Netflix_Customer-Reference_Logo

Netflix na AWS

A Netflix é a principal rede televisiva online do mundo, com mais de 200 milhões de assinantes em mais de 190 países aproveitando 125 milhões de horas de programas de TV e filmes por dia. A Netflix utiliza a AWS para quase todas as suas necessidades de computação e armazenamento, incluindo bancos de dados, análises, mecanismos de recomendação, transcodificação de vídeo e muito mais: centenas de funções que, no total, usam mais de 100 mil instâncias de servidor na AWS.

A coragem da inovação: uma conversa com Vernā Myers, vice-presidente de estratégia de inclusão na Netflix

2021

A Netflix é uma empresa que acredita na invenção e na reinvenção. A vice-presidente de estratégia de inclusão da Netflix, Vernā Myers, compartilha alguns dos segredos por trás da cultura da Netflix, abordando a importância de ter a coragem de inovar, como a empresa aborda a diversidade, a inclusão e a equidade, e como a curiosidade é um dos traços mais importantes para criar uma cultura inclusiva.

Assista ao vídeo
A coragem da inovação: uma conversa com Vernā Myers, vice-presidente de estratégia de inclusão na Netflix

O que a Netflix pensa sobre segurança cibernética

2020

O diretor de segurança das informações da AWS, Steve Schmidt, se reúne com Jason Chan, vice-presidente de segurança das informações na Netflix, para falar sobre estratégia de segurança, criação de um programa de segurança, Zero Trust e gatos como um modelo único de ameaça.

Assista ao vídeo
O que a Netflix pensa sobre segurança cibernética

polygon background, polygon abstract vector

Como outros serviços de entretenimento doméstico, a Netflix percebeu maior visualização e aumento no número de membros temporariamente durante esta época sem precedentes. Para atender a essa demanda, nossos serviços do plano de controle precisavam ser dimensionados muito rapidamente. É nesse ponto que o valor da AWS e de nossa forte parceria se tornou evidente, tanto em poder atender às necessidades de capacidade em computação e armazenamento quanto em fornecer a infraestrutura necessária, como o AWS Auto Scaling, que está profundamente integrado ao modelo de operações da Netflix.”

Nils Pommerien
Diretor, engenharia de infraestrutura de nuvem, Netflix


Netflix se conecta a 100 milhões de clientes em 190 países usando o Amazon Simple Email Service

2020

Antes de migrar para o Amazon Simple Email Service (Amazon SES), a Netflix mantinha uma solução interna para envio de e-mails. Essa solução trazia sua própria sobrecarga operacional, incluindo a execução de servidores dedicados com software para entrega de e-mails e a otimização de práticas de envio de e-mails para cada provedor de serviços de Internet. A Netflix precisava de uma solução que fosse flexível, econômica, altamente dimensionável e que tivesse alcance global. Saiba como a Netflix usa o Amazon SES para superar esses desafios e os benefícios que a empresa obteve utilizando o serviço.

Leia mais

polygon background, polygon abstract vector

Antes da migração para o Amazon Simple Email Service, a Netflix tinha que manter uma solução interna para envio de e-mails. Essa solução interna trazia sua própria sobrecarga operacional, incluindo a execução de servidores dedicados com software para entrega de e-mails e a otimização de práticas de envio de e-mails para cada provedor de serviços de Internet. Avaliamos várias soluções de entrega de e-mails e decidimos usar o Amazon SES porque ele é flexível, econômico, altamente dimensionável, tem alcance global e promete excelente capacidade de entrega.”

Devika Chawla
Diretora, Engenharia de mensagens e contatos, Netflix


Netflix usa quase 1.000 fragmentos do Amazon Kinesis paralelamente a bilhões de processos de fluxo de tráfego

2017

A solução da Netflix baseada no Amazon Kinesis Streams provou ser altamente escalável, processando bilhões de processos de fluxo de tráfego a cada dia. Normalmente, cerca de 1.000 estilhaços do Amazon Kinesis trabalham paralelamente para processar stream de dados. “O Amazon Kinesis Streams processa vários terabytes de dados de logs a cada dia; no entanto, os eventos aparecem em nossas análises em segundos,” disse John Bennett, engenheiro sênior de software da Netflix. “Nós podemos descobrir e responder problemas em tempo real, garantindo a alta disponibilidade e uma boa experiência de cliente.”

