Tradicionalmente, a transcodificação tem sido complexa para clientes de três formas significativas. Primeiro, os clientes precisam comprar e gerenciar software de transcodificação, que pode ser caro e difícil de manter e configurar. Segundo, produzir saída transcodificada para diferentes tipos de dispositivos frequentemente envolve tentativa e erro para encontrar a configuração de transcodificação certa, que seja devidamente reproduzida e tenha uma boa aparência para o usuário final. Esse processo de tentativa e erro desperdiça recursos de computação. Terceiro, a escala de soluções de codificação tradicionais não pode ser aumentada nem diminuída de acordo com as necessidades comerciais do cliente. Em vez disso, com soluções tradicionais, os clientes precisam adivinhar quanta capacidade provisionar antecipadamente, o que inevitavelmente significa dinheiro desperdiçado (se provisionarem muito e deixarem capacidade sem ser utilizada) ou atraso nos negócios (se provisionarem muito pouco e precisarem aguardar para executar seus trabalhos de decodificação).

Comece a usar a AWS gratuitamente

Crie uma conta gratuita
Ou faça login no console

O nível gratuito do Amazon Elastic Transcoder inclui até 20 minutos de transcodificação por mês.

Consulte os detalhes do nível gratuito da AWS »

Com o Amazon Elastic Transcoder, os desenvolvedores simplesmente usam o console, as APIs de serviço ou SDKs com base na web para criar um trabalho de transcodificação, que especifica um arquivo de entrada, as configurações de transcodificação e os arquivos de saída. Com isso, três complexidades são eliminadas. Primeiro, não há necessidade de comprar, configurar ou gerenciar o software de transcodificação subjacente. Segundo, o Amazon Elastic Transcoder tem predefinições pré-configuradas para vários dispositivos, o que elimina a necessidade de encontrar as configurações certas para diferentes dispositivos através de tentativa e erro. O sistema também oferece suporte a predefinições personalizadas, permitindo que os clientes ajustem a saída de acordo com requisitos de transcodificação específicos, como necessidades exclusivas de tamanho ou taxa de bits. Por fim, o Amazon Elastic Transcoder aumenta ou diminui a escala automaticamente para atender às cargas de trabalho dos clientes, eliminando desperdício de capacidade e minimizando tempo gasto aguardando a conclusão de trabalhos. Ele também permite que os clientes processem vários arquivos paralelamente e organizem seu fluxo de trabalho de transcodificação usando um recurso intitulado pipelines de transcodificação. Com o recurso de pipelines do Amazon Elastic Transcoder, os clientes configuram pipelines para esses vários cenários e garantem que seus arquivos sejam transcodificados quando e como eles quiserem, permitindo assim que eles aumentem a escala perfeitamente para atender com eficiência a cargas de trabalho de pico. Por exemplo, uma empresa de notícias pode querer ter um pipeline de transcodificação de "alta prioridade" para notícias importante de última hora, ou um site de conteúdo gerado pelo usuário pode querer ter pipelines separados para saídas de resolução baixa, média e alta para segmentar diferentes dispositivos.

O Amazon Elastic Transcoder foi criado usando a escalabilidade e a flexibilidade de outros Amazon Web Services. Ele executa seus trabalhos de transcodificação usando a Amazon Elastic Compute Cloud (Amazon EC2). A escala do Amazon EC2 permite que você conclua trabalhos de transcodificação de grande porte de forma rápida e confiável. O Amazon Elastic Transcoder foi criado para trabalhar com conteúdo que você armazena no Amazon Simple Storage Service (Amazon S3); portanto, você tem armazenamento durável e econômico para bibliotecas enormes ou pequenas. Você pode até mesmo ser notificado sobre o status de seus trabalhos de transcodificação através do Amazon Simple Notification Service (Amazon SNS).

O Amazon Elastic Transcoder apresenta um AWS Management Console, APIs de serviço e SDKs; portanto, você pode integrar a transcodificação em seus próprios aplicativos e serviços.

Para usar o Amazon Elastic Transcoder:

  • Crie um pipeline de transcodificação que especifique o bucket do Amazon S3 de entrada, o bucket do Amazon S3 de saída e classe de armazenamento, e uma função do Identity and Access Management (IAM) da AWS usada pelo transcodificador para acessar seus arquivos.
  • Crie um trabalho de transcodificação especificando o arquivo de entrada, os arquivos de saída e as predefinições de transcodificação a serem usados (você pode escolher de um conjunto de predefinições de transcodificação pré-configuradas – por exemplo, 720p – ou criar sua própria predefinição de transcodificação personalizada.) Como opção, você pode especificar miniaturas e parâmetros de transcodificação específicos de trabalho, como taxa de quadros e resolução.

