Geral

P: O que é o AWS Amplify?
O AWS Amplify consiste em uma estrutura de trabalho de desenvolvimento e serviços de hospedagem Web que oferece a maneira mais rápida e fácil de criar aplicativos móveis e Web na AWS. A estrutura de código-aberto do Amplify Framework oferece um conjunto dogmático de bibliotecas, componentes de IU e uma interface da linha de comando para criar um back-end de aplicativo e integrá-lo a aplicativos iOS, Android, Web e React Native. O Amplify Framework aproveita um conjunto essencial de serviços de nuvem AWS para oferecer recursos como dados off-line, autenticação, análises, notificações por push e bots em grande escala. O serviço de hospedagem Web estático, o console do AWS Amplify, pode ser acessado pelo console AWS para criar, implantar e hospedar aplicativos Web estáticos. E, como parte do conjunto mais amplo de ferramentas e serviços de desenvolvimento móvel, você pode usar AWS Device Farm para testar aplicativos móveis em dispositivos iOS e Android reais.

P: Quanto custa para usar o AWS Amplify?
Quando você usa o Amplify Framework (Bibliotecas, CLI, Componentes da UI), você paga apenas pelos serviços subjacentes da AWS utilizados. Não são cobradas taxas adicionais pelo uso do Amplify Framework. Para saber mais sobre a definição de preço da hospedagem Web estática no console do AWS Amplify, acesse a página de definição de preço do console do AWS Amplify. Para saber mais sobre a definição de preço do AWS Device Farm, acesse a página de definição de preço do AWS Device Farm.

P: Qual a relação de hospedagem entre o console do AWS Amplify e a estrutura de código aberto do Amplify Framework?
O AWS Amplify consiste em uma estrutura de código aberto do Amplify Framework (bibliotecas, CLI, componentes da interface do usuário) e um serviço de hospedagem Web estática, o AWS Amplify Console. Essas ferramentas e serviços podem ser usados juntos ou separadamente. Por exemplo, você pode usar o console do AWS Amplify no console AWS para implantar e hospedar front-ends de aplicativos de uma única página (SPA) e sites estáticos, independentemente de eles usarem ou não o Amplify Framework.

Se você estiver usando a CLI do Amplify Framework para configurar recursos de back-end para o aplicativo, o console do AWS Amplify oferecerá funcionalidade adicional. Em cada check-in, o console do AWS Amplify provisiona ou atualiza esses recursos de back-end antes de implantar o front-end. Há suporte para diversas configurações, como implantações de back-end isoladas por filial ou implantações de back-end compartilhadas entre filiais.

P: O que aconteceu com o AWS Mobile Hub?
Os clientes atuais do AWS Mobile Hub podem continuar a usar o Mobile Hub. Para novos projetos, os desenvolvedores devem usar o AWS Amplify.

P: Onde posso encontrar as mais recentes notícias sobre o AWS Amplify?
Acesse o nosso blog e a página de novidades.

Amplify Framework

P: O que posso fazer com estruturas Amplify de código aberto?
A estrutura Amplify de código aberto permite adicionar rapidamente aos aplicativos recursos como dados offline, autenticação multifator, análises e outros, com apenas algumas linhas de código. Você pode configurar e integrar serviços de nuvem subjacentes como AWS AppSync, Amazon Cognito, Amazon Pinpoint, AWS Lambda, Amazon S3 ou Amazon Lex diretamente na linha de comando, reduzindo o tempo necessário para configurar e gerenciar serviços de back-end.

P: Para quais linguagens e plataformas a estrutura Amplify oferece suporte?
A estrutura Amplify oferece suporte a aplicativos iOS, Android, web e React Native. Para aplicativos web, há uma integração avançada com React, Ionic, Angular e Vue.js.

P: Posso usar as bibliotecas da estrutura Amplify sem usar a ILC?
Sim. As bibliotecas podem ser usadas para acessar recursos de back-end criados sem a CLI do Amplify.

