As implantações Multi-AZ do Amazon RDS oferecem melhor disponibilidade e durabilidade para Instâncias de Banco de Dados, oferecendo a solução ideal para cargas de trabalho de banco de dados de produção. Quando você provisiona uma instância de banco de dados Multi-AZ, o Amazon RDS cria automaticamente uma instância de banco de dados primária e replica de maneira sincronizada os dados para uma instância de espera em uma zona de disponibilidade (AZ) diferente. Cada AZ opera em sua própria infraestrutura fisicamente distinta e independente e é projetada para ser altamente confiável. Em caso de uma falha de infraestrutura, o Amazon RDS executa um failover automático para a espera (ou para uma réplica de leitura, no caso do Amazon Aurora) para que você possa reiniciar as operações de banco de dados assim que o failover for concluído. Como o endpoint da sua instância de banco de dados permanece o mesmo após um failover, sua aplicação pode retomar as operações de banco de dados sem necessidade de intervenção administrativa manual.

ha_ed_grizzly_reg_database_orange
3:01
Conversão de uma instância do Amazon RDS em Multi-AZ

Comece a usar a AWS gratuitamente

Crie uma conta gratuita

O nível gratuito da AWS inclui 750 horas de microinstância de banco de dados por mês durante um ano, 20 GB de armazenamento e 20 GB para backups com o Amazon Relational Database Service (RDS).

Consulte os detalhes do nível gratuito da AWS »

Implantações Multi-AZ para mecanismos MySQL, MariaDB, Oracle e PostgreSQL utilizam replicação física síncrona para manter os dados da instância de espera atualizados em relação à instância principal. Implantações Multi-AZ para o mecanismo do SQL Server utilizam replicação lógica síncrona para alcançar o mesmo resultado, empregando tecnologia de espelhamento nativa do SQL Server. Ambas as abordagens protegem seus dados no caso de falha de uma instância de banco de dados ou perda de uma zona de disponibilidade.

Se um volume de armazenamento na instância primária falhar em uma implantação Multi-AZ, o Amazon RDS iniciará automaticamente um failover para a espera atualizada (ou para uma réplica, no caso do Amazon Aurora). Compare isso com uma implantação Single-AZ: no caso de uma falha de banco de dados Single-AZ, uma operação de restauração de ponto no tempo iniciada pelo usuário será necessária. Essa operação pode demorar várias horas para terminar e as atualizações que ocorrerem depois do tempo de restauração mais recente (normalmente, os últimos cinco minutos) não estarão disponíveis.

O Amazon Aurora usa uma camada de armazenamento altamente durável, virtualizada e com SSD de propósito geral para cargas de trabalho de banco de dados. O Amazon Aurora replica automaticamente o volume de seis maneiras em três zonas de disponibilidade. O armazenamento do Amazon Aurora é tolerante a falhas, e trata de maneira transparente a perda de até duas cópias de dados sem afetar a disponibilidade de gravação do banco de dados e até três cópias sem afetar a disponibilidade de leitura. O armazenamento do Amazon Aurora também tem correção automática. Os blocos de dados e discos são continuamente varridos em busca de erros e automaticamente substituídos.

Você também pode se beneficiar da disponibilidade aprimorada do banco de dados ao executar implantações Multi-AZ. Se ocorrer uma falha em uma zona de disponibilidade ou em uma instância de banco de dados, o impacto na disponibilidade será limitado ao tempo necessário para a conclusão do failover automático, que geralmente é inferior a um minuto para o Amazon Aurora (chegando a 30 segundos com o uso do MariaDB Connector/J) e de um a dois minutos para outros mecanismos de banco de dados (consulte as perguntas frequentes do RDS para obter detalhes).

Os benefícios de disponibilidade das implantações Multi-AZ também se estendem à manutenção e aos backups planejados. No caso de upgrades de sistema como patching de OS ou escalonamento de instância de banco de dados, essas operações são aplicadas primeiro na implantação de espera, antes do failover automático. Como resultado, o impacto na disponibilidade é limitado ao tempo necessário para a conclusão do failover automático.

