P: O que é o AWS IoT Device Management?

O AWS IoT Device Management é um serviço que torna mais fácil registrar, organizar, monitorar e gerenciar remotamente dispositivos IoT em grande escala durante o ciclo de vida deles. Você pode usar o IoT Device Management para fazer upload e visualizar informações e configurações de dispositivos, organizar seu inventário de dispositivos, monitorar sua frota de dispositivos, solucionar problemas em dispositivos individuais e gerenciar remotamente dispositivos implantados em vários locais, além de atualizar software de dispositivos por redes sem fio (OTA). Com o IoT Device Management, você pode escalar frotas de dispositivos e reduzir os custos e os esforços de gerenciamento de grandes implantações de dispositivos de IoT.

P: Em quais regiões o AWS IoT Device Management está disponível?

Consulte a tabela de regiões da AWS para ver a lista atual de regiões para o AWS IoT Device Management.

Você pode usar o AWS IoT Device Management independentemente da região geográfica, desde que tenha acesso a uma das regiões da AWS acima.

P: Quais são os componentes do IoT Device Management?

O IoT Device Management inclui seis componentes principais (Registro em massa, Indexação e pesquisa de frotas, Logs detalhados, Tarefas de dispositivos, Tunelamento seguro e Fleet Hub).

Registro em massa: permite o registro em massa de identidade de dispositivos e gerencia autorizações de dispositivos, credenciais e acesso baseado em políticas para os dispositivos.

Indexação e pesquisa de frotas: a indexação e pesquisa oferece uma pesquisa baseada em atributos no Registry e no Device Shadow do cliente. Com esse recurso, os clientes encontram rapidamente dispositivos com base em uma combinação de atributos e estado.

Logs detalhados: permitem que os clientes configurem os níveis de log para grupos de dispositivos com a finalidade de monitorar apenas as informações necessárias. Um cliente pode definir um grupo de dispositivos para gravar todos os logs e outro para registrar apenas os erros.

Tarefas de dispositivos: executam e monitoram atualizações de software e outras operações remotas como reinicializações de dispositivo. Você pode gerenciar atualizações em um único dispositivo ou em toda a frota. É possível controlar o ritmo da implantação (por exemplo, implantar em 10 dispositivos por segundo) e receber informações em tempo real sobre o status das tarefas à medida que são implantadas nos dispositivos.

Tunelamento seguro: permite a criação de um túnel de dispositivo (uma sessão de comunicações segura com um dispositivo). É possível desenvolver soluções de acesso remoto que fornecem conectividade segura a dispositivos individuais implantados atrás de firewalls restritos ou em redes de controle isoladas, sem a necessidade de ajustar as configurações do firewall.

Fleet Hub: o Fleet Hub permite que você visualize e interaja facilmente com as frotas do seu dispositivo. É possível monitorar a integridade da frota e do nível do dispositivo, ser alertado sobre comportamento incomum por meio de alarmes baseados em regras e usar integrações embutidas com outros recursos do AWS IoT Device Management e AWS IoT para solucionar um problema identificado ou tomar ações corretivas. 

P: Como o IoT Device Management ajuda na organização de dispositivos?

O IoT Device Management simplifica a organização de dispositivos, permitindo que você agrupe sua frota de dispositivos em uma estrutura hierárquica baseada em função, requisitos de segurança ou em qualquer outra categoria. Você pode agrupar um dispositivo em uma sala, agrupar dispositivos que operam no mesmo andar ou agrupar todos os dispositivos que operam em um edifício. Esses grupos podem ser usados para gerenciar políticas de acesso, ver métricas operacionais ou executar ações em dispositivos em todo o grupo.

P: Como o IoT Device Management pode ajudar na atualização de dispositivos?

