Comece a usar a AWS gratuitamente

Crie uma conta gratuita
Ou faça login no console

Receba doze meses de acesso ao nível de uso gratuito da AWS e aproveite os recursos do AWS Basic Support incluindo atendimento ao cliente 24 horas por dia, todos os dias do ano, e fóruns de suporte, entre outros recursos.

P: O que é o AWS Elastic Beanstalk?
O AWS Elastic Beanstalk facilita ainda mais para os desenvolvedores implementarem e gerenciarem com rapidez aplicativos na Nuvem AWS. Os desenvolvedores simplesmente carregam sua aplicação e o Elastic Beanstalk administra automaticamente os detalhes de implantação do provisionamento da capacidade, do balanceamento de carga, do Auto Scaling e do monitoramento de saúde da aplicação.

P: Quem deve usar o AWS Elastic Beanstalk?
Qualquer pessoa que queira implantar e gerenciar suas aplicações em minutos na Nuvem AWS. Não é necessária experiência em computação em nuvem para começar a usar. O AWS Elastic Beanstalk é compatível com os aplicativos da web Java, .NET, PHP, Node.js, Python, Ruby, Go e Docker.

P: Quais pilhas de desenvolvimento e linguagens são compatíveis com o AWS Elastic Beanstalk?
O AWS Elastic Beanstalk é compatível com as seguintes pilhas de desenvolvimento e linguagens:

  • Aplicativos Apache Tomcat para Java
  • Aplicativos Apache HTTP Server para PHP
  • Apache HTTP Server para aplicativos Python
  • Nginx u Apache HTTP Server para aplicativos Node.js
  • Passenger ou Puma para aplicativos Ruby
  • Microsoft IIS 7.5, 8.0 e 8.5 para aplicativos .NET
  • Java SE
  • Docker
  • Go

Consulte as plataformas compatíveis para obter uma lista completa e atualizada das pilhas de linguagem e desenvolvimento compatíveis.

P: O AWS Elastic Beanstalk oferecerá suporte a outros idiomas?
Sim. O AWS Elastic Beanstalk foi projetado de forma a ser estendido para futuramente oferecer suporte a várias pilhas de desenvolvimento e linguagens de programação. A AWS está trabalhando com provedores de solução quanto às APIs e capacidades necessárias para criar ofertas adicionais do Elastic Beanstalk.

P: O que os desenvolvedores podem fazer agora com o AWS Elastic Beanstalk que não podiam antes?
O AWS Elastic Beanstalk automatiza os detalhes do provisionamento de capacidade, do balanceamento de carga, do Auto Scaling e da implantação de aplicações, criando um ambiente que executa uma versão da sua aplicação. É possível simplesmente carregar o código implantável (ex.: o arquivo WAR) e o AWS Elastic Beanstalk faz o resto. O AWS Toolkit for Visual Studio e o AWS Toolkit for Eclipse permitem que você implante sua aplicação no AWS Elastic Beanstalk e a gerencie sem deixar seu IDE. Quando a aplicação for executada, o Elastic Beanstalk automatizará tarefas de gerenciamento, como monitoramento, implantação de versões da aplicação, verificação de saúde básica, além de facilitar o acesso a arquivos de log. Ao usar o Elastic Beanstalk, os desenvolvedores podem concentrar-se no desenvolvimento de sua aplicação e ficam livres das tarefas voltadas para a implantação, como servidores de provisionamento, configuração do balanceamento de cargas ou gerenciamento de escalabilidade.

P: No que o AWS Elastic Beanstalk difere dos contêineres atuais das aplicações ou de soluções de plataforma como um serviço?
A maioria dos contêineres de aplicativos existentes ou soluções de plataforma como um serviço, embora reduza a quantidade de programação exigida, diminui significativamente a flexibilidade e o controle dos desenvolvedores. Os desenvolvedores são forçados a conviver com todas as decisões pré-determinadas pelo fornecedor, com pouca ou nenhuma oportunidade de retomar o controle sobre várias partes da infraestrutura da sua aplicação. No entanto, com o AWS Elastic Beanstalk, os desenvolvedores retêm o controle total sobre os recursos da AWS que capacitam seu aplicativo. Se os desenvolvedores decidirem que desejam gerenciar alguns (ou todos) os elementos de sua infraestrutura, eles podem fazê-lo perfeitamente usando os recursos de gerenciamento do Elastic Beanstalk.

