Geral

P: O que é o Amazon Elastic File System?

O Amazon EFS é um serviço gerenciado que facilita configurar e escalar um armazenamento de arquivos na nuvem da Amazon. Com apenas alguns cliques no Console de Gerenciamento da AWS, você pode criar sistemas de arquivos que podem ser acessados por instâncias do Amazon EC2 por meio de uma interface de sistema de arquivos (usando APIs de E/S de arquivos do sistema operacional padrão) e compatíveis com a semântica completa de acesso a sistemas de arquivos (como consistência forte e bloqueio de arquivos).

Os sistemas de arquivo do Amazon EFS podem escalar automaticamente de gigabytes para petabytes de dados sem a necessidade de provisionar o armazenamento. Dezenas, centenas ou até mesmo milhares de instâncias do Amazon EC2 podem acessar um sistema de arquivos do Amazon EFS ao mesmo tempo, e o Amazon EFS disponibiliza uma performance consistente para cada instância do Amazon EC2. O Amazon EFS foi criado para ser resiliente e altamente disponível. Com o Amazon EFS, não há taxa mínima ou custos de configuração e você paga apenas pelo armazenamento utilizado.

P: Para quais casos de uso o Amazon EFS oferece suporte?

O Amazon EFS foi criado para disponibilizar performance para um amplo espectro de cargas de trabalho e aplicativos, como big data e análise, fluxos de trabalho de processamento de mídia, gerenciamento de conteúdo, distribuição via web e diretórios iniciais.

P: Quando eu devo usar o Amazon EFS em vez do Amazon S3 em vez do Amazon Elastic Block Store (EBS)?

A Amazon Web Services (AWS) oferece serviços de armazenamento na nuvem para apoiar uma grande variedade de cargas de trabalho de armazenamento.

O Amazon EFS é um serviço de armazenamento de arquivos para uso com o Amazon EC2. O Amazon EFS disponibiliza uma interface de sistema de arquivos, uma semântica de acesso ao sistema (como consistência forte e bloqueio de arquivos) e um armazenamento acessível de modo simultâneo para até milhares de instâncias do Amazon EC2.

O Amazon EBS é um serviço de armazenamento em nível de bloco para usar com o Amazon EC2. O Amazon EBS pode disponibilizar a performance ideal para cargas de trabalho que exigem acesso com a latência mais baixa a dados de uma única instância do EC2.

O Amazon S3 é um serviço de armazenamento de objetos. O Amazon S3 disponibiliza dados por meio de uma API de Internet que pode ser acessada de qualquer local.

Saiba mais sobre o que deve ser avaliado ao considerar o Amazon EFS.

P: Em quais regiões o Amazon EFS está disponível no momento?

Consulte Produtos e serviços regionais para obter detalhes sobre a disponibilidade de serviços do Amazon EFS por região.

P: Como faço para começar a usar o Amazon EFS?

Para usar o Amazon EFS, você deve ter uma conta da AWS. Se você ainda não tiver uma conta da AWS, poderá cadastrar-se para receber uma e acessar imediatamente o nível gratuito da AWS.

Após a criação da conta da AWS, consulte o Guia de conceitos básicos do Amazon EFS para começar a usá-lo. Você pode criar um sistema de arquivos por meio do Console de Gerenciamento da AWS, da Interface da Linha de Comando (ILC) da AWS e da API do Amazon EFS (além de vários SDKs específicos de linguagem).

P: Como faço para acessar um sistema de arquivos por meio de uma instância do Amazon EC2?

Para acessar seu sistema de arquivos, você instala o sistema de arquivos em uma instância baseada em Linux do Amazon EC2 usando o comando de instalação padrão do Linux e o nome DNS do sistema de arquivos. Depois de montado, é possível trabalhar com os arquivos e os diretórios do sistema de arquivos da mesma forma como você trabalharia com um sistema de arquivos local.

O Amazon EFS usa o protocolo NFSv4.1. Para obter um exemplo detalhado sobre como acessar um sistema de arquivos por meio de uma instância do Amazon EC2, consulte o guia aqui.

P: Quais tipos de instâncias e AMIs do Amazon EC2 funcionam com o Amazon EFS?

