O que é expansão na nuvem?

Expansão na nuvem é um método de configuração que usa recursos de computação em nuvem sempre que a infraestrutura on-premises atinge o pico de capacidade. Quando as organizações ficam sem recursos de computação nos datacenters internos, elas expandem a workload extra para serviços de nuvem externos de terceiros. A expansão na nuvem é uma forma conveniente e econômica de oferecer suporte a workloads com padrões de demanda variados e picos sazonais na demanda.

Por que a expansão na nuvem é importante?

Antigamente, as organizações adquiriam e faziam manutenção da sua própria infraestrutura de computação, como servidores, dispositivos de armazenamento e hardware de rede, em um datacenter privado ou instalação de colocalização. Porém, com o advento dos provedores de nuvem de terceiros, como a Amazon Web Services, as organizações agora podem usar uma infraestrutura de computação disponível ao público que é segura, é capaz de aumentar ou reduzir a escala verticalmente com facilidade para atender às demandas de workloads e está disponível em muitas regiões do mundo. Hoje, é mais conveniente usar a infraestrutura que era totalmente gerenciada por outros. O termo nuvem pública surgiu para diferenciar a infraestrutura interna dos recursos externos de nuvem de terceiros.

Muitas organizações desejam continuar usando sua infraestrutura de computação on-premises existente e, ao mesmo tempo, obter os benefícios da nuvem pública. Elas podem implantar uma arquitetura de nuvem híbrida de expansão na nuvem para acessar recursos de nuvem pública quando não tiverem mais capacidade de computação on-premises. Ao implementar técnicas de expansão na nuvem, os consumidores de nuvem podem:

  • Usar recursos locais de forma eficiente
  • Reduzir investimentos adicionais em custos de infraestrutura on-premises
  • Aproveitar a escala e a flexibilidade que as nuvens públicas proporcionam
  • Evitar a interrupção do serviço para aplicações essenciais aos negócios causada por picos repentinos de workloads

Quando as organizações usam a expansão na nuvem?

Veja abaixo alguns exemplos comuns de casos de uso de expansão na nuvem:

Campanhas de marketing

Assim como lançamentos de produtos ou vendas sazonais, as campanhas de marketing geram um enorme fluxo de tráfego que diminui quando o evento acaba. Embora possa ser adequada em outros momentos, talvez sua capacidade de recursos on-premises não consiga gerenciar o tráfego excedente. Você pode usar a expansão na nuvem para atender às demandas de pico nesses momentos sem precisar comprar recursos de computação adicionais.

Análise de big data

Tarefas de modelagem de big data, como renderização em 3D ou machine learning, geralmente exigem mais recursos, como capacidade do processador e memória interna. Como não são a norma, essas tarefas são adequadas para expansões na nuvem para a nuvem pública. Os provedores de nuvem pública também têm recursos otimizados especialmente para tarefas de análise de big data e inteligência artificial.

Como a expansão na nuvem funciona?

Expansão na nuvem é um método de configuração que usa recursos de computação em nuvem sempre que a infraestrutura on-premises atinge o pico de capacidade. Quando as organizações ficam sem recursos de computação nos datacenters internos, elas expandem a workload extra para serviços de nuvem externos de terceiros. A expansão na nuvem é uma forma conveniente e econômica de oferecer suporte a workloads com padrões de demanda variados e picos sazonais na demanda.

Expansão manual

A expansão manual é um método de expansão na nuvem que você pode usar para provisionar e cancelar o provisionamento manualmente de serviços de nuvem pública, conforme necessário. O software de balanceamento de carga monitora o uso de recursos e envia alertas que você pode solucionar manualmente.

Prós e contras

As organizações usam a expansão manual para criar implantações de nuvem grandes, mas temporárias, para tarefas específicas. A expansão manual ajuda a testar novos projetos de expansão na nuvem. Porém, aumenta o risco de erro humano e negligências na implantação.

Expansão automatizada

A expansão automatizada usa ferramentas de expansão na nuvem para provisionar recursos de seu provedor de nuvem pública automaticamente. É possível configurar políticas que definem como a ferramenta soluciona uma demanda maior. A ferramenta provisiona, de maneira dinâmica, recursos de nuvem quando são necessários e cancela o provisionamento quando a demanda diminui.

Prós e contras

As ferramentas automatizadas de expansão na nuvem podem criar, aumentar, reduzir e remover recursos de nuvem automaticamente. Elas reduzem o risco de erro humano e usam sua infraestrutura pública e on-premises com eficiência.

Balanceamento de carga distribuído

O balanceamento de carga distribuído é um método de expansão na nuvem que opera workloads simultaneamente entre a infraestrutura de nuvem pública e seu datacenter. É necessário configurar uma implantação em espera na nuvem pública com alguma capacidade mínima. Também é necessário definir limites de carga em sua infraestrutura on-premises e distribuí-los, conforme necessário. As operações de balanceamento de carga compartilham o tráfego entre sua infraestrutura on-premises e a nuvem pública, aumentando automaticamente a escala na vertical da implantação em espera para lidar com cargas maiores.

Como as organizações podem implementar a expansão na nuvem de forma eficaz?

Para implementar a expansão na nuvem de maneira eficaz, as organizações precisam dos seguintes recursos:

Visibilidade

Os serviços do provedor de nuvem devem conter visibilidade detalhada para ajustar a expansão. Ao monitorar o uso de recursos em detalhes, as organizações podem resolver as complexidades e aumentar seus recursos de nuvem híbrida.

Eficiência

As organizações precisam implementar softwares e ferramentas capazes de orquestrar os recursos de computação em nuvem automaticamente. O balanceamento manual é eficaz somente para pequenas operações e casos de uso específicos. Para escalar com eficiência, as organizações precisam implementar a automação.

Controles

Você precisa de capacidade de monitoramento para rastrear recursos e garantir que eles sejam provisionados adequadamente sem interrupção do serviço, sobretudo nos horários de pico de demanda. Ferramentas e serviços de expansão na nuvem que implementam monitoramento e relatórios reduzem custos e aumentam a eficiência ao longo do tempo.

Como você pode implementar a expansão na nuvem na AWS?

Os serviços de nuvem híbrida da AWS oferecem uma experiência consistente da AWS entre recursos on-premises e na Nuvem AWS. Selecione entre o conjunto mais completo de serviços para criar arquiteturas de expansão na nuvem que atendam a seus requisitos e casos de uso específicos. Os serviços de nuvem incluem serviços de computação, redes, armazenamento, segurança, identidade, integração de dados, gerenciamento, monitoramento e operações.
Por exemplo, você pode usar estes serviços:

  • O AWS Storage Gateway fornece a aplicações on-premises acesso a um armazenamento na nuvem praticamente ilimitado.
  • O Amazon CloudWatch é um serviço de observabilidade que unifica a visualização de recursos e serviços em execução na AWS e on-premises.
  • O AWS Systems Manager é um hub centralizado que você pode usar para monitorar e resolver problemas operacionais por meio dos recursos on-premises e da AWS.

Comece a usar a expansão na nuvem na AWS criando uma conta da AWS hoje mesmo.

Próximos passos da expansão na nuvem com a AWS

Confira outros recursos relacionados a produtos
Saiba mais sobre serviços de expansão na nuvem 
Cadastre-se para obter uma conta gratuita

Obtenha acesso instantâneo ao nível gratuito da AWS. 

Cadastre-se 
Comece a criar no console

Comece a criar com a nuvem híbrida da AWS no Console de Gerenciamento da AWS.

Fazer login