P: Quais elementos do meu aplicativo posso controlar ao usar o AWS Elastic Beanstalk?
Com o AWS Elastic Beanstalk, você pode:

  • Selecione o sistema operacional que é compatível com as exigências de seu aplicativo (ex., Amazon Linux ou Windows Server 2012 R2)
  • Optar entre várias opções disponíveis de banco de dados e de armazenamento
  • Habilitar o acesso de login às instâncias do Amazon EC2 para solução de problemas imediata e direta
  • Aprimorar rapidamente a confiabilidade do aplicativo ao executar em mais de uma Zona de disponibilidade
  • Aperfeiçoar a segurança do aplicativo ao habilitar o protocolo HTTPS no balanceador de cargas
  • Acesse as notificações de monitoramento e de obtenção embutidas do Amazon CloudWatch quanto à saúde do aplicativo e outros eventos importantes
  • Ajustar definições do servidor da aplicação (ex.: definições de JVM) e variáveis de ambiente de passagem
  • Executar outros componentes de aplicativos, como serviço de armazenamento em cache da memória, lado a lado no Amazon EC2.
  • Acessar arquivos de log sem efetuar login nos servidores de aplicativos

P: Quais são os recursos de nuvem que capacitam minha aplicação do AWS Elastic Beanstalk?
O AWS Elastic Beanstalk usa recursos e serviços comprovados da AWS, como Amazon EC2, Amazon RDS, Elastic Load Balancing, Auto Scaling, Amazon S3 e Amazon SNS, para criar um ambiente que execute sua aplicação. A versão atual do AWS Elastic Beanstalk usa o Amazon Linux AMI ou o Windows Server 2012 R2 AMI.

P: Quais tipos de aplicativos são compatíveis com o AWS Elastic Beanstalk?
O AWS Elastic Beanstalk é compatível com Java, .NET, PHP, Node.js, Python, Ruby, Go, Docker e é perfeito para aplicações web. No entanto, devido à arquitetura aberta do Elastic Beanstalk, os aplicativos que não são da web também podem ser implementados usando o Elastic Beanstalk. Esperamos oferecer compatibilidade adicional a outros tipos de aplicativos e linguagens de programação no futuro. Consulte as plataformas compatíveis para saber mais.

P: Qual sistema operacional é usado pelo AWS Elastic Beanstalk?
O AWS Elastic Beanstalk executa o Amazon Linux AMI e o Windows Server 2012 R2 AMI. As duas AMIs são compatíveis e mantidas pela Amazon Web Services e foram criadas para oferecer um ambiente de execução estável, seguro e de alto desempenho para a computação em nuvem do Amazon EC2.

P: Com que rapidez minha aplicação começará a ser executada?
Normalmente, são necessários alguns minutos para a criação dos recursos da AWS para executar sua aplicação, contando a partir do momento que você carrega a versão da aplicação (por exemplo, arquivos WAR, ASP.NET, Node.js, PHP, Python ou Ruby) até o momento em que estiver totalmente implantada e acessível para seus usuários. Esse período depende de uma série de fatores, inclusive do tamanho do código implantável e do número de servidores de aplicação que você está implantando.

P: Com que rapidez minha aplicação será atualizada?
A implantação de novas versões da aplicação para recursos atuais (ex.: ambientes) ocorre muito mais rápido (normalmente em menos de um minuto) e depende, em sua maioria, do tamanho da nova versão da aplicação.

P: Com que rapidez o aplicativo poderá ser expandido ou reduzido?
O AWS Elastic Beanstalk disponibiliza um ambiente verdadeiramente elástico usando o Auto Scaling. A sua aplicação pode ser configurada para escalar automaticamente dezenas ou, até mesmo, centenas de vezes com base nos limites, como a utilização da CPU ou a largura de banda da rede. Esses limites podem ser facilmente configurados para seu aplicativo específico usando o console do Elastic Beanstalk. Com o Elastic Beanstalk, você não tem de se preocupar se poderá escalar rapidamente para lidar com picos no tráfego ou usuários, nem se será obrigado a pagar por recursos de que não precisa.

