Como atrair clientes com novas experiências digitais

Diretores de finanças à frente de transformação

Uma conversa com Louise Higgins, diretora de finanças para tecnologia no ANZ Bank

Diretores de finanças à frente de transformação

Como diretora de finanças para tecnologia do ANZ Bank, Louise Higgins tem a missão de promover parcerias com a divisão de tecnologia a fim de promover os melhores resultados comerciais e estratégicos para o ANZ. Isso envolve ajudar os negócios com suas iniciativas de transformação digital e garantir que ela corrobore a estratégia comercial. Tania Brown, líder comercial da AWS na região Ásia-Pacífico e Japão, conversou com Louise sobre o papel crucial do diretor de finanças durante a transformação.

Escute a entrevista completa no podcast AWS Conversations with Leaders

Inovar para manter a dianteira

Um caminho diferente até a direção de finanças

Tania Brown: qual foi a jornada que a levou até seu cargo atual?

Louise Higgins: minha carreira tem sido diversa e a melhor maneira de defini-la é dizendo que fui em busca dos meus interesses. Tive uma breve passagem pelo direito, então passei sete anos na BBC em Londres enquanto a emissora mudava do analógico para o digital, com uma experiência enriquecedora entre produção, operações, finanças e administração de negócios. Em seguida, passei pela área de bancos de investimentos por alguns anos antes de administrar estações de rádio durante seis anos como diretora de operações da Nova & Smooth quando a Nova estava complementando seus negócios de rádio tradicional com novas empresas digitais adjacentes. Após uma rápida passagem por uma startup digital, assumi um grande desafio na Australian Broadcast Corporation, supervisionando o projeto de outra transformação tecnológica.

Para meu próximo cargo, eu queria o domínio executivo de trabalhar com uma empresa que estivesse passando por uma transformação tecnológica. Essa função no ANZ me proporciona isso.

 

Avançando mais rapidamente com a nuvem

Conheça e mostre o caminho

Tania Brown: por que é importante que você, como diretora de finanças, esteja envolvida na liderança de transformações de grande escala dos negócios?

image-quote-aws-orange-50x50

O diretor de finanças precisa desempenhar dois papéis importantes. Primeiramente, explicar os benefícios da mudança para os negócios e ser um tradutor entre isso e a TI.”

Louise Higgins: essas transformações são muito complexas. Elas envolvem apostas altas e não funcionam a menos que todos acreditem na necessidade de transformação e enxerguem o valor que a tecnologia proporcionará. Cada membro sênior precisa estar apaixonadamente comprometido, desde o presidente até o conselho e todas as posições de liderança, alcançando o máximo possível de níveis abaixo.

Portanto, tenho dois papéis cruciais para desempenhar como diretora de finanças.

Uma transformação digital é muito diferente dos tipos de projetos de TI aos quais as empresas estão acostumadas. Por exemplo, você está mudando de um mundo CapEx para um mundo OpEx, e esse OpEx está chegando nos lucros e perdas muito antes de você ter qualquer alívio dos custos ainda provenientes da era anterior baseada em hardware. Ou seja, você está pedindo que um negócio, os lucros e perdas, um conselho e frequentemente acionistas mergulhem de olhos fechados e aceitem que vamos perturbar nossos lucros e perdas, e também a maneira como pensamos em finanças e financiamento, na crença de que há um valor econômico muitos anos adiante. Meu primeiro papel é atrair todas essas importantes partes interessadas e trazê-las para a jornada.

O segundo papel é o de tradutor de negócios. Os tecnólogos, como esperado, estão focados no resultado da tecnologia, e nem sempre a natureza comercial do que eles estão fazendo é contemplada. Eu junto o que aspiramos fazer com a tecnologia e traduzo para as partes interessadas dos negócios, permitindo que elas tenham a confiança de que a tecnologia está corroborando a estratégia comercial.

 

Ligando os pontos com dados intersetoriais

Diretor de finanças 2.0

Tania Brown: hoje em dia a função de diretor de finanças é diferente do que era de cinco a dez anos atrás. Quais as mudanças que você observa?

Louise Higgins: há alguns anos, acredito que a consistência era uma boa parte do que atraía as pessoas para a área de finanças e a função de diretor de finanças. Contabilidade e finanças baseavam-se em regras e havia muitos registros e análises de coisas que já tinham acontecido. O elemento técnico das finanças ainda é essencial, especialmente em empresas grandes e de capital aberto, para relatórios e conformidade etc.

Mas todas as empresas estão se digitalizando de alguma maneira ou forma, muitas vezes da maneira que usam para distribuir seus produtos para os clientes, como uma emissora que passa a oferecer um serviço sob demanda ou bancos que entram no mundo online. E até mesmo nas empresas cujo modo de distribuição não tenha mudado, a cadeia de valor ou de fornecimento ou de produção mudou. Por isso, cada vez mais a tecnologia está no centro do que todas as empresas fazem, mesmo que elas não sejam do ramo de tecnologia.

Em finanças, é necessário adquirir um novo conjunto de habilidades para lidar com o desconhecido e deixar todos à vontade com isso. E isso promoveu uma grande mudança no que é exigido dos profissionais sênior de finanças. É por isso que temos visto pessoas com uma diversidade muito maior de experiências, de gerenciamento de linha ou operações, assumindo funções de direção financeira.

 

Parceria com a AWS para solucionar problemas complicados dos clientes

A mentalidade é a maior barreira

Tania Brown: qual a parte mais difícil na hora de fazer as partes interessadas aderirem à transformação digital?

