O Amazon EBS permite que você crie volumes de armazenamento e os anexe a instâncias do Amazon EC2. Depois de conectados, você pode criar um sistema de arquivos sobre esses volumes, executar um banco de dados ou utilizá-los de qualquer outra maneira que utilizaria o armazenamento em bloco. Os volumes do Amazon EBS são inseridos em uma zona de disponibilidade específica, onde são replicados automaticamente para protegê-los de falhas em um único componente. Todos os tipos de volumes do EBS oferecem recursos de snapshots duráveis e são projetados para disponibilidade de 99,999%.

O Amazon EBS disponibiliza várias opções que permitem que você otimize o desempenho de armazenamento e custo para a sua carga de trabalho. Essas opções são divididas em duas categorias principais: armazenamento baseado em SSD para cargas de trabalho transacionais, como bancos de dados e volumes de inicialização (a performance depende principalmente das IOPS), e armazenamento baseado em HDD para cargas de trabalho com uso intenso de throughput, como MapReduce e processamento de logs (a performance depende principalmente de MB/s).

Os volumes sustentados por SSD incluem Provisioned IOPS SSD (IO1) de maior desempenho, para cargas de trabalho transacionais que dependem da latência, e General Purpose SSD (GP2), que equilibram preço e desempenho para uma ampla variedade de dados transacionais. Os volumes sustentados por HDD incluem Throughput Optimized HDD (ST1) para cargas de trabalho frequentemente acessadas e com alto consumo da taxa de transferência e o Cold HDD (SC1) de menor custo para dados acessados com menos frequência.

O Elastic Volumes é um recurso do Amazon EBS que permite aumentar a capacidade de modo dinâmico, ajustar o desempenho e alterar o tipo de volumes ativos sem nenhum tempo de inatividade ou impacto negativo no desempenho. Isso permite que você facilmente dimensione de modo correto sua implantação e se adapte a alterações no desempenho.

Comece a usar a AWS gratuitamente

Crie uma conta gratuita

O nível gratuito da AWS inclui 30 GB de armazenamento, 2 milhões de E/S e 1 GB de armazenamento de snapshots com o Amazon Elastic Block Store (EBS).

Consulte os detalhes do nível gratuito da AWS »



A tabela a seguir mostra casos de uso e características de desempenho dos volumes do EBS da geração atual:

  Unidades de estado sólido (SSDs) Unidades de disco rígido (HDD)
Tipo de volume Provisioned IOPS SSD (IO1) do EBS General Purpose SSD (gp2) do EBS* Throughput Optimized HDD (ST1) Cold HDD (SC1)

Descrição curta

Volume SSD de maior desempenho criado para cargas de trabalho transacionais que dependem da latência

Volume General Purpose SSD que equilibra o desempenho de preço para uma ampla variedade de cargas de trabalho transacionais

Volume HDD de baixo custo criado para cargas de trabalho frequentemente acessadas e com alto consumo da taxa de transferência

Volume HDD de menor custo criado para cargas de trabalho acessadas com menos frequência

Casos de uso

Bancos de dados NoSQL e relacionais com alto consumo de E/S

Volumes de inicialização, aplicativos interativos de baixa latência, e desenvolvimento e teste

Big data, data warehouses, processamento de logs

Dados "mais frios" (menos acessados) que exigem menos verificações por dia

Nome da API

IO1

GP2

ST1

SC1

Tamanho do volume

4 GB a 16 TB

1 GB a 16 TB

500 GB a 16 TB

500 GB a 16 TB

Máximo de IOPS**/Volume

20.000

10.000

500***

250***

Taxa de transferência máxima/Volume

320 MB/s

160 MB/s

500 MB/s***

250 MB/s***

Máximo de IOPS/instância

80.000

80.000

80.000

80.000

Taxa de transferência máxima/Instância

1.750 MB/s

1.750 MB/s

1.750 MB/s

1.750 MB/s

Preço

0,125 USD/GB/mês

0,065 USD/IOPS provisionadas

0,10 USD/GB/mês

0,045 USD/GB/mês

0,025 USD/GB/mês

Atributo de desempenho dominante

IOPS

IOPS

MB/s

MB/s

Está procurando pelo EBS Magnetic? Consulte a página Volumes de gerações anteriores.
*Tipo de volume padrão
**IO1/GP2 baseado em E/S com extensão de 16 K, ST1/SC1 baseado em E/S com extensão de 1 MB
***No momento, as instâncias C5 do Amazon EC2 não aceitam volumes st1/sc1