P: Posso ter várias versões do aplicativo sendo executadas ao mesmo tempo?
Sim. O AWS Elastic Beanstalk foi criado para ser compatível com vários ambientes em execução, como um ambiente para testes de integração, um para pré-produção e um para produção. Cada ambiente é independentemente configurado e executado em seus próprios recursos separados da AWS. O Elastic Beanstalk também armazena e monitora versões da aplicação ao longo do tempo, portanto um ambiente atual pode ser facilmente recuperado para uma versão anterior ou um novo ambiente pode ser iniciado usando uma versão mais antiga para testar e reproduzir um problema de um cliente.

P: Quantas aplicações posso executar com o AWS Elastic Beanstalk?
É possível criar até 75 aplicações e 1.000 versões da aplicação. Como padrão, você pode executar até 200 ambientes em todas as suas aplicações. Se você também estiver usando a AWS fora do AWS Elastic Beanstalk, talvez não possa criar 10 ambientes, uma vez que outros limites poderão ser atingidos antes. Por exemplo, os limites padrão da conta da AWS permitem que você inicie até 20 instâncias do EC2 e crie até 10 Elastic Load Balancers. Se você precisar de mais recursos, preencha o formulário de solicitação do AWS Elastic Beanstalk e a solicitação será prontamente avaliada.

P: Posso usar o AWS Elastic Beanstalk para implementar aplicativos que devem ser altamente disponíveis?
Sim. Para fazer isso, edite as definições de configuração do ambiente, selecione duas ou mais instâncias para o mínimo do Auto Scaling e defina várias zonas de disponibilidade como "Any 2". As Zonas de disponibilidade da AWS foram projetadas para serem fisicamente diferentes, falharem independentemente e serem confiáveis.

P: O que acontece se o aplicativo parar de responder às solicitações?
Os aplicativos do AWS Elastic Beanstalk são protegidos contra falhas na infraestrutura subjacente. Se uma instância do Amazon EC2 falhar por algum motivo, o AWS Elastic Beanstalk usará o Auto Scaling para executar uma nova instância automaticamente. O Elastic Beanstalk também pode detectar se a sua aplicação não está respondendo no URL personalizado, mesmo se a infraestrutura subjacente parecer não apresentar problemas, e registrará isso como um evento de ambiente (ex.: uma versão com falhas foi implantada) para que você possa tomar as medidas necessárias.

P: Em quais regiões da AWS o AWS Elastic Beanstalk está disponível?

Consulte Regional Products and Services para obter detalhes sobre a disponibilidade do Elastic Beanstalk por região.

P: Como faço para acessar o AWS Elastic Beanstalk?
É possível usar o Console de Gerenciamento da AWS, a interface da linha de comando (ILC) do AWS Elastic Beanstalk, o AWS Toolkit for Visual Studio, o AWS Toolkit for Eclipse, a API do AWS Elastic Beanstalk ou os AWS SDKs.

P: Posso utilizar um ambiente de desenvolvimento integrado, como o Eclipse ou o Microsoft Visual Studio?
Sim. Você pode usar o Eclipse e o Visual Studio para implementar seu aplicativo no AWS Elastic Beanstalk. Você pode usar o AWS Toolkit for Eclipse para aplicativos em Java e o AWS Toolkit for Visual Studio para aplicativos em .NET. Esses toolkits permitem que você desenvolva seu aplicativo, implemente-o no Elastic Beanstalk, e até mesmo teste-o sem a necessidade de afastar seu foco do IDE.

 



P: Como faço para me conectar ao AWS Elastic Beanstalk?

Para cadastrar-se no AWS Elastic Beanstalk, clique no botão Sign Up Now na página de detalhes do Elastic Beanstalk. É necessário ter uma conta do Amazon Web Services para acessar esse serviço. Se você ainda não tiver uma conta, será solicitada a criação de uma ao iniciar o processo do Elastic Beanstalk. Após a conclusão do cadastro, consulte o AWS Elastic Beanstalk Getting Started Guide.