Embora você tenha trabalhos de transcodificação em execução no Amazon Elastic Transcoder, você poderá:

  • Receber automaticamente status de seus trabalhos de transcodificação via notificações.
  • Consultar o status de trabalhos de transcodificação.
  • Gerenciar seus trabalhos de transcodificação interrompendo-os, iniciando-os ou os cancelando.

O Amazon Elastic Transcoder oferece os recursos a seguir para tornar a transcodificação de vídeo fácil, escalável e barata.

  • Pipelines de transcodificação: os pipelines de transcodificação permitem que você configure e execute fluxos de trabalho de transcodificação em paralelo. Você pode usar pipelines de transcodificação como um meio de criar fluxos de trabalho flexíveis. Por exemplo, você pode configurar um pipeline para transcodificação de conteúdo breve e outro para transcodificação de conteúdo longo, ou poderia atribuir diferentes pipelines para diferentes resoluções ou locais de armazenamento.
  • Trabalhos de transcodificação: os trabalhos de transcodificação realizam o trabalho de transcodificação de um arquivo de mídia de um formato para outros. Você pode usar um trabalho para criar vários arquivos de saída com diferentes taxas de bits e formatos a partir de um único arquivo de entrada. Por exemplo, um trabalho pode criar representações consistindo de diferentes resoluções e taxas de bits do mesmo arquivo de entrada. Você também pode criar um stream alternativo contendo apenas áudio, que é frequentemente usado para criar um conjunto de arquivos HLS ou MPEG-DASH. Quando você cria um trabalho, você especifica as informações que o Amazon Elastic Transcoder precisa para a transcodificação: o arquivo a ser transcodificado, o nome do arquivo de saída transcodificado e as predefinições a serem usadas. Os trabalhos de transcodificação são executados em um pipeline de transcodificação, e os trabalhos de transcodificação executam mais de um trabalho de cada vez, assim você pode ter vários trabalhos executando de uma só vez na sua conta da AWS.
  • Predefinições de transcodificação do sistema: o Amazon Elastic Transcoder fornece um conjunto de predefinições de transcodificação que dá mais objetividade ao definir as configurações corretas de transcodificação para diferentes dispositivos. Você pode escolher de predefinições que criarão saída reproduzida em qualquer dispositivo, ou de predefinições que se destinam a dispositivos específicos. Para obter a máxima compatibilidade, escolha uma "predefinição abrangente", que criará saída que possa ser reproduzida em uma ampla variedade de dispositivos. Para obter o tamanho e qualidade de arquivo ideais, escolha uma "predefinição otimizada", que criará saída para um dispositivo ou classe de dispositivos específicos.
  • Predefinições personalizadas de transcodificação: as predefinições de transcodificação que fornecemos atendem à maioria dos dispositivos e plataformas, mas alguns clientes podem precisar criar predefinições específicas para um destino de saída específico. Usando predefinições personalizadas, você pode personalizar uma predefinição de transcodificação existente e usá-la em todos os seus pipelines em sua conta da AWS dentro de uma região.
  • Otimização automática da taxa de bits de vídeo: com a configuração de taxa de bits de vídeo automática, o Amazon Elastic Transcoder ajusta automaticamente a taxa de bits para otimizar a qualidade visual da saída transcodificada. Com o parâmetro de taxa máxima de bits, é possível limitar a taxa de bits instantânea no seu vídeo de saída. Isso é útil quando você precisa gerenciar um arquivo de saída com uma taxa máxima de bits limitada ou restrita, que pode ser necessária para atender às especificações de reprodução de alguns dispositivos. O resultado é que você obtém arquivos de vídeo com aparência ótima, mas com maior compressão que a obtida com a seleção de uma única taxa de bits para todo o arquivo.
  • Monitoramento e gerenciamento: você pode visualizar o status de seus pipelines e trabalhos de transcodificação através do AWS Management Console ou de APIs de serviço ou SDKs do Amazon Elastic Transcoder. Você também pode receber alarmes e notificações sobre o desempenho operacional e a utilização do Amazon Elastic Transcoder, além de monitorá-los, usando o Amazon CloudWatch. O Amazon Elastic Transcoder publica automaticamente nove métricas operacionais no Amazon CloudWatch, proporcionando maior visibilidade sobre a saúde geral do seu fluxo de trabalho de transcodificação e a capacidade de invocar uma ação, caso a métrica que você esteja rastreando ultrapasse um determinado limite durante um período definido. Você pode monitorar métricas, como trabalhos concluídos, trabalhos com falha, minutos de saída gerados, tempo de espera, além de erros e limitações em várias chamadas de API. Essas métricas são exibidas no CloudWatch alguns minutos após a execução do trabalho de transcodificação no Elastic Transcoder.
  • Notificações: o Amazon Elastic Transcoder usa o Amazon Simple Notification Service (SNS) para notificá-lo sobre eventos de transcodificação. Você pode ser notificado quando seu trabalho de transcodificação for iniciado, quando for concluído ou se houver um aviso, bem como se houver uma condição de erro. O uso de notificações é uma maneira eficiente de monitorar e gerenciar sua carga de trabalho de transcodificação. Basta confiar no Amazon Elastic Transcoder para notificá-lo sobre uma alteração, que remove a necessidade de analisar o serviço para saber seu status.
  • Miniaturas: o Amazon Elastic Transcoder pode gerar miniaturas de seu vídeo de saída para você. Você pode definir o tamanho das miniaturas, taxa de proporção e outros parâmetros, incluindo quantas miniaturas você gostaria que fossem geradas. Gerar várias miniaturas é útil se você quiser acrescentar marcadores de capítulo, fornecer uma função de verificação visual ou simplesmente escolher a miniatura mais representativa de seu conteúdo.
  • Marcas d'água visuais: o Amazon Elastic Transcoder pode sobrepor até quatro imagens estáticas em seu vídeo de saída. Para colocar a marca d'água em seus vídeos, forneça um arquivo com uma imagem em formato PNG ou JPG e use uma transcodificação predefinida para especificar as informações de posição, escala, dimensionamento e opacidade para a marca d'água. Esse recurso pode ser usado para adicionar logotipos de programa ou outros logotipos de identificação à sua saída.
  • Legendas: Amazon Elastic Transcoder fornece suporte para legendas. A legendagem é o processo de exibição de texto que acompanha o vídeo para transcrever a parte de áudio do programa ou traduzir o áudio para outro idioma. Você pode usar o Elastic Transcoder para adicionar, remover ou preservar as legendas ao transcodificar o vídeo de um formato para outro.
  • Formatos: o Amazon Elastic Transcoder oferece suporte à transcodificação para os formatos de saída abaixo:

HLS usando um contêiner TS MPEG-2 para acomodar vídeo H.264 e AAC ou áudio MP3
Smooth Streaming usando um contêiner fmp4 para acomodar vídeo H.264 e áudio AAC
MPEG-DASH usando um contêiner fmp4 para acomodar vídeo H.264 e áudio AAC
XDCAM usando contêiner MXF com vídeo MPEG-2 e áudio PCM
Contêiner MP4 com vídeo H.264 e áudio AAC ou MP3
Contêiner WebM com vídeo VP9 e áudio Vorbis
Contêiner WebM com vídeo VP8 e áudio Vorbis
Contêiner FLV com vídeo H.264 e áudio AAC ou MP3
Contêiner MPG com vídeo MPEG-2 e áudio MP2
Contêiner MP3 com áudio MP3
Contêiner MP4 com áudio AAC
Contêiner OGG com áudio Vorbis ou FLAC
Contêiner OGA com áudio FLAC
Contêiner FLAC com áudio FLAC
Contêiner de WAV com áudio PCM
GIF animado

  • HLS com criptografia AES-128: você pode gerar streams HLS protegidos com criptografia AES-128. Os trabalhos criados com essa opção criptografarão os arquivos de mídia e farão referência à chave de descriptografia na lista de reprodução. É possível fazer o Elastic Transcoder gravar as chaves de dados de criptografia diretamente no S3 usando SSE-S3, além do objeto de trabalho onde elas serão protegidas, usando sua chave mestra AWS-KMS.
  • Empacotamento DRM: oferecemos suporte ao empacotamento para o Microsoft PlayReady DRM. Você pode proteger arquivos Smooth Streaming usando o Microsoft PlayReady PIFF 1.1, e saídas HLS usando o Discretix 3.0.1 para Microsoft PlayReady. Ao criar a tarefa de transcodificação, não deixe de incluir a chave de criptografia e o URL do servidor de licenças fornecidos pelo provedor de licenças do PlayReady.
  • Arquivos de mídia criptografados: você pode usar arquivos mezzanine criptografados como entrada para o Amazon Elastic Transcoder ou proteger seus arquivos transcodificados, deixando o serviço criptografar a saída. As opções compatíveis variam desde a integração totalmente gerenciada com a criptografia no servidor do Amazon S3 até chaves que você gerencia por conta própria e protege usando o AWS Key Management Service (KMS). Além disso, o suporte para criptografia não se limita aos seus arquivos de vídeo. Você pode proteger miniaturas, legendas e até mesmo marcas d'água.
  • Download progressivo de mídia on demand: você pode armazenar versões originais de seu conteúdo de mídia no Amazon S3 e configurar uma distribuição de downloads do Amazon CloudFront para efetuar progressivamente o download de seus arquivos de áudio e vídeo. Arquivos de mídia acessados frequentemente são armazenados em cache no ponto de presença para facilitar a escalabilidade, além de oferecer aos espectadores o melhor desempenho possível.
  • Geração de vídeos: você pode criar um videoclipe a partir da sua mídia de origem especificando um horário de início e, opcionalmente, a duração desejada para seu vídeo. Você pode gerar clipes de comprimentos diferentes (ou transcodificar o arquivo inteiro) para cada saída no seu trabalho de transcodificação. Você será cobrado apenas pela duração da saída da sua transcodificação, assim, se você tem um arquivo de entrada de cinco minutos e você cria uma saída de um minuto a partir desse arquivo, você é cobrado por um minuto de transcodificação.