Diferentemente das implantações Single-AZ, a atividade de E/S não é suspensa em sua instância principal durante o backup nas implantações Multi-AZ de mecanismos MySQL, MariaDB, Oracle e PostgreSQL, pois o backup é feito por meio da instância de espera. Contudo, observe que você ainda pode passar por latências elevadas por alguns minutos durante os backups para implantações Multi-AZ. 

Em caso de falha de instância em implementações do Amazon Aurora, o Amazon RDS usa tecnologia RDS Multi-AZ para automatizar o failover para uma das até 15 réplicas do Amazon Aurora que você criou em uma das três zonas de disponibilidade. Se nenhuma réplica do Amazon Aurora foi provisionada, em caso de falha, o Amazon RDS tentará criar automaticamente uma nova instância de banco de dados do Amazon Aurora.

O failover da instância de banco de dados é totalmente automático e não requer intervenção administrativa. O Amazon RDS monitora a saúde das instâncias primária e em espera, e inicia o failover automaticamente em resposta a diversas condições de falha.

O Amazon RDS detecta e recupera automaticamente os cenários de falha mais comuns das implantações Multi-AZ para que você possa reiniciar as operações de banco de dados o mais rápido possível, sem intervenção administrativa. O Amazon RDS executa automaticamente um failover em qualquer uma das seguintes ocorrências:

  • Perda de disponibilidade na Zona de disponibilidade principal
  • Perda de conectividade de rede para principal
  • Falha de unidade computacional na principal
  • Falha de armazenamento na principal

Observação: quando operações como ações de escalabilidade de instâncias de banco de dados ou upgrades de sistema como aplicação de patches no SO são iniciadas em implantações Multi-AZ, são aplicadas primeiro na espera antes de um failover automático para oferecer melhor disponibilidade (consulte a documentação do Aurora para obter detalhes sobre o comportamento do upgrade). Como resultado, o impacto na disponibilidade é limitado ao tempo necessário para a conclusão do failover automático. Note que implantações do Amazon RDS Multi-AZ não executam failover automaticamente em caso de operações de banco de dados como consultas com execução demorada, bloqueios ou erros de corrupção de banco de dados.

Consulte a página de definição de preço do Amazon RDS para obter mais detalhes.

Usando o AWS Management Console, você pode criar facilmente novas implantações Multi-AZ ou modificar instâncias Single-AZ existentes para que se tornem implantações Multi-AZ. Para criar uma nova implantação Multi-AZ usando o AWS Management Console, basta clicar na opção "Sim" para "Implantação Multi-AZ" ao iniciar uma Instância de banco de dados. Para converter uma Instância de banco de dados Single-AZ existente em uma implantação Multi-AZ, use a opção "Modificar" correspondente à sua Instância de banco de dados no AWS Management Console.

O Amazon RDS para MySQL e PostgreSQL permite usar a replicação incorporada desses mecanismos com réplicas de leitura, possibilitando aumentar a escala além das restrições de capacidade de uma única instância de banco de dados para cargas de trabalho de banco de dados com uso intensivo de leitura. É possível utilizar implantações Multi-AZ e réplicas de leitura em conjunto para aproveitar os benefícios complementares de cada uma. Basta especificar que uma implantação Multi-AZ específica é a Instância de banco de dados de origem para suas Réplicas de leitura. Dessa maneira, você ganha tanto os benefícios de durabilidade e disponibilidade de dados de implantações Multi-AZ quanto os benefícios de dimensionamento de leitura de Réplicas de leitura.

Observe que para implantações Multi-AZ, você tem a opção de criar sua Réplica de leitura em uma zona de disponibilidade diferente da principal e daquela de espera para obter ainda mais redundância. Você pode identificar a zona de disponibilidade correspondente para sua espera consultando o campo "Zona secundária" da sua Instância de banco de dados no AWS Management Console.