O Amazon EFS é compatível com todas as AMIs baseadas em Linux para o Amazon EC2. É possível misturar e combinar os tipos de instância conectados a um único sistema de arquivos. Para obter um exemplo detalhado sobre como acessar um sistema de arquivos por meio de uma instância do Amazon EC2, consulte o guia de tipo de instâncias aqui.

P: Como faço para gerenciar um sistema de arquivos?

O Amazon EFS é um serviço gerenciado, portanto, toda a infraestrutura de armazenamento de arquivos é administrada por você. Ao usar o Amazon EFS, você evita a complexidade de ter de implantar e manter uma complexa infraestrutura de sistema de arquivos. Um sistema de arquivos do Amazon EFS aumenta e diminui automaticamente conforme você adiciona e remove arquivos, por isso, não é necessário gerenciar a aquisição e o provisionamento do armazenamento.

Você pode administrar um sistema de arquivos por meio do Console de Gerenciamento da AWS, da Interface da Linha de Comando (ILC) da AWS e da API do Amazon EFS (além de vários SDKs específicos de linguagem). O console, a API e o SDK oferecem a capacidade de criar e excluir sistemas de arquivos, configurar a forma de acesso aos sistemas de arquivos, criar e editar tags do sistema de arquivos e exibir informações detalhadas sobre os sistemas de arquivos.

P: Como faço para carregar dados para um sistema de arquivos?

Há vários métodos para carregar dados existentes do sistema de arquivos para o Amazon EFS, tanto para dados de sistema localizados na AWS quanto para os localizados em servidores no local.

Os sistemas de arquivos do Amazon EFS podem ser montados em uma instância do Amazon EC2. Dessa forma, qualquer dado que possa ser acessado por uma instância do Amazon EC2 também poderá ser lido e gravado no Amazon EFS. Para carregar dados de arquivos que não estão armazenados na AWS, você pode usar o AWS DataSync para copiar dados diretamente para o Amazon EFS.

Para os sistemas de arquivos no local, o DataSync fornece uma forma rápida e simples de sincronizar com segurança sistemas de arquivo existentes com o Amazon EFS. O DataSync funciona com qualquer conexão de rede, inclusive AWS Direct Connect e AWS VPN. O AWS Direct Connect oferece uma conexão de rede dedicada de alta largura de banda e menor latência que permite montar sistemas de arquivos do EFS. Também é possível usar as ferramentas de cópia padrão do Linux para mover dados para o Amazon EFS.

Para obter mais informações sobre como acessar um sistema de arquivos por meio de um servidor local, consulte a seção Acesso local das perguntas frequentes.

Para obter mais informações sobre a transferência de dados para a nuvem da Amazon, consulte a página Migração de dados para a nuvem.

Proteção e disponibilidade de dados

P: Como o Amazon EFS foi projetado para disponibilizar alta resiliência e disponibilidade?

Cada objeto do sistema de arquivos (ou seja, diretório, arquivo e link) é armazenado de forma redundante em várias zonas de disponibilidade. Além disso, um sistema de arquivos pode ser acessado de modo simultâneo por meio de todas as zonas de disponibilidade na região em que está localizado, o que significa que você pode arquitetar seu aplicativo para fazer o failover de uma AZ para outras AZs na região para garantir o mais alto nível de disponibilidade de aplicativos. Os destinos de instalação em si são criados para serem altamente disponíveis.

P: O Amazon EFS oferece um Acordo de Nível de Serviço (SLA)?

Sim. O SLA do Amazon EFS oferece um crédito de serviço se a porcentagem mensal de tempo de disponibilidade do cliente ficar abaixo do nosso compromisso de serviço em qualquer ciclo de faturamento.

P: Como faço backup de um sistema de arquivos?

O Amazon EFS foi criado para ser resiliente. Você pode usar o AWS Backup para programar backups incrementais automáticos de um sistema de arquivos do Amazon EFS. Para obter mais informações, consulte a explicação detalhada das soluções de backup para sistemas de arquivos do Amazon EFS.

P: Como faço para acessar o sistema de arquivos do lado de fora da VPC?

