Author: Paula Pimentel


#AWSSummit Insights – TrendMicro – Construindo segurança automatizada para AWS: mais perfomance, menos custos

TrendMicro participou como patrocinador Gold do AWS Summit 2016 e abriu a rodada de sessões técnicas com o case da WebMotors, plataforma que disponibiliza classificados para venda de veículos com mais de 200 mil ofertas por mês. A sessão técnica contou com o especialista em segurança Franzvictor Florim e o coordenador de TI da Web Motors, Denis Dainese.

Líder no mercado de segurança na nuvem, a Trend Micro acumula mais de 20 anos de experiência na defesa de ameaças digitais, e oferece ferramentas altamente conceituadas como Deep Security, feitas especialmente para a AWS, que impede ameaças mais rápido e protege dados em ambientes físicos, virtualizados e em nuvem. “Para você garantir segurança automatizada, basta migrar para a AWS”, concluiu Franz. Para conferir, você pode fazer um teste no portal www.trendmicro.com/AWS, com dicas e testes de segurança, abertos para todos.

Desde 2014, a WebMotors conta ainda com os peritos da CredibilIT para desenhar estratégias e gerenciar a infraestrutura de TI da empresa, desde que o portal decidiu investir mais fortemente em tecnologia. Além de permitir que a infraestrutura cresça de acordo com o négocio, a consultoria ajuda a Web Motors a economizar com um modelo financeiro em que se paga apenas pelo serviço utilizado.

(more…)

#AWSSummit Insights – VTEX: conheça a líder em e-commerce que não pára de crescer na nuvem

O comércio eletrônico é um mercado desafiador e competitivo, e à frente das soluções mais inovadoras do setor está a VTEX, líder no Brasil e em toda a América Latina, onde está presente em 14 países, atingindo um faturamento superior a R$ 50 milhões no ano passado. Com a ajuda da nuvem, só no mês de maio de 2016 a empresa lançou 1.130 versões de sua solução, que atende mais de 600 empreendimentos, entre eles, clientes de grande porte como L´Oréal, Disney e Whirlpool.

Crucial para o sucesso do negócio e para a fidelização de clientes, a experiência do consumidor no ambiente online não pode ser afetada nem mesmo durante um evento de aumento massivo de dados como a BlackFriday. Nesse contexto, Geraldo Thomaz co-CEO da VTEX, destaca que “só a nuvem é capaz de oferecer a escalabilidade necessária para atender milhões de pessoas, ao mesmo tempo, em segundos”.

Quais foram as lições do case VTEX no AWS Summit São Paulo? 

Durante o Keynote de abertura do Summit 2016, Geraldo Thomaz, explicou porquê a AWS está no núcleo dos negócios da empresa. “Nós atingimos 1.130 versões novas no último mês, graças à capacidade de escalar, mudar e se adaptar que a AWS permite. Mais do que isso, a AWS nos permite ser elásticos. Na BlackFriday, por exemplo, aumentamos dezenas de vezes o tráfico regular dos e-commerces. A gente simplesmente não conseguiria se não tivesse a AWS para acompanhar essa mudança drástica no perfil de acessos”, pontuou o co-CEO.

(more…)

#AWSSummit Insights: TI para inovar com segurança: o caso Magazine Luiza

O MagazineLuiza participou de vários debates importantes no AWS Summit 2016, e apresentou seus projetos mais inovadores, criados essencialmente na nuvem da AWS. Já em 2010, a empresa visualizou o futuro e iniciou a jornada para a nuvem. O e-commerce é hoje um dos canais de venda com mais crescimento na empresa, ofertando 44 mil produtos, enquanto as lojas físicas oferecem em torno de 9 mil. Com a AWS, o Magazine Luiza consegue entregar um valor agregado grande para os clientes finais, com um foco importante: mais agilidade e segurança.

Quem é a Magazine Luiza?
O Magazine Luiza, pioneiro no mercado de varejo desde a década de 1950, está sempre à frente de seu tempo: a inovação está no DNA da companhia, cuja equipe técnica está constantemente focada em buscar soluções novas e ferramentas de mercado. Com 39 milhões de clientes, mais de 750 lojas em 16 estados brasileiros e receita bruta que chega a R$ 16 bilhões, a líder varejista aposta cada vez mais em tecnologias disruptivas para gerar valor ao negócio. Nenhuma outras empresa de seu segmento soube melhor se adaptar ao universo digital e adotar novas oportunidades.

Como a empresa usa a nuvem para inovar?

