Geral

P: O que são Zonas locais da AWS?

As Zonas locais da AWS permitem que você utilize serviços seletos da AWS, como os de computação e armazenamento, mais perto dos usuários. Dessa forma, eles têm acesso de baixíssima latência aos aplicativos executados no local. As Zonas locais da AWS também são conectadas à região principal por meio de uma rede privada de banda larga muito alta e redundante da Amazon. Com isso, os aplicativos que são executados nas Zonas locais da AWS têm acesso rápido, seguro e fácil aos demais serviços da AWS.

Q: Quem deve usar as Zonas locais da AWS?

Você deve usar as Zonas locais da AWS para implantar cargas de trabalho mais perto dos usuários que precisam de baixa latência. As AWS Local Zones têm sua própria conexão com a Internet e são compatíveis com o AWS Direct Connect. Dessa forma, os recursos criados na zona local podem atender aos usuários locais com comunicações de latência muito baixa.

P: Como as zonas locais do AWS Local Zones diferem das zonas de disponibilidade?

O objetivo das zonas locais é colocar os usuários mais perto dos principais serviços necessários para os trechos da carga de trabalho que têm requisitos rigorosos de latência. Além disso, as zonas de disponibilidade oferecem acesso a todos os serviços da AWS. Serviços como Amazon EC2, Amazon EBS, Amazon VPC e outros estão disponíveis localmente e podem ser usados para atender aos usuários em proximidade geográfica com latência extremamente baixa, ao passo que outros serviços da AWS, como Amazon S3 e Amazon Aurora, podem ser acessados por VPC em rede privada da AWS. Zonas locais e zonas de disponibilidade permitem que você crie aplicativos de alta disponibilidade.

P: Como saber quando usar Zonas locais da AWS, AWS Wavelength ou AWS Outposts para aplicativos que precisam de baixa latência ou processamento de dados locais?

A AWS tem ajudado os clientes com uma experiência consistente sempre que precisam implantar aplicações que têm requisitos de baixa latência ou processamento de dados locais.

O AWS Outposts foi projetado para cargas de trabalho que precisam permanecer on-premises devido a requisitos de latência, onde os clientes desejam que essa carga de trabalho seja executada sem problemas com o restante de suas outras cargas de trabalho na AWS. Os AWS Outposts são racks de computação e armazenamento totalmente gerenciados e configuráveis, criados com hardware desenvolvido pela AWS para que os clientes possam executar tarefas de computação e armazenamento on-premises, mas também se conectar com facilidade à grande variedade de serviços da AWS na nuvem.

As AWS Local Zones são um novo tipo de infraestrutura da AWS desenvolvido para executar cargas de trabalho que demandam latência inferior a 10 milissegundos, como aplicações de desktop virtual de renderização de vídeo e com uso intensivo de gráficos. Nem todo cliente deseja operar seu próprio datacenter no local, ao passo que outros podem ter interesse em se livrar inteiramente de seu datacenter local. As zonas locais permitem que os clientes obtenham todos os benefícios de ter os recursos de computação e armazenamento mais próximos dos usuários finais, sem a necessidade de ter e operar sua própria infraestrutura de datacenter.

O Wavelength foi desenvolvido para entregar aplicações de latência ultrabaixa para dispositivos 5G, pois estende infraestrutura, serviços, APIs e ferramentas da AWS às redes 5G. O Wavelength incorpora armazenamento e computação às redes 5G dos provedores de telecomunicações para ajudar os desenvolvedores a criar aplicações para usuários finais de 5G que precisam de latência inferior a 10 milissegundos, como dispositivos IoT, transmissão de jogos, veículos autônomos e produção de conteúdo ao vivo.

P: Quais são os locais disponíveis para as zonas locais?

As zonas locais estão disponíveis em 17 regiões metropolitanas nos Estados Unidos. Em 2022, a AWS anunciou o lançamento de 32 zonas locais novas em áreas metropolitanas ao redor do mundo. Consulte a lista de zonas locais disponíveis e anunciadas aqui.

P: Como posso começar?

As zonas locais do AWS Local Zones podem ser acessadas pelo endpoint da API e no console da região principal. Para começar, você primeiramente precisa habilitar as Zonas locais da AWS para a sua conta da AWS para poder implantar recursos nelas. Ao ser habilitada no AWS Local Zones, a zona local se torna visível juntamente com todas as outras zonas de disponibilidade, e você poderá acessá-la e gerenciá-la no AWS Local Zones usando as mesmas APIs e o Console de Gerenciamento da AWS que já conhece.

P: As AWS Local Zones podem ser usadas para atender aos requisitos de residência de dados?

Os requisitos de residência de dados variam dependendo da jurisdição.  Os clientes podem configurar os dados para que permaneçam nas AWS Local Zones usando o Amazon Elastic Compute Cloud (EC2), Amazon Elastic Block Store (EBS), Amazon FSx e outros serviços locais. Para garantir que os requisitos exclusivos de residência de dados de uma jurisdição sejam atendidos, recomendamos que os clientes estejam em constante cooperação com suas equipes de conformidade e segurança.

P: Quais tipos de instância são compatíveis com as zonas locais?

Oferecemos suporte a diversos tipos de instâncias, como T3, C5d, R5d e G4dn, no AWS Local Zones. Algumas Local Zones, como as em Los Angeles, oferecem mais tipos de instâncias, como C5, M5, R5 e I3en. Você pode usar a seção Instance Types (Tipos de instância) no console do EC2 ou a API DescribeInstanceTypeOfferings para encontrar e comparar os tipos de instâncias disponíveis no AWS Local Zones.

Serviços e redes da AWS

P: Quais serviços da AWS estão disponíveis para uso nas Zonas locais da AWS?

Vários serviços da AWS, como Amazon Elastic Compute Cloud (EC2), Amazon Virtual Private Cloud (VPC), Amazon Elastic Block Store (EBS), Amazon FSx, Amazon Elastic Load Balancing, Amazon EMR, Amazon ElastiCache e Amazon Relational Database Service (RDS) estão disponíveis localmente nas Zonas locais da AWS. Também é possível usar serviços que orquestram ou funcionam com serviços locais como o Amazon EC2 Auto Scaling, clusters do Amazon EKS, clusters do Amazon ECS, Amazon EC2 Systems Manager, Amazon CloudWatch, AWS CloudTrail e AWS CloudFormation. Além disso, as AWS Local Zones também oferecem largura de banda alta, conexão segura com a região da AWS, para que você possa se conectar a todos os serviços na região da AWS com as mesmas APIs e conjuntos de ferramentas. Para obter a lista completa de serviços compatíveis com a zona local que você está considerando, visite a nossa página de recursos.

P: Como a Amazon VPC funciona com as AWS Local Zones?

Você pode estender qualquer VPC da região principal até as Zonas locais da AWS. Basta criar uma nova sub-rede e atribuí-la à Zona local da AWS. Quando você cria uma sub-rede em uma zona local da AWS, sua VPC é ampliada até essa zona local e passa a tratar a sub-rede como qualquer outra sub-rede em qualquer AZ. O gateway relevante, as tabelas de rotas, entre outros, serão automaticamente ajustados.

P: Quais tipos de volume EBS estão disponíveis nas zonas locais da AWS?

As zonas locais em Los Angeles fornecem volumes EBS de gp2, gp3, io1, st1 e sc1. Todas as outras zonas locais fornecem volume de gp2.

P: Qual é o comportamento de criptografia padrão dos volumes EBS nas zonas locais?

Exceto para zonas locais em Los Angeles, em todas as outras zonas locais nos Estados Unidos, os volumes EBS são criptografados por padrão usando a criptografia do Amazon EBS para dados em repouso e dados em trânsito entre a zona local e sua região principal. Por padrão, a criptografia do Amazon EBS utiliza o AWS Key Management Service (AWS KMS) e as chaves gerenciadas pela AWS. No entanto, os clientes podem especificar chaves gerenciadas pelo cliente como a chave de criptografia padrão. Nas zonas locais de Los Angeles, por padrão, os volumes EBS não são criptografados, a menos que a criptografia por padrão esteja habilitada para a conta.

P: Os snapshots de volumes EBS são armazenados localmente nas zonas locais?

Todos os snapshots de volumes EBS presentes em uma zona local são armazenados na região principal da zona local.

Preço e faturamento

P: Que modelos de definição de preço são aceitos nas zonas locais do Amazon EC2?

Há três maneiras de pagar por instâncias do Amazon EC2 nas zonas locais: sob demanda, Savings Plans e instâncias spot.

P: Como posso ver as informações de definição de preço para as Zonas locais da AWS?

Para obter informações sobre definição de preço, consulte a seção de definição de preço dos respectivos serviços. Para filtrar as informações de definição de preço, escolha a zona local na lista suspensa.

P: Como verifico meu custo e uso da Zona local da AWS?

Você pode verificar suas cobranças mensais da Zona local da AWS no Console de gerenciamento de custos e faturamento. Além disso, você pode obter mais insights dos custos e uso associados à zona local da AWS de duas maneiras: nos relatórios de custos e uso e nos relatórios do Cost Explorer.

Confira os recursos do produto
Confira os recursos do produto
Saiba mais 
Comece a usar
Comece a usar o AWS Local Zones
Comece a usar