O AWS Wavelength é uma oferta de infraestrutura otimizada para aplicações móveis de computação de borda. As zonas Wavelength são implantações de infraestrutura da AWS com serviços de computação e armazenamento da AWS incorporados nas redes 5G dos provedores de serviços de comunicação (CSP), para que o tráfego de aplicações de dispositivos 5G acesse os servidores de aplicações em execução nas zonas Wavelength sem sair da rede de telecomunicações. Isso evita que a latência que resultaria do tráfego de aplicações atravesse vários saltos na Internet para chegar ao seu destino, o que permite que os clientes aproveitem ao máximo os benefícios de latência e largura de banda oferecidos por redes 5G modernas.

Você pode criar instâncias do Amazon Elastic Compute Cloud (EC2), volumes do Amazon Elastic Block Store (EBS) e sub-redes da Amazon Virtual Private Cloud (VPC) e gateways de operadora em zonas Wavelength. Você também pode usar serviços que orquestram ou funcionam com o EC2, o EBS e a VPC, como o Amazon EC2 Auto Scaling, clusters do Amazon Elastic Kubernetes Service (EKS), clusters do Amazon Elastic Container Service (ECS), o Amazon EC2 Systems Manager, o Amazon CloudWatch, o AWS CloudTrail, o AWS CloudFormation e o AWS Application Load Balancer (ALB). Os serviços do AWS Wavelength são parte de uma VPC conectada por meio de uma conexão confiável de alta largura de banda a uma região da AWS para facilitar o acesso a serviços, incluindo o Amazon DynamoDB e o Amazon Relational Database Service (RDS).

Escolha de instâncias de computação

As zonas Wavelength oferecem suporte para instâncias t3.medium, t3.xlarge e r5.2xlarge para aplicações que exigem computação econômica de uso geral. Para aplicações que exigem aceleração de GPU como, por exemplo, de transmissão de jogos e inferência de machine learning (ML) na borda, as zonas Wavelength oferecem suporte para instâncias g4dn.2xlarge.

Armazenamento do EBS

O Wavelength oferece volumes gp2 do Elastic Block Store (EBS) para o armazenamento de blocos persistente. Você pode usar volumes gp2 do EBS para volumes de inicialização ou dados e conectar ou desconectar volumes do EBS a instâncias do EC2. Ele fornece recursos de instantâneos e restauração, como também permite aumentar o tamanho do volume sem nenhum impacto na performance. Todos os volumes e snapshots do EBS são totalmente criptografados por padrão. Todos os snapshots do EBS serão armazenados usando o Amazon S3 na região associada à zona Wavelength.

Conectividade a redes 5G

VPC: as Amazon VPCs em uma conta podem ser ampliadas para abranger várias zonas de disponibilidade, incluindo zonas Wavelength. As instâncias do Amazon EC2 e os serviços relacionados aparecerão como parte da VPC regional do usuário.

Gateway de operadora: o Wavelength também introduz um novo componente para a configuração de redes, o gateway de operadora. O gateway de operadora habilita a conectividade da sub-rede do usuário na zona Wavelength com a rede do provedor de serviços de comunicação (CSP), a Internet ou a região da AWS por meio da rede do CSP. O gateway de operadora tem duas finalidades. Ele permite o tráfego de entrada de uma rede de CSP em um local específico e o tráfego de saída para a rede de telecomunicações e a Internet.

Gerenciamento e monitoramento

Você pode usar ferramentas da AWS conhecidas, como o AWS CloudFormation, Amazon CloudWatch, AWS CloudTrail e outras para executar e gerenciar workloads em zonas Wavelength como já o faz com outras workloads na nuvem. Você pode usar o AWS Cost Explorer para monitorar o custo dos seus projetos.

Standard Product Icons (Features) Squid Ink
Confira a definição de preço do produto
Saiba mais 
Sign up for a free account
Cadastre-se para saber mais
Cadastre-se 
Standard Product Icons (Start Building) Squid Ink
Confira as perguntas frequentes
Saiba mais