As instâncias do Amazon EC2 dentro da VPC podem acessar diretamente o sistema de arquivos. As instâncias do Amazon EC2 Classic fora da VPC podem montar um sistema de arquivos por meio do ClassicLink. As instâncias do Amazon EC2 em outras VPCs poderão acessar seu sistema de arquivos, se conectadas usando uma conexão de emparelhamento de VPC ou VPC Transit Gateway. Os servidores locais podem montar sistemas de arquivos por meio de uma conexão do AWS Direct Connect ou do AWS VPN com a VPC.

Escala e performance

P: Qual o volume de dados que posso armazenar?

Os sistemas de arquivo do Amazon EFS podem armazenar petabytes de dados. Os sistemas de arquivos Amazon EFS são elásticos e seu tamanho aumenta e diminui com a adição e remoção de arquivos. Não é necessário provisionar o tamanho do sistema de arquivos ou especificar um tamanho inicial. Você paga apenas pelo armazenamento que utilizar.

P: Quantas instâncias do Amazon EC2 posso conectar a um sistema de arquivos?

O Amazon EFS comporta desde uma a milhares de instâncias do Amazon EC2 que se conectam a um sistema de arquivos simultaneamente.

P: Quantos sistemas de arquivos posso criar?

O número de sistemas de arquivos que podem ser criados varia por região. Para obter informações sobre os limites do Amazon EFS, acesse a página de limites do Amazon EFS.

P: Como a performance do Amazon EFS se compara ao de outras soluções de armazenamento?

Os sistemas de arquivos Amazon EFS são distribuídos em um número irrestrito de servidores de armazenamento, possibilitando que sistemas de arquivos cresçam de maneira elástica, atingindo uma escala de petabytes, além de permitir o acesso paralelo em grande escala das instâncias do Amazon EC2 aos seus dados. O design distribuído do Amazon EFS evita gargalos e restrições inerentes aos servidores de arquivos tradicionais.

Esse design de armazenamento físico de dados distribuído significa que aplicativos de vários segmentos, além de aplicativos que acessam dados simultaneamente por meio de várias instâncias do Amazon EC2, podem determinar níveis substanciais de throughput e IOPS agregados. Cargas de trabalho de big data e análise, fluxos de trabalho de processamento de mídia, gerenciamento de conteúdo e distribuição via web são exemplos desses aplicativos.

A tabela abaixo compara características resumidas de performance e armazenamento das ofertas de armazenamento de arquivos e blocos na Nuvem AWS.

  Amazon EFS Amazon EBS (io1)

Latência por operação

Baixa, consistente

Mais baixa, consistente

Escala de throughput

Vários GBs por segundo

Único GB por segundo

A condição distribuída do Amazon EFS permite altos níveis de disponibilidade, resiliência e escalabilidade. Esta arquitetura distribuída resulta em um sobrecarga de baixa latência para cada operação de arquivo. Por causa dessa latência por operação, o throughput geral normalmente aumenta à medida que o tamanho de E/S cresce, visto que a sobrecarga é amortizada diante de uma quantidade de dados maior. A compatibilidade do Amazon EFS com cargas de trabalho altamente paralelizadas (ou seja, com operações consistentes de vários threads e várias instâncias do EC2) permite altos níveis de throughput e IOPS agregados.

P: Qual é a diferença entre os modos de performance de “uso geral” e “E/S máx.”? Qual devo escolher?

O modo de performance de “uso geral” é adequado para a maioria dos sistemas de arquivos e é o modo selecionado como padrão quando você cria um sistema de arquivos. O modo de performance de “E/S máx.” é otimizado para aplicativos em que dezenas, centenas ou milhares de instâncias do EC2 estão acessando o sistema de arquivos. Esse modo escala para níveis mais altos de throughput e operações agregadas por segundo em troca de latências um pouco mais elevadas para operações de arquivo. Para obter mais informações, consulte a documentação sobre a performance do sistema de arquivos.

P: Quanto throughput um sistema de arquivos é capaz de suportar?

