Rede global de borda

O AWS Global Accelerator usa uma rede global de 102 pontos de presença em 86 cidades distribuídas por 47 países. Os pontos de presença dos locais da borda do AWS Global Accelerator nas seguintes localidades:

Global-Accelerator-Map_6.2021@2x

América do Norte

Locais da borda: Ashburn, VA (3); Atlanta, GA; Boston, MA; Chicago, IL; Columbus, OH; Dallas/Fort Worth, TX; Denver, CO; Hillsboro, OR; Houston, TX; Los Angeles, CA (2); Miami, FL; Minneapolis, MN; Montreal, QC; Nova York, NY; Newark, NJ (2); Filadélfia, PA; Phoenix, AZ; Querétaro, México (2); Salt Lake City, UT; San José, CA; Seattle, WA (2); Toronto, ON; Vancouver, BC;

Europa

Locais da borda: Amsterdã, Holanda; Atenas, Grécia; Berlim, Alemanha; Bruxelas, Bélgica; Bucareste, Romênia; Budapeste, Hungria; Copenhague, Dinamarca; Dublin, Irlanda; Dusseldorf, Alemanha; Frankfurt, Alemanha (2); Hamburgo, Alemanha; Helsinki, Finlândia; Lisboa, Portugal; Londres, Inglaterra (2); Madri, Espanha; Manchester, Inglaterra; Marselha, França; Milão, Itália; Munique, Alemanha; Oslo, Noruega; Palermo, Itália; Paris, França (2); Praga, República Tcheca; Roma, Itália; Sofia, Bulgária; Estocolmo, Suécia; Viena, Áustria, Varsóvia, Polônia; Zagreb, Croácia; Zurique, Suíça

Ásia

Locais da borda: Bangalor, Índia; Bangkok, Tailândia; Chennai, Índia; Hong Kong, China (2); Hyderabad, Índia; Jacarta, Indonésia (2); Calcutá, Índia; Kuala Lumpur, Malásia; Manila, Filipinas; Mumbai, índia; Nova Deli, Índia; Osaka, Japão; Seul, Coreia do Sul (2); Singapura (2); Taipei, Taiwan (2); Tóquio, Japão

Austrália e Nova Zelândia

Locais da borda: Auckland, Nova Zelândia; Melbourne, Austrália; Perth, Austrália; Sydney, Austrália

América do Sul

Locais da borda: Bogotá, Colômbia; Buenos Aires, Argentina; Fortaleza, Brasil; Rio de Janeiro, Brasil; Santiago, Chile e São Paulo, Brasil (2)

Oriente Médio

Locais da borda: Dubai, Emirados Árabes Unidos; Fujairah, Emirados Árabes Unidos; Manama, Bahrein; Tel Aviv, Israel; Muscat, Oman

África

Locais da borda: Cidade do Cabo, África do Sul; Joanesburgo, África do Sul; Nairóbi, Quênia

Endereços IP anycast estáticos

O AWS Global Accelerator fornece endereços IP estáticos que servem como um ponto de entrada fixo para aplicativos hospedados em uma ou mais regiões da AWS. Esses endereços IP são anycast de pontos de presença da AWS. Portanto, são anunciados de vários pontos de presença da AWS ao mesmo tempo. Dessa forma, o tráfego entra na rede global da AWS o mais próximo possível dos usuários. Você pode associar esses endereços a recursos ou endpoints regionais da AWS, como Application Load Balancers, Network Load Balancers, instâncias do EC2 e endereços IP elásticos. Os endereços IP do AWS Global Accelerator servem como interface de front-end dos aplicativos. Usando esses endereços IP estáticos, não é necessário fazer nenhuma alteração direcionada ao cliente nem atualizar os registros de DNS quando endpoints são modificados ou substituídos. Os endereços são atribuídos ao acelerador durante sua existência, mesmo que você desative o acelerador e ele deixe de aceitar ou rotear tráfego.

