O VM Import/Export permite que você importe facilmente imagens de máquina virtual de seu ambiente existente para instâncias do Amazon EC2 e as exporte de volta ao sem ambiente local. Esta oferta permite aproveitar os investimentos existentes nas máquinas virtuais que você construiu para atender aos seus requisitos de segurança de TI, de gerenciamento de configurações e de conformidade trazendo essas máquinas virtuais para o Amazon EC2 como instâncias prontas para usar. Também é possível exportar instâncias importadas de volta para sua infraestrutura de virtualização local, o que permite implementar cargas de trabalho por toda sua infraestrutura de TI.

O VM Import/Export está disponível sem nenhuma taxa adicional além das taxas padrão de uso para o Amazon EC2 e o Amazon S3.

Para importar imagens, use a ILC da AWS ou outras ferramentas de desenvolvedor para importar uma imagem de máquina virtual (VM) do seu ambiente VMware. Se você usa a plataforma de virtualização do VMware vSphere, também pode usar o AWS Management Portal para vCenter para importar a VM. Como parte do processo de importação, o VM Import converte a VM em uma AMI do Amazon EC2, que pode ser usada para executar instâncias do Amazon EC2. Após importar suas VMs, você poderá aproveitar a flexibilidade, a escalabilidade e o monitoramento da Amazon por meio de produtos como Auto Scaling, Elastic Load Balancing e CloudWatch para oferecer suporte às imagens importadas.

Você pode exportar instâncias EC2 importadas anteriormente utilizando as ferramentas de API do Amazon EC2. Basta especificar a instância alvo, o formato do arquivo da máquina virtual e um bucket do S3 de destino e o VM Import/Export exportará automaticamente a instância para o bucket S3. Em seguida, você pode fazer o download e executar a VM exportada em sua infraestrutura de virtualização local.

Você pode importar VMs do Windows e do Linux que usam os formatos de virtualização do VMware ESX ou Workstation, do Microsoft Hyper-V e do Citrix Xen. E você pode exportar instâncias EC2 importadas anteriormente para os formatos VMware ESX, Microsoft Hyper-V ou Citrix Xen. Para obter uma lista completa dos sistemas operacionais, versões e formatos compatíveis, consulte a seção VM Import do Amazon EC2 User Guide. Planejamos adicionar suporte a mais sistemas operacionais, versões e formatos no futuro.



O VM Import/Export oferece várias maneiras de importar a sua máquina virtual para o Amazon EC2.

O primeiro método é importar a imagem de VM usando as ferramentas de ILC da AWS. Para começar a usar, basta:

  • Faça o download e instale a interface da linha de comando da AWS.
  • Verifique se a VM cumpre os pré-requisitos do VM Import, prepare-a para importação e exporte-a de seu ambiente atual como um arquivo OVA (ou VMDK, VHD ou RAW).
  • Faça o upload da imagem da VM para o S3 usando a ILC da AWS. Os multi-part uploads oferecem melhor desempenho. Como alternativa, você também pode enviar a imagem da VM para a AWS usando o serviço AWS Import.
  • Após o upload da imagem da VM, importe-a usando o comando ec2 import-image. Como parte deste comando, você pode especificar o modelo de licenciamento e outros parâmetros para a imagem importada.
  • Use o comando ec2 describe-import-image-tasks para monitorar o progresso da importação.
  • Após a conclusão da tarefa de importação, você pode usar o comando ec2 run-instances para criar uma instância do Amazon EC2 usando a AMI gerada durante o processo de importação.

Como opção, se você usa a plataforma de virtualização VMware vSphere, pode usar o AWS Management Portal para vCenter, que oferece uma interface gráfica do usuário simples para importar máquinas virtuais. Você pode saber mais sore o AWS Management Portal para vCenter aqui.

Geralmente quando você importa imagens de VM do Microsoft Windows para o Amazon EC2, a AWS fornece a chave de licença do Microsoft Windows Server adequada para a instância importada. Os encargos horários da instância EC2 cobrem o software Microsoft Windows Server e os recursos de hardware subjacentes. Sua chave de licença local do Microsoft Windows Server não é usada pelo EC2 e você pode reutilizá-la para outras imagens de VM do Microsoft Windows em seu ambiente local. Você é responsável por cumprir os termos dos seus contratos com a Microsoft.

Se você exportar uma instância do Amazon EC2, o acesso à chave de licença do Microsoft Windows Server para essa instância não estará mais disponível através da AWS. Você terá que reativar e especificar uma nova licença para a imagem de VM exportada após a execução da mesma em sua plataforma de virtualização local.

Quando você importar imagens VM do Red Hat Enterprise Linux (RHEL), você pode usar a portabilidade de licença para suas instâncias do RHEL. Com a portabilidade de licença, você é responsável por manter as licenças RHEL para instâncias importadas, o que pode ser feito usando o Red Hat Cloud Access. Mais informações sobre assinaturas do Cloud Access para Red Hat Enterprise Linux estão disponíveis pelo Red Hat. Entre em contato com a Red Hat para verificar sua elegibilidade.

Migre seus aplicativos baseados em VM e cargas de trabalho existentes para o Amazon EC2. Usando o VM Import, você pode preservar o software e as configurações de suas VMs existentes, enquanto se beneficia de seus aplicativos e cargas de trabalho em execução no Amazon EC2. Após a importação das aplicações e das cargas de trabalho, você pode executar várias instâncias da mesma imagem e criar snapshots para fazer backup dos dados. É possível usar cópias de AMI e Snapshot para replicar seus aplicativos e cargas de trabalho em todo o mundo. É possível alterar os tipos de instância que seus aplicativos e cargas de trabalho usam conforme seus requisitos de recursos mudam. É possível usar o CloudWatch para monitorar seus aplicativos e cargas de trabalho depois de importá-los. Além disso, é possível tirar proveito do AutoScaling, Elastic Load Balancing, e todos os outros Amazon Web Services para dar suporte aos aplicativos e cargas de trabalho depois de migrá-los para o Amazon EC2.

Copie o catálogo de imagens de VM existente para o Amazon EC2. Se você usa um catálogo de imagens de VM aprovadas, uma prática comum em ambientes de computação corporativos, o VM Import permite copiar esse catálogo de imagens para o Amazon EC2, criando AMIs do Amazon EC2 com base nas VMs, que serão usadas como o catálogo de imagens do Amazon EC2. O software existente, incluindo os produtos instalados, como software antivírus, sistemas de detecção de intrusão e outros podem ser todos importados juntamente com as imagens de VM.

Importe as suas imagens de VM locais para o Amazon EC2 para fins de contingências de backup e de recuperação de desastres. O VM Import armazena as imagens importadas como AMIs no Elastic Block Store, disponibilizando-as para lançamento no Amazon EC2, quando necessário. Em caso de uma contingência, você pode executar rapidamente suas instâncias para preservar a continuidade dos negócios ao mesmo tempo que as exporta para reconstruir sua infraestrutura local. Você paga somente pelas cobranças do Elastic Block Store até que decida iniciar as instâncias. Quando iniciadas, você pagará pelo serviço normal do Amazon EC2 de suas instâncias em execução. Caso você escolha exportar suas instâncias, você pagará as tarifas normais de armazenamento do S3.

O VM Import/Export é uma função do Amazon EC2 e é disponibilizado sem custos adicionais, além das taxas de serviço normais do Amazon EC2. O armazenamento do Amazon S3 e EBS é utilizado durante o processo de importação e exportação, e é cobrado separadamente.