GE_Healthcare
By running the GE Health Cloud on AWS, we are able to collect, store, process, and provide access to data from a diverse and global set of medical devices starting with imaging. Healthcare providers can use our cloud apps to share this data and collaborate more easily.
Andre Sublett Health Cloud, Learning Factory, and Core Services Engineer, Healthcare Digital at GE
  • Sobre a GE Healthcare

    Com sede em Chicago,Illinois, a GE Healthcare fabrica e distribui equipamentos de diagnóstico por imagem, bem como agentes de imagem e radiofármacos usados em procedimentos de imagens médicas. Fundada em 1994, a GE Healthcare opera como subsidiária da General Electric e está presente em mais de 100 países.

  • Serviços da AWS usados

  • Benefícios da AWS

    • Permite o compartilhamento de dados de imagem entre a assistência primária, especialistas e instalações de assistência
    • Fornece acesso e visualização avançada de dados de imagens
    • Estabelece um ecossistema para inovação e ajuda na distribuição de mais valor para dispositivos conectados e aplicativos de especialidades

A GE Healthcare é conhecida por seu equipamento de geração de imagens médicas e pelos agentes de geração de imagens de diagnóstico, mas - nos últimos anos - continuou com sua transformação digital. “Todo dia, dados de assistência médica fluem por milhões de dispositivos médicos, inclusive globalmente por mais de 500.000 dispositivos de criação de imagens médicas da GE Healthcare,” diz Mitch Jackson, vice-presidente de estratégia e tecnologia na Cloud da GE Healthcare Digital. “Queremos aumentar o valor do uso do dispositivo e dos dados para o cliente permitindo a utilização complementar de computação, armazenamento e acesso na Cloud.”

Com o acesso mais rápido a dados de assistência médica quando e onde os médicos precisarem dele, a GE Health Cloud pode ajudá-los a melhorar o diagnóstico e o tratamento. Dados de pesquisa mostram que até 35 por cento dos casos de pacientes têm diagnóstico errado, parcialmente devido à falta de acesso a imagens, dados e registros. Além disso, uma melhor interoperabilidade entre os sistemas poderia economizar 30 bilhões de dólares por ano dos ecossistemas de assistência médica, de acordo com a GE Healthcare.

A empresa lançou a GE Health Cloud nos Estados Unidos parar fornecer para os radiologistas e outros profissionais da área médica um único portal para acesso de aplicativos empresarias de criação de imagens (por exemplo, o PACS) para a visualização, o processamento e o fácil compartilhamento de imagens e casos de pacientes. Outras ofertas da GE Health Cloud, tanto de serviços quanto de aplicativos, estão previstas para lançamento esse ano, indo do gerenciamento de protocolo de dispositivos a análises de caminhos de assistência.

Jackson diz, “A conectividade é a base de nossa estratégia digital. Podemos criar mais valor para os clientes liberando dados e aplicando machine learning para gerar dispositivos mais inteligentes, novos produtos e entrada em novos mercados. À medida que a AWS vai ganhando mais reconhecimento nesse segmento da indústria como provedora da Cloud, podemos trabalhar com ela para convidar nossos clientes compartilhados para a GE Health Cloud. A assistência médica requer computação híbrida entre dispositivos, empresas e a Cloud. O papel da Cloud na assistência médica aumentará regularmente entre vários segmentos de mercado, e muitos de nossos clientes já começaram essa transição.” Esses clientes incluem hospitais grandes e pequenos, outras organizações de assistência e, cada vez mais, pacientes, todos podendo se beneficiar da possível economia financeira e das melhorias operacionais permitidas pela GE Health Cloud.

A GE Healthcare planeja expandir seu uso dos serviços da AWS à medida que expande a GE Health Cloud. Por exemplo, a empresa está usando o Amazon SageMaker, um serviço gerenciado para criar, treinar e implantar modelos de machine learning. “Estamos todos usando o Amazon SageMaker para nossos recursos de aprendizado profundo daqui em diante,” diz Andre Sublett, engenheiro de Health Cloud, Learning Factory e Core Services na GE Healthcare Digital.

A GE Healthcare também continuará usando a AWS no suporte à transformação digital da empresa. “Nossa estratégia digital envolve a melhoria da conectividade, elasticidade e o uso de análises aplicadas,” diz Jackson. “Queremos estabelecer um estrutura de trabalho em escala global para atingir esses objetivos e podemos fazer isso executando nossa GE Health Cloud na AWS.”

Ajudando seus clientes a conectar dispositivos, a GE Healthcare também pode dar um suporte melhor à sua missão de auxiliar organizações de assistência médica a melhorarem a produtividade operacional e os resultados dos pacientes. Segundo Sublett, “Queremos começar tornando mais fácil para os provedores de assistência médica colaborarem em sua tomada de decisões pela orquestração do compartilhamento de dados de imagens médicas dentro de suas organizações e com outros interessados.”

Jackson adiciona, “Conectar sistemas e dispositivos de maneira segura à Cloud foi a melhor maneira de aumentar o alcance e principalmente produzir novos insights com dados, tudo isso proveniente da escalabilidade, flexibilidade e do menor custo de propriedade que ela fornece. Resultados médicos avançados requerem o processamento de grandes quantidades de dados de assistência médica com acesso controlado a esses dados para pesquisa e aplicação clínica. Acreditamos que o papel da Cloud é essencial para a materialização dessa visão.”

Para atingir esse objetivo de permitir que os clientes extraiam valor de dados, a GE Healthcare criou a GE Health Cloud, uma nova solução baseada na Cloud da Amazon Web Services (AWS). “Escolhemos a AWS por sua amplitude de serviços e compromisso em torná-los compatíveis com os regulamentos globais de dados de saúde, o que foi essencial para nós,” diz Sublett.

A GE Health Cloud é executada em instâncias do Amazon Elastic Compute Cloud (Amazon EC2). Cerca de um petabyte de dados de imagens médicas é armazenado no Amazon Simple Storage Service (Amazon S3). “O Amazon S3 é a base de nossa solução e nos dá a durabilidade e a confiabilidade que precisamos para armazenar dados críticos,” diz Sublett. A empresa usa o Amazon Aurora como seu serviço de banco de dados e o AWS Service Catalog para criar e gerenciar serviços de TI. “Tudo que implantamos na Cloud é automatizado pelo AWS Service Catalog,” lembra Sublett. A GE Healthcare também usa o Amazon Cognito para o login único federado na Health Cloud para clientes. “Usando o Amazon Cognito, nossos clientes podem continuar utilizando suas credenciais e acessar nossos aplicativos de saúde na Cloud.”

Jackson conclui, “A assistência médica é um campo dinâmico e precisamos estar com nossa solução funcionando em escala o mais rápido possível. Usando a AWS, ganhamos a agilidade e a flexibilidade para implantar centenas de aplicativos em vários países com muita rapidez no futuro.”