Não temos preocupações com segurança ou conformidade. Não é fácil replicar os mesmos níveis de segurança que temos localmente, mas, trabalhando na AWS, ficamos seguros de que estamos seguindo as melhores práticas de proteção de dados, acesso à rede, entre outras medidas de segurança.
Leandro Gelasi Diretor de TI

A Corte dei conti (Cdc), ou Tribunal de Contas da Itália, é responsável por fazer a auditoria e a supervisão das contas e dos orçamentos de todas as instituições públicas da Itália. Fundada em 1862, sua missão está definida no Artigo 100 da constituição italiana, que detalha o papel jurídico e administrativo do tribunal no que se refere à proteção do dinheiro público, bem como "à prevenção, ao desperdício e à má administração das finanças públicas".

Apesar de suas raízes antigas, a Cdc não é uma instituição que permaneceu no passado. Ela entende que a modernização é essencial para manter-se relevante no mundo dinâmico atual e, como resultado, adotou mudanças nos seus processos e na sua estrutura. A TI teve um papel fundamental nessas mudanças. Leandro Gelasi, Diretor de TI da Corte dei conti, comentou: "Estamos bastante comprometidos em fazer melhorias contínuas e, para apoiarmos este objetivo, precisamos de uma infraestrutura de TI ágil e elástica".

Gelasi e sua equipe desejavam deixar para trás a gestão da TI física, função que demandava bastante tempo. "Nosso objetivo era que pudéssemos nos focar em prestar um serviço excelente em vez de perdermos tempo administrando o hardware", explica. A Corte associou esta melhoria na eficiência a uma iniciativa mais abrangente para aumentar a produtividade dos funcionários, como explica Gelasi: "Queríamos mudar a maneira como nossos mais de 3 mil funcionários trabalhavam, permitindo que eles tivessem acesso a aplicações de qualquer local, usando qualquer dispositivo. Mas era necessário garantir que esta flexibilidade oferecida à equipe não colocasse em risco a segurança dos dados".

Considerando sua importante função de manter as finanças públicas em ordem, e com o governo italiano exigindo que as agências cortassem os gastos com TI juntamente a outros cortes orçamentários maiores, a Cdc também tinha que focar-se na redução dos próprios custos. Com uma infraestrutura altamente baseada na Citrix, a Corte dei conti investiu muito no treinamento da sua equipe com foco nesta tecnologia. Ela queria obter o máximo desse investimento e, ao mesmo tempo, tornar a arquitetura mais ágil.

A resposta era um ambiente de nuvem híbrida e a Cdc escolheu a Amazon Web Services (AWS) e a XPeppers, um parceiro de consultoria de nível Avançado da AWS, para ajudá-la nesta jornada, começando pela adoção de uma infraestrutura de desktop virtual (VDI) baseada no Amazon WorkSpaces. Gelasi comenta: "Analisamos a AWS e percebemos que era a plataforma perfeita para a nossa migração para a nuvem. Já havíamos trabalhado antes com a XPeppers, então ela foi a nossa primeira escolha para nos ajudar durante a migração para a AWS e garantir uma fácil integração com o ambiente da Citrix".

A infraestrutura é executada em 25 instâncias do Amazon Elastic Compute Cloud (Amazon EC2) e fica ativa apenas durante o horário comercial, entre 8h e 20h. A Cdc usa o AWS Lambda para orquestrar a inicialização e o encerramento de cada instância. Cada departamento tem uma Amazon Virtual Private Cloud (Amazon VPC) e uma conexão de rede privada virtual entre as VPCs e os datacenters da Cdc.

