AWS Managed Services
Nuvem AWS
Entre em contato conosco para obter mais informações

Quase sempre, ao falarmos com as empresas, o principal motivo da mudança para a nuvem é a agilidade e a velocidade dessa mudança. Com a computação em nuvem, é possível ativar milhares de servidores em questão de minutos, ao contrário do período de 10 a 18 semanas que geralmente é gasto para ativar os servidores que estão sendo usados no local. A Nuvem AWS oferece mais de 90 serviços, de computação, armazenamento e bancos de dados a integração contínua, análises de dados e inteligência artificial, tudo à sua disposição. Isso significa que você pode passar da ideia à implementação em segundos, em vez de meses.

Existem muitos motivos que levam os clientes a migrar para a nuvem. Alguns estão migrando para a nuvem para aumentar a produtividade da força de trabalho. Também observamos muitas empresas com projetos de consolidação ou racionalização de datacenters migrando para a nuvem, principalmente as que estão se preparando para uma aquisição, um desivestimento ou que tiveram uma expansão da infraestrutura ao longo dos anos. Além disso, existem empresas que estão esperando reimaginar por completo seu negócio usando uma tecnologia moderna como parte de um programa de transformação digital maior. E, sem dúvida, as organizações estão sempre procurando formas de melhorar os resultados reduzindo seus custos.


A AWS possui milhões de clientes ativos a cada mês e cada segmento de negócios vertical imaginável da empresa está usando a AWS de forma significativa. Em serviços financeiros, temos Capital One, Intuit, FINRA e Barclays. No setor de saúde, temos Johnson & Johnson, Merck, Pfizer e Bristol Myers Squibb. No setor de petróleo e gás, Shell, BP e Hess. Na área de fabricação, temos clientes como GE, Philips e Schneider Electric. No setor de tecnologia, Netflix, Samsung, Adobe e Autodesk.

Cada organização tem seus próprios motivos e restrições, mas observamos motivadores comuns que os clientes aplicam consistentemente ao migrar para a nuvem:

Custos operacionais

Os principais componentes dos custos operacionais são o preço unitário da infraestrutura, a capacidade de combinar fornecimento e demanda, a descoberta de um caminho para, opcionalmente, empregar uma base de custos elástica e transparência.

Produtividade da força de trabalho

Tipicamente, a produtividade é aumentada por dois fatores essenciais: não ter de esperar pela infraestrutura e ter acesso à abrangência e à profundidade da AWS com mais de 90 serviços à sua disposição que você teria de criar e manter de outra maneira. Na realidade, é comum que observemos melhorias na produtividade da força de trabalho da ordem de 30-50% após uma grande migração.

Custos evitados

A eliminação da necessidade de programas de atualização de hardware e de programas de manutenção constante são contribuidores essenciais para que os custos sejam evitados. Constatamos que os clientes não têm interesse no custo e nos esforços necessários para executar um grande ciclo de atualização ou de renovação de um datacenter.

Resiliência operacional

Isso pode parecer óbvio, mas a redução do perfil do risco da sua organização também reduzirá o custo da mitigação do risco. Com 16 regiões abrangendo 42 zonas de disponibilidade (AZs), a AWS tem os recursos globais para melhorar o período de atividade reduzindo, portanto, seus custos relacionados aos riscos.

Agilidade empresarial

A migração para a Nuvem AWS ajuda a aumentar a agilidade global da sua operação. Isso permite que você reaja às condições de mercado mais rapidamente tomando determinadas medidas, como a expansão para novos mercados, a venda de linhas do seu negócio e adquirindo ativos disponíveis que ofereçam uma vantagem competitiva.


O caminho para a adoção da nuvem é específico para cada empresa. Os estágios de adoção descritos aqui podem ser uma maneira útil para a obtenção do entendimento de algumas das etapas envolvidas.

Estágios de adoção da nuvem

A jornada de um cliente para a nuvem envolve, normalmente, estas quatro fases:

Nesta fase, você executa projetos para ficar familiarizado e vivenciar os benefícios da nuvem.

Depois de vivenciar os benefícios da nuvem, você cria a base para escalar sua adoção da nuvem. Isso inclui a criação de uma zona inicial (um ambiente AWS pré-configurado, seguro e com múltiplas contas), do Centro de Excelência em Nuvem (CCoE), do modelo de operações e também a garantia da segurança e da preparação para a conformidade.