O throughput disponível para um sistema de arquivos escala conforme o crescimento do sistema de arquivos. Como as cargas de trabalho baseadas em arquivo geralmente são sujeitas a picos, exigindo altos níveis de throughput por determinados períodos e níveis mais baixos pelo resto do tempo, o Amazon EFS foi criado para acomodar esses picos, permitindo altos níveis de throughput por determinados períodos. Todos os sistemas de arquivos disponibilizam uma performance de base estável de 50 MB/s por TB de armazenamento. Além disso, todos os sistemas de arquivos (independentemente do tamanho) podem disparar continuamente até atingir 100 MB/s, e os sistemas de arquivos maiores do que 1 TB podem disparar continuamente até atingir 100 MB/s por TB de armazenamento. À medida que você adiciona dados ao sistema de arquivos, o throughput máximo disponível para o sistema de arquivos escala de modo linear e automático, de acordo com o armazenamento.

O throughput do sistema de arquivos é fragmentado entre todas as instâncias do Amazon EC2 conectadas a um sistema de arquivos. Por exemplo, um sistema de arquivos de 1 TB que pode ter picos de até 100 MB/s de throughput consegue usar 100 MB/s em uma única instância do Amazon EC2 ou em 10 instâncias em conjunto do Amazon EC2. Para obter mais informações, consulte a documentação sobre a performance do sistema de arquivos.

Throughput provisionado

P: O que é o throughput provisionado e quando devo usá-lo?

O throughput provisionado possibilita que clientes do Amazon EFS provisionem throughput para sistemas de arquivos de forma independente da quantidade de dados armazenados. Dessa forma, é possível otimizar a performance do throughput dos sistemas de arquivos para atender às necessidades dos aplicativos.

O throughput provisionado do Amazon EFS está disponível para aplicativos com um alto coeficiente throughput/armazenamento (MB/s por TB). Por exemplo, clientes que usam o Amazon EFS para ferramentas de desenvolvimento ou para aplicativos de distribuição via web ou gerenciamento de conteúdo, em que a quantidade de dados no sistema de arquivos é baixa em relação às demandas de throughput, podem obter os altos níveis de throughput exigidos pelos aplicativos sem ter de aumentar a quantidade de dados no sistema de arquivos.

O modo padrão de throughput de bursting oferece aos clientes uma experiência simples e é adequado para a maioria dos aplicativos com uma ampla gama de requisitos de throughput, como análises de big data, fluxos de trabalho de processamento de mídia, gerenciamento de conteúdo, distribuição via web e diretórios iniciais. Geralmente, recomendamos a execução dos aplicativos no modo padrão de throughput de bursting. Caso ocorram problemas de performance, verifique a métrica BurstCreditBalance do CloudWatch e determine se o throughput provisionado é indicado para o aplicativo. Se o valor da métrica BurstCreditBalance for zero ou diminuir constantemente, o throughput provisionado será indicado para o aplicativo.

Você pode criar um novo sistema de arquivos no modo provisionado ou alterar o modo de throughput do sistema de arquivos atual de throughput de bursting para throughput provisionado a qualquer momento usando o console, a ILC ou a API da AWS. Para obter mais detalhes, consulte a documentação sobre throughput provisionado.

P: Como funciona o throughput provisionado do Amazon EFS?

Quando você seleciona o throughput provisionado para o sistema de arquivos, pode provisionar o throughput do sistema de arquivos de forma independente dos dados armazenados e pagar separadamente pelo armazenamento e pelo throughput provisionado (por exemplo, 0,30 USD por GB-mês de armazenamento e 6,00 USD por MB/s-mês de throughput provisionado na região Leste dos EUA (Norte da Virgínia)).

Quando você seleciona o modo padrão de throughput de bursting, o throughput do sistema de arquivos é vinculado à quantidade de dados armazenados e você paga um preço por GB de armazenamento (por exemplo, 0,30 USD por GB-mês na região Leste dos EUA (Norte da Virgínia)).

No modo padrão de throughput de bursting, você recebe uma taxa base de 50 KB/s por GB de throughput, incluída no preço do armazenamento.

Além disso, o throughput provisionado inclui 50 KB/s por GB (ou 1 MB/s por 20 GB) de throughput no preço do armazenamento. Por exemplo, se você armazenar 20 GB por um mês no Amazon EFS e configurar um throughput de 5 MB/s por um mês, serão cobrados 20 GB-mês de armazenamento e 4 (5-1) MB/s-mês de throughput.

