title-divider_aws-orange
sustainability_greener-in-the-cloud

Qualquer análise sobre o impacto no clima de um datacenter deve considerar o uso de recursos e a eficiência energética, além do uso de diferentes fontes de energia. As emissões de carbono são um fator composto por três itens: a quantidade de servidores em execução, a energia total necessária para alimentar cada servidor e a intensidade de carbono das fontes de energia usadas nesses servidores. Uma postagem recente no blog de Jeff Barr descreve por que usar menos servidores e aproveitar melhor a energia deles é tão importante para reduzir o impacto de carbono do datacenter da empresa quanto usar diferentes fontes de energia.

Um típico provedor de nuvem em grande escala alcança aproximadamente 65% da taxa de utilização do servidor em comparação com 15% no local, o que significa que, quando as empresas mudam para a nuvem elas normalmente provisionam menos de ¼ dos servidores que provisionariam localmente.1 Além disso, um datacenter local típico é 29% menos eficiente com relação ao uso de energia comparado como um típico provedor de nuvem em grande escala que usa projetos de instalação, sistemas de refrigeração e equipamento otimizado para cargas de trabalho de classe mundial.2 Ao considerar tudo isso (utilização de menos servidores, além de servidores mais eficientes com relação à energia), os clientes utilizam somente 16% da energia em comparação com a infraestrutura no local. Isso representa uma redução de 84% na quantidade de energia necessária.

Esse aumento na melhoria da eficiência energética promove uma grande redução do impacto climático, pois menos energia consumida significa menos emissões de carbono. A melhoria no impacto climático aumenta ainda mais quando se considera que o datacenter corporativo médio usa fontes de energia mais sujas do que um típico provedor de nuvem de grande escala. Provedores de nuvem em grande escala (incluindo a AWS) usam diferentes fontes de energia com 28% menos carbono do que a média global.​3

sustainability_servers-cloud

Ao combinar a parcela de energia necessária com diferentes fontes de energia que usam menos carbono, os clientes podem obter uma redução nas emissões de carbono de 88% migrando para a nuvem e a AWS.

Leia mais aqui.

sustainability_banner-trees

 

Progredimos muito nesse compromisso. Em 2018, a AWS ultrapassou 50% de uso de energia renovável.

Além dos nove projetos de energia renovável abaixo, a AWS anunciou três novas fazendas de energia eólica. Esses projetos – um na Irlanda, um na Suécia e um nos Estados Unidos – irão gerar um total de mais de 229 megawatts (MW), com previsão de geração de mais de 670.000 megawatts-hora (MWh) de energia renovável por ano.

Quando concluídas, essas fazendas de energia eólica, em combinação com os projetos anteriores de energia renovável da AWS, deverão gerar mais de 2.700.000 MWh de energia renovável por ano – o equivalente ao consumo anual de eletricidade de mais de 262.000 residências nos EUA, aproximadamente o tamanho da cidade de Nashville, no Tennessee.

title-divider_aws-orange
Amazon_SolarFarm_Virginia_EasternShore_Color_Wide_Transparency

A Amazon Solar Farm Virginia – Eastern Shore é uma fazenda de energia solar de 80 megawatts no Condado de Accomack, Virgínia. A fazenda de energia solar iniciou as operações em outubro de 2016 e deve gerar aproximadamente 170.000 megawatts-hora de energia solar por ano, ou o suficiente para alimentar aproximadamente 15.000 residências dos EUA4 em um ano. Clique aqui para assistir ao vídeo.

A Amazon Solar Farm Virginia – Eastern Shore é uma fazenda de energia solar de 80 megawatts no condado de Accomack, Virgínia.

Amazon_SolarFarm_Virginia_Buckingham_Color_Wide-Transparency

A Amazon Solar Farm Virginia – Buckingham é uma fazenda de energia solar de 20 megawatts no condado de Buckingham, Virgínia. A fazenda de energia solar iniciou as operações em novembro de 2017 e deve gerar mais de 48.000 megawatts-hora de energia solar por ano, ou o suficiente para alimentar mais de 4.000 residências dos EUA4 em um ano.

A Amazon Solar Farm Virginia – Buckingham é uma fazenda de energia solar de 20 megawatts no condado de Buckingham, Virgínia.

Amazon_SolarFarm_Virginia_NewKent_Color_Wide_Transparency

A Amazon Solar Farm Virginia – New Kent é uma fazenda de energia solar de 20 megawatts no condado de New Kent, Virgínia. A fazenda de energia solar iniciou as operações em novembro de 2017 e deve gerar mais de 48.000 megawatts-hora de energia solar por ano, ou o suficiente para alimentar mais de 4.000 residências dos EUA4 em um ano.

A Amazon Solar Farm Virginia – New Kent é uma fazenda de energia solar de 20 megawatts no condado de New Kent, Virgínia.

Amazon_SolarFarm_Virginia_Sappony_Color_Wide_Transparency

A Amazon Solar Farm Virginia – Sappony é uma fazenda de energia solar de 20 megawatts no condado de Sussex, Virgínia. A fazenda de energia solar iniciou as operações em novembro de 2017 e deve gerar mais de 48.000 megawatts-hora de energia solar por ano, ou o suficiente para alimentar mais de 4.000 residências dos EUA4 em um ano.

A Amazon Solar Farm Virginia – Sappony é uma fazenda de energia solar de 20 megawatts no condado de Sussex, Virgínia.