Nesta fase, são migrados para a nuvem aplicativos existentes, incluindo aplicativos essenciais ou datacenters completos, à medida que sua adoção evolui em uma grande porção do seu portfólio de TI. 

Agora que suas operações estão na nuvem, você pode se concentrar na reinvenção aproveitando a flexibilidade e das capacidades da AWS para transformar seu negócio pela redução do tempo de entrada no mercado e pelo aumento das atenções relativas à inovação.


Pode haver alguns casos em que você realize grandes migrações isoladamente. Contudo, constatamos que as migrações geralmente são parte de um esforço de transformação empresarial maior. Os padrões que observamos com relação à migração para a nuvem seguem, normalmente, uma abordagem de 5 fases:

O processo de migração

Fase 1: Preparação da migração e planejamento empresarial

Aqui, você determina os objetivos certos e começa a ter uma ideia dos tipos de benefícios que serão obtidos. A fase começa com alguma experiência básica e com o desenvolvimento de um caso empresarial preliminar para uma migração. Isso significa levar seus objetivos em consideração juntamente com a idade e a arquitetura dos aplicativos existentes e suas restrições. Alguns dos nossos parceiros que têm experiência nessa área são RISC Networks, Atadata, Cloudamize, TSOLogic e Apptio.

Fase 2: Descoberta e planejamento do portfólio

Em seguida, você precisa entender seu portfólio de TI, as dependências entre os aplicativos e começar a imaginar que tipos de estratégias de migração você terá de implantar para cumprir os objetivos dos seus casos de negócios. Com a descoberta do portfólio e a abordagem da migração, você está em boas condições para desenvolver um caso de negócios completo. Se precisar de ajuda para entender seu portfólio de TI, você poderá trabalhar com parceiros, como RISC Networks, Cloudamize e Atadata e também usar o AWS Application Discovery Service.

Fase 3 e Fase 4: Criação, migração e validação de aplicativos

Aqui, o foco muda do nível do portfólio para o nível de cada aplicativo e você cria, migra e valida cada aplicativo. Cada aplicativo é criado, migrado e validado segundo uma das seis estratégias comuns de aplicativos (“Os 6 R’s”). Depois que você tiver alguma experiência básica obtida da migração de alguns aplicativos e de ter implementado um plano que lhe dê suporte, está na hora de acelerar a migração e fazer os ajustes. Parceiros, incluindo CloudVelox, Atadata, Racemi e Attuinity podem ajudá-lo, juntamente com o AWS Server Migration Service (SMS), AWS Database Migration Service (DMS) e Migração do CloudEndure.

Fase 5: Operação

Depois que os aplicativos tiverem sido migrados e você tiver obtido prática na sua nova base, desative os sistemas antigos e pratique constantemente para atingir um modelo operacional moderno. Seu modelo operacional se torna um conjunto de pessoas, processos e pesquisas sempre atualizados que constantemente é aperfeiçoado à medida que você migra novos aplicativos. Temos parceiros, como AppDynamics, NewRelic e Dynatrace, que podem ajudá-lo a continuar suas iterações no seu modelo operacional à medida que você segue na direção da nuvem.

As organizações geralmente começam a pensar em como farão sua migração de aplicativos durante a Fase 2 do processo de migração. É aí que você determina o que existe no seu ambiente e a estratégia de migração para cada aplicativo. As seis abordagens detalhadas a seguir são estratégias comuns de migração empregadas e baseadas nos “5 R’s” que Gartner descreveu em 2011.

Você deverá obter um completo entendimento quanto à melhor estratégia de migração que se ajustará a determinadas partes do seu portfólio. Também é importante considerar que, embora uma das seis estratégias pode ser a melhor para a migração de determinados aplicativos em um dado portfólio, outra estratégia pode funcionar melhor para transferir outros aplicativos do mesmo portfólio.

Estratégias de migração de aplicativos

1. Novo host (“carregar e movimentar”)

Em um grande cenário de migração em que a organização pretenda implementar rapidamente sua migração e evoluir para satisfazer um caso de negócios, constatamos que a maioria dos aplicativos obtêm um novo host. A maioria desses novos hosts pode ser automatizada por meio de ferramentas, como AWS SMS, embora você possa preferir executar a ação manualmente à medida que aprender a aplicar seus sistemas antigos na nuvem.