P: Como será cobrado o modo de throughput provisionado?

No modo de throughput provisionado, o armazenamento usado e o throughput provisionado são cobrados separadamente. A cobrança é horária e considera as seguintes dimensões:

  • Armazenamento (por GB-mês) – é cobrada a quantidade de armazenamento usada em GB-mês.
  • Throughput (por MB/s-mês) – é cobrado o throughput provisionado em MB/s-mês.

P: No modo de throughput provisionado, com que frequência posso alterar o modo de throughput ou o throughput do sistema de arquivos?

Se o sistema de arquivos estiver no modo provisionado, você poderá aumentar o throughput provisionado do sistema de arquivos com a frequência que quiser. Você poderá reduzir o throughput do sistema de arquivos no modo de throughput provisionado, ou alterar entre os modos de throughput provisionado e de throughput de bursting padrão, desde que já tenham decorrido 24 horas após a última redução ou a última alteração de modo de throughput.

P: Qual será o throughput do sistema de arquivos se o modo de throughput provisionado for definido como inferior ao throughput base a que tenho direito no modo de bursting?

No modo padrão de throughput de bursting, o throughput do sistema de arquivos escala com a quantidade de dados armazenados. Se o sistema de arquivos no modo de throughput provisionado crescer após a configuração inicial, poderá ocorrer que o sistema de arquivos tenha uma taxa base no modo de throughput de bursting mais alta que o modo de throughput provisionado.

Nesses casos, o sistema de arquivos terá o throughput a que tem direito no modo padrão de throughput de bursting e você não pagará uma taxa adicional para o throughput que exceder o custo de armazenamento de bursting. Também será possível o bursting de acordo com o modelo de bursting de throughput do Amazon EFS.

Controle de acesso

P: Como faço para controlar quais instâncias do Amazon EC2 podem acessar meu sistema de arquivos?

Ao criar um sistema de arquivos, você cria endpoints na sua VPC chamados de “destinos de montagem”. Ao instalar de uma instância do EC2, o nome DNS do seu sistema de arquivos, fornecido no seu comando de instalação, é resolvido para o endereço IP do destino de instalação. Apenas os recursos que podem acessar um destino de montagem podem acessar seu sistema de arquivos. É possível controlar o tráfego de rede de/para os destinos de montagem do sistema de arquivos usando os grupos de segurança da VPC.

P: Como faço para controlar quem pode acessar meu sistema de arquivos?

É possível controlar quem pode administrar seu sistema de arquivos usando o AWS Identity and Access Management (IAM). Você pode controlar o acesso a arquivos e diretórios com permissões em nível de usuário e grupo em conformidade com o padrão POSIX.

Criptografia

P: O que é a criptografia do Amazon EFS?

O Amazon EFS oferece o recurso de criptografar dados ociosos e em trânsito.

Os dados ociosos são criptografados de modo transparente enquanto são gravados, e descriptografados (também de modo transparente) quando são lidos. Dessa forma, você não precisa modificar os aplicativos. As chaves de criptografia são gerenciadas pelo AWS Key Management Service (KMS), o que elimina a necessidade de criar e manter uma infraestrutura segura de gerenciamento de chaves.

A criptografia de dados em trânsito usa o padrão de mercado Transport Layer Security (TLS) 1.2 para criptografar dados enviados entre os clientes e os sistemas de arquivos do EFS.

A criptografia de dados ociosos e em trânsito pode ser configurada ao mesmo tempo ou separadamente para ajudar a cumprir requisitos de segurança exclusivos.

Para obter mais detalhes, consulte a documentação do usuário no Encryption.

P: O que é o AWS Key Management Service (KMS)?

O AWS KMS gerencia as chaves de criptografia de dados criptografados ociosos em sistemas de arquivos do EFS. O AWS KMS é um serviço gerenciado que facilita a criação e o controle de chaves de criptografia usadas para criptografar dados. O AWS Key Management Service é integrado a serviços da AWS, como o Amazon EFS, o Amazon EBS e o Amazon S3, para simplificar a criptografia de dados com chaves de criptografia gerenciadas por você. O AWS Key Management Service também é integrado com o AWS CloudTrail para fornecer logs contendo toda a utilização das chaves para ajudar a cumprir requisitos normativos e de conformidade.

