Apresentação do Storage Gateway

O AWS Storage Gateway é um serviço de armazenamento na nuvem híbrida que conecta ambientes locais atuais à Nuvem AWS. Seus recursos facilitam a execução de cargas de trabalho em nuvem híbrida em qualquer estágio da adoção da nuvem, seja iniciando com backups na nuvem, executando fluxos de trabalho de processamento na nuvem para dados gerados por máquinas locais ou realizando uma migração única de dados de volumes e bloco ou bancos de dados.

 

Principais recursos

Protocolos de armazenamento padrão. O Storage Gateway se conecta de forma transparente a aplicativos locais de produção ou backup como NFS, SMB, iSCSI ou iSCSI-VTL, o que permite adotar o armazenamento na Nuvem AWS sem necessidade de modificar os aplicativos. Sua conversão de protocolos e emulação de dispositivos permitem acessar dados de blocos em volumes gerenciados pelo Storage Gateway baseados no Amazon S3, armazenar arquivos como objetos nativos do Amazon S3 e manter backups de fitas virtuais online em uma biblioteca de fitas virtuais baseada no S3 ou mover os backups para um nível de arquivamento de fitas no Amazon Glacier.

Cache gerenciado. O dispositivo de gateway local mantém um cache de dados gravados ou lidos recentemente para que os aplicativos possam acessar com baixa latência dados armazenados de forma resiliente na AWS. Os gateways usam um cache read-through e write-back.

Transferência de dados otimizada e segura. O Storage Gateway fornece upload seguro de dados alterados e downloads seguros de dados solicitados por meio da criptografia de dados em trânsito entre qualquer tipo de dispositivo de gateway e a AWS usando SSL. Otimizações como gerenciamento de multipart, armazenamento automático em buffers e transferência de deltas são usados em todos os tipos de gateway, e a compressão de dados é aplicada a todos os dados de blocos e fitas virtuais.

Integrado à AWS. Como um serviço nativo da AWS, o Storage Gateway é integrado a outros serviços da AWS de armazenamento, backup e gerenciamento. O serviço armazena arquivos como objetos nativos do Amazon S3, arquiva fitas virtuais no Amazon Glacier e armazena snapshots do EBS gerados pelo gateway de volumes com o Amazon EBS. O Storage Gateway também se integra ao AWS Backup para gerenciar o backup e a recuperação de volumes do gateway de volumes, simplificando o gerenciamento de backups e ajudando a cumprir requisitos de conformidade empresarial e normativa de backup.  

Além disso, o Storage Gateway oferece uma experiência de gerenciamento consistente no Console AWS para gateways locais e para monitoramento, gerenciamento e segurança com serviços da AWS como Amazon CloudWatch, AWS CloudTrail, AWS Identity and Access Management (IAM) e AWS Key Management Service (KMS).

Tipos de gateway

Gateway de arquivos

O gateway de arquivos apresenta uma interface de arquivos que permite armazenar arquivos como objetos no Amazon S3 usando os protocolos de arquivos NFS e SMB padrão do setor. Esses arquivos são acessados do datacenter ou do Amazon EC2 usando NFS e SMB ou como objetos usando a API do S3. Os metatados no estilo do POSIX, incluindo propriedade, permissões e time stamps são armazenados com resiliência no Amazon S3 nos metadados do usuário do objeto associado ao arquivo. Quando os objetos forem transferidos para o S3, eles poderão ser gerenciados como objetos nativos do S3. As políticas de bucket, como versionamento, gerenciamento de ciclo de vida e replicação entre regiões, se aplicam diretamente aos objetos armazenados no bucket.

Os clientes usam o gateway de arquivos para armazenar dados de arquivos no S3 para uso por cargas de trabalho baseadas em objetos, incluindo análises de dados ou Machine Learning, como um destino de armazenamento econômico para backups e como um repositório ou uma camada na nuvem para armazenamento de arquivos de aplicativos.

Saiba mais »

Gateway de volumes

O gateway de volumes apresenta aos aplicativos volumes de armazenamento de blocos usando o protocolo iSCSI. É possível fazer o backup dos dados gravados nesses volumes de modo assíncrono, como snapshots point-in-time dos seus volumes, e armazená-los na nuvem como snapshots do Amazon EBS. Você pode fazer backup de volumes do gateway de volumes local usando o programador de snapshots nativo do serviço ou o serviço AWS Backup. Nos dois casos, os backups de volumes são armazenados como snapshots do Amazon EBS na AWS. Os snapshots são backups incrementais que capturam apenas os blocos alterados. Todo o armazenamento de snapshots também é compactado para minimizar as cobranças de armazenamento.