Você também pode descobrir que a rearquitetura dos aplicativos é mais fácil depois que eles já estiverem em funcionamento na nuvem. Isso ocorre, em parte, porque sua organização terá desenvolvido melhores habilidades para fazê-lo e, em parte, porque a parte difícil (migrar o aplicativo, os dados e o tráfego) já foi realizada.

2. Nova plataforma (“carregar, reparar e movimentar”)

Isso consiste em fazer algumas otimizações na nuvem para obter alguns benefícios tangíveis sem alterar a arquitetura básica do aplicativo. Por exemplo, você pode desejar reduzir o tempo gasto no gerenciamento de instâncias de bancos de dados fazendo a migração para um serviço de banco de dados relacional gerenciado, como Amazon Relational Database Service (RDS), ou migrar seu aplicativo para uma plataforma totalmente gerenciada, como AWS Elastic Beanstalk.

3. Recompra (“largar e comprar”)

Esta é uma decisão que corresponde à mudança para um produto diferente e provavelmente significa que sua organização deseja mudar o modelo de licenciamento existente que tem sido usado. Para cargas de trabalho que podem ser facilmente atualizadas para novas versões, esta estratégia pode permitir a atualização de um conjunto de recursos e uma implementação mais suave.

4. Refatorar/Reprojetar

Tipicamente, isso é impulsionado pela forte necessidade que a empresa tem de adicionar recursos, escala ou desempenho que seriam, de outra forma, difíceis de alcançar no ambiente atual dos aplicativos. Caso sua organização esteja procurando aumentar a agilidade ou melhorar a continuidade do negócio mudando para uma arquitetura orientada por serviços (SOA), pode valer a pena buscar esta estratégia, mesmo que ela seja, muitas vezes, a solução mais cara.

5. Desativar

Identificar ativos de TI que não são mais úteis e podem ser desativados ajudará a aprimorar seu caso de negócios e a direcionar sua atenção para a manutenção dos recursos que são amplamente usados.

6. Reter

Talvez você queira manter partes do seu portfólio de TI por existirem alguns aplicativos cuja migração você ainda não esteja pronto para fazer e você se sinta mais confortável em mantê-los, ou pelo fato de você não estar pronto para priorizar um aplicativo que foi atualizado recentemente e fazer modificações nele, novamente.


Existem várias ferramentas para ajudá-lo a automatizar a migração dos seus aplicativos:

AWS Direct Connect
Amazon Kinesis Firehose

O AWS Migration Hub disponibiliza um único local para rastrear o progresso de migrações de aplicativos em várias soluções da AWS e de parceiros. O uso do Migration Hub permite escolher as ferramentas de migração da AWS e de parceiros que melhor atendam às suas necessidades, além de proporcionar visibilidade sobre o status da migração no portfólio de aplicativos. O Migration Hub também disponibiliza métricas importantes e o andamento da migração para aplicativos individuais, independentemente de quais ferramentas estão sendo usadas para migrá-los.

AWS Direct Connect

O TSO Logic fornece recomendações precisas baseadas em dados para obter uma computação corretamente dimensionada e com o custo certo. Nossa análise preditiva continuamente fornece informações para garantir que você esteja sempre executando cada aplicativo no melhor lugar, com o software certo e com o TCO mais baixo, mesmo se seu ambiente, as opções de nuvem e os preços mudarem.  O TSO Logic o ajuda a desenvolver um caso de negócios claro para acelerar o planejamento da sua migração.  

O AWS Application Discovery Service ajuda a planejar projetos de migração por meio da coleta de informações sobre datacenters locais. O planejamento de migrações de datacenter pode envolver milhares de cargas de trabalho que, em geral, são altamente interdependentes. O AWS Application Discovery Service coleta e apresenta dados de configuração, uso e comportamento dos servidores para ajudar a compreender melhor as cargas de trabalho.

AWS Server Migration Service
AWS Database Migration Service
VMware Cloud on AWS

O AWS Server Migration Service (SMS) é um serviço sem agente que torna mais fácil e rápido migrar milhares de cargas de trabalho locais para a AWS. O AWS SMS permite que você automatize, programe e rastreie replicações incrementais de volumes ativos do servidor, o que facilita coordenar migrações de servidores em grande escala.

