O ZAP, uma empresa do grupo Globo, é um dos portais de classificados líderes da internet brasileira. Sediado em São Paulo, o ZAP conta com mais de 400 funcionários dedicados a auxiliar o usuário a encontrar o imóvel ideal através de uma solução online de alta tecnologia, com recursos avançados de buscas e filtros de pesquisa. Com isso, o portal pode ser acessado via website e aplicativos móveis (celulares e tablets) em Android e iOS, com a qualidade de navegação garantida.

Com o Amazon Elastic Compute Cloud (Amazon EC2) e Amazon Simple Storage Service (Amazon S3), a empresa conseguiu dar estabilidade ao picos de tráfego em seu site móvel, principalmente durante campanhas de marketing na TV. O ZAP também está desenvolvendo sua estratégia de Big Data no AWS Pipeline e Amazon Elastic MapReduce (Amazon EMR), além de projetos em DevOps para entrega contínua de códigos, o que confere ao seu negócio agilidade e flexibilidade.

 

Caso do ZAP (3:32)

zap-thumb

O setor de classificados de compra, venda e aluguel de imóveis, no qual o ZAP está inserido, é altamente marcado por sazonalidade, sendo o tráfego em seu site diretamente influenciado pela publicidade veiculada nos principais meios de comunicação. Nesse contexto, o portal de imóveis ZAP necessitava, principalmente, um suporte ao aumento de até 10 vezes no acesso ao seu site móvel durante campanhas de marketing na TV, em rede nacional.

Segundo Eduardo Perez, Diretor de Tecnologia do ZAP, “para resolver a questão dos picos de audiência, nitidamente precisávamos contar com a melhor solução para garantir a elasticidade e escalabilidade de nossos servidores”.

 

“A AWS nos ofereceu uma solução de negócio com a expansão da tecnologia que a gente precisa, na hora que a gente quer e com os padrões de qualidade que a gente necessita. Desde que migramos para a AWS, conseguimos manter o alto nível de nossos serviços”, afirma o executivo.

O Amazon EC2 e Amazon S3 são empregados para dar estabilidade aos picos de tráfego. Além disso, as diferentes zonas de computação oferecidas pela AWS garantem ao negócio do ZAP uma alta disponibilidade e confiança para trabalhar durante esses picos de acesso.

O ZAP também desenvolveu suas aplicações para dispositivos móveis já integrados às APIs da Amazon Web Services. Assim, a empresa pode gerenciar os tráfegos do website e dos dispositivos móveis separadamente. Atualmente, 40% de seus 6 milhões de visitantes únicos mensais acessam o portal através de celulares e tablets.

Além disso, os projetos de DevOps e Big Data na nuvem da AWS têm importante papel na estratégia de TI da empresa a fim de garantir inovações constantes em seus serviços. Quanto ao gerenciamento de recursos DevOps em computação na nuvem, seu caráter de integração com a entrega contínua de códigos confere aos negócios do ZAP flexibilidade e agilidade. Já a estratégia de Big Data baseia-se fundamentalmente no AWS Data Pipeline e no Amazon Elastic Map Reduce (Amazon EMR) visto que essas ferramentas permitem ao classificado de imóveis acelerar o processo de implantação da análise de grandes volumes de dados.

Os serviços em nuvem da AWS aceleraram a implementação desse projeto, sendo condições imprescindíveis à sua viabilização. Eduardo Perez conclui que “hoje, no Zap, não é possível enxergar qualquer solução que não esteja baseada em computação em nuvem. A escolha da AWS foi uma coisa absolutamente natural por conta da maturidade de serviços oferecidos e da diversidade”.

Para saber mais sobre como a AWS pode auxilia-lo em suas necessidades de aplicação, visite a nossa página de aplicativos Web e Móvel: http://aws.amazon.com/web-mobile-social/.