P: Como o Amplify Framework funciona com os serviços de nuvem AWS?
O Amplify Framework é organizado de acordo com os recursos que você quer adicionar ao aplicativo, como dados off-line, autenticação multifator, análises e outros. Quando você configura esses recursos usando a CLI do Amplify, os serviços de nuvem AWS necessários são provisionados para você. A configuração é persistida em modelos do CloudFormation. É possível fazer check-in desse modelos no controle de código-fonte para compartilhá-los com outros desenvolvedores. Ao adicionar esses recursos ao seu aplicativo por meio da Biblioteca do Amplify, ela executa as chamadas necessárias para os serviços da AWS. Por exemplo, 'amplify add analytics' configura o Amazon Pinpoint. Em seguida, quando você usar as APIs do Analytics da biblioteca Amplify no aplicativo, as chamadas necessárias serão feitas para o Pinpoint.

P: Qual é a relação entre o AWS Amplify e os AWS Mobile SDKs para iOS e Android?
O Amplify iOS e o Amplify Android são as maneiras recomendadas de criar aplicativos iOS e Android que utilizam os serviços da AWS, quer tenham sido configurados ou não usando a CLI do Amplify. Conheça os conceitos básicos aqui. Se o seu aplicativo já foi criado usando os AWS Mobile SDKs anteriores para iOS e Android, a documentação está disponível aqui.

P: Onde posso encontrar os AWS SDKs para Xamarin e Unity?
Para começar a usar o AWS Mobile SDK para Xamarin, leia o Guia do desenvolvedor do AWS Mobile SDK para Xamarin. Para começar a usar o AWS Mobile SDK para Unity, leia o Guia do desenvolvedor do AWS Mobile SDK para Unity.

Hospedagem Web estática

P: O que é o console do AWS Amplify?

O console do AWS Amplify é um serviço de hospedagem Web estática que pode ser acessado diretamente do console AWS. O console do AWS Amplify oferece um fluxo de trabalho completo para desenvolver, implantar e hospedar aplicativos web de página única ou sites estáticos com back-ends sem servidor. A implantação contínua permite que desenvolvedores implantem atualizações de aplicativos web a cada confirmação de código no repositório do Git. Se a compilação for bem-sucedida, o aplicativo será implantando e hospedado em um subdomínio de amplifyapp.com. Os desenvolvedores podem conectar domínios personalizados para começar a receber tráfego de produção.

P: Que tipo de aplicativos Web posso compilar e implantar?

Você pode implantar Single Page Apps (SPAs) compilados com estruturas de trabalho como React, Angular, Vue e Ember, assim como sites gerados com estruturas como Gatsby, Eleventy, Hugo, VuePress e Jekyll. Você também pode hospedar sites estáticos simples.

P: Como faço para começar a usar o console do AWS Amplify?

Para começar a usar, acesse o console do AWS Amplify no console AWS e conecte um repositório de origem. O console do AWS Amplify determina automaticamente a estrutura de trabalho de front-end usada e compila e implanta o aplicativo em uma rede de entrega de conteúdo (CDN) com disponibilidade global. O console detecta a funcionalidade de back-end adicionada usando o Amplify Framework e pode implantar os recursos da AWS necessários como parte da mesma implantação do front-end. O console do AWS Amplify compila e implanta rapidamente o aplicativo web e hospeda esse aplicativo em uma CDN com disponibilidade global com um URL simples (por exemplo, https://master.appname.amplifyapp.com). Para os conceitos básicos, acesse o AWS Amplify no console AWS.

P: O que é um “aplicativo” do console do AWS Amplify?

Um “aplicativo” do console do AWS Amplify é o contêiner do projeto. Cada projeto de aplicativo contém uma lista de ramificações que você conectou do repositórios de origem. Você pode conectar ramificações de recursos adicionais, um domínio personalizado ou acessar os logs da compilação do projeto do aplicativo.

P: O que é a implantação contínua?