 

 

AWS Server Migration Service

A Migração do CloudEndure simplifica, acelera e automatiza a migração de aplicativos de estruturas físicas, virtuais e de nuvem para a AWS. A migração do CloudEndure converte automaticamente qualquer aplicativo executado em sistemas operacionais compatíveis, proporcionando total funcionalidade na AWS sem problemas de compatibilidade. Durante esse processo de replicação, seus aplicativos continuarão a ser executados na origem sem períodos de inatividade ou interrupção. Depois de uma janela mínima de migração de substituição, seus servidores migrados serão executados nativamente na AWS.

O AWS Database Migration Service (DMS) ajuda a migrar bancos de dados para a AWS de modo fácil e seguro. O banco de dados de origem permanece totalmente operacional durante a migração, minimizando o tempo de inatividade de aplicativos que dependem do banco de dados. O AWS Database Migration Service pode migrar seus dados a partir de e para a maioria dos bancos de dados comerciais e de código aberto mais usados.

VMware Cloud on AWS é uma oferta de nuvem integrada desenvolvida em conjunto pela AWS e pela VMware que oferece um serviço altamente escalável, seguro e inovador. Esse serviço permite que as organizações migrem e ampliem diretamente ambientes locais baseados no VMware vSphere para execução na Nuvem AWS em infraestruturas sem sistema operacional de próxima geração do Amazon Elastic Compute Cloud (Amazon EC2).  O VMware Cloud on AWS é ideal para grandes empresas de infraestrutura e operações de TI que estão buscando migrar as cargas de trabalho locais baseadas em vSphere para a nuvem pública, consolidar e ampliar as capacidades de seus datacenters, além de otimizar, simplificar e modernizar as soluções de recuperação de desastres delas.  O VMware Cloud on AWS é entregue, vendido e suportado no mundo inteiro pela VMware e seus parceiros.

S3 Transfer Acceleration

O Amazon S3 Transfer Acceleration acelera transferências da Internet pública para o Amazon S3. Você pode maximizar sua largura de banda disponível independentemente da distância ou condições variáveis da Internet, e não há nenhum protocolo de rede do cliente ou proprietário. Basta mudar o endpoint que você usa com o bucket do S3 e a aceleração é aplicada automaticamente.

AWS Snowball

O AWS Snowball é uma solução de transporte de dados na escala de petabytes que usa dispositivos seguros para transferir grandes quantidades de dados para dentro e para fora da AWS. O uso do Snowball resolve desafios comuns relacionados a transferências de dados em grande escala, como altos custos de rede, transferências demoradas e preocupações de segurança.

AWS Snowmobile

O AWS Snowmobile é um serviço de transferência na escala de exabytes usado para movimentar quantidades de dados extremamente grandes para a AWS. Você pode transferir até 100 PB por Snowmobile, um contêiner de transporte reforçado com 45 pés de comprimento puxado por um caminhão semirreboque. O Snowmobile facilita a movimentação de volumes massivos de dados para a nuvem, incluindo bibliotecas de vídeo, repositórios de imagens ou até uma migração completa de datacenter.

AWS Direct Connect
Amazon Kinesis Firehose

O AWS Direct Connect permite que você estabeleça uma conexão de rede dedicada entre sua rede e um dos locais do AWS Direct Connect. Usando VLANs 802.1q padrão para indústria, essa conexão dedicada pode ser particionada em várias interfaces virtuais. Isso permite que você use a mesma conexão para acessar recursos públicos, como os objetos armazenados no Amazon S3 usando o espaço de endereço IP público e recursos privados, como instâncias do Amazon EC2 em execução dentro de um Amazon Virtual Private Cloud (VPC) usando o espaço IP privado, mantendo a separação de rede entre os ambientes públicos e privados. As interfaces virtuais podem ser reconfiguradas a qualquer momento para atender às suas necessidades em constante mudança.

O Amazon Kinesis Firehose é o modo mais fácil de carregar dados de streaming na AWS. Ele captura e carrega automaticamente dados em streaming no Amazon S3 e no Amazon Redshift, permitindo uma análise em tempo real usando as ferramentas e painéis de inteligência de negócios atuais que você já utiliza. É um serviço gerenciado que escala automaticamente para acompanhar o throughput dos dados e não exige uma administração contínua. Ele pode separar em lotes, compactar e criptografar os dados antes de carregá-los, o que minimiza o volume de armazenamento usado no destino e aumenta a segurança. Você pode criar facilmente um stream de distribuição do Firehose por meio do Console de Gerenciamento da AWS, configurá-lo com alguns cliques e começar a enviar dados para o stream de centenas de milhares de origens de dados a serem carregados continuamente na AWS. Tudo isso em apenas alguns minutos.