Amazon_SolarFarm_Virginia_Scott_Color_Wide_Transparency

A Amazon Solar Farm Virginia – Scott é uma fazenda de energia solar de 20 megawatts no condado de Powhatan, Virgínia. A fazenda de energia solar iniciou as operações em dezembro de 2017 e deve gerar mais de 48.000 megawatts-hora de energia solar por ano, ou o suficiente para alimentar mais de 4.000 residências dos EUA4 em um ano.

A Amazon Solar Farm Virginia – Scott é uma fazenda de energia solar de 20 megawatts no condado de Powhatan, Virgínia.

Amazon_SolarFarm_Virginia_Southampton_Color_Wide_Transparency

A Amazon Solar Farm Virginia – Southampton é uma fazenda de energia solar de 100 megawatts no condado de Southampton, Virgínia. A fazenda de energia solar iniciou as operações em novembro de 2017 e deve gerar cerca de 210.000 megawatts-hora de energia solar por ano, ou o suficiente para alimentar mais de 19.000 residências dos EUA4 em um ano.

A Amazon Solar Farm Virginia – Southampton é uma fazenda de energia solar de 100 megawatts no condado de Southampton, Virgínia.

Amazon_Windfarm_Indiana_FowlerRidge_Color_Wide_transparency

A Amazon Wind Farm Indiana – Fowler Ridge é uma fazenda de energia eólica de 150 megawatts no condado de Benton, Indiana. A fazenda de energia eólica iniciou as operações em janeiro de 2016 e deve gerar aproximadamente 500.000 megawatts-hora de energia eólica por ano, ou o suficiente para alimentar aproximadamente 46.000 residências dos EUA em um ano4. Clique aqui para assistir ao vídeo.

A Amazon Wind Farm Indiana – Fowler Ridge é uma fazenda de energia eólica de 150 megawatts no condado de Benton, Indiana.

Amazon_Windfarm_NorthCarolina–DesertWind_Color_Wide_Transparency

A Amazon Wind Farm North Carolina – Desert Wind é uma fazenda de energia eólica de 208 megawatts nos condados de Perquimans e Pasquotank, Carolina do Norte. A fazenda de energia eólica iniciou as operações em dezembro de 2016 e deve gerar aproximadamente 670.000 megawatts/hora de energia eólica por ano, ou o suficiente para alimentar aproximadamente 61.000 residências dos EUA4 em um ano. A Amazon Wind Farm US East é a primeira fazenda de energia eólica em escala de serviços no estado da Carolina do Norte.

A Amazon Wind Farm North Carolina – Desert Wind é uma fazenda de energia eólica de 208 megawatts nos condados de Perquimans e Pasquotank, Carolina do Norte.

Amazon_Windfarm_Ohio_TimberRoad_Color_Wide-Transparency

A Amazon Wind Farm Ohio – Timber Road é uma fazenda de energia eólica de 100 megawatts no condado de Paulding, Ohio. A fazenda de energia eólica iniciou as operações em dezembro de 2016 e deve gerar aproximadamente 320.000 megawatts/hora de energia eólica por ano, ou o suficiente para alimentar mais de 29.000 residências dos EUA em um ano4. Clique aqui para assistir ao vídeo.

A Amazon Wind Farm Ohio – Timber Road é uma fazenda de energia eólica de 100 megawatts no Condado de Paulding, Ohio.

Além do progresso da energia renovável da AWS, a Amazon.com anunciou projetos de energia renovável. Visite Sustentabilidade da Amazon para mais detalhes.

title-divider_aws-orange

A AWS anunciou três novas fazendas de energia eólica - uma na Irlanda, uma na Suécia e uma nos Estados Unidos. Quando concluídos, esses projetos deverão gerar 670.000 megawatts-hora (MWh) de energia renovável por ano.

title-divider_aws-orange

Em 2018, a AWS ultrapassou 50% de uso de energia renovável.

title-divider_aws-orange

Cinco fazendas solares anunciadas previamente pela AWS já estão em operação no estado da Virgínia. Juntamente com a Amazon Solar Farm US East, as seis fazendas solares fornecem 260 megawatts de capacidade de energia renovável para a grade.

VEJA MAIS DETALHES

 

title-divider_aws-orange
  • Amazon Wind Farm US Central

    USCentralWindFarm_sized
  • Amazon Wind Farm Fowler Ridge

    Windfarm_02
  • Amazon Solar Farms US East

    Amazon_Solar_Farm_03
DJI_0078
Fowler-Ridge_11
Fowler-Ridge_6
sustainability_banner-trees

1 Fonte: relatório NRDC 2014 “Avaliação da eficiência do datacenter

2 Fonte: Power Usage Effectiveness (PUE – Eficiência do uso da energia) dos datacenters locais do estudo do 2014 Uptime Institute e a PUE dos datacenters de nuvem nas informações públicas do Google e Facebook, além dos dados internos da AWS, todos mostrando PUEs abaixo de 1,2

3 Fonte: a intensidade média de carbono proveniente do uso de diferentes fontes de energia da AWS de 393 gramas/kWh para junho de 2015 e os dados da Mistura de energia global de 2014 da Agência Internacional de Energia para hipóteses locais

4 Em 2017, o consumo médio anual de eletricidade de um cliente residencial de serviços dos EUA era de 10.399 quilowatts-hora (kWh), uma média de 867 kWh por mês (Administração de Informações de Energia dos EUA)

5 Fonte: divisão da população da cidade de Nashville, Tennessee (667.560 em 2017) pelo número médio de pessoas por residência em 2017 (2,54, de acordo com o Departamento de Censo dos EUA), resultando em 262.818 residências.

6 Em alguns casos, nossos parceiros de serviços públicos recolhem atributos ambientais em nosso nome. A quantidade comprada e recolhida é baseada na combinação da rede publicada de cada região.