O IoT Device Management permite que os clientes enviem ações remotas como atualizações de software e firmware para aplicar patches de vulnerabilidades de segurança e aprimorar a funcionalidade dos dispositivos. Os clientes podem criar trabalhos em grupos de coisas e configurar a velocidade da disponibilização entre as coisas. Para executar um trabalho de dispositivo, você escolha os destinos, fornece um documento do trabalho que detalha a ação a ser executada pelos dispositivos e escolhe o tipo do trabalho (snapshot ou contínuo). Os trabalhos do tipo snapshot terminarão depois que todos os destinos recebam o trabalho. Os trabalhos do tipo contínuo somente serão encerrados quando cancelados, o que permite que todos os novos dispositivos adicionados a um trabalho contínuo recebam automaticamente o arquivo do trabalho.

P: O que é a indexação e pesquisa de frotas?

A indexação e pesquisa de frotas permite que você localize seus dispositivos com base em qualquer combinação de atributos ou estados de dispositivo. Por exemplo, você pode pesquisar o local de todos os sensores de temperatura de um determinado fabricante que detectam um intervalo de temperaturas específico. Você pode optar por se inscrever na indexação e pesquisa de frotas nas suas configurações no console.

P: O IoT Device Management é compatível com quais tipos de dispositivo?

O AWS IoT Device Management é compatível com qualquer dispositivo que se conecte ao AWS IoT Core. Os dispositivos podem se conectar diretamente ao IoT Core ou indiretamente por meio de um gateway baseado no AWS Greengrass. Uma ampla variedade de dispositivos está incluída, desde dispositivos limitados como sensores de temperatura, movimento e pressão sem fio até dispositivos mais complicados como beacons e dispositivos wearable compatíveis com BLE, e sistemas complexos como robôs e tomógrafos computadorizados.

P: Como o Tunelamento seguro ajuda na solução de problemas de dispositivos?

Com conectividade segura com um dispositivo individual, você pode validar remotamente a operação do dispositivo e diagnosticar problemas executando testes nele, revisando os logs dele e verificando as definições de configuração. Também é possível executar remotamente ações para solucionar problemas do dispositivo, como reiniciar um aplicativo ou o próprio dispositivo, atualizar as definições de configuração ou implantar um novo arquivo de configuração ou uma atualização de versão do software.

P: Existem pré-requisitos antes de usar o Tunelamento Seguro?

Você deve baixar o código-fonte do proxy local no GitHub e criar o aplicativo proxy local para cada plataforma de dispositivo. Você também deve implementar um agente no dispositivo responsável por assinar um tópico MQTT do Tunelamento seguro para receber um token de acesso. Esse token será usado pelo aplicativo proxy local para criar uma conexão WebSocket ao recurso Tunelamento seguro no AWS IoT Device Management. Para usar o Tunelamento Seguro, o firewall da rede do dispositivo deve ser configurado com acesso de saída irrestrito por meio de uma porta compatível com TCP (a porta 443 é comumente usada). Isso permitirá que o aplicativo proxy local em cada dispositivo estabeleça uma conexão de saída com o recurso Tunelamento seguro no AWS IoT Device Management.

P: Quais são os pré-requisitos para o Fleet Hub?

Antes de usar o Fleet Hub, os clientes devem registrar e conectar dispositivos ao AWS IoT Core, habilitar o registro por meio do AWS IoT Core para visualizar os logs de mensagens e habilitar o recurso de indexação de frota do AWS IoT Device Management. Os administradores devem habilitar o AWS Organizations para suas contas existentes da AWS e conectar seu provedor de identidade de usuário ao AWS Single Sign-On para mapear o acesso de dispositivos e regiões para usuários finais. Para usar as integrações integradas do Fleet Hub com Tarefas, os clientes devem implantar um agente no dispositivo e configurar esses serviços por meio de APIs AWS IoT ou console AWS IoT Core.

P: Como configuro o Fleet Hub?

