Gostaria de informações sobre Tiers do Uptime Institute
Uptime Institute

O Uptime Institute criou o Sistema de Classificação de Tier para avaliar várias instalações de datacenter em termos de possível desempenho da infraestrutura de sites ou tempo de atividade. O Uptime Institute não autoriza outras organizações a certificarem datacenters com seu Sistema de Classificação de Tier. O Uptime Institute não desenvolve, cria ou opera datacenters.

A AWS opera nossos datacenters em conformidade com as diretrizes do Tier III+, porém, decidimos não ter um nível com base na certificação do Uptime Institute para ter mais flexibilidade para expandir e aprimorar o desempenho. A abordagem da AWS para desempenho de infraestrutura reconhece as diretrizes de tier do Uptime Institute e as aplica ao design da infraestrutura do nosso datacenter global para garantir o mais alto nível de desempenho e disponibilidade para nossos clientes. A AWS aprimora as diretrizes fornecidas pelo Uptime Institute para escalar as operações globais e produzir um resultado operacional para disponibilidade e desempenho altamente superiores ao que seria alcançado apenas com as diretrizes de tier do Uptime Institute. Apesar de não alegar conformidade com o Tier 4, podemos garantir que nossos sistemas têm preparada uma sequência tolerante a falhas de operações com mitigações autocorretivas.

A AWS identificou componentes críticos do sistema necessários para manter a disponibilidade do sistema e recuperar o serviço no evento da interrupção. Componentes críticos do sistema são armazenados em vários locais isolados conhecidos como zonas de disponibilidade. Cada Zona de disponibilidade opera em sua própria infraestrutura fisicamente distinta e independente e é projetada para ser altamente confiável. As zonas de disponibilidade são conectadas umas as outras com redes de fibra óptica rápidas e privadas, que permitem o desenvolvimento de aplicações submetidas a fail-over automaticamente entre as zonas de disponibilidade, sem interrupções.

Sim. Os clientes da AWS podem desenvolver sistemas altamente resilientes na nuvem hospedando várias instâncias em diversas zonas de disponibilidade e replicação de dados para alcançar objetivos de tempo de recuperação e do ponto de recuperação extremamente altos, bem como disponibilidade de serviço de 99,999% e muito mais. A disponibilidade de serviços é, portanto, uma função do design; clientes que se preocupam com a disponibilidade e o desempenho de seus aplicativos desejam implantá-los em várias zonas de disponibilidade na mesma região por tolerância a falhas e baixa latência. Alguns serviços da AWS, como o Amazon S3, são desenvolvidos para utilizar todas as zonas de disponibilidade da região e têm um objetivo de durabilidade de 99,999999999%; eles podem ser usados para obter armazenamento resiliente em zonas de disponibilidade e snapshots de volume persistente (Amazon EBS).

Recursos do SOC

 

Entre em contato conosco