P: Por que é solicitado que eu verifique o número de telefone ao me conectar ao AWS Elastic Beanstalk?

O registro do AWS Elastic Beanstalk requer que você tenha um número de telefone válido e um endereço de e-mail arquivados junto à caso precisemos entrar em contato com você. Verificar o número de telefone leva apenas alguns minutos e envolve o recebimento de um telefonema automatizado durante o processo de registro e a inserção de um número PIN usando o teclado do telefone.

P: Como faço para começar a usar após ter me conectado?

A melhor forma de começar a usar o AWS Elastic Beanstalk é através AWS Elastic Beanstalk Getting Started Guide, que faz parte de nossa documentação técnica. Em alguns minutos, você poderá implementar e usar um aplicativo de exemplo ou carregar seu próprio aplicativo.

P: Há um aplicativo de exemplo que posso usar para verificar o AWS Elastic Beanstalk?

Sim. O AWS Elastic Beanstalk inclui um aplicativo de exemplo que pode ser usado para testar a oferta e explorar sua funcionalidade.

P: O Elastic Beanstalk armazena algo no Amazon S3?

Sim. O AWS Elastic Beanstalk armazena os arquivos da sua aplicação e, como opção, os arquivos de log do servidor no Amazon S3. Se você estiver usando o Console de Gerenciamento da AWS, AWS Toolkit for Visual Studio ou AWS Toolkit for Eclipse, um bucket do Amazon S3 será criado em sua conta e os arquivos carregados serão copiados automaticamente do cliente local para o Amazon S3. Ou você poderá configurar o Elastic Beanstalk para copiar os arquivos do log do servidor a cada hora no Amazon S3. Isso é feito ao editar as definições de configuração do ambiente.

P: Posso usar o Amazon S3 para armazenar dados de aplicação, como imagens?

Sim. Você pode usar o Amazon S3 para armazenamento do aplicativo. A forma mais fácil de fazer isso é incluindo o SDK da AWS como parte do arquivo implementável do seu aplicativo. Por exemplo, você pode incluir o AWS SKD para Java como parte do arquivo WAR do aplicativo.

P: Quais soluções do banco de dados posso usar com o AWS Elastic Beanstalk?

O AWS Elastic Beanstalk não vai restringi-lo a qualquer tecnologia específica de persistência de dados. Você pode optar por usar o Amazon Relational Database Service (Amazon RDS) ou o Amazon DynamoDB, ou usar o Microsoft SQL Server, o Oracle ou outros bancos de dados relacionais executados no Amazon EC2.

P: Como faço para configurar um banco de dados para uso com o AWS Elastic Beanstalk?

O Elastic Beanstalk pode provisionar automaticamente uma instância de banco de dados do Amazon RDS. As informações sobre conectividade para a instância de banco de dados são expostas à sua aplicação por variáveis do ambiente. Para saber mais sobre como configurar instâncias de banco de dados do RDS para o seu ambiente, consulte o Elastic Beanstalk Developer Guide.

P: Isso significa que preciso modificar o código do aplicativo ao passar do teste para a produção?

Não com o AWS Elastic Beanstalk. Com o Elastic Beanstalk, você pode especificar as informações de conexão na configuração do ambiente. Ao extrair a string de conexão do código do aplicativo, você poderá facilmente configurar diferentes ambientes do Elastic Beanstalk para usar diferentes bancos de dados.

P: Como torno o aplicativo privado?

Como padrão, o aplicativo está disponível publicamente em myapp.elasticbeanstalk.com para qualquer um acessar. Você pode usar a Amazon VPC para provisionar uma seção privada e isolada de seu aplicativo em uma rede virtual que você definir. Essa rede virtual pode se tornar privada através de regras de grupo de segurança específicas, ACLs de rede e tabelas de roteamento personalizadas. Você pode controlar facilmente qual outro tráfego de entrada, como o SSH, é entregue ou não aos servidores da aplicação ao alterar as definições de security group do EC2.