P: Como faço para habilitar a criptografia do sistema de arquivos do Amazon EFS?

Você pode habilitar a criptografia de dados ociosos no console do EFS ou usando a ILC ou os SDKs da AWS. Ao criar um novo sistema de arquivos no console do EFS, clique em “Create File System” e na caixa de seleção para habilitar a criptografia.

Os dados podem ser criptografados em trânsito entre o sistema de arquivos do Amazon EFS e seus clientes usando o auxiliar de montagem do EFS.

A criptografia de dados ociosos e em trânsito pode ser configurada ao mesmo tempo ou separadamente para ajudar a cumprir requisitos de segurança exclusivos.

Para obter mais detalhes, consulte a documentação do usuário no Encryption.

P: A criptografia afeta a performance do Amazon EFS?

A criptografia de dados tem um impacto mínimo sobre a latência de E/S e o throughput.

Acesso local

P: Como faço para acessar um sistema de arquivos do EFS por meio de servidores no datacenter local?

Para acessar localmente sistemas de arquivos do EFS, é necessário ter uma conexão do AWS Direct Connect ou do AWS VPN entre o datacenter local e a Amazon VPC.

Você pode montar um sistema de arquivos do EFS no servidor Linux local usando o comando mount padrão do Linux para montar um sistema de arquivos por meio do protocolo NFSv4.1.

Para obter mais informações sobre como acessar os sistemas de arquivos do EFS por meio de servidores locais, consulte a documentação.

P: O que poderei fazer habilitando o acesso de servidores locais aos sistemas de arquivos do EFS?

Será possível instalar os sistemas de arquivos do Amazon EFS nos servidores locais e transferir dados de arquivo do e para o Amazon EFS usando ferramentas e scripts Linux padrão. A capacidade de transferir dados de arquivo dos e para os sistemas de arquivos do Amazon EFS possibilita três casos de uso.

Primeiro, é possível migrar dados de datacenters locais para que residam permanentemente nos sistemas de arquivos do Amazon EFS.

Segundo, é possível comportar cargas de trabalho de cloud bursting para transferir o processamento de aplicativos para a nuvem. É possível transferir dados dos servidores locais para os sistemas de arquivos do EFS, analisá-los em um cluster das instâncias EC2 na Amazon VPC e armazenar os resultados permanentemente nos sistemas de arquivos do EFS ou transferir os resultados de volta para os servidores locais.

Terceiro, é possível copiar periodicamente dados de arquivo locais no EFS para apoiar cenários de backup e recuperação de desastres.

P: É possível acessar o sistema de arquivos do Amazon EFS simultaneamente de servidores de datacenter locais e de instâncias do Amazon EC2?

Sim. É possível acessar o sistema de arquivos do Amazon EFS simultaneamente por meio dos servidores no datacenter local, como também instâncias do Amazon EC2 na Amazon VPC. O Amazon EFS disponibiliza a mesma semântica de acesso ao sistema de arquivos, como consistência forte de dados e bloqueio de arquivos, em todas as instâncias EC2 e todos os servidores locais que estiverem acessando sistemas de arquivos.

P: Quais são as melhores práticas recomendadas para a transferência de dados de arquivos de e para servidores locais?

Devido ao atraso da propagação associado ao transporte de dados por longas distâncias, a latência de rede de uma conexão de rede entre o datacenter local e a Amazon VPC pode ser de dezenas de milissegundos. Se as operações de arquivo forem serializadas, a latência da conexão de rede afetará diretamente o throughput de leitura e gravação. Essencialmente, o volume de dados que pode ser lido ou gravado durante um período é limitado pela quantidade de tempo necessária para que cada operação de leitura e gravação seja concluída. Para maximizar o throughput, paralelize as operações de arquivo para que várias leituras e gravações sejam processadas simultaneamente pelo EFS. Ferramentas padrão, como a GNU parallel, permitem paralelizar a cópia dos dados de arquivo. Para obter mais informações, consulte a documentação online.

P: Como faço para copiar dados existentes do armazenamento de arquivos no local para o Amazon EFS?

