CRM na AWS, obtendo agilidade e economia.

      Intuit

      A Intuit economiza dinheiro com a mudança das aplicações de negócios para a AWS.

    • Serviços financeiros

      Acelere a agilidade, possibilite a inovação e proteja dados confidenciais.

      Pacific Life Insurance

      A Pacific Life usa a AWS como parte de um ambiente de computação híbrido para controlar custos de TI.

      NASDAQ OMX

      A Nasdaq disponibiliza dados sob demanda de modo econômico usando a AWS.

      Robinhood

      A Robinhood criou sua plataforma de comercialização e corretagem e uma aplicação de negociação de títulos com escalabilidade massiva na AWS.

    • Saúde e ciências biológicas

      Possibilite pesquisas, colaboração, desenvolvimento de produtos e vendas ágeis.

      Centers for Disease Control

      Usando a AWS, a CDC compartilha amplamente informações de saúde sem necessidade de investimentos em hardware.

      Siemens Healthcare Diagnostics

      A Siemens criou uma plataforma segura, escalável e compatível com a HIPAA na AWS.

      Bristol-Myers Squibb

      A BMS usou a AWS para criar um portal de pesquisas simples, seguro e com autoprovisionamento.

    • Internet das Coisas (IoT)

      Conecte dispositivos à nuvem de forma fácil e segura.

      Enel

      A Enel está economizando custos de computação e armazenamento, além de ter reduzido o tempo de provisionamento e transformado sua empresa.

      Rachio

      A Rachio processa milhões de mensagens da IoT diariamente e reduziu os custos de desenvolvimento em 40% usando a AWS. 

      iRobot

      A iRobot usa a AWS para apoiar suas persepctivas com relação a produtos usados em casas conectadas, inclusive seus famosos aspiradores de pó Roomba.

    • Machine Learning (ML) e inteligência artificial (IA)

      Machine Learning nas mãos de todos os desenvolvedores e cientistas de dados.

      DigitalGlobe

      A DigitalGlobe usa o Amazon SageMaker para processar Machine Learning em grande escala.

      Butterfleye

      A Butterflye combina as funcionalidades faciais incorporadas em sua câmera com a API do Amazon Rekognition para identificar e marcar com tags milhões de faces com precisão.

      Haptik

      A Haptik incorporou o Amazon Polly à infraestrutura da empresa. O Amazon Polly transforma texto em fala realista. Em outras palavras, o serviço permite que desenvolvedores criem aplicativos que falam.  

    • Aplicativos web e móveis

      Crie e altere a escala de sites e aplicativos móveis de alta performance.

      Pinterest

      A Pinterest usa a AWS para gerenciar vários petabytes de dados e executar atualizações diárias em seu índice de pesquisas gigante.

      Airbnb

      As aplicações web e os aplicativos móveis da Airbnb executam na AWS, com escalabilidade automática para atender à demanda.

      Spotify

      A Spotify usa a TI escalável da AWS para comportar picos de uso e acelerar o lançamento de novos recursos.

    Discover what customers are doing with AWS today

    • Estudo de caso da AWS: CVC

      A CVC, uma das maiores empresas de turismo da América Latina, com apoio da Rivendel, utiliza a tecnologia da AWS para suas operações da data analytics. Assista ao depoimento de Leopoldo Bulgarelli, Head de Data Sciences da CVC, e saiba como a empresa encara os desafios de integração entre o varejo físico e online, faz a gestão de riscos da operação, se concentra no aumento das vendas e ainda planeja a utilização de soluções de machine learning.