O IO1 é sustentado por unidades de estado sólido (SSDs) e é a opção de armazenamento de EBS com o maior desempenho para cargas de trabalho de banco de dados e aplicativos essenciais e com alto consumo de E/S, como também cargas de trabalho de banco de dados e data warehouse com alto consumo da taxa de transferência, como HBase, Vertica e Cassandra. Esses volumes são ideais para cargas de trabalho com alto consumo de IOPS e taxa de transferência, que exigem uma latência extremamente baixa.

O IO1 foi criado para disponibilizar uma linha de base de desempenho estável de até 50 IOPS/GB para um máximo de 20.000 IOPS, além fornecer até 320 MB/s de throughput por volume. Para maximizar o benefício do IO1, recomendamos usar instâncias do EC2 otimizadas para o EBS. O IO1 foi concebido para atingir latências inferiores a 10 milissegundos e projetado para disponibilizar o desempenho provisionado durante 99,9% do tempo quando ele estiver anexado a instâncias do EC2 otimizadas para o EBS. Para obter mais informações sobre os tipos de instância que podem ser ativados como instâncias otimizadas para EBS, consulte os tipos de instância do Amazon EC2. Para obter mais informações sobre as diretrizes de desempenho do Amazon EBS, consulte Como aumentar o desempenho do EBS.

O GP2 é o tipo de volume do EBS padrão para instâncias do Amazon EC2. Esses volumes são sustentados por unidades de estado sólido (SSDs) e são indicados para uma grande variedade de cargas de trabalho transacionais, como ambientes de desenvolvimento/teste, aplicativos interativos de baixa latência e volumes de inicialização. O GP2 foi criado para oferecer latências inferiores a milissegundos, disponibilizar um parâmetro de desempenho estável de até 3 IOPS/GB para um máximo de 10.000 IOPS e disponibilizar até 160 MB/s de taxa de transferência por volume. Os volumes GP2 menores que 1 TB também podem chegar a até 3.000 IOPS. A E/S está incluída no preço do GP2, portanto você paga somente por GB de armazenamento provisionado. O GP2 foi criado para disponibilizar desempenho provisionado durante 99% do tempo. Se você precisar de um número maior de IOPS do que o disponibilizado pelo GP2, ou caso tenha uma carga de trabalho em que a baixa latência seja essencial, ou se ainda você precisar de uma estabilidade de desempenho maior, nós recomendamos o uso do IO1. Para maximizar o desempenho do GP2, recomendamos usar instâncias do EC2 otimizadas para o EBS.

O ST1 é sustentado por unidades de disco rígido (HDDs) e é ideal para cargas de trabalho acessadas com frequência e com alto consumo da taxa de transferência com grandes conjuntos de dados e E/S extensas, como MapReduce, Kafka, processamento de logs, data warehouse e cargas de trabalho de ETL. Esses volumes disponibilizam desempenho ideal em termos de taxa de transferência, medida em MB/s, e incluem a capacidade de chegar até 250 MB/s por TB, com um parâmetro de taxa de transferência de 40 MB/s por TB e uma taxa de transferência máxima de 500 MB/s por volume. O ST1 foi criado para disponibilizar o desempenho de taxa de transferência esperado durante 99% do tempo e tem créditos de E/S suficientes para sustentar uma verificação de volume total na taxa de intermitência. Para maximizar o benefício do ST1, recomendamos usar instâncias do EC2 otimizadas para o EBS.