Há vários métodos para copiar dados existentes no local para o Amazon EFS. O AWS DataSync fornece uma forma rápida e simples para sincronizar sistemas de arquivos existentes com segurança para o Amazon EFS e funciona com qualquer rede, inclusive o AWS Direct Connect

O AWS Direct Connect oferece uma conexão de rede dedicada de alta largura de banda e menor latência que permite montar sistemas de arquivos do Amazon EFS. Uma vez montado, o DataSync pode ser usado para copiar dados para o Amazon EFS até 5 vezes mais rápido que as ferramentas de cópia padrão do Linux.

Para obter mais informações sobre o AWS DataSync, consulte a seção DataSync das Perguntas frequentes.

AWS DataSync

P: O que é o AWS DataSync?

O AWS DataSync é um serviço online de transferência de dados que torna mais rápido e simples mover dados entre o armazenamento no local e o Amazon EFS. O DataSync usa um protocolo criado especificamente para acelerar e proteger a transferência pela Internet ou pelo AWS Direct Connect, a velocidades até 10 vezes mais rápidas que as ferramentas de código aberto. Com o DataSync, é possível executar migrações de dados, transferir dados no local para análises pontuais na nuvem e automatizar a replicação para a AWS para recuperação e proteção de dados. Para saber mais, acesse a página do AWS DataSync.

P: Como faço para copiar dados de/para meu sistema de arquivos do EFS com o AWS DataSync?

Para começar a usar o AWS DataSync, primeiro implante um agente de software, disponível para download no Console de Gerenciamento da AWS. Após a implantação, você pode usar o console ou a Interface da Linha de Comando (ILC) da AWS para conectar o agente aos sistemas de arquivos no local ou na nuvem usando o protocolo Network File System (NFS), selecionar o arquivo de sistemas do Amazon EFS e começar a copiar os dados.

P: Os dados do EFS podem ser copiados entre regiões com o AWS DataSync?

Sim, você pode usar o AWS DataSync para transferir arquivos entre dois sistemas de arquivos do EFS, incluindo os que estão em regiões da AWS diferentes ou que pertencem a contadas da AWS diferentes.  Para saber mais, consulte a documentação.

Compatibilidade

P: Qual é a interoperabilidade e a compatibilidade entre os serviços da AWS atuais e o Amazon EFS?

O Amazon EFS está integrado a vários outros serviços da AWS, como Amazon CloudWatch, AWS CloudFormation, AWS CloudTrail, AWS IAM e serviços de marcação com tags da AWS.

O Amazon CloudWatch permite que você monitore a atividade do sistema de arquivos usando métricas. O AWS CloudFormation permite que você crie e gerencie sistemas de arquivos usando modelos.

O AWS CloudTrail permite que você registre todas as chamadas de API do Amazon EFS nos arquivos de log.

O AWS Identity and Access Management (IAM) permite que você controle quem pode administrar seu sistema de arquivos. Os serviços de marcação com tags da AWS permitem rotular seus sistemas de arquivos com metadados que você define.

P: Que tipo de bloqueio é compatível com o Amazon EFS?

O bloqueio do Amazon EFS segue o protocolo NFSv4.1 para bloqueios recomendados, além de permitir que seus aplicativos usem bloqueios de arquivo inteiro ou de intervalos de bytes.

P: Os nomes de sistemas de arquivos são globais (como os nomes de bucket do Amazon S3)?

Todo sistema de arquivos tem um número de ID gerado automaticamente e exclusivo globalmente. Você pode aplicar uma tag ao seu sistema de arquivos com um nome e esses nomes não precisam ser exclusivos.

Classes de armazenamento e gerenciamento do ciclo de vida

P: P: Quais são as classes de armazenamento oferecidas pelo Amazon EFS?

O Amazon EFS oferece uma classe de armazenamento Standard e Infrequent Access. A classe de armazenamento Standard foi concebida para cargas de trabalho de sistemas de arquivos ativas. e você paga apenas pelo armazenamento do sistemas de arquivos utilizado por mês. O EFS Infrequent Access (EFS IA) é uma classe de armazenamento de menor custo que é otimizada por custo para arquivos acessados com menos frequência. Os dados armazenados na classe de armazenamento EFS IA custam menos do que na classe Standard e você paga uma taxa cada vez que acessar um arquivo para leitura ou gravação. Os sistemas de arquivos do EFS fornecem dados de maneira transparente de ambas as classes de armazenamento. O EFS IA reduz os custos de armazenamento com economias de até 85% comparada à classe de armazenamento EFS Standard.