Leia mais

Netflix conquista resiliência de várias regiões usando o Amazon Route 53

O que acontece se você precisar mover 89 milhões de telespectadores para uma região da AWS diferente? A infraestrutura da Netflix, construída na AWS, oferece a possibilidade de ser extremamente resiliente, mesmo quando a empresa está executando serviços em várias regiões da AWS simultaneamente. Neste episódio de This is My Architecture, Coburn Watson, diretor de engenharia de desempenho e confiabilidade na Netflix, percorre a arquitetura DNS da empresa — baseada no Amazon Route 53 e aumentada pelo Zuul da Netflix — que permite que a equipe evacue uma região inteira em menos de 40 minutos.

Assista ao vídeo 
netflix_arch_diagram
RE:INVENT

2020
Descomplicação do gerenciamento de várias contas com o ConsoleMe
Na Netflix, a Equipe de segurança de infraestrutura da nuvem gerencia permissões em centenas de contas. Nesta sessão, você saberá mais sobre uma ferramenta criada pela Netflix, chamada ConsoleMe, desenvolvida para lidar com esse problema de maneira segura, reduzir inconsistências e atrasos experimentados por usuários finais e reduzir o fardo do gerenciamento de várias contas. O ConsoleMe simplifica o gerenciamento de permissões mostrando os recursos de nuvem da Netflix em uma única interface. Ele fornece uma ferramenta de várias etapas, dinâmica e de autoatendimento que determina permissões, gera políticas de recursos automaticamente e usa o Zelkova para aplicar solicitações de permissões de baixo risco de maneira inteligente.
Assista ao vídeo 
RE:INVENT

2020
Design de melhores sistemas de machine learning: lições da Netflix
Na Netflix, a ciência de dados vai muito além de sistemas de recomendação epônimos e dialoga com cada aspecto do negócio, desde a otimização da entrega de conteúdo até o combate a fraudes. A cultura única da Netflix apoia a extraordinária liberdade de escolha de seus cientistas de dados em termos de ferramentas, o que resulta em um conjunto cada vez maior de abordagens e sistemas de machine learning. Em 2019, a Netflix transformou sua plataforma de machine learning voltada para humanos, o Metaflow, em uma plataforma de código aberto. Nesta sessão, a Netflix compartilha algumas lições aprendidas em sua jornada de vários anos na criação de sistemas de machine learning que o Metaflow incorpora.
Assista ao vídeo 
RE:INVENT

2020
Como a Netflix simplifica a entrega como código usando o Spinnaker e o Kubernetes
A entrega de software pode parecer simples a princípio. Etapa 1: criar o código. Etapa 2: implantar a aplicação. Etapa 3: o final. Muitas vezes, a complexidade se infiltra em nossos processos sem ser convidada, disfarçada de dimensionamento, teste, auditoria e compartilhamento. Nesta sessão, a Netflix e a AWS falam do Spinnaker, uma ferramenta de implantação contínua de código aberto que ajuda na transição de um mix imperativo de pipelines e estágios para uma descrição mais declarativa de metas finais e reúne “deliciosa” e “entrega” novamente.
Assista ao vídeo 
RE:INVENT

2019
Um dia na vida de um engenheiro da Netflix
A Netflix é um grande ecossistema em constante mudança que atende a milhões de clientes em todo o mundo por meio de sistemas baseados em nuvem e uma CDN distribuída globalmente. Essa divertida brincadeira pela pilha tecnológica serve como introdução a como imaginamos e criamos os sistemas, a abordagem da Netflix a desafios operacionais e a como as organizações podem aplicar nossos processos e tecnologias já pensados. Nesta sessão, falaremos de tecnologias usadas para administrar uma empresa global de streaming, expansão em grande escala, bilhões de métricas, benefícios do caos na produção e como a cultura afeta a velocidade e o tempo de atividade.
Assista ao vídeo 
RE:INVENT