Tolerância a falhas usando zonas de rede

O AWS Global Accelerator tem um projeto com isolamento de falhas que aumenta a disponibilidade das aplicações. Quando você cria uma aceleradora, o AWS Global Accelerator aloca para você dois endereços estáticos IPv4, mantidos por zonas de rede independentes. De forma semelhante às zonas de disponibilidade, essas zonas de rede são unidades isoladas com seu próprio conjunto de infraestruturas físicas e endereços IP de serviço de uma sub-rede IP única. Se um endereço IP de uma zona de rede ficar indisponível devido a interrupções de rede ou ao bloqueio do endereço IP por determinadas redes cliente, os aplicativos cliente poderão tentar novamente com um endereço IP estático íntegro de outra zona de rede isolada.

Roteamento global com base em performance

O AWS Global Accelerator usa a ampla rede livre de congestionamentos e global da AWS para rotear tráfego TCP e UDP para um endpoint de aplicativo íntegro na região da AWS mais próxima do usuário. Em caso de falha na aplicação, o AWS Global Accelerator disponibiliza failover instantâneo para o próximo melhor endpoint. Você pode testar os benefícios da performance no local com a ferramenta de comparação de velocidade.

Terminação TCP na borda

Normalmente, uma conexão TCP é estabelecida por meio de um handshake de três vias (isto é, três mensagens) entre o cliente na Internet e o endpoint da aplicação na região da AWS. Com a terminação TCP na borda, o AWS Global Accelerator reduz o tempo da conexão inicial estabelecendo uma conexão TCP entre o cliente e o ponto de presença da AWS mais próximo ao cliente. Praticamente ao mesmo tempo, uma segunda conexão TCP é feita entre o ponto de presença e o endpoint da aplicação na região da AWS. Por conta desse processo, o cliente recebe uma resposta mais rápida do ponto de presença do Global Accelerator, e a conexão a montante do ponto de presença com o endpoint da aplicação na região é otimizada para execução na rede global da AWS.

Traga seu próprio IP (BYOIP)

O AWS Global Accelerator permite trazer seus próprios endereços IP (BYOIP) e usá-los como um ponto de entrada fixo para os endpoints do aplicativo. Você pode trazer até dois intervalos de endereços IPv4 /24 e escolher quais endereços IP /32 usar ao criar seu acelerador. Se você trouxer apenas um intervalo de endereços de IP /24, quando criar um acelerador, o Global Accelerator atribuirá um segundo endereço IP /32 do pool de endereços IP da Amazon como o outro IP estático do seu acelerador.

Controle de tráfego refinado

O AWS Global Accelerator disponibiliza a opção de aumentar ou diminuir o tráfego para uma região específica da AWS usando indicadores de tráfego. Para cada região (ou grupo de endpoints), você pode definir um indicador de tráfego para controlar a porcentagem do tráfego que é direcionado para a região em questão. A porcentagem é aplicada apenas para o tráfego que já foi direcionado para a região em questão com base na proximidade e na integridade dos endpoints. O indicador de tráfego permite que você, por exemplo, execute facilmente testes de performance ou testes de implantação azul/verde para novos lançamentos em diferentes regiões da AWS. Em caso de falha de um endpoint, o AWS Global Accelerator atribui o tráfego de usuários a outros endpoints para manter a alta disponibilidade. Como padrão, os indicadores de tráfego são definidos como 100% em todos os grupos de endpoints para que o AWS Global Accelerator selecione o melhor endpoint para os aplicativos.

Monitoramento contínuo de disponibilidade

O AWS Global Accelerator monitora continuamente a integridade de endpoints de aplicativos usando verificações de integridade via TCP, HTTP e HTTPS. Ele reage instantaneamente às alterações de integridade ou configuração de endpoints e redireciona o tráfego do usuário para endpoints íntegros que proporcionam a melhor performance e disponibilidade para os usuários.

Afinidade do cliente

O AWS Global Accelerator permite criar aplicativos que exigem a manutenção de estado. Para aplicativos com estado que exigem o roteamento consistente de usuários para o mesmo endpoint, é possível optar por direcionar todas as solicitações de um usuário para o mesmo endpoint, independentemente da porta e do protocolo.