      Wappa is the pioneer and market leader in taxi expense management, headquartered in Brazil and available in 22 countries. “To help our customers reduce corporate travel expenses, our platform needs to find rides quickly and accelerate the budgeting, payment, and reporting processes. Since migrating our Oracle database to Amazon Aurora, our user validation process has become 60 percent faster, reporting time per user has dropped 75 percent, and the payment process is 70 percent faster. We’re clearly seeing the results in our user growth numbers and user satisfaction ratings of our application.” - Cesar Matias, Chief Technology Officer, Wappa
      Wappa is the pioneer and market leader in taxi expense management, headquartered in Brazil and available in 22 countries. “To help our customers reduce corporate travel expenses, our platform needs to find rides quickly and accelerate the budgeting, payment, and reporting processes. Since migrating our Oracle database to Amazon Aurora, our user validation process has become 60 percent faster, reporting time per user has dropped 75 percent, and the payment process is 70 percent faster. We’re clearly seeing the results in our user growth numbers and user satisfaction ratings of our application.” - Cesar Matias, Chief Technology Officer, Wappa
    • Estudo de caso da AWS: BTG Pactual Digital

      O BTG Pactual iniciou sua jornada com a AWS com sua operação digital, o BTG Pactual Digital. A missão da organização era lançar um banco totalmente online. Em 2016, o BTG Pactual Digital foi lançado com sua infraestrutura on premise. Após trabalho desenvolvido pela equipe da AWS Professional Services, em conjunto com a equipe do BTG, a operação digital migrou All-In para a AWS. O BTG Pactual Digital ainda utiliza serviços de analytics e o time de Professional Services especializado em Inteligência Artificial para analisar o mercado e fazer recomendações de investimento customizadas para seus clientes. Assista o depoimento de Marcelo Flora, sócio e diretor do BTG Pactual Digital, para saber mais.

      Wappa is the pioneer and market leader in taxi expense management, headquartered in Brazil and available in 22 countries. “To help our customers reduce corporate travel expenses, our platform needs to find rides quickly and accelerate the budgeting, payment, and reporting processes. Since migrating our Oracle database to Amazon Aurora, our user validation process has become 60 percent faster, reporting time per user has dropped 75 percent, and the payment process is 70 percent faster. We’re clearly seeing the results in our user growth numbers and user satisfaction ratings of our application.” - Cesar Matias, Chief Technology Officer, Wappa
      Wappa is the pioneer and market leader in taxi expense management, headquartered in Brazil and available in 22 countries. “To help our customers reduce corporate travel expenses, our platform needs to find rides quickly and accelerate the budgeting, payment, and reporting processes. Since migrating our Oracle database to Amazon Aurora, our user validation process has become 60 percent faster, reporting time per user has dropped 75 percent, and the payment process is 70 percent faster. We’re clearly seeing the results in our user growth numbers and user satisfaction ratings of our application.” - Cesar Matias, Chief Technology Officer, Wappa
    • Estudo de caso da Swisstopo

      Com a AWS, a Swisstopo é capaz de armazenar e gerenciar com segurança quatro bilhões de blocos de mapas e informações geográficas de maneira segura, simples e escalável e de distribuir o conteúdo aos seus 30 mil visitantes diários. A Swisstopo oferece dados de referência geográfica e serviços específicos de clientes para autoridades governamentais entidades privadas por meio de ferramentas online de código-fonte aberto e de acesso gratuito. A Swisstopo usa o Amazon EC2 para aumentar ou diminuir seu uso em questão de minutos e o Amazon CloudFront para acelerar a distribuição de conteúdo e obtém padronização e automação com serviços como o Amazon EBS, o Amazon EFS e o Amazon S3.

    • Estudo de caso da AWS: iFood

      O iFood, um dos marketplaces de maior destaque na América Latina atuando no segmento de entrega de alimentos, conta com a elasticidade dos serviços da AWS para o sucesso de suas operações. A empresa experimentou uma evolução meteórica (triplicando o crescimento anual em 2015-2016), o que trouxe a necessidade de sua mudança para a nuvem. Em preparação para a migração a equipe de TI reescreveu seus sistemas monolíticos para arquitetura de microsserviços. Em 2016 eles foram all-in para a AWS e conseguiram alcançar a flexibilidade e a elasticidade que precisavam. Durante as operações de horário de pico (almoço e jantar aos domingos) o iFood pode passar de 500 instâncias, gerenciando 50 pedidos por segundo. Veja, no depoimento do diretor de tecnologia, Gabriel Pinto, como o iFood utiliza serviços como o AWS Lambda, Amazon Elastic Compute Cloud, Amazon Relational Database Service, Amazon Simple Storage Service, Amazon CloudFront, Amazon Route 53, entre outros.