Para criar um aplicativo Fleet Hub, os administradores faz login no AWS Management Console e abre o AWS IoT SiteWise Console. Em seguida, vai até a página de Conceitos básicos no menu do Fleet Hub. Esta página leva o administrador por meio de um processo simples e passo a passo para configurar o aplicativo web nas equipes das empresas: 1/adicionar usuários, 2/mapear permissões de usuário para recursos da AWS e 3/estender permissões de usuário para recursos em outras regiões da AWS. Cada usuário individual adicionado pelo administrador recebe um link de e-mail para fazer login e ativar sua conta do Fleet Hub. Depois de criar um aplicativo web do Fleet Hub, os usuários finais, como técnicos e operadores de suporte, podem personalizar ainda mais as visualizações e alarmes em seu aplicativo Spyglass para mostrar o estado específico do dispositivo e dados de integridade.

P: Como o estado do dispositivo e os dados de integridade são protegidos no Fleet Hub?

Os aplicativos Web criados por meio do Fleet Hub se integram aos provedores de identidade corporativa existentes, e os administradores podem controlar o acesso a dados operacionais de dispositivos e equipamentos de diferentes usuários finais, ao adicionar usuários de seu diretório corporativo e definir permissões por meio de AWS Single-Sign On (SSO), Active Directory e AWS Organizations, que permite SSO para esses usuários entrarem com suas credenciais corporativas.

P: Como posso visualizar registros de dados e tomar as medidas corretivas?

Quando no aplicativo, os usuários finais podem pesquisar suas frotas de dispositivos e visualizar informações de estado do dispositivo quase em tempo real, como status da conexão, versão do firmware, código do país ou nível da bateria. Também podem definir visualizações personalizadas de um dispositivo ou frota específico para visualizar informações de estado em tempo real de forma interativa, incluindo: 1/informações principais coletadas de registros, 2/propriedades principais do dispositivo (por exemplo, tipo de dispositivo, versões de aplicativos instalados, status da última conexão) e 3/visão geral da conta do usuário final para um dispositivo específico. Se for identificado um comportamento incomum, os usuários poderão tomar medidas corretivas por meio de um dos muitos recursos integrados do AWS IoT Device Management e dos recursos de serviços do AWS IoT, como enviar uma atualização OTA (“over the air”) por meio de Tarefas ou abrir um Túnel seguro para reconfigurar um dispositivo.

P: Em quais regiões o Fleet Hub está disponível?

O Fleet Hub está disponível no Leste dos EUA (Norte da Virgínia) durante a pré-visualização. No entanto, é possível acessar dispositivos em qualquer região da AWS habilitando o Fleet Indexing para essa região.

P: Como posso começar a usar?

É fácil começar a usar: acesse https://console.aws.amazon.com/iotdm e comece a gerenciar os dispositivos da IoT em nosso console ainda hoje. Faça upload dos dispositivos da IoT com um único clique, consulte os dispositivos de acordo com suas propriedades e gerencie as atualizações de firmware, tudo isso em um único local.

P: Qual o custo do AWS IoT Device Management?

Acesse nossa página de definição de preço para mais informações.

P: O AWS IoT Device Management está disponível no nível gratuito da AWS?

Sim. Como parte do nível gratuito da AWS, você receberá gratuitamente 50 ações remotas por mês durante os primeiros 12 meses.

P: Qual é o SLA do AWS IoT Device Management?

O Service Level Agreement (SLA – Acordo de Nível de Serviço) do AWS IoT Device Management estipula que você pode ser elegível para um crédito aplicável a uma parte de suas taxas de serviço mensais se o AWS IoT Device Management não conseguir atingir um percentual mensal de tempo de atividade do sistema de pelo menos 99,9% para o AWS IoT Device Management.  

Para obter os detalhes completos sobre todos os termos e condições do SLA, bem como detalhes sobre como enviar uma solicitação, consulte a página de detalhes de SLA do AWS IoT Device Management.

Descubra mais recursos do AWS IoT Device Management

Acesse a página de recursos
Pronto para começar?
Cadastre-se
Tem outras dúvidas?
Entre em contato conosco