Cross-Region Replication (CRR – Replicação entre regiões) do Amazon S3

Com a CRR (Cross-Region Replication) do S3, você pode replicar objetos (e os respectivos metadados e tags de objeto) em outras regiões da AWS para ter uma latência reduzida, conformidade, segurança, recuperação de desastres e outros casos de uso. A CRR do S3 pode ser configurada a partir de um único bucket S3 de origem para replicar em um ou mais buckets de destino em uma região da AWS diferente.

A CRR do Amazon S3 replica automaticamente dados entre buckets em diferentes regiões da AWS. Com a CRR, você pode configurar a replicação no nível do bucket, em um nível de prefixo compartilhado ou um nível de objeto usando tags de objeto do S3. Você pode usar a CRR para oferecer acesso a dados com latência reduzida em regiões geográficas diferentes. A CRR também pode ajudar se você tem requisitos de conformidade para armazenar cópias de dados a centenas de quilômetros de distância. Você pode usar a CRR para alterar a propriedade da conta dos objetos replicados para proteger os dados de exclusões acidentais. Para saber mais sobre a CRR, consulte o Guia do desenvolvedor de replicação.

Casos de uso

Conformidade – Como padrão, o Amazon S3 armazena dados entre várias zonas de disponibilidade geograficamente distantes entre si, mas os requisitos de conformidade podem determinar que o armazenamento de dados seja feito em localizações ainda mais distantes. Para atender a esses requisitos, a CRR permite replicar dados entre regiões da AWS distantes entre si.

Performance da latência – Se seus clientes ou usuários finais estiverem em uma ou mais localizações geográficas, você pode minimizar a latência do acesso aos dados mantendo várias cópias deles em regiões da AWS geograficamente mais próximas dos clientes.

Eficiência regional – Se você tiver clusters computacionais em duas ou mais regiões da AWS que analisam o mesmo conjunto de objetos, poderá optar por manter cópias dos objetos em todas essas regiões.

Amazon S3: Cross-Region Replication e Versionamento (3:34)

Same-Region Replication (SRR – Replicação na mesma região) do Amazon S3

A SRR do Amazon S3 é um recurso que replica automaticamente dados entre buckets na mesma região da AWS. Com a SRR, você pode configurar a replicação no nível do bucket, em um nível de prefixo compartilhado ou um nível de objeto usando tags de objeto do S3. Você pode usar a SRR para fazer uma ou mais cópia dos seus dados na mesma região da AWS. A SRR ajuda a cumprir os requisitos de soberania e conformidade dos dados ao manter uma cópia deles em uma conta da AWS separada na mesma região dos originais. Você pode usar a SRR para alterar a propriedade da conta dos objetos replicados para proteger os dados de exclusões acidentais. Também é possível usar a SRR para agregar facilmente logs de buckets diferentes do S3 para processamento na região, ou para configurar a replicação em tempo real entre os ambientes de teste e desenvolvimento. 

Casos de uso

Agregue logs em um único bucket – Se você armazena logs em vários buckets ou entre diversas contas, é possível replicá-los facilmente em um único bucket na região. Isso permite um processamento mais simples de logs em uma única localização.

Replicação entre contas do desenvolvedor e de teste – Se você ou seus clientes têm contas do desenvolvedor e de teste que usam os mesmos dados, é possível replicar objetos entre essas várias contas, além de manter os metadados do objeto, ao implementar regras de SRR.

Cumpra as leis de soberania dos dados – Geralmente, é solicitado que os clientes armazenem dados em contas separadas da AWS. Além disso, eles são impedidos de deixar que os dados saiam de certa região. A SRR pode ajudá-lo a fazer o backup de dados críticos quando os regulamentos de conformidade não permitem que os dados saiam do país.

Amazon Replication Time Control

O Amazon S3 Replication Time Control ajuda a cumprir “requisitos empresariais” ou de conformidade para replicação de dados, além de oferecer visibilidade sobre a atividade de replicação do Amazon S3. O Replication Time Control replica a maioria dos objetos “que você carrega” para o Amazon S3 em segundos, bem como 99,99% desses objetos em 15 minutos. O S3 Replication Time Control, por padrão, inclui métricas de replicação do S3 e notificações de eventos do S3, com o qual você pode monitorar o número total de operações API do S3, que estão com replicação pendente, o tamanho total dos objetos com replicação pendente e o tempo máximo de replicação.

O S3 Replication Time Control é protegido por um Service Level Agreement (SLA – Acordo de Nível de Serviço) no que se refere à replicação de 99,9% dos objetos em até 15 minutos durante qualquer mês de faturamento.

Para saber mais sobre o S3 Replication Time Control, acesse a página da documentação do S3 Replication ou as perguntas frequentes sobre o S3 Replication.

Como o S3 Replication Time Control funciona

Explicação do S3 Replication Time Control

Conceitos básicos do S3 Replication

O Amazon S3 Replication (CRR, SRR) e o S3 Replication Time Control são configurados no nível do bucket do S3, em um nível de prefixo compartilhado ou um nível de objeto usando as tags de objeto do S3. E mais, o S3 Replication Time Control pode ser habilitado para um ou mais pares de região.

Para começar a usar o S3 Replication, leia as perguntas frequentes sobre o S3 Replication, a página do Replication no Guia do desenvolvedor e para a definição de preço, veja a Definição de preço dos recursos do S3 Replication.