Resiliência contra negação de serviço distribuída (DDoS) na borda

Por padrão, o AWS Global Accelerator é protegido pelo AWS Shield Standard, que minimiza o tempo de inatividade e a latência de aplicativos decorrentes de ataques de negação de serviço usando um monitoramento de fluxo de rede sempre ativo e mitigação automatizada em linha. Você também pode habilitar o AWS Shield Advanced para recursos aprimorados e específicos de detecção e mitigação automatizadas, bem como para ter acesso 24x7 à AWS DDoS Response Team (DRT – Equipe de resposta a DDoS) para mitigações manuais de ataques DDoS sofisticados. O AWS Shield Advanced também oferece visibilidade completa de ataques de DDoS e proteção de custo contra DDoS para escalabilidade. Isso garante proteção escalável, confiável e econômica contra DDoS na borda para as aplicações.

Acelerador de roteamento personalizado

Os aceleradores de roteamento personalizados são um novo tipo de acelerador no AWS Global Accelerator. Este novo acelerador permite usar sua própria lógica de aplicação para rotear o tráfego do usuário para um destino de instância específico do Amazon EC2 em uma ou várias regiões da AWS. Como o tráfego é roteado pela rede global AWS, você obtém todas as melhorias de performance ao passar pelo Global Accelerator. Um acelerador de roteamento personalizado é uma alternativa ao acelerador padrão, que roteia automaticamente o tráfego para um endpoint íntegro mais próximo dos usuários. Como os aceleradores padrão são projetados para balancear a carga do tráfego, você não pode usá-los para direcionar os usuários a um destino de instância do EC2 específico atrás do seu acelerador. Ser capaz de rotear o tráfego de forma determinística é necessário para algumas aplicações interativas, como jogos multijogador, EdTech, mídia social e comunicações em tempo real.

Com um acelerador de roteamento personalizado, você direciona vários usuários a uma porta exclusiva em seu acelerador. O acelerador mapeia cada porta em seu acelerador para um destino específico, um endereço IP privado de instância do EC2 e porta, para que possa rotear o tráfego para lá. Esse mapeamento facilita a integração do Global Accelerator à lógica da aplicação, como servidores de matchmaking ou controladores de borda de sessão (elementos de rede que protegem e regulam os fluxos de tráfego IP para fluxos de trabalho de comunicação em tempo real). Com aceleradores de roteamento personalizados, você pode aproveitar o Global Accelerator como o único ponto de entrada para sua aplicação, ao mesmo tempo que envia o tráfego do usuário de forma determinística para destinos específicos do EC2 em qualquer região da AWS.

Armazenamento multirregional

Você pode usar os Pontos de acesso multirregionais S3 para obter os benefícios do Global Accelerator para seu workload de armazenamento de objetos. Os pontos de acesso multirregionais S3 usam o Global Accelerator de maneira transparente para fornecer um único endpoint global para acessar conjuntos de dados que são replicados em várias regiões da AWS. Isso permite que você crie aplicações multirregionais com a mesma arquitetura simples que usaria em uma única região e, em seguida, execute essas aplicações em qualquer lugar do mundo. Baseado no AWS Global Accelerator, os Pontos de Acesso Multirregionais S3 consideram fatores como congestionamento da rede e a localização do aplicativo solicitante para rotear dinamicamente suas solicitações pela rede AWS para a cópia de menor latência de seus dados.

Standard Product Icons (Features) Squid Ink
Saiba mais sobre os preços de produtos

Definição de preço simples com base em uma taxa por hora e uma taxa de transferência de dados.

Saiba mais 
Sign up for a free account
Cadastre-se para obter uma conta gratuita

Obtenha acesso instantâneo ao nível gratuito da AWS. 

Cadastrar-se 
Standard Product Icons (Start Building) Squid Ink
Comece a criar no console

Comece a criar com o AWS Global Accelerator no Console AWS.

Comece a usar