Cross-Region Replication (CRR – Replicação entre regiões) do Amazon S3

Com a CRR (Cross-Region Replication) do S3, você pode replicar objetos (e os respectivos metadados e tags de objeto) em outras regiões da AWS para ter uma latência reduzida, conformidade, segurança, recuperação de desastres e outros casos de uso. A CRR do S3 pode ser configurada a partir de um único bucket S3 de origem para replicar em um ou mais buckets de destino em uma região da AWS diferente.

A CRR do Amazon S3 replica automaticamente dados entre buckets em diferentes regiões da AWS. Com a CRR, você pode configurar a replicação no nível do bucket, em um nível de prefixo compartilhado ou um nível de objeto usando tags de objeto do S3. Você pode usar a CRR para oferecer acesso a dados com latência reduzida em regiões geográficas diferentes. A CRR também pode ajudar se você tem requisitos de conformidade para armazenar cópias de dados a centenas de quilômetros de distância. Você pode usar a CRR para alterar a propriedade da conta dos objetos replicados para proteger os dados de exclusões acidentais. Para saber mais sobre a CRR, consulte o Guia do desenvolvedor de replicação.

Casos de uso

Conformidade – Como padrão, o Amazon S3 armazena dados entre várias zonas de disponibilidade geograficamente distantes entre si, mas os requisitos de conformidade podem determinar que o armazenamento de dados seja feito em localizações ainda mais distantes. Para atender a esses requisitos, a CRR permite replicar dados entre regiões da AWS distantes entre si.

Performance da latência – Se seus clientes ou usuários finais estiverem em uma ou mais localizações geográficas, você pode minimizar a latência do acesso aos dados mantendo várias cópias deles em regiões da AWS geograficamente mais próximas dos clientes.

Eficiência regional – Se você tiver clusters computacionais em duas ou mais regiões da AWS que analisam o mesmo conjunto de objetos, poderá optar por manter cópias dos objetos em todas essas regiões.

Amazon S3: Cross-Region Replication e Versionamento (3:34)

Same-Region Replication (SRR – Replicação na mesma região) do Amazon S3

A SRR do Amazon S3 é um recurso que replica automaticamente dados entre buckets na mesma região da AWS. Com a SRR, você pode configurar a replicação no nível do bucket, em um nível de prefixo compartilhado ou um nível de objeto usando tags de objeto do S3. Você pode usar a SRR para fazer uma ou mais cópia dos seus dados na mesma região da AWS. A SRR ajuda a cumprir os requisitos de soberania e conformidade dos dados ao manter uma cópia deles em uma conta da AWS separada na mesma região dos originais. Você pode usar a SRR para alterar a propriedade da conta dos objetos replicados para proteger os dados de exclusões acidentais. Também é possível usar a SRR para agregar facilmente logs de buckets diferentes do S3 para processamento na região, ou para configurar a replicação em tempo real entre os ambientes de teste e desenvolvimento. 

Casos de uso

Agregue logs em um único bucket – Se você armazena logs em vários buckets ou entre diversas contas, é possível replicá-los facilmente em um único bucket na região. Isso permite um processamento mais simples de logs em uma única localização.

Replicação entre contas do desenvolvedor e de teste – Se você ou seus clientes têm contas do desenvolvedor e de teste que usam os mesmos dados, é possível replicar objetos entre essas várias contas, além de manter os metadados do objeto, ao implementar regras de SRR.

Cumpra as leis de soberania dos dados – Geralmente, é solicitado que os clientes armazenem dados em contas separadas da AWS. Além disso, eles são impedidos de deixar que os dados saiam de certa região. A SRR pode ajudá-lo a fazer o backup de dados críticos quando os regulamentos de conformidade não permitem que os dados saiam do país.

Amazon S3 Batch Replication

Enquanto a replicação em tempo real, como CRR e SRR, replica automaticamente os objetos recém-carregados à medida que são gravados em seu bucket, o S3 Batch Replication permite replicar objetos existentes. Você pode usar o S3 Batch Replication para preencher um bucket recém-criado com objetos existentes, repetir objetos que antes não conseguiam replicar, migrar dados entre contas ou adicionar novos buckets ao data lake. O S3 Batch Replication funciona em qualquer quantidade de dados, oferecendo uma maneira totalmente gerenciada de atender às suas necessidades de soberania e conformidade de dados, recuperação de desastres e otimização da performance. Você pode começar a usar o S3 Batch Replication com apenas alguns cliques no console do S3 ou em uma única solicitação de API.

O S3 Batch Replication complementa a Same-Region Replication (SRR – Replicação na mesma região) e a Cross-Region Replication (CRR – Replicação entre regiões). O S3 Batch Replication replica os objetos existentes, enquanto o SRR e o CRR monitoram os uploads de novos objetos e os replicam entre os buckets.

Casos de uso

Preencher buckets recém-criados: se você tiver uma nova iniciativa de armazenamento multirregional que exija que você configure novos buckets e os preencha com objetos existentes de outro bucket, você pode usar o Batch Replication para replicar esses objetos.

Repetir a replicação: se você precisar repetir a replicação por vários motivos, inclusive quando os objetos não foram replicados inicialmente, quando os objetos foram replicados anteriormente com sucesso para um destino, mas agora precisam ser replicados para outro destino, ou ao replicar objetos de réplica de outra fonte, você pode usar o Batch Replication para repetir a replicação.

Migração: se você precisar migrar objetos existentes entre buckets, estejam eles em uma região diferente ou em uma conta diferente, use o Batch Replication para a migração para preservar os metadados e o ID da versão.

Amazon S3 Replication Time Control

O Amazon S3 Replication Time Control ajuda a cumprir “requisitos empresariais” ou de conformidade para replicação de dados, além de oferecer visibilidade sobre a atividade de replicação do Amazon S3. O Replication Time Control replica a maioria dos objetos “que você carrega” para o Amazon S3 em segundos, bem como 99,99% desses objetos em 15 minutos. O S3 Replication Time Control, por padrão, inclui métricas de replicação do S3 e notificações de eventos do S3, com o qual você pode monitorar o número total de operações API do S3, que estão com replicação pendente, o tamanho total dos objetos com replicação pendente e o tempo máximo de replicação.

O S3 Replication Time Control é protegido por um Service Level Agreement (SLA – Acordo de Nível de Serviço) no que se refere à replicação de 99,9% dos objetos em até 15 minutos durante qualquer mês de faturamento.

Para saber mais sobre o S3 Replication Time Control, acesse a página da documentação do S3 Replication ou as perguntas frequentes sobre o S3 Replication.

Como o S3 Replication Time Control funciona

Explicação do S3 Replication Time Control

Conceitos básicos do S3 Replication

O Amazon S3 Replication (CRR, SRR) e o S3 Replication Time Control são configurados no nível do bucket do S3, em um nível de prefixo compartilhado ou um nível de objeto usando as tags de objeto do S3. E mais, o S3 Replication Time Control pode ser habilitado para um ou mais pares de região.

Para começar a usar o S3 Replication, leia as perguntas frequentes sobre o S3 Replication, a página do Replication no Guia do desenvolvedor e para a definição de preço, veja a Definição de preço dos recursos do S3 Replication.