gympass-logo@2x

Gympass reduz custos de nuvem em 25% sem perda de desempenho

2021

O Gympass é uma plataforma completa de bem-estar corporativo que estimula todas as formas de atividades físicas, mentais e emocionais para que as pessoas se sintam bem por meio de uma jornada bastante personalizada, com acesso a milhares de academias, estúdios, aulas ao vivo, personal trainers e aplicativos parceiros de bem-estar. Desde 2012, a companhia utiliza a nuvem AWS e no último ano este uso intensificou-se com a adoção de um novo posicionamento como marketplace. A mudança no modelo de negócios ampliou os gastos com a nuvem, levando o Gympass a apostar na adoção de instâncias Spot do Amazon EC2, que reduziu estes custos em 25%.
GymPass-industry-image
kr_quotemark

Hoje consigo dizer para cada área da empresa o quanto ela gastou em cada um dos serviços AWS. Com o Amazon EKS e a Spot.io, criamos uma ferramenta interna que gera essa visão. Isso foi algo que esse ecossistema possibilitou com esse nível de detalhe”

Douglas Ferreira
diretor de engenharia do Gympass

Desafio

A pandemia de Covid-19 teve impactos profundos no setor de bem-estar, com o fechamento de diversas academias em todo o país. Este novo cenário impulsionou o Gympass, plataforma completa de bem-estar corporativo, a adotar um novo posicionamento, agora como um marketplace de soluções completas de bem-estar.

Para isso, a companhia, que já era cliente AWS desde sua fundação, em 2012, adotou um modelo de negócios 100% digital que incluiu, além das academias, também personal trainers, aulas ao vivo e sob demanda e aplicativos de bem-estar físico, mental e emocional como o Calm, Psicologia Viva, Guia da Alma e Tecno Nutri, entre outros.

No novo modelo, o Gympass registrou, só em 2020, mais de 1,5 milhão de horas de atividades virtuais e mais de 128 mil sessões de personal trainers em todo o mundo. No período foram fechados mais de mil novos contratos globais, o que levou a um total de 2,5 mil clientes corporativos. Isso representou um crescimento de 166% na utilização de seus aplicativos.

De acordo com o diretor sênior de engenharia do Gympass, Douglas Ferreira, o novo modelo de negócio atende à tendência de trabalho híbrido que a sociedade deve experimentar após o controle da pandemia de Covid-19. “Mas ao mesmo tempo, ele aumentou muito nossa utilização da estrutura em nuvem. No ano passado chegamos a fazer 50 deploys por dia. A estrutura nos trouxe mais agilidade e eficiência, mas também aumentou nossos custos”, compara.

A partir daí, segundo o executivo, o time de engenharia deu início a processos de otimização de custos. “Em março do ano passado nós tínhamos um setup com reservas e algumas estratégias de redução de custos, mas não era uma disciplina em que íamos no detalhe”, diz. Com a pandemia e o novo posicionamento, o time recebeu como meta uma redução de 20% no orçamento estimado para cloud em 2020. “Era algo que precisávamos buscar”, diz.

Uso das instâncias Amazon EC2 Spot

Uma das estratégias estipuladas pelo time de engenharia foi o uso das instâncias Amazon Elastic Compute Cloud (EC2) Spot que, segundo Ferreira, já estava nos planos da companhia. As instâncias spot do Amazon EC2 permitem aproveitar a capacidade não utilizada do EC2 na nuvem AWS. Em comparação com a definição de preço sob demanda, as instâncias spot podem oferecer descontos de até 90%.

Na prática, as instâncias spot podem ser usadas para várias aplicações sem estado, tolerantes a falhas e flexíveis como big data, cargas de trabalho conteinerizadas, CI/CD, servidores Web, computação de alta performance (HPC) e cargas de trabalho de teste e desenvolvimento. Como elas são estreitamente integradas a outros serviços da AWS, é possível escolher como iniciar e manter as aplicações em execução nas instâncias spot.

Além disso, também é possível combinar instâncias spot com instâncias sob demanda, reservadas e de Savings Plans para otimizar ainda mais o custo e a performance das workloads. Devido à escala operacional da AWS, as instâncias spot podem oferecer economia de escala e de custos para executar workloads em hiperescala. Há também a alternativa de hibernar, parar ou encerrar as instâncias spot quando o EC2 solicitar a devolução da capacidade, com dois minutos de aviso prévio.

Ferreira explica que o primeiro piloto de spot no Gympass foi realizado em um ambiente de staging. “Começamos por ali justamente para entender e conhecer melhor a plataforma. Também tínhamos uma quantidade considerável de instâncias reservadas, por isso esperamos que as instâncias reservadas vencessem para ampliarmos o uso do spot”, comenta.