Paolo Latella, arquiteto de soluções na XPeppers, diz: "Como ela lida com dados confidenciais, a Corte dei conti precisa de uma arquitetura segura. Trabalhamos com a Cdc para explicar melhores práticas na nuvem, garantindo que ela mantenha os mais elevados níveis de segurança". Por exemplo, o AWS Identity and Access Management (IAM) ajuda o tribunal a acessar recursos e o Amazon CloudWatch permite que a equipe mantenha as aplicações em execução sem problemas. Além disso, por meio do AWS Marketplace, a Cdc pode escolher o software e os serviços necessários para implementar um modelo de segurança que replique sua estrutura local.

Antes de qualquer coisa, Gelasi e sua equipe sentem-se seguros trabalhando na nuvem. "Não temos preocupações com segurança ou conformidade", explica. "Não é fácil replicar os mesmos níveis de segurança que temos localmente, mas, trabalhando na AWS, ficamos seguros de que estamos seguindo as melhores práticas de proteção de dados, acesso à rede, entre outras medidas de segurança."

Ele continua: "O serviço que os nossos usuários agora obtêm é infinitamente melhor. Recebemos pouquíssimo feedback, o que é muito positivo para nós. Em TI, não receber feedback significa que está tudo bem". Além disso, os usuários internos têm mais flexibilidade e podem acessar aplicações em seus laptops, tablets e smartphones de qualquer local. "Tornamos possível que os funcionários do tribunal, como advogados, trabalhassem remotamente de maneira eficiente. Antes disso, eles só podiam acessar aplicações do escritório, mas agora eles podem fazer isso de onde estiverem. Como resultado, eles estão muito mais produtivos. As decisões são tomadas mais rapidamente e o sistema como um todo funciona melhor. É um resultado fantástico para toda a nossa organização", diz Gelasi.

A gestão de processos também é mais fácil, portanto, a equipe de TI da Cdc pode focar-se no desenvolvimento de serviços para clientes internos e externos. Um dos objetivos da equipe de TI com a iniciativa ampliada de aumento da eficiência é disponibilizar serviços para agências governamentais em toda a Itália. Gelasi diz: "Com a infraestrutura da AWS, ficou mais fácil oferecer TI para outras instituições, o que as ajuda a cortar custos em alinhamento com as iniciativas do governo".

"Estamos economizando dinheiro com a nuvem também", ele continua. "Com a migração para a AWS, nós deixamos de gastar 40 mil euros em custos de hardware." As despesas operacionais são mais difíceis de determinar, mas Gelasi está convencido de que, com o projeto de VDI, a Cdc está cortando o consumo de energia e economizando dinheiro no consumo de ar-condicionado e eletricidade. "Um dos determinantes do projeto era obter melhor visibilidade sobre os custos e aumentar nossa responsabilidade", comenta. "Ao migrarmos mais da nossa infraestrutura para a Nuvem AWS, nós conseguiremos fazer isto também."

Após ter implantado com sucesso o VDI para 250 usuários na Cdc, a equipe agora está fazendo a implantação em todas as regiões da organização, o que eventualmente disponibilizará aos seus 3 mil funcionários as ferramentas necessárias para que se tornem mais produtivos. O tribunal também está trabalhando com a XPeppers para criar a recuperação de desastres na AWS e migrar mais cargas de trabalho para a nuvem para melhorar a agilidade. "O maior benefício de trabalhar na Nuvem AWS? É impossível definir um só", diz Gelasi. "É o pacote completo. Temos mais flexibilidade, podemos escalar sem problemas, além de termos mais tempo para prestar um ótimo serviço para os nossos clientes."

  • Um parceiro de nível Avançado da Rede de parceiros da AWS (APN). A XPeppers ajuda seus clientes a migrar com sucesso para a nuvem e usufruir das práticas de integração e entrega contínuas.
  • Para obter mais informações sobre como a XPeppers pode ajudar a sua empresa a criar e gerenciar o ambiente da AWS, consulte a XPeppers no Diretório de parceiros da AWS.  

Para saber mais sobre como a AWS pode ajudar a migrar aplicações para a nuvem, acesse nossa página de detalhes sobre aplicações empresariais.