Perguntas frequentes sobre o Amazon RDS para PostgreSQL

P: Quais versões de banco de dados são compatíveis com o Amazon RDS para PostgreSQL?
No momento, o Amazon RDS for PostgreSQL é compatível com o PostgreSQL 9.6, 10, 11, 12, 13 e 14. As informações sobre as versões secundárias compatíveis estão disponíveis no Guia do usuário do Amazon RDS.
 
P: Quais são as extensões aceitas pelo RDS for PostgreSQL?
É possível verificar a lista de extensões aceitas no Guia do usuário do Amazon RDS. Para solicitar compatibilidade com extensões adicionais, envie um e-mail para rds-postgres-extensions-request@amazon.com e inclua o nome da extensão e o caso de uso.
 
P: O RDS for PostgreSQL aceita o registro em log de auditoria?
O RDS for PostgreSQL aceita vários parâmetros que você poderá definir para registrar atividades que ocorram na sua instância de banco de dados do PostgreSQL DB. Saiba mais sobre eles ao consultar o Guia do usuário do Amazon RDS.
 
P: Existem limitações do RDS for PostgreSQL das quais preciso estar ciente?
Sim. Leia sobre as limitações das instâncias do RDS for PostgreSQL no Guia do usuário do Amazon RDS.
 
P: Como o Amazon RDS faz a distinção entre versões “principais” e “secundárias” do PostgreSQL?
No contexto do RDS for PostgreSQL, os números de versão são organizados da seguinte maneira:
Versão do PostgreSQL = X.Y.Z
Do ponto de vista do Amazon RDS, uma alteração de versão será considerada principal se a primeira ou a segunda parte do número da versão for alterada. Exemplo: da versão 9.4.X e para a versão 9.5.Y.
Uma alteração de versão será considerada secundária se a terceira parte do número da versão no lançamento for alterado. Exemplo: da versão 9.5.2 para a versão 9.5.4.
Consulte a política de versionamento do PostgreSQL para obter mais informações.
 
P: O Amazon RDS disponibiliza orientações para atualizar as versões de mecanismos ou sobre a depreciação das versões de mecanismos que no momento são aceitas?

Extensões de linguagem confiáveis para PostgreSQL

P: Por que devo usar o Trusted Language Extensions para PostgreSQL?
O Trusted Language Extensions (TLE) para PostgreSQL permite que os desenvolvedores criem extensões de alta performance do PostgreSQL e as executem com segurança no Amazon RDS. Ao fazer isso, a TLE melhora o seu tempo de introdução no mercado e elimina a carga imposta aos administradores de banco de dados para certificar códigos personalizados e de terceiros para uso em workloads de banco de dados de produção. Você pode prosseguir assim que decidir que uma extensão atende às suas necessidades. Com o TLE, os provedores de software independentes (ISVs) podem fornecer novas extensões do PostgreSQL aos clientes que executam no Amazon RDS.

P: Quais são os riscos tradicionais de executar extensões no PostgreSQL e como a TLE para PostgreSQL mitiga esses riscos?
As extensões do PostgreSQL são executadas no mesmo espaço do processo para obter alta performance. No entanto, as extensões podem conter defeitos no software e causar uma pane no banco de dados. 
O TLE para PostgreSQL oferece várias camadas de proteção para mitigar esse risco. A TLE é projetada para limitar o acesso aos recursos do sistema. A função rds_superuser pode determinar quem tem permissão para instalar extensões específicas. No entanto, essas alterações só podem ser feitas por meio da API da TLE. A TLE é projetada para limitar o impacto de um defeito na extensão a uma única conexão ao banco de dados. Além dessas medidas de proteção, a TLE é projetada para fornecer controle on-line e granular aos DBAs na função de rds-superuser sobre quem pode instalar extensões e eles podem criar um modelo de permissão para executá-las. Apenas usuários com privilégios suficientes serão capazes de executar e criar usando o comando “CREATE EXTENSION” em uma extensão TLE. Os DBAs também podem criar uma lista de “PostgreSQL hooks” permitidos que são necessários para extensões mais sofisticadas que modificam o comportamento interno do banco de dados e geralmente requerem privilégios elevados.