2019
Infraestrutura de machine learning na Netflix: mais ciência de dados, menos engenharia
A Netflix é conhecida por sua cultura única que concede uma quantidade extraordinária de liberdade a engenheiros e cientistas de dados individualmente. Nossos cientistas de dados podem desenvolver e operar grandes fluxos de trabalho de machine learning de maneira autônoma sem a necessidade de uma profunda experiência com sistemas ou engenharia de dados. Em vez disso, fornecemos a eles uma infraestrutura de machine learning de agradável utilização que podem usar para gerenciar o ciclo de vida de um projeto. Nossa infraestrutura de machine learning completa, o Metaflow, foi projetado para utilizar os pontos fortes da AWS: computação elástica, armazenamento com alta taxa de transferência e notebooks dinâmicos e dimensionáveis. Nesta sessão, apresentamos nossos princípios de design voltados ao ser humano que permitem a autonomia que nossos engenheiros apreciam.
Assista ao vídeo 
VÍDEO DO CLIENTE

2018
Lições da Netflix sobre a migração para a nuvem
Neste vídeo, Adrian Cockcroft, vice-presidente de estratégia de arquitetura de nuvem na AWS e ex-arquiteto de nuvem da Netflix, compartilha como a Netflix começou sua jornada para a nuvem. Uma paralisação de dois dias revelou uma iminente crise de capacidade, levando a Netflix a analisar os provedores de serviços de nuvem e, por fim, escolher a AWS. A princípio, a Netflix adotou o Amazon EC2 e o Amazon S3 para os serviços estruturais de computação e armazenamento. Em seguida, a empresa expandiu continuamente sua migração para a AWS, começando com aplicações de front-end antes de migrar seus bancos de dados da Oracle, junto com outra infraestrutura de back-end. Agora, a Netflix está apostando tudo na AWS, oferecendo suporte a seus mais de 100 milhões de clientes com uma arquitetura totalmente baseada em nuvem e não mais gerenciando seus próprios datacenters.
Assista ao vídeo 
RE:INVENT

2017
Como a Netflix ajusta as instâncias do Amazon EC2 para performance
A Netflix usa recursos e tipos de instância do Amazon EC2 para criar uma nuvem de alta performance, atingindo uma velocidade praticamente bare metal para suas cargas de trabalho. Esta sessão resume a configuração, o ajuste e atividades para fornecer instâncias do Amazon EC2 o mais rápido possível. Brendan Gregg, membra da equipe de performance e SO da Netflix, fala sobre como escolher tipos de instâncias do Amazon EC2, como escolher entre modos Xen (HVM, PV ou PVHVM), e sobre a importância de recursos do Amazon EC2, como SR-IOV para um desempenho bare metal. Ele também aborda o ajuste e o monitoramento básicos e avançados do kernel, incluindo o uso de gráficos de chama e contadores de desempenho Java e Node.js.
Assista ao vídeo 
RE:INVENT

2017
Como a Netflix codifica em escala
Nesta sessão, a Netflix explora as várias estratégias aplicadas pelo serviço de codificação para automatizar o gerenciamento de uma coleção heterogênea de instâncias reservadas do Amazon EC2, solucionar a contenção computacional e distribuir instâncias baseadas em prioridades e cargas de trabalho. A equipe de codificação da Netflix é responsável pela transcodificação de diferentes tipos de origens de mídia para um grande número de formatos de mídia para dar suporte a todos os dispositivos usando a Netflix. A transcodificação dessas fontes de mídia tem necessidades de computação, desde a execução de códigos de vídeo com uso intenso de computação até o processamento de imagem e texto de baixa latência e alto volume. O serviço de codificação pode exigir que centenas de milhares de horas de computação sejam distribuídas a qualquer momento onde quer que esteja a demanda.
Assista ao vídeo 

Comece a usar

Empresas de todos os portes em todos os setores estão transformando seus negócios diariamente usando a AWS. Entre em contato com nossos especialistas e comece sua própria jornada para a Nuvem AWS hoje mesmo.