Com o LuizaLabs, a empresa deu mais um grande passo na estratégia de digitalização das operações e das relações com seus clientes. O laboratório de inovação de TI digital tem o objetivo de criar produtos e serviços específicos para o varejo, como um aplicativo lançado no ano passado, compatível com os sistemas operacionais iOs e Android. O app traz uma série de inovações e foi desenvolvido a partir de duas premissas: maior facilidade para comprar e a máxima personalização, alavancando as vendas e melhorando a experiência do consumidor. Atualmente, os smartphones são responsáveis por 40% do tráfego online do varejo brasileiro e, logo no primeiro mês após o lançamento do projeto, a participação do m-commerce na receita geral do site cresceu 67%. O Magazine Luiza é líder absoluto entre aplicativos de comércio mobile do varejo nacional.

(more…)

#AWS Summit Insights

A partir de hoje você acompanha no blog AWS Brasil a série que criamos para trazer o melhor da cobertura do AWS Summit São Paulo 2016, que reuniu quase 4 mil pessoas no Transamerica Expo Center em torno do aprendizado na nuvem, projetado para educar novos clientes sobre a plataforma AWS e oferecer um conteúdo técnico profundo aos mais experientes. De empresários a estudantes que estão dando os primeiros passos na nuvem, o Summit proporcionou, gratuitamente, conhecimento e muito network durante um dia inteiro.

Quem esteve no Summit?

Além de apresentar as novidades nos serviços da AWS e os principais casos de sucesso no Brasil, a VP Global de Setor Público, Teresa Carlson, voltou a São Paulo, animada com a experiência da primeira visita, no Summit do ano passado. No Keynote de abertura, ela anunciou mais investimentos na nuvem da AWS no Brasil, que não pára de crescer. “O Brasil acaba de ser nomeado um dos três melhores lugares para startups em todo o mundo. O Brasil chegou na nuvem para ficar, e a AWS, que acaba de completar 10 anos, está muito entusiasmada com nossa operação aqui: tivemos 64% de crescimento e vamos continuar investindo ainda mais”, anunciou a VP Global de Setor Público da AWS.

Além das mais de 30 sessões técnicas e demos com os melhores especialistas, que abordaram macro temas como: 1) Começando na nuvem; 2) Inovação em Enterprise; 3) IoT; 4) Segurança; 5) Big Data; grandes empresas como Gerdau, Intel, VTEX, Movile, Magazine Luiza,  Rede Globo, Diebold Gas, Guia Bolso, Smiles, Kroton Educacional, Esporte Interativo, levaram ao Summit sua expertise e cases de sucesso.

O evento também contou com a participação de parceiros AWS como CredibilIT, New Relic, Dedalus, Interactive Intelligence, Equinix, Palo Alto Networks, Trend Micro, UOL Diveo, entre outros, oferecendo ainda mais conteúdo relevante ao público interessado em cloud computing e oportunidades de negócio.

Vamos apresentar todos eles aqui, para que você aprenda mais sobre a experiência deles na nuvem e se inspire a também buscar soluções inovadoras com a AWS.

 

 

A Amazon Web Services anuncia a disponibilidade de instâncias X1 para Amazon EC2

A nova família de instâncias otimizadas para memória com 2 TB e processadores Intel de alto desempenho para suportar grandes bancos de dados, processamento de big data, e HPC.

As instâncias X1 oferecem mais memória que qualquer outra instância para nuvem certificada para SAP disponível hoje.

SÃO PAULO, maio de 2016 – A Amazon Web Services, Inc. (AWS), uma empresa da Amazon.com (NASDAQ: AMZN), acaba de anunciar a disponibilidade das instâncias X1, uma nova instância Otimizada por Memória para o Amazon Elastic Compute Cloud (Amazon EC2). As instâncias X1 possuem 2 TB de memória – a maior já disponível em qualquer instância de nuvem certificada pela SAP no momento. Alimentada por quatro processadores Intel Xeon E7 8880 v3 (Haswell) de 2.3 GHz que entregam 128 vCPUs, as instâncias X1 também oferecem até 10 Gb por segundo de largura de banda dedicada para o Amazon Elastic Block Store (Amazon EBS), tornando-as ideais para bancos de dados em memória como o SAP HANA, motores de processamento de big data como Apache Spark ou Presto, e aplicações para computação de alto desempenho (HPC). As instâncias X1 são certificadas e disponíveis para SAP S/4HANA, SAP Business Suite on HANA (SoH) e SAP Business Warehouse on HANA (BWoH). Para conhecer as instâncias X1, visite https://aws.amazon.com/ec2/instance-types/x1/.