O SC1 é sustentado por unidades de disco rígido (HDDs) e disponibiliza o custo mais baixo por GB de todos os tipos de volume do EBS. Ele é ideal para cargas de trabalho acessadas com frequência com grandes conjuntos de dados "frios". Semelhante ao ST1, o SC1 disponibiliza um modelo de intermitência: esses volumes podem chegar até a 80 MB/s por TB, com um parâmetro de taxa de transferência de 12 MB/s por TB e uma taxa de transferência máxima de 250 MB/s por volume. Para dados acessados com pouca frequência, o SC1 disponibiliza um armazenamento muito barato. O SC1 foi criado para disponibilizar o desempenho de taxa de transferência esperado durante 99% do tempo e tem créditos de E/S suficientes para sustentar uma verificação de volume total na taxa de intermitência. Para maximizar o benefício do SC1, recomendamos usar instâncias do EC2 otimizadas para o EBS.


Os volumes elásticos são um recurso que permite que você se adapte facilmente aos volumes, conforme as alterações nas necessidades das aplicações. Os volumes elásticos permitem aumentar de modo dinâmico a capacidade, ajustar o desempenho e alterar o tipo de qualquer volume novo ou atual da geração presente sem nenhum tempo de inatividade ou impacto negativo no desempenho. Dimensione de modo correto e fácil sua implantação e se adapte às alterações no desempenho.

Basta criar um volume com a capacidade e o desempenho necessários hoje sabendo que você terá a capacidade de modificar a configuração do volume no futuro, o que economizará horas durante os ciclos de planejamento.

Ao usar o Amazon CloudWatch com o AWS Lambda será possível automatizar alterações nos volumes para atender às necessidades dinâmicas de aplicações.

O recurso de volumes elásticos facilita a adaptação de recursos a demandas dinâmicas de aplicações, o que proporciona a você a segurança de poder fazer modificações no futuro, conforme as mudanças das suas necessidades empresariais.

O Amazon EBS permite salvar snapshots pontuais dos seus volumes no Amazon S3. Os snapshots do Amazon EBS são armazenados de forma incremental: apenas os blocos que mudaram depois do último snapshot são salvos, e você é cobrado somente pelos blocos alterados. Se você tiver um dispositivo com 100 GB de dados, mas apenas 5 GB tiverem mudado depois do último snapshot, um snapshot subsequente consumirá apenas 5 GB adicionais e você será cobrado apenas pelos 5 GB adicionais de armazenamento de snapshot, embora ambos os snapshots, anterior e último, pareçam completos.

Ao excluir um snapshot, você removerá apenas os dados não necessários para qualquer outro snapshot. Todos os snapshots ativos contêm todas as informações necessárias para restaurar o volume para o instante em que o snapshot foi tirado. O tempo decorrido para restaurar dados alterados no volume em funcionamento é o mesmo para todos os snapshots.

Os snapshots podem ser usados para criar vários volumes novos, expandir o tamanho de um volume ou mover volumes entre zonas de disponibilidade. Quando um novo volume é criado, você pode optar por criá-lo com base em um snapshot do Amazon EBS existente. Desse modo, o volume novo começa como uma réplica exata do snapshot.

A seguir estão os principais recursos dos snapshots do Amazon EBS:

  • Acesso imediato aos dados de volume do Amazon EBS – Depois que um volume é criado por meio de um snapshot, não é preciso esperar a transferência completa dos dados do Amazon S3 para o volume do Amazon EBS para que a instância conectada possa começar a acessar o volume. Os snapshots do Amazon EBS implementam o carregamento atrasado para que você possa usá-lo imediatamente.
  • Redimensionamento de volumes do Amazon EBS –  Existem dois métodos que podem ser usados para redimensionar um volume do Amazon EBS. Se você criar um novo volume baseado em um snapshot, poderá especificar um tamanho maior para o novo volume. Com o recurso de volumes elásticos, será possível aumentar de modo dinâmico os volumes ativos sem o uso de snapshots. Verifique se o sistema de arquivos e a aplicação são compatíveis com o redimensionamento de um dispositivo.
  • Compartilhamento de snapshots do Amazon EBS – A capacidade de compartilhamento de snapshots do Amazon EBS simplifica o compartilhamento de dados com os seus colegas de trabalho ou outros na comunidade AWS. Os usuários autorizados podem criar seus próprios volumes do Amazon EBS com base nos seus snapshots compartilhados do Amazon EBS; o seu snapshot original permanece intacto. Se desejar, você também pode disponibilizar dados publicamente para todos os usuários da AWS. Para obter mais informações sobre como compartilhar snapshots, consulte Como modificar as permissões do snapshot.  
  • Como copiar snapshots do Amazon EBS entre regiões da AWS – A capacidade que o Amazon EBS tem de copiar snapshots entre regiões da AWS facilita a utilização das várias regiões da AWS para expansão geográfica, migração de datacenter e recuperação de desastres. Você pode copiar qualquer snapshot acessível: os snapshots que você criou, os snapshots compartilhados com você e os snapshots do AWS Marketplace, VM Import/Export e AWS Storage Gateway. Para obter mais informações, consulte Como copiar um snapshot do Amazon EBS.