P: Como faço para mover arquivos para o EFS IA?

Para mover arquivos para o EFS IA, comece criando um sistema de arquivos e habilitando o Lifecycle Management. O Lifecycle Management move automaticamente seus dados para a classe de armazenamento EFS IA após trinta dias sem acesso.

P: Quando devo habilitar o Lifecycle Management?

Habilite o Lifecycle Management quando o sistema de arquivos tiver arquivos que não sejam acessados todos os dias para reduzir os custos de armazenamento. O EFS IA é ideal para clientes do EFS que precisam que todo o conjunto de dados esteja prontamente acessível e querem economizar automaticamente nos custos de armazenamento conforme seus arquivos são acessados com menos frequência. Os exemplos incluem a satisfação de auditorias, a execução de análises históricas ou backup e restauração.

P: O que acontece quando eu desabilito o EFS Lifecycle Management?

Quando você desabilita o Lifecycle Management, os arquivos não serão mais movidos para a classe de armazenamento Infrequent Access, e qualquer arquivo que já tiverem sido movidos para o EFS IA permanecerão lá.

P: Quais recursos do Amazon EFS são compatíveis com o uso da classe de armazenamento EFS IA?

Todos os recursos do Amazon EFS são compatíveis com o uso da classe de armazenamento EFS IA. Arquivos menores de 128 KiB não são elegíveis para o Lifecycle Management e ficarão sempre armazenados no EFS Standard.

P: Há uma diferença de latência entre as classes de armazenamento EFS Standard e EFS Infrequent Access?

Ao fazer leitura ou gravação pelo EFS IA, o primeiro byte de latência será maior que o do EFS Standard. O EFS Standard é projetado para fornecer latências de dígito único na média e o EFS IA é projetado para fornecer latências de dígito duplo na média.

P: Qual taxa de transferência pode ser direcionada para arquivos armazenados na classe de armazenamento EFS Infrequent Access?

A taxa de transferência que pode ser direcionada para um sistema de arquivos do EFS é dimensionada de maneira linear com relação à quantidade de dados armazenados na classe de armazenamento EFS Standard. Todos os sistemas de arquivos do EFS, independentemente do tamanho, podem gerar intermitências a 100 MiB/s de taxa de transferência. Os sistemas de arquivos maiores que 1 TiB podem gerar intermitências a 100 MiB/s por TiB de dados armazenados no EFS Standard. Se você precisar de maiores quantidades de taxa de transferência para o EFS IA do que o seu sistema de arquivos permite, use o EFS Provisioned Throughput.

Definição de preço e faturamento

P: Qual é o custo do Amazon EFS?

Com o Amazon EFS, você paga apenas pela quantidade de armazenamento de sistemas de arquivos utilizada por mês.

Quando usa o modo de throughput provisionado, você paga pelo throughput que provisiona a cada mês. Não há taxa mínima nem de custos de configuração.

O preço do EFS IA é definido de acordo com a quantidade de armazenamento usado e a quantidade de dados acessados. Até que o Lifecycle Management mova totalmente seu arquivo para o EFS IA, ele fica armazenado no EFS Standard e é cobrado de acordo com a taxa do Standard.

Para obter informações sobre a definição de preço do Amazon EFS, acesse a página de definição de preço do Amazon EFS.

P: Os preços incluem impostos?

Salvo indicação em contrário, nossos preços excluem impostos e taxas aplicáveis, incluindo o IVA e o imposto de vendas aplicável. Para clientes com endereço de pagamento no Japão, o uso da AWS está sujeito ao imposto sobre consumo japonês. Saiba mais.

Saiba mais sobre a definição de preço do Amazon EFS

Acesse a página de definição de preço
Pronto para criar?
Comece a usar o Amazon EFS
Mais dúvidas?
Entre em contato conosco