Louise Higgins: a resistência a mergulhar de olhos fechados. Antes da transformação digital, até mesmo projetos de capital com longos períodos de retorno financeiro envolviam a criação de ativos reais que você pudesse ver, sentir e depreciar. Agora, muitas vezes não estamos criando e o projeto é tocado por terceiros, não é possível vê-lo e você não precisa apenas de CapEx, mas também de bastante OpEx. E normalmente o retorno sobre o investimento não fica positivo durante algo entre cinco e oito anos. Portanto, há uma barreira psicológica para obter a adesão.

image-quote-aws-orange-50x50

Em uma transformação digital, você está pedindo que um negócio, os lucros e perdas, um conselho e frequentemente acionistas mergulhem de olhos fechados.”

Descobri que frequentemente o que motiva as pessoas é o caso da inércia. “O que deve acontecer se não fizermos isso?” Talvez signifique a continuidade da manutenção de ativos legados caros respirando por aparelhos. Talvez resulte em perda de participação no mercado, conforme seus processos internos ou sua distribuição perdem a competitividade.

As empresas gostam de segurança. A maneira como você precisa agir em uma transformação pode deixar as pessoas bastante desconfortáveis. O diretor de finanças tem o pressuposto de ser objetivo e capaz de comunicar com confiança, especialmente em uma área que é nova para a maioria dos negócios, por que isso é importante e por que faz sentido, para partes interessadas internas e externas.

 

Parceria com a AWS para solucionar problemas complicados dos clientes

Um sistema de apoio de carreira para mulheres

Tania Brown: mudando um pouco de assunto, há poucas mulheres ocupando cargos de direção de finanças, apenas 16% entre as empresas listadas na ASX (Australian Securities Exchange) 200. Qual o seu conselho para mulheres que aspiram essa função?

Louise Higgins: na maioria das profissões, os primeiros degraus tendem a ter um equilíbrio de gêneros, mas isso some conforme você avança aumenta de escalão. Não acredito que corrigiremos isso com as empresas fazendo mais ou com as mulheres se esforçando mais, trata-se de algo mais estrutural. Para as mulheres, algumas vezes é mais fácil sacrificar um investimento maior em suas carreiras porque o ecossistema mais amplo de filhos, relações, interesses, amizades e família é mais importante para elas.

Uma possível saída para as mulheres reduzirem a tensão entre carreira e todo o resto é investir em um sistema de suporte de longo prazo. Ter uma babá no começo da sua vida profissional pode parecer caro. Mas serviços como babás, creches, programas escolares em tempo integral e serviços de limpeza podem ajudar na manutenção da carreira de uma mulher no longo prazo.

Os principais fatores de sucesso de Louise para a diretora de finanças dos dias de hoje

  1. Obtenha uma experiência diversificada: em vários cargos de gerência, voluntariando-se para projetos ou fora do trabalho.
  2. Entenda a tecnologia: ela não pode ser algo para alguma outra pessoa se preocupar.
  3. Obtenha uma perspectiva ampla: pergunte se há ou não iniciativas definidas.

Tania Brown: excelentes conselhos. Para encerrar Louise, você poderia compartilhar conosco sua principal lição aprendida ao liderar uma transformação de negócios de grande escala?

Louise Higgins: a principal delas é que consigo concretizar muito mais se mantiver um ritmo contínuo ao invés de investir toda a energia, descansar um pouco e então me preparar para investir toda a energia novamente. Além disso, ter sistemas de suporte em casa e no trabalho facilitam a concretização dessa consistência.

 


Sobre nossos convidados

Louise Higgins, diretora de finanças para tecnologia, ANZ Bank

Louise Higgins
Diretora de finanças para tecnologia, ANZ Bank

Louise foi indicada como diretora de finanças para a divisão de tecnologia do ANZ Bank em 2019. Nessa função, ela supervisiona a estratégia financeira e comercial para o equivalente a mais de AUD 2 bilhões em despesas. A carreira de Louise começou no escritório de advocacia Freshfield's Brushaus Deringer em Londres. Em seguida, ela passou sete anos na BBC. Em 2017, Louise assumiu o cargo de diretora de finanças e estratégia da Australian Broadcast Corporation (ABC). Ela também tem uma diversificada carreira não executiva, que inclui cargos de conselho na Commercial Radio Australia, Visit Victoria, Qudos Bank e Canteen Australia.

Tania Brown, líder comercial para a região Ásia-Pacífico e Japão, AWS

Tania Brown
Líder comercial, equipe de assuntos estratégicos, Ásia-Pacífico e Japão, AWS

Antes de integrar a Amazon, Tania foi diretora de soluções digitais e serviços de contabilidade imobiliária na CBRE. Nessa função, ela forneceu liderança em toda a Ásia para todos os assuntos relacionados a contabilidade imobiliária, de propriedade a recursos, e liderou as equipes de vendas de soluções digitais. Enquanto morava na Ásia, Tania também fundou uma startup, Jacq Leigh, uma empresa de comércio eletrônico que fornecia bolsas de notebook para mulheres. Ela passou mais de 10 anos em cargos de liderança em finanças e também é contadora com qualificação ACCA.

Um guia do líder para a transformação na nuvem
e-book
Um guia do líder para a transformação na nuvem
Dicas e truques de liderança de dois profissionais líderes em nuvem corporativa
Leia mais 
Quais são seus princípios da transformação da nuvem?
e-book
Quais são seus princípios da transformação da nuvem?
Investir seu tempo agora poupará tempo incalculável no futuro
Leia mais 
Como liderar a transformação
e-book
Como liderar a transformação
Líderes de alto escalão compartilham estratégias para liderar mudanças
Leia mais 

Newsletter do AWS Executive Insights

Receba diretamente na sua caixa de entrada os insights e as perspectivas mais recentes de executivos dentro e fora da AWS sobre tecnologia, transformação e notícias e tendências na nuvem.