Um ponto que facilitou o processo foi o fato da plataforma do Gympass estar 100% baseada no Amazon Elastic Kubernetes Service (Amazon EKS), o que permitiu que todas as instâncias fossem tratadas como nós de kubernetes. “Na implementação contamos muito com o apoio do pessoal da AWS. Fizemos várias calls com eles para entender o produto e como seria a migração e o modelo de custo”, diz, lembrando que, como o Gympass utilizava também o Amazon Application Auto Scaling, a integração também foi mais simples.

Benefícios

Hoje em utilização, as instâncias spot do Amazon EC2 gerenciadas pela Spot.io deram ao time de engenharia do Gympass serviços de acompanhamento e otimização de custos, o que permite acompanhar e ter relatórios sobre o uso da estrutura. Para isso, todos os recursos AWS utilizados pela empresa foram tagueados.

“Hoje temos 250 pessoas na área de desenvolvimento de produtos. Quando falamos de Amazon EKS, a forma que encontramos de prover visibilidade de custos foi utilizando a Spot.io, configurando namespaces de cada área e dando visibilidade de custos de cada uma delas”, explica Ferreira, lembrando que o uso de spots evoluiu tremendamente ao longo de 2020.

O executivo destaca ainda que, durante o processo de implementação, seu time contou com o apoio Spot.io – agora Spot by NetApp -, parceiro da AWS. “Fizemos várias calls com eles para entender o produto e como seria a migração e o modelo de custo”, lembra.

Graças à solução e ao suporte, a equipe de engenharia do Gympass hoje consegue gerar métricas sobre tudo o que está na AWS, com visualizações por área. “Hoje consigo dizer para cada área da empresa o quanto ela gastou em cada um dos serviços AWS. Com o spot, criamos uma ferramenta interna que gera essa visão. Isso foi uma coisa que esse ecossistema possibilitou com esse nível de detalhe”, comemora, lembrando que hoje a empresa tem mais de 50% de seu workload rodando em instâncias spot. O uso da solução ao longo de 2020 trouxe uma redução de 25% no budget total de cloud.

Próximos passos

Por conta do resultado alcançado até aqui, o Gympass tem duas outras iniciativas em curso. A primeira, mais imediata, prevê a ampliação da utilização de instâncias spot para outros serviços, como o Amazon EMR, e outras plataformas que não sejam de aplicações. “Estamos projetando essa ampliação e para o futuro, queremos ter uma ferramenta que nos dirá quanto de recurso cada aplicação precisa dentro do kubernetes. Queremos trazer mais automatização de redução e custos”, afirma Ferreira.

O executivo revela que a empresa tem KPIs sendo criados nesse sentido e quer trabalhar no desenvolvimento de estratégias de reserva e de spot.


Sobre o Gympass

O Gympass é uma plataforma completa de bem-estar corporativo que estimula todas as formas de atividades físicas, mentais e emocionais para que as pessoas se sintam bem, e faz isso reinventando o bem-estar, tornando-o universal, envolvente e acessível. Empresas no mundo todo confiam na variedade, conveniência e flexibilidade incomparáveis do Gympass para contribuir com a saúde e a felicidade de seus funcionários. Com mais de 50.000 parceiros de fitness, 1.300 aulas sob demanda, 2.000 horas de meditação, 1.000 receitas saudáveis, sessões individuais de terapia semanais e centenas de personal trainers, o Gympass apoia todas as formas de bem-estar. A companhia tem parcerias com as melhores soluções de bem-estar em vários países na América do Norte, América Latina e Europa.

Benefícios

  • Disponibilidade de serviços de acompanhamento e otimização de custos;
  • Configuração de landing spaces de cada área da empresa;
  • Visibilidade de custos de cada área de negócio;
  • Redução de 25% no budget de cloud em 2020.


Serviços AWS utilizados

Instâncias Spot do Amazon EC2

As instâncias spot do Amazon EC2 permitem aproveitar a capacidade não utilizada do EC2 na Nuvem AWS. Em comparação com a definição de preço sob demanda, as instâncias spot oferecem descontos de até 90%. Elas podem ser usadas para várias aplicações sem estado, tolerantes a falhas e flexíveis como big data, cargas de trabalho conteinerizadas, CI/CD, servidores Web, computação de alta performance (HPC) e cargas de trabalho de teste e desenvolvimento.

Saiba mais »


Comece agora

Empresas de todos os tamanhos e setores estão transformando seus negócios todos os dias usando a AWS. Entre em contato com nossos especialistas e comece hoje sua jornada na nuvem.