P: Posso executar meu aplicativo em uma Virtual Private Cloud (VPC)?

Sim, você pode executar suas aplicações em uma VPC. Para obter mais detalhes, acesse o AWS Elastic Beanstalk Developer Guide.

P: Onde posso obter mais informações sobre segurança e execução de aplicações na AWS?

Para obter mais informações sobre segurança na AWS, consulte nosso documento Amazon Web Services: Overview of Security Processes , e visite nosso Centro de segurança.

P: É possível usar o Identity & Access Management (IAM) com o AWS Elastic Beanstalk?

Sim. Sim, usuários IAM com as permissões apropriadas podem agora interagir com o serviço do AWS Elastic Beanstalk.

P: Por que devo usar o IAM com o AWS Elastic Beanstalk?

O IAM permite gerenciar usuários e grupos de forma centralizada. Você pode controlar quais usuários IAM têm acesso ao AWS Elastic Beanstalk e limitar as permissões de acesso somente para leitura ao Elastic Beanstalk para os operadores que não podem executar ações em recursos do Elastic Beanstalk. Todas as atividades de usuário dentro de sua conta serão agregadas em uma única conta para cobrança da AWS.

P: Como criar usuários IAM?

Você pode usar o console do IAM, a interface da linha de comando do IAM ou a API do IAM para provisionar os usuários do IAM. Por padrão, os usuários IAM não têm acesso aos serviços AWS até que as permissões sejam concedidas.

P: Como conceder o acesso de usuário a um IAM para o AWS Elastic Beanstalk?

Você pode conceder acesso para serviços aos usuários IAM usando políticas. Para simplificar o processo de concessão de acesso ao AWS Elastic Beanstalk, você pode usar um dos modelos de política no console IAM para ajudá-lo a começar. O Elastic Beanstalk oferece dois modelos: um modelo de acesso somente leitura e um modelo de acesso total. O modelo somente leitura concede acesso de leitura a recursos do Elastic Beanstalk. O modelo de acesso total concede acesso completo a todas as operações do Elastic Beanstalk, bem como permissões para gerenciar os recursos dependentes, como Elastic Load Balancing, Auto Scaling e Amazon S3. Também é possível usar o AWS Policy Generator para criar políticas. Para obter mais detalhes, visite o AWS Elastic Beanstalk Developer Guide.

P: Posso restringir o acesso a recursos específicos do AWS Elastic Beanstalk?

Sim. Você pode permitir ou negar permissões para recursos específicos do AWS Elastic Beanstalk, como aplicações, versões da aplicação e ambientes.

P: Quem será cobrado pelos recursos da AWS criados por um usuário do IAM?

Todos os recursos criados por usuários IAM sob uma conta de root são de propriedade e bico para a conta de root.

P: Quem tem acesso a um ambiente do AWS Elastic Beanstalk iniciado por um usuário IAM?

A conta raiz tem acesso total a todos os ambientes do AWS Elastic Beanstalk executados por qualquer usuário do IAM nessa conta. Se você usar o modelo do Elastic Beanstalk para conceder acesso somente para leitura a um usuário do IAM, esse usuário poderá ver todas as aplicações, versões da aplicação, ambientes e qualquer recurso associado a essa conta. Se você usar o modelo do Elastic Beanstalk para conceder acesso total a um usuário do IAM, esse usuário poderá criar, modificar e interromper qualquer recurso do Elastic Beanstalk nessa conta.

P: Um usuário IAM pode acessar o console do AWS Elastic Beanstalk?

Sim. Um usuário IAM pode acessar o console do AWS Elastic Beanstalk usando seu nome de usuário e senha.

P: Um usuário IAM pode chamar uma API do AWS Elastic Beanstalk?

Sim. Um usuário IAM pode usar sua chave de acesso e chave secreta para executar operações usando a API do Elastic Beanstalk.

P: Um usuário IAM pode usar a interface da linha de comando do AWS Elastic Beanstalk?

Sim. Um usuário do IAM pode usar sua chave de acesso e sua chave secreta para executar operações usando a interface da linha de comando do AWS Elastic Beanstalk.