  • Vinculação de clipes: você pode vincular dois ou mais clipes de entrada para criar um único clipe de saída mais longo nos formatos de saída que desejar como parte do trabalho de transcodificação. Para fazer isso, é necessário especificar mais de uma entrada ao criar o trabalho de transcodificação. Para qualquer uma das entradas, você poderá escolher apenas uma sub-seção do arquivo para vinculação ao especificar o horário de início e a duração. Você será cobrado pela duração da saída da sua transcodificação, portanto, caso esteja vinculando dois arquivos de entrada de 5 minutos para criar uma saída de 10 minutos, serão cobrados 10 minutos de transcodificação.
  • Configurações avançadas: você pode substituir padrões ou parâmetros automáticos e predefinidos de trabalho usando as configurações avançadas. Por exemplo, você pode querer forçar ou limitar uma taxa de quadros de saída, taxa máxima de bits, e rotação específica ou definir um nível de perfil H.264 ou VP8 específico.
  • Várias regiões: o Amazon Elastic Transcoder está disponível em oito regiões da AWS: Leste dos EUA (Norte da Virgínia), Oeste dos EUA (Oregon), Oeste dos EUA (Norte da Califórnia), UE (Irlanda), Ásia-Pacífico (Cingapura), Ásia-Pacífico (Tóquio), Ásia-Pacífico (Sydney) e Ásia-Pacífico (Mumbai).

O streaming adaptativo oferece uma melhor experiência ao usuário ao fazer ajustes de acordo com as condições da rede e a utilização da CPU, mudando automaticamente para fluxos de maior ou menor qualidade. O Amazon Elastic Transcoder pode criar um conjunto de representações de saída segmentadas em diferentes resoluções e taxas de bit e um arquivo manifesto ou de lista de reprodução correspondente, todos armazenados no Amazon S3. O Amazon Elastic Transcoder oferece suporte para as seguintes implementações:

  • HTTP Live Streaming (HLS): é possível usar o Amazon Elastic Transcoder para criar um conjunto completo de saídas compatíveis com a versão 3 ou 4 do protocolo HLS. O HLS é comumente usado para alcançar dispositivos iOS, dispositivos Android, decodificadores e players baseados no navegador. Depois, você pode usar o Amazon S3 sozinho ou em conjunto com o Amazon CloudFront para distribuir seus arquivos de mídia.
  • Smooth Streaming: é possível usar o Amazon Elastic Transcoder para criar um conjunto de saídas MP4 fragmentadas com resoluções e taxas de bit diferentes e os arquivos manifesto ISM e ISMC correspondentes. Depois, você pode usar o Amazon CloudFront ou um servidor IIS para distribuir seus arquivos de mídia aos players que implementam Smooth Streaming, como o Xbox, o Windows Phone e clientes que utilizam players Microsoft Silverlight.
  • MPEG-DASH: você pode usar o Amazon Elastic Transcoder para criar um conjunto de saídas apenas de vídeo com diferentes resoluções e taxas de bits, a saída apenas de áudio e o arquivo do manifesto MPD correspondente. Depois, você pode usar o Amazon S3 diretamente ou em conjunto com o Amazon CloudFront para entregar streams de MPEG-DASH.

 

O Amazon Elastic Transcoder possui vários limites padrão para o número de pipelines de transcodificação, predefinições de transcodificação personalizadas e saídas por trabalho. Para obter detalhes sobre esses limites, consulte o guia do desenvolvedor. Se esses limites forem insuficientes para as suas necessidades, entre em contato conosco. Avaliaremos sua solicitação e responderemos em até dois dias.

O uso deste serviço está sujeito ao Acordo do cliente da Amazon Web Services.