    • Estudo de Caso AWS: Duratex

      De olho em um dos mercados que mais cresce no mundo, o das Smart Homes, a Duratex encarou o desafio tecnológico de desenvolver um dispositivo de IoT que transformasse produtos tradicionais de toda casa, como chuveiros e torneiras, em produtos inteligentes que pudessem ser monitorados e até mesmo controlados remotamente. Para desenvolver o Deca Smart Link a Duratex usou uma gama de produtos AWS, como AWS Elastic Beanstalk e Amazon Simple Storage Service para armazenamento, e Amazon CloudFront para distribuição de conteúdo do PWA (Progressive Web App).

    • Estudo de caso da AWS: Fundação Roberto Marinho

      Há mais de 40 anos a Fundação Roberto Marinho atua na promoção do direito à educação com uma rede de parceiros públicos e privados, de forma a viabilizar ações para diferentes realidades, em todas as regiões do país. Para tal desafio, sempre esteve à frente de seu tempo e em busca de tecnologias inovadoras que ampliem o acesso à informação.

      Em 2011, a Fundação foi uma das primeiras instituições brasileiras a apostarem na nuvem. Com a ajuda da Amazon Web Services, atinge alta disponibilidade de TI a todos os seus projetos, com um conjunto de soluções que garante alto nível de confiabilidade e escalabilidade, por um custo menor e de fácil gestão.

    • Estudo de caso da AWS: Boxnet

      A Boxnet é uma empresa de serviços de informação especializada em monitorar, coletar e organizar um enorme volume de informações veiculados na internet, em jornais, revistas, emissoras de rádio e televisão, nacionais e internacionais, e disponibilizar digitalmente este material para seus clientes no menor espaço de tempo possível após a veiculação. Os serviços estão disponíveis 24/7, em tempo real, com integração de base de dados, estatísticas, relatórios e classificações criteriosas. Um ano após a migração para a AWS e os resultados são perceptíveis. O primeiro deles foi um expressivo aumento na carteira de clientes, que triplicou sem que houvesse qualquer preocupação em relação às limitações de infraestrutura na nuvem.

    • Estudo de caso AWS: Piracanjuba

      Piracanjuba has been operating in the Brazilian market for 62 years. The company is one of the largest dairy producers in the country and play a key influencer role in the transformation of agribusiness in Brazil. Piracanjuba migrated its core systems to Amazon Web Services and currently hosts 90% of its entire operation on AWS. With the migration of their SAP system, Piracanjuba estimates to have saved approximately R$ 1 million (approximately USD 279K). Prior to Piracanjuba’s move to AWS, hardware upgrades would take as long as 36 months to complete, now they have almost instant access to compute and storage capabilities. After the successful migration of their SAP applications, Piracanjuba also migrated their website operations, internal support systems, antivirus, monitoring systems, routing software, and payroll. Piracanjuba is now focusing the building their Data Lake. The project is already under testing with Amazon Web Services Pro Services team. In addition, from the 24,000 annual hours spent by Piracanjuba IT team, it is estimated that 8,500 hours (34%) are being saved after the migration to AWS. This allows the team to focus their time on more strategic activities for the business, leaving aside tactical activities such as capacity planning, facility management, server purchase and deployment, among others. The activities that had the biggest hours savings were Infrastructure PM (64%) and Network Engineering (62%). Piracanjuba uses 50 Amazon EC2 instances on average in addition to Amazon S3, Lambda, CloudWatch, CloudTrail, QuickSight, ELB,Workspaces, CloudFront, Storage Gateway, Route 53, RDS, Elastic File System, GuardDuty and API Gateway.

    Pronto para começar a criar e a ampliar sua startup na AWS?

    Entre em contato com a equipe de vendas da AWS | Crie uma conta da AWS