(more…)

O valor agregado de TI ao negócio: o caso BGMRodotec

A área de TI sempre foi vista como um setor a parte da empresa. No entanto, com a expansão do cloud, o ramo vem ganhando uma maior visibilidade e já se torna um parceiro direto do negócio. O TI conquistou o seu espaço e hoje é visto através de um olhar estratégico e como um modo concreto de fazer a empresa crescer.

Valter Silva, gerente comercial da BgmRodotec, a maior fornecedora latino-americana de sistemas de software de Planejamento de Recursos Empresariais (ERP) para o setor de transporte, conta um pouco como a área de TI passou a agregar valor ao negócio com sua ida à nuvem e a destacou no mercado.

(more…)

O futuro no bolso: bancos digitais

Quanto mais avança a tecnologia, mais as pessoas se acostumam com soluções práticas e criam novos hábitos de consumo. O consumidor moderno quer operar investimentos bancários na rede com a mesma facilidade com que aluga um apartamento, reserva passagens aéreas e organiza as compras do supermercado. Ele quer um serviço simples, rápido e seguro, totalmente ‘self-directed’ e, se possível, mobile. Neste contexto, o que a maioria das pesquisas sobre o mercado de serviços financeiros já previam torna-se realidade cada vez mais rápido: a expansão dos bancos digitais. São negócios modernos, inovadores, mais eficientes, e que atendem às necessidades e expectativas de clientes acostumados com as facilidades que outras ferramentas digitais já oferecem.

Portanto, ter uma estratégia de TI é uma questão de sobrevivência no chamado FinTech, o mercado de soluções que estão mudando o sistema financeiro. O cenário atual é uma excelente oportunidade para lançar negócios inovadores, e a Amazon Web Services oferece um portfolio amplo e integrado de serviços para ajudar sua empresa a começar uma revolução digital com a computação em nuvem, sem estabelecer compromissos de investimentos de longa duração.

(more…)

Representante da montadora JAC Motors no Brasil, Grupo SHC Migra Toda Sua Infraestrutura de TI para a Nuvem da Amazon


Sobre o Grupo SHC

Representante da montadora JAC Motors no Brasil, o Grupo SHC atua no ramo de concessionárias de veículos leves e importação de veículos, através de 63 concessionárias de várias bandeiras, como JAC Motors, Citröen, VW, Jaguar/Land Rover e Aston Martin.

O Desafio

O Grupo SHC precisava renovar sua infraestrutura de TI a fim de assegurar a conectividade em suas concessionárias espalhadas por todo território nacional, compatibilidade com ferramentas novas e antigas inerentes a seu ambiente, flexibilidade durante períodos de picos de uso, e interatividade para preservar a autonomia de sua equipe na utilização do sistema. Tais requisitos técnicos deveriam respeitar critérios específicos de segurança da SHC.

“Nosso hardware ficava cada vez mais obsoleto. Na medida em que o tempo passava, o custo de aquisição do hardware aumentava, uma vez que mais equipamentos ficavam desatualizados. Nosso índice de disponibilidade de sistemas caía progressivamente, pois o número de paradas programadas e não programadas aumentava”, explica Fernando Falaschi, Gerente de TI da empresa.

Todas essas condições deveriam, ainda, sustentar o desenvolvimento e modernização de seu negócio através de redução de custo com infraestrutura e agilidade na migração dos novos recursos tecnológicos; sendo esses limitados pelo espaço físico disponível à instalação de um novo hardware.

(more…)

Modernize suas aplicações da Microsoft na AWS

Para executar aplicações do Microsoft Windows, do SQL Server, do Exchange, do SharePoint ou do Lync, bem como aplicações personalizadas do .NET, você pode contar com a infraestrutura global segura da Amazon Web Services para executar facilmente aplicações do Microsoft Windows Server na nuvem. A eliminação do custo e da complexidade da compra de servidores e do gerenciamento de datacenters libera mais recursos para uso na sua solução, oferecendo maior valor aos seus clientes.

Os softwares e serviços herdados criados no Microsoft Windows Server e no Microsoft SQL Server ficam obsoletos ao longo do tempo, e o esforço e o custo para mantê-los podem elevar-se rapidamente. O novo whitepaper observa como as empresas líderes estão se modernizando com a Amazon Web Services em uma variedade de aplicações da Microsoft, desde aplicações corporativas e de negócios a plataformas de desenvolvimento.

Obtenha uma cópia gratuita deste whitepaper e conheça os benefícios de um esforço de modernização feito com a AWS e como as organizações de TI centradas na Microsoft podem começar essa jornada.

AWS Database Migration Service

Por Jeff Barr, AWS Chief Evangelist 
Atualmente você armazena dados relacionais em um banco de dados local Oracle, SQL Server