P: Como posso manter a plataforma subjacente do ambiente executando meu aplicativo atualizada automaticamente?

Você pode fazer o opt-in para manter seus ambientes do AWS Elastic Beanstalk atualizados automaticamente para a versão mais recente da plataforma subjacente executando seu aplicativo durante um período de manutenção especificado. O Elastic Beanstalk lança com frequência novas versões de plataformas compatíveis (Java, PHP, Ruby, Node.js, Python, .NET, Go e Docker) com atualizações de sistema operacional, servidor da web e da aplicação, além de linguagem e de plataforma.

P: Como posso começar a usar atualizações de plataforma gerenciadas?

Para permitir que o Elastic Beanstalk gerencie automaticamente suas atualizações de plataforma, você deve habilitar as atualizações de plataforma gerenciadas na guia Configuration do console do Elastic Beanstalk ou usar a ILC ou a API do EB. Após a habilitação do recurso, você poderá configurar que tipos de atualizações deseja permitir e quando elas devem ocorrer.

P: Que tipos de atualizações de versão de plataforma as atualizações de plataforma gerenciadas aplicarão?

O AWS Elastic Beanstalk pode executar automaticamente atualizações de plataforma para novas versões de patches e plataformas secundárias. O Elastic Beanstalk não executará atualizações das versões de plataformas principais automaticamente (ex.: de Java 7 Tomcat 7 para Java 8 Tomcat 8), pois elas incluem mudanças retroativas incompatíveis e exigem testes adicionais. Nesses casos, você deve iniciar manualmente a atualização.

P: Como o AWS Elastic Beanstalk faz a distinção entre os lançamentos de versão "principal", "secundária" e de "patch"?

As plataformas do AWS Elastic Beanstalk criam suas versões usando o padrão a seguir: MAJOR.MINOR.PATCH (ex.: 2.0.0). Cada parte é incrementada de acordo com o seguinte:

  • Versão principal (MAJOR) quando há mudanças incompatíveis.
  • Versão secundária (MINOR) quando há funcionalidade adicional incluída de modo compatível e retroativo.
  • Versão de patch (PATCH) quando há correções de falhas compatíveis e retroativas.

P: Quando e como posso executar atualizações de versão principal?

Você pode executar atualizações de versões principais a qualquer momento usando o Console de Gerenciamento, a API ou a CLI do AWS Elastic Beanstalk. Você tem as seguintes opções para executar uma atualização de versão principal:

P: Como o Elastic Beanstalk aplica atualizações de plataforma gerenciadas?

As atualizações são aplicadas usando um mecanismo de implantação imutável que garante que nenhuma mudança será feita no ambiente atual até que uma frota paralela de instâncias do Amazon EC2, com as atualizações instaladas, esteja pronta para ser substituída pelas instâncias atuais, que são, então, encerradas. Além disso, se o sistema de saúde do Elastic Beanstalk detectar qualquer problema durante a atualização, o tráfego será redirecionado à frota atual das instâncias, garantindo impacto mínimo aos usuários finais da sua aplicação.

P: A minha aplicação estará disponível durante os períodos de manutenção?

Como as atualizações de plataforma gerenciadas usam um mecanismo de implantação imutável para executar as atualizações, sua aplicação estará disponível durante o período de manutenção e os clientes da sua aplicação não sofrerão nenhum impacto com a atualização.

P: Quanto custa usar atualizações de plataforma gerenciadas?

Não há cobrança adicional para o recurso de atualizações de plataforma gerenciadas. Basta pagar pelas instâncias adicionais do EC2 necessárias para executar a atualização.

P: O que é um período de manutenção?

O período de manutenção é um intervalo semanal com duração de duas horas em que o AWS Elastic Beanstalk iniciará atualizações de plataforma, se as atualizações de plataforma gerenciadas estiverem habilitadas e uma nova versão da plataforma estiver disponível. Por exemplo, se você selecionar um período de manutenção que comece todo domingo às 2h, o AWS Elastic Beanstalk iniciará a atualização da plataforma entre 2h e 4h, todos os domingos. É importante observar que, dependendo da configuração das suas aplicações, as atualizações poderão ser concluídas fora do período de manutenção.