A implantação contínua é uma estratégia de DevOps para versões de software em que cada confirmação de código em um repositório é liberada automaticamente para o ambiente de produção ou preparação. Essa prática reduz o tempo de lançamento no mercado, garantindo que o aplicativo Web hospedado seja sempre uma reflexão do código mais recente no repositório.

P: Para quais provedores de código-fonte do Git o console do AWS Amplify oferece suporte?

Você pode conectar repositórios privados e públicos do GitHub, do BitBucket, do GitLab e do AWS CodeCommit.

P: O console do AWS Amplify Console armazena tokens de acesso do Git?

O console do AWS Amplify nunca armazena tokens de acesso de repositórios. Depois que você autoriza o console do AWS Amplify, recuperamos um token de acesso do provedor de origem. Simplesmente passamos esse token para o nosso console e, a partir desse momento, todas as comunicações com a API do GitHub ocorrem diretamente no navegador. Após a configuração da implantação contínua, o token é descartado permanentemente.

P: O console do AWS Amplify oferece suporte a servidores Git privados?

No momento, não oferecemos suporte a servidores Git privados.

P: Quais são as variáveis de ambiente? Como posso usá-las?

As variáveis de ambiente são configurações exigidas pelos aplicativos em tempo de execução. Essas configurações podem incluir detalhes de conexão de bancos de dados, chaves de APIs de terceiros, segredos e diferentes parâmetros de personalização. A melhor forma de expor essas configurações é usando variáveis de ambiente. Você pode adicionar variáveis de ambiente criando um aplicativo ou acessando as configurações do aplicativo. Todas as variáveis de ambiente são criptografadas para evitar acesso indevido. Adicione todas as variáveis de ambiente do aplicativo nas caixas de texto de chave e valor. Por padrão, o console do AWS Amplify aplica as variáveis de ambiente em todas as ramificações para que você não precise inseri-las novamente quando conecta uma nova ramificação. Após inserir todas as variáveis, pressione Save.

P: O que acontece quando uma compilação é executada?

O console do AWS Amplify cria um contêiner de computação temporário (4 vCPUs, 7 GB RAM), faz download do código-fonte, executa os comandos configurados no projeto, implanta o artefato gerado em um ambiente de hospedagem Web e, por fim, destrói o contêiner de computação. Durante a compilação, o console do AWS Amplify distribuirá o resultado da compilação para o console de serviço e para o Amazon CloudWatch.

P: Como posso usar o console do AWS Amplify para trabalhar em vários ambientes?

O console do AWS Amplify usa o modelo de ramificação do Git para criar novos ambientes sempre que um desenvolvedor envia código para uma nova ramificação. Em equipes de desenvolvimento típicas, os desenvolvedores implantam a ramificação “master” em produção, mantêm a ramificação “dev” como preparação e criam ramificações de recursos quando trabalham em novas funcionalidades. O console do AWS Amplify pode criar ambientes de front-end e back-end vinculados a cada ramificação conectada. Isso permite que os desenvolvedores trabalhem em ambientes sandbox e usem o “Git” como mecanismo para mesclar código e resolver conflitos. Quando mescladas na ramificação “master” (ou ”produção”), as mudanças são enviadas automaticamente para o ambiente de produção.

P: O que são implantações atômicas?

Toda implantação é atômica, o que significa que o site está pronto para visualização assim que a implantação é concluída. As implantações atômicas eliminam janelas de manutenção, garantindo que o aplicativo web somente seja atualizado após a conclusão de toda a implantação. A nova versão do aplicativo Web é disponibilizada instantaneamente aos usuários finais, sem que o desenvolvedor tenha que invalidar caches da CDN.

P: Qual a diferença entre a hospedagem de um aplicativo Web moderno e de um aplicativo Web tradicional?

A hospedagem de um aplicativo Web moderno não exige servidores Web e pode usar redes de entrega de conteúdo para armazenar conteúdo estático (arquivos HTML, CSS e JavaScript). O console do AWS Amplify usa a rede global de pontos de presença do Amazon CloudFront para distribuir globalmente o aplicativo web. Para entregar conteúdo a usuários finais com menor latência, o Amazon CloudFront usa uma rede global de 144 pontos de presença (133 pontos de presença normais e 11 pontos de presença de caches regionais) em 65 cidades de 29 países.