Algumas grandes empresas estão transferindo um portfólio de 2000 aplicativos com mais de 600 fornecedores incluídos. Durante esse processo, as empresas gastam horas, semanas e meses incontáveis examinando contratos e avaliando direitos para transferir software atual.

O AWS Marketplace permite que os clientes façam seleções em listagens de mais de 3500 opções de software oferecidas por mais de 1100 dos nossos parceiros de tecnologia para facilitar e acelerar as migrações. O Marketplace tem mais de 400 ofertas de bring your own license (BYOL) que permitem o rápido provisionamento e a implantação calculada de produtos que os clientes possam possuir em áreas que incluem Segurança, rede, Armazenamento, BI e banco de dados, entre outras.

Explore o AWS Marketplace

AWS Marketplace


O Programa de aceleração de migração da AWS (MAP) se destina a ajudar as empresas comprometidas com uma jornada de migração a atingir uma parte desses benefícios empresariais pela migração das cargas de trabalho existentes para a Amazon Web Services. O programa inclui uma metodologia para a execução de migrações de ambientes antigos de forma metódica e também um conjunto de ferramentas consistente para automatizar e acelerar cenários de migração comuns.

Saiba mais sobre o programa de aceleração de migração da AWS »

MAP da AWS
CAF da AWS

Absorvemos os aprendizados detalhados dos numerosos envolvimentos com nossos clientes e estabelecemos a Estrutura de adoção da nuvem da AWS (CAF da AWS) para ajudar as empresas a desenvolver um plano eficiente e eficaz para sua jornada de adoção da nuvem. A orientação e as melhores práticas oferecidas na estrutura podem ajudar as empresas a criar uma abordagem abrangente para a computação em nuvem na sua organização e em todo o ciclo de vida do seu setor de TI. No nível mais alto, a CAF da AWS organiza orientações para seis áreas de foco. Descrevemos essas áreas de foco como perspectivas.

Em geral, as perspectivas de negócios, pessoas e governança se concentram em recursos de negócios, e as perspectivas de plataforma, segurança e operações se concentram em recursos técnicos. Ao identificar falhas nas habilidades e nos processos entre o ambiente atual de TI e o futuro ambiente na nuvem, a organização pode elaborar um plano de ação destinado a eliminar estas falhas.

Faça o download do whitepaper sobre a visão geral do CAF da AWS »

As empresas que migrarem para a AWS necessitam de experiência, de ferramentas e do alinhamento entre o negócio e a estratégia de TI. Muitas organizações podem acelerar sua migração e o tempo para a obtenção de resultados, ao trabalhar com parceiros. O Programa de competência de parceiros da AWS valida parceiros que demonstraram que podem ajudar os clientes a usar os serviços da AWS.

Os Parceiros com competência em migração da AWS disponibilizam soluções ou têm grande experiência em ajudar as empresas a migrar aplicativos e infraestrutura antigos para a AWS em todas os aspectos de projetos de migração complexos, como descoberta, planejamento, migração e operações.

Saiba mais sobre os parceiros com competência em migração da AWS »

Parceiros da AWS
AWS Professional Services

A equipe do AWS Professional Services possui um amplo entendimento do que significa a migração para a nuvem e ajudou centenas de clientes empresariais e instituições governamentais a atingir suas metas de negócios durante cada estágio da adoção da AWS. Com operações em 20 países, temos a escala global e a experiência do setor para oferecer suporte à sua empresa.

Saiba mais sobre a equipe do AWS Professional Services

Embora existam vários componentes comuns em cada migração bem-sucedida, não existe uma solução padronizada para a escolha da melhor abordagem. Obtivemos experiência ao ajudar as organizações a migrar seus portfólios de TI para a nuvem e desenvolvemos um eBook com as melhores práticas e estratégias que muitos clientes consideraram úteis.

Faça o download do eBook Migração para a AWS »

eBook da AWS
Blog do AWS Enterprise Collections

O blog do AWS Enterprise Collections é uma série de artigos relacionados à adoção da computação em nuvem pela empresa. Esses artigos incluem melhores práticas, recomendações e contas originárias diretamente de líderes e clientes da AWS sobre suas experiências com computação na nuvem.

Comece a segui-las ainda hoje »

Entre em contato conosco