O período de manutenção é definido de acordo com o ambiente, disponibilizando a você a opção de definir períodos de manutenção diferentes para seus vários componentes de aplicação ou aplicações. Isso permite que atualizações de ambiente sejam alternadas, caso não deseje que várias partes do seu aplicativo sejam atualizadas ao mesmo tempo. Se você ativar atualizações de plataforma gerenciadas, mas não especificar um período de manutenção, um período padrão de duas horas semanais será atribuído ao seu ambiente. Caso deseje alterar quando a manutenção será realizada para você, altere a configuração de atualização gerenciada no Console de Gerenciamento da AWS ou use a API UpdateEnvironment.

P: Como serei notificado sobre a disponibilidade de novas versões de plataforma?

Você será notificado sobre a disponibilidade de novas versões de plataforma por meio do Console de Gerenciamento da AWS, de anúncios nos nossos fóruns e das notas de versão.

P: Onde posso encontrar detalhes sobre as mudanças entre versões de plataforma?

Você pode encontrar detalhes sobre mudanças entre versões de plataforma na página Notas de versão do AWS Elastic Beanstalk.

P: Que operações posso executar no ambiente enquanto uma atualização gerenciada estiver em andamento?

A única ação disponível para você enquanto uma atualização de plataforma gerenciada estiver em andamento é "abortar". Essa ação permitirá que você interrompa a atualização imediatamente e reverta para a versão anterior.

P: Para qual versão de plataforma meu ambiente será atualizado, caso haja várias novas versões lançadas entre os períodos de manutenção?

Seu ambiente sempre será atualizado para a versão mais recente disponível com base no nível (secundária mais patch ou somente patch) que você selecionou.

P: Onde posso encontrar detalhes sobre todas as atualizações de plataforma gerenciadas que foram executadas no meu ambiente?

Os detalhes de cada atualização de plataforma gerenciada estão disponíveis na página de eventos e marcadas como um evento do tipo "MAINTENANCE".

P: Com que frequência são lançadas atualizações de versões de plataforma?

O número de lançamentos de versões em um determinado ano varia em função da frequência e do conteúdo de versões e patches do fornecedor ou da equipe principal de linguagem/estrutura, bem como do resultado de uma verificação detalhada dessas versões e desses patches realizada pela nossa equipe de engenharia de plataforma.

P: Quanto custa o AWS Elastic Beanstalk?

Não há encargos adicionais para o AWS Elastic Beanstalk, você paga apenas pelos recursos da AWS que realmente usou para armazenar e executar a aplicação. Novos clientes da AWS qualificados para o nosso nível gratuito poderão implantar uma aplicação executada dentro do nível gratuito utilizando as definições padrão do Elastic Beanstalk.

P: Quanto custam os recursos da AWS que alimentam a aplicação no AWS Elastic Beanstalk?

Você paga apenas por aquilo que usar e não há taxa mínima pelo uso de nenhum recurso da AWS. Para obter informações sobre a definição de preço do Amazon EC2, acesse a seção de definição de preço na página de detalhes do EC2. Para obter informações sobre a definição de preço do Amazon S3, acesse a seção de definição de preço na página de detalhes do S3. Você pode usar a calculadora simples da AWS para estimar sua fatura para diferentes tamanhos de aplicativo.

P: Como faço para verificar quantos recursos da AWS foram usados pelo meu aplicativo e acessar minha fatura?

Você pode visualizar suas despesas para o período de cobrança a qualquer momento no site da Amazon Web Services. Para isso faça o login em sua conta da Amazon Web Services e clique em Account Activity na opção Your Web Services Account.

P: O AWS Support abrange o AWS Elastic Beanstalk?

Sim. O AWS Support abrange problemas relacionados ao uso do AWS Elastic Beanstalk. Para maiores detalhes e informações sobre preço, veja a página do AWS Support.

P: Quais outras opções de suporte estão disponíveis?

Você pode usufruir do amplo conhecimento da comunidade AWS atual para obter ajuda sobre desenvolvimento por meio do fórum de discussão do AWS Elastic Beanstalk