Roteamento

O AWS Transit Gateways suporta o roteamento dinâmico e estático da camada três entre Amazon Virtual Private Clouds (VPCs) e a VPN. As rotas determinam o próximo salto, dependendo do endereço IP de destino do pacote, e podem apontar para um Amazon VPC ou para uma conexão VPN.

Conectividade de borda

Você pode criar conexões VPN entre o AWS Transit Gateway e os gateways locais usando a VPN. Você pode criar várias conexões VPN que anunciam os mesmos prefixos e habilitar o Equal Cost Multipath (ECMP) entre essas conexões. O ECMP consegue aumentar a largura de banda pelo tráfego de balanceamento de carga em vários caminhos.

Transit Gateway Connect

O AWS Transit Gateway Connect permite uma integração nativa dos dispositivos SD-WAN (Software-Defined Wide Area Network) na AWS. Os clientes agora podem estender perfeitamente sua borda SD-WAN na AWS usando protocolos padrão, como Generic Routing Encapsulation (GRE) e Border Gateway Protocol (BGP). Ele oferece aos clientes benefícios adicionais, como largura de banda aprimorada e suporte ao roteamento dinâmico com limites de rota aumentados, eliminando assim a necessidade de configurar várias VPNs IPsec entre os dispositivos SD-WAN e o Transit Gateway.

Interoperabilidade do recurso Amazon VPC

O AWS Transit Gateway permite a resolução de nomes de host DNS públicos para endereços IP privados quando consultados em Amazon VPCs que também estão conectados ao AWS Transit Gateway.

Uma instância em um Amazon VPC pode acessar um gateway NAT, o Network Load Balancer, o AWS PrivateLink e o Amazon Elastic File System em outros Amazon VPCs que também estão conectados ao AWS Transit Gateway.

Monitoramento

O AWS Transit Gateway fornece estatísticas e registros que são usados por serviços como Amazon CloudWatch e logs de fluxo do Amazon VPC. Você pode usar o Amazon CloudWatch para obter o uso de largura de banda entre Amazon VPCs e uma conexão VPN, a contagem de fluxo de pacotes e a contagem de descartes de pacotes. Você também pode ativar os logs de fluxo do Amazon VPC no AWS Transit Gateway para coletar informações sobre o tráfego IP roteado por meio do AWS Transit Gateway.

O AWS Transit Gateway Network Manager inclui eventos e métricas para monitorar a qualidade da sua rede global, na AWS e on-premises. Os alertas de eventos especificam alterações na topologia, no roteamento e no status da conexão. As métricas de uso fornecem informações sobre conexão up/down, entrada/saída de bytes, entrada/saída de pacotes e pacotes descartados.

Gerenciamento

Você pode usar a interface da linha de comandos (CLI), o Console de Gerenciamento da AWS ou o AWS CloudFormation para criar e gerenciar seu AWS Transit Gateway. O AWS Transit Gateway fornece métricas do Amazon CloudWatch, como o número de bytes enviados e recebidos entre os Amazon VCPs e as VPNs, a contagem de pacotes e a contagem de descartes. Além disso, você pode usar os logs de fluxo do Amazon VPC com o AWS Transit Gateway para coletar informações sobre o tráfego IP que passa pela associação do AWS Transit Gateway.

Emparelhamento entre regiões

O emparelhamento entre regiões do AWS Transit Gateway permite que os clientes roteiem o tráfego nas regiões da AWS usando a rede global da AWS. Esse emparelhamento fornece um modo simples e econômico de compartilhar recursos entre as regiões da AWS ou replicar dados para a redundância geográfica.

Multicast

Com o multicast do Transit Gateway, agora você pode criar e gerenciar grupos de multicast facilmente na nuvem, muito mais fácil do que implantar e gerenciar o hardware herdado no local. Você pode aumentar e diminuir sua solução multicast na nuvem para distribuir simultaneamente um fluxo de conteúdo para vários assinantes. Com o multicast do Transit Gateway, você tem um controle detalhado sobre quem pode produzir e quem pode consumir o tráfego multicast.

Segurança

O AWS Transit Gateway está integrado ao Identity and Access Management (IAM), permitindo que você gerencie o acesso ao AWS Transit Gateway com segurança. Usando o IAM, você pode criar e gerenciar usuários e grupos da AWS e usar permissões para conceder e negar acesso a recursos da AWS Transit Gateway. 

Provisionamento automático

Depois de registrar o AWS Transit Gateways, o gerente de rede identifica automaticamente as conexões Site-to-Site VPN e os recursos on-premises aos quais estão associadas. Os consoles SD-WAN de fornecedores que integraram o AWS Transit Gateway, como Cisco, Aruba, Silver Peak ou Aviatrix, provisionam automaticamente novas conexões Site-to-Site VPN da AWS no gerenciador de rede do Transit Gateway e automatizam a definição de sua rede on-premises no gerenciador de rede do Transit Gateway. Você também pode definir manualmente sua rede on-premises no gerenciador de rede do Transit Gateway.

Portal de gerenciamento único através de redes na nuvem e no local

Gerencie sua rede privada que abrange a nuvem e suas instalações, de um único painel de vidro no console de gerenciamento da AWS.

Eventos

Seja notificado sobre alterações na rede, alterações de roteamento e atualizações de status da conexão.

Métricas

Monitore sua rede global por meio de métricas de desempenho e tráfego, como entrada/saída de bytes, entrada/saída de pacotes e pacotes descartados.

Compatibilidade do gerenciador de rede SD-WAN

Os parceiros SD-WAN compatíveis da AWS, como Cisco, Aruba, Silver Peak, Aviatrix e Versa têm Site-to-Site VPNs da AWS pré-configurados para que as soluções SD-WAN possam automatizar a conexão de seus sites remotos com a AWS. Com o gerenciador de rede do AWS Transit Gateway, você tem uma visão unificada da sua rede na AWS e nas redes on-premises.

Saiba mais sobre a definição de preço de produtos
Saiba mais sobre a definição de preço de produtos

Definição de preço simples com base na quantidade de dados

Saiba mais 
Cadastre-se para obter uma conta gratuita
Cadastre-se para obter uma conta gratuita

Obtenha acesso instantâneo ao nível gratuito da AWS. 

Cadastre-se 
Comece a criar no console
Comece a criar no console

Comece a criar com o AWS Transit Gateway no Console AWS.

Comece a usar