Com a conexão ao gateway de volumes por meio da interface de blocos do iSCSI, é possível executar o gateway em dois modos: armazenado em cache ou armazenado. No modo armazenado em cache, você armazena os dados principais no Amazon S3 e mantém os dados acessados com frequência em um cache local. Nesse modo, é possível obter grandes economias de custos com armazenamento principal, minimizando a necessidade de escalar seu armazenamento local e, ao mesmo tempo, mantendo o acesso de baixa latência para os dados acessados com frequência.

No modo armazenado, o conjunto de dados inteiro é armazenado localmente. Além disso, é realizada uma cópia assíncrona do volume no Amazon S3 e são obtidos snapshots point-in-time do EBS. Esse modo disponibiliza backups externos resilientes e com baixo custo que podem ser recuperados localmente, para outro site ou para o Amazon EC2.

Muitas vezes, os clientes escolhem o gateway de volumes para fazer backup de aplicativos locais e o usam para recuperação de desastres com base em snapshots do EBS ou clones de volumes armazenados em cache. A integração do gateway de volumes com o AWS Backup permite que os clientes usem o serviço AWS Backup para proteger aplicativos locais que usam volumes do Storage Gateway. O AWS Backup permite fazer backup e restaurar volumes armazenados em cache e no armazenamento. O uso do AWS Backup com o gateway de volumes ajuda a centralizar o gerenciamento de backups, reduzir a sobrecarga operacional e cumprir requisitos de conformidade. O AWS Backup permite:

  • Definir políticas de backup programadas personalizáveis que cumprem seus requisitos de backup;
  • Definir regras de retenção e expiração de backup, eliminando a necessidade de desenvolver scripts personalizados ou gerenciar manualmente os backups point-in-time dos volumes; e
  • Gerenciar e monitorar backups entre vários gateways e outros recursos da AWS usando uma única visualização centralizada.

Gateway de fitas

O gateway de fitas apresenta-se ao aplicativo de backup atual como uma Virtual Tape Library (VTL – biblioteca de fitas virtuais) padrão do setor baseada em iSCSI, composta por um trocador de mídia virtual e unidades de fita virtual. É possível continuar a usar aplicativos e fluxos de trabalho de backup atuais e, ao mesmo tempo, fazer gravações em um conjunto praticamente ilimitado de fitas virtuais. Cada fita virtual é armazenada no Amazon S3. Quando não for mais necessário acessar de forma imediata ou frequente os dados contidos em uma fita virtual, você poderá configurar o aplicativo de backup para movê-la da biblioteca de fitas virtuais do Storage Gateway para um nível de arquivamento baseado no armazenamento na nuvem do Amazon Glacier, reduzindo ainda mais os custos de armazenamento.

No momento, o Storage Gateway é compatível com a maioria dos principais aplicativos de backup do mercado. A interface de VTL do gateway de fitas elimina as grandes despesas de capital antecipadas, os compromissos com contratos de manutenção plurianuais e os custos contínuos de mídia, característicos da automação de fitas. Você paga apenas pela capacidade que usa e escala conforme aumentam suas necessidades. A necessidade de transportar mídia de armazenamento para instalações externas e processar mídia armazenada em fitas manualmente é eliminada e seus arquivos se beneficiam do design e da resiliência da Nuvem AWS.

Saiba mais »

Opções de implantação do Storage Gateway

O serviço AWS Storage Gateway consiste em componentes na nuvem, incluindo o console de gerenciamento, a infraestrutura de armazenamento, os serviços e as APIs de controle e integração de back-end e o dispositivo de gateway que você implanta e conecta aos aplicativos.

Você tem quatro opções de implantação: uma máquina virtual com o software do Storage Gateway, que pode ser executada no VMware ESXi; o Microsoft Hyper-V no local, como um dispositivo de hardware local; uma máquina virtual no VMware Cloud on AWS; e uma AMI no Amazon EC2.

Storage Gateway como dispositivo de hardware

O Storage Gateway está disponível pré-instalado em um dispositivo de hardware, um servidor Dell EMC PowerEdge R640XL com uma configuração validada. O dispositivo de hardware oferece uma experiência simples de aquisição, implantação e gerenciamento para clientes com infraestrutura virtualizada limitada, processos de provisionamento de recursos centralizados e onerosos ou pessoal de TI limitado.

Saiba mais ou consulte as especificação e compre diretamente na amazon.com.

Saiba mais sobre a definição de preço do AWS Storage Gateway

Acesse a página de definição de preço