P: Como faço para conectar um domínio personalizado?

É fácil conectar um domínio personalizado. Se o domínio estiver registrado no Route53, basta escolhê-lo em uma lista suspensa, e o console do AWS Amplify configurará automaticamente os registros de DNS para apontar para o apex e para o subdomínio “www” do site. Além disso, criamos automaticamente subdomínios de todas as ramificações conectadas. Por exemplo, a conexão a uma ramificação “dev” cria uma implantação em https://dev.appname.amplifyapp.com. Como parte da configuração do domínio personalizado, geramos um certificado HTTPS gratuito para garantir a segurança do tráfego para o site.

P: Para quais registradores de domínio o console do AWS Amplify oferece suporte?

Os domínios adquiridos em todos os registros de domínio podem ser conectados a um aplicativo mediante a definição de um domínio personalizado. Para os desenvolvedores que usam o Amazon Route53 como registro, o console do AWS Amplify Console atualiza automaticamente os registros de DNS para que apontem para o aplicativo implantado. Para registros de terceiros, o console do AWS Amplify fornece instruções sobre como atualizar os registros de DNS.

P: Todo o tráfego web do site é servido via HTTPS?

O console do AWS Amplify gera um HTTPS gratuito em todos os sites e o habilita automaticamente em todos os domínios gerenciados pelo Route53. O certificado SSL é gerado pelo Amazon Certificate Manager e oferece suporte a curingas de domínio. O ACM processa a complexidade de criar e gerenciar certificados públicos SSL/TLS para sites e aplicativos web baseados na AWS. Com a opção de curinga, o domínio principal e todos os subdomínios podem ser abrangidos por um único certificado.

P: Posso proteger as implantações web com uma senha?

Todas as implantações Web podem ser protegidas por senha com autenticação de acesso básica. Ao trabalhar em novos recursos, os desenvolvedores podem compartilhar atualizações com as partes interessadas internas, definindo um nome de usuário e uma senha para a implantação de uma ramificação.

P: O que são redirecionamentos e regravações? Como posso usá-las?

Um redirecionamento é uma solicitação do lado do cliente para que o navegador acesse outro URL. Isso significa que o URL que você vê no navegador será atualizado para o novo URL. Uma regravação é uma regravação do URL no lado do servidor. O que você vê no navegador não é alterado, pois as alterações são ocultas do usuário. Os proxies reversos são regravações entre origens. Nas configurações do console do AWS Amplify, os desenvolvedores podem especificar redirecionamentos, códigos de respostas HTTP, páginas 404 personalizadas e proxies para serviços externos.

P: Como será a cobrança pelo meu uso do console do AWS Amplify?

O console AWS Amplify tem seu preço definido para dois recursos: compilação e implantação e hospedagem de site. Para o recurso de compilação e implantação, o preço por minuto de compilação é de 0,01 USD. Para o recurso de hospedagem, o preço por GB fornecido é 0,15 USD e o preço por GB armazenado é 0,023 USD. Com o nível de uso gratuito da AWS, você pode começar a usar gratuitamente. Após o cadastramento, os novos clientes da AWS recebem 1.000 minutos de compilação por mês para o recurso de compilação e implantação e 15 GB fornecidos por mês e 5 GB armazenados por mês para o recurso de hospedagem.

P: Os preços incluem impostos?

Salvo indicação em contrário, nossos preços excluem impostos e taxas aplicáveis, incluindo o IVA e o imposto de vendas aplicável. Para clientes com endereço de pagamento no Japão, o uso da AWS está sujeito ao imposto sobre consumo japonês. Saiba mais.

P: Os preços variam por região?

Os preços são os mesmos em todas as regiões.

Saiba mais sobre o AWS Amplify

Comece a usar
Mais dúvidas? Entre em contato diretamente com a nossa equipe:
aws-amplify-customer@amazon.com