Por uma pequena taxa horária adicional, os clientes podem executar alguns tipos de instâncias do Amazon EC2 como instâncias otimizadas para EBS. As instâncias otimizadas para EBS permitem que instâncias do EC2 usem totalmente as IOPS provisionadas em um volume do EBS.

As instâncias otimizadas para EBS fornecem taxa de transferência dedicada entre o Amazon EC2 e o Amazon EBS, com opções de 500 a 10.000 megabits por segundo (Mbps), dependendo do tipo de instância usado. A taxa de transferência dedicada minimiza a contenção entre a E/S do Amazon EBS e outro tráfego da sua instância do EC2, fornecendo o melhor desempenho para os volumes EBS.

As instâncias otimizadas para EBS são projetadas para utilização com todos os tipos de volumes do Amazon EBS.

Para obter mais informações sobre os tipos de instância que podem ser executados como instâncias otimizadas para EBS, consulte Tipos de instância do Amazon EC2.

Os volumes do Amazon EBS são projetados para serem altamente disponíveis e confiáveis. Sem custos adicionais, os dados dos volumes do Amazon EBS são duplicados em vários servidores em uma zona de disponibilidade para evitar perdas de dados causadas por falha em qualquer componente único. Para obter detalhes, consulte o acordo de nível de serviço do Amazon EC2 e EBS.

Os volumes do Amazon EBS são projetados para ter uma taxa anual de falhas (AFR) entre 0,1% e 0,2%, onde falha significa uma perda completa ou parcial do volume, dependendo do tamanho e do desempenho do volume. Isso torna os volumes do EBS 20 vezes mais confiáveis que unidades de disco normais do mercado, que falham com uma taxa média de falha (AFR) de cerca de 4%. Por exemplo, se você usar 1.000 volumes do EBS por um ano, poderão ocorrer uma a duas falhas. O EBS também oferece um recurso de snapshot, que é uma boa forma de fazer backups point-in-time dos seus dados.

Para saber mais sobre os snapshots do Amazon EBS e sobre como realizar backups momentâneos dos seus volumes, acesse aqui.

O Amazon EBS oferece criptografia sem falhas de volumes de dados, volumes de inicialização e snapshots do EBS, o que elimina a necessidade de criar e gerenciar uma infraestrutura de gerenciamento de chaves segura. A criptografia do EBS possibilita a segurança de dados ociosos criptografando volumes de dados, volumes de inicialização e snapshots, usando chaves gerenciadas pela Amazon ou chaves criadas e gerenciadas usando o AWS Key Management Service (KMS). Além disso, a criptografia ocorre nos servidores que hospedam as instâncias do EC2, oferecendo criptografia de dados durante seu trânsito entre as instâncias do EC2 e os volumes de dados e inicialização do EBS. Para obter mais informações, consulte a criptografia do Amazon EBS no Amazon EC2 User Guide.

O acesso aos volumes do Amazon EBS é integrado ao AWS Identity and Access Management (IAM). O IAM possibilita o controle de acesso aos seus volumes do Amazon EBS. Para obter mais informações, consulte AWS Identity and Access Management.


nesta página, GB = 1.024^3 bytes