P: Como a TLE para PostgreSQL se relaciona/trabalha com outros serviços da AWS?
O TLE para PostgreSQL está disponível para o Amazon RDS on PostgreSQL nas versões 14.5 e superior. O TLE é implementado como uma extensão PostgreSQL em si e você pode ativá-lo pela função rds_superuser similar a outras extensões compatíveis com o Amazon RDS.

P: Em quais versões do PostgreSQL eu posso executar a TLE para PostgreSQL?
Você pode executar o
TLE para PostgreSQL no PostgreSQL 14.5 ou superior no Amazon RDS.

P: Em quais regiões as Extensões de linguagem confiáveis para PostgreSQL estão disponíveis?
O TLE para PostgreSQL está disponível em todas as regiões da AWS (exceto Regiões da AWS na China) e na AWS GovCloud.

P: Quanto custa executar a TLE?
O TLE para PostgreSQL está disponível para clientes do Amazon RDS sem custo adicional.

P: Qual a diferença da TLE para PostgreSQL para as outras extensões disponíveis para o Amazon Aurora e o Amazon RDS atualmente?
O Aurora e o Amazon RDS oferecem compatibilidade para uma lista selecionada de 85 extensões para PostgreSQL. A AWS gerencia os riscos de segurança para cada uma dessas extensões no âmbito do Modelo de Responsabilidade Compartilhada da AWS. A extensão que implementa o TLE para PostgreSQL está incluída nessa lista. As extensões que você escreve ou obtém de terceiros e instala em TLE são consideradas como parte do código da sua aplicação. Você é responsável pela segurança das suas aplicações que usam extensões TLE.

P: Quais são alguns exemplos de extensões que eu posso executar com o TLE para PostgreSQL?
Você pode criar funções de desenvolvedor, como compressão de bitmap e privacidade diferencial (como consultas estatísticas com acesso público que protegem a privacidade de indivíduos).

P: Quais linguagens de programação eu posso usar para desenvolver TLE para PostgreSQL?
No momento, o TLE para PostgreSQL é compatível com JavaScript, PL/pgSQL, Perl e SQL.

P: Como eu implanto uma extensão TLE para PostgreSQL?
Assim que a função rds_superuser ativa o TLE para PostgreSQL, você pode implantar as extensões do TLE usando o comando SQL CREATE EXTENSION de qualquer cliente PostgreSQL, como o psql. É semelhante à forma como você cria uma função definida pelo usuário em uma linguagem procedural como PL/pgSQL ou PL/Perl. Você pode controlar quais usuários têm permissão para implantar extensões TLE e usar extensões específicas.

P: Como as extensões TLE para PostgreSQL se comunicam com o banco de dados PostgreSQL?
O
TLE para PostgreSQL só pode acessar o banco de dados PostgreSQL por meio da API TLE. As linguagens compatíveis com TLE incluem todas as funções da interface de programação do servidor (SPI) do PostgreSQL e PostgreSQL hooks, incluindo o de verificação de senha.

P: Como posso saber mais sobre o projeto de código aberto do TLE para PostgreSQL?
Você pode saber mais sobre o projeto da TLE para PostgreSQL na página oficial do GitHub da TLE.

Saiba mais sobre a definição de preço de produtos

O Amazon RDS pode ser testado gratuitamente. Pague somente pelo que usar. Não há taxa mínima.  

Saiba mais 
Cadastre-se para obter uma conta gratuita

Obtenha acesso instantâneo ao nível gratuito da AWS. 

Cadastrar-se 
Comece a criar no console

Comece a usar o Amazon RDS for PostgreSQL no Console AWS.

Faça login