O serviço AWS Storage Gateway ajuda os clientes a integrar de forma transparente aplicativos, infraestrutura e dados locais com a Nuvem AWS. O serviço usa dispositivos virtuais implantados localmente e protocolos de armazenamento padrão do setor para conectar aplicativos e fluxos de trabalho de armazenamento atuais a serviços de armazenamento na Nuvem AWS com o mínimo de interrupção de processos.

Os dispositivos locais do Storage Gateway mantêm no local os dados acessados com frequência para proporcionar uma performance de baixa latência e armazenar dados de modo seguro e resiliente no armazenamento na nuvem dos serviços Amazon S3, Amazon EBS ou Amazon Glacier. O serviço também inclui mecanismos de transferência de dados altamente otimizado, com gerenciamento de largura de banda, resiliência de rede automática e transferência de dados eficiente.

O Storage Gateway também integra dados aos serviços de criptografia, gerenciamento de identidades, monitoramento e armazenamento da AWS para combinar a segurança, a resiliência e a escalabilidade da Nuvem AWS com ambientes de armazenamento atuais.

O AWS Storage Gateway já está disponível

Teste gratuitamente o Storage Gateway

O nível gratuito da AWS inclui os primeiros 100 GB de dados gravados em uma conta da Amazon usando o AWS Storage Gateway.

Consulte os detalhes do nível gratuito da AWS »

100x100_benefit_migration

Comumente, os clientes usam o armazenamento na nuvem híbrida para casos de uso como:

Cargas de trabalho na nuvem híbrida. Serviços de arquivos na nuvem, análises e data lakes de big data, arquiteturas de cloud bursting ou de migração de dados para a nuvem podem precisar de capacidade e performance locais e de uma conexão com um repositório de armazenamento central na nuvem. O Storage Gateway simplifica a transferência de dados entre a sua empresa e a AWS para gerenciar cargas de trabalho na nuvem.

Backup, arquivamento e recuperação de desastres. O Storage Gateway é um substituto complementar de fitas e automação de fitas, além de integrar-se aos melhores pacotes de software de backup do setor. O Storage Gateway pode criar snapshots dos seus volumes locais que podem ser restaurados como volumes do Amazon EBS, no caso de um desastre local.

Armazenamento em camadas. Alguns clientes projetam arquiteturas de armazenamento que preservam ou prolongam investimentos locais de alto desempenho ao adicionar uma camada de nuvem sob demanda com custo reduzido. Isso é ideal para projetos de arquivamento ou redução de custos.

100x100_benefit_storage

O gateway de arquivos apresenta uma interface de arquivos que permite armazenar arquivos como objetos no Amazon S3 usando o protocolo de arquivos NFS padrão do setor. Esses arquivos são acessados do datacenter ou do Amazon EC2 via NFS ou como objetos usando a API do S3. Propriedade, permissões e carimbos de data/hora são armazenados de modo durável no S3 nos metadados do usuário do objeto associado ao arquivo. Quando os objetos forem transferidos para o S3, eles poderão ser gerenciados como objetos nativos do S3. As políticas de bucket, como versionamento, gerenciamento de ciclo de vida e replicação entre regiões, se aplicam diretamente aos objetos armazenados no bucket.

Os clientes usam a interface NFS do gateway de arquivos para armazenar dados de arquivos no S3 para uso por cargas de trabalho baseadas em objetos, como um destino de armazenamento econômico para aplicativos de backup tradicionais e como um repositório ou uma camada na nuvem para armazenamento de arquivos de aplicativos.

Saiba mais »

100x100_benefit_databases

O gateway de volumes apresenta aos aplicativos volumes de armazenamento usando o protocolo de blocos do iSCSI. É possível fazer o backup dos dados gravados nesses volumes de modo assíncrono, como snapshots point-in-time dos seus volumes, e armazená-los na nuvem como snapshots do Amazon EBS. É possível definir a programação de acordo com a ocorrência de snapshots ou criá-los usando o Console de Gerenciamento da AWS ou a API de serviço. Os snapshots são backups incrementais que capturam apenas blocos alterados. Todo o armazenamento de snapshots também é compactado para minimizar as cobranças de armazenamento.

Com a conexão ao gateway de volumes por meio da interface de blocos do iSCSI, é possível executar o gateway em dois modos: armazenado em cache ou armazenado. No modo armazenado em cache, você armazena os dados principais no Amazon S3 e mantém os dados acessados com frequência em um cache local. Nesse modo, é possível obter grandes economias de custos com armazenamento principal, minimizando a necessidade de escalar seu armazenamento local e, ao mesmo tempo, mantendo o acesso de baixa latência para os dados acessados com frequência.

No modo armazenado, o conjunto de dados inteiro é armazenado localmente. Além disso, é realizada uma cópia assíncrona do volume no Amazon S3 e são obtidos snapshots point-in-time do EBS. Esse modo disponibiliza backups externos resilientes e com baixo custo que podem ser recuperados localmente, para outro site ou para o Amazon EC2.

Muitas vezes, os clientes escolhem o gateway de volumes para fazer backup de aplicativos locais e o usam para recuperação de desastres com base em snapshots do EBS ou clones de volumes armazenados em cache.

100x100_benefit_server

O gateway de fitas apresenta-se ao aplicativo de backup atual como uma Virtual Tape Library (VTL – biblioteca de fitas virtuais) padrão do setor baseada em iSCSI, composta por um trocador de mídia virtual e unidades de fita virtual. É possível continuar a usar aplicações e fluxos de trabalho de backup atuais e, ao mesmo tempo, fazer gravações em um conjunto praticamente ilimitado de fitas virtuais. Cada fita virtual é armazenada no Amazon S3. Quando não for mais necessário acessar de forma imediata ou frequente os dados contidos em uma fita virtual, você poderá configurar o aplicativo de backup para movê-la da biblioteca de fitas virtuais do Storage Gateway para um nível de arquivamento baseado no armazenamento na nuvem do Amazon Glacier, reduzindo ainda mais os custos de armazenamento.

No momento, o Storage Gateway é compatível com a maioria dos principais aplicativos de backup do mercado.  A interface de VTL do gateway de fitas elimina as grandes despesas adiantadas de capital, os compromissos com contratos de manutenção plurianuais e os custos contínuos de mídia, característicos da automação de fitas. Você paga apenas pela capacidade que usa e escala conforme aumentam suas necessidades. A necessidade de transportar mídia de armazenamento para instalações externas e processar mídia armazenada em fitas manualmente é eliminada e seus arquivos se beneficiam do design e da durabilidade da plataforma da Nuvem AWS.

Saiba mais »

 

100x100_benefit_pay-as-you-go

O Storage Gateway proporciona um desempenho de disco local com a escala e a durabilidade da Nuvem AWS. Ele gerencia de modo inteligente a migração de dados para dentro e para fora das plataformas de armazenamento na nuvem, faz o armazenamento em buffer automaticamente e controla a largura de banda com base no comportamento que você necessita. É possível configurá-lo para maximizar o desempenho local e usar a nuvem como uma camada secundária, usar a nuvem como armazenamento primário tendo o gateway como um cache local ou misturar armazenamento em disco e na nuvem para equilibrar o tráfego de rede e o desempenho local. As otimizações, como gerenciamento multiparte, transferências delta, controle de largura de banda e programação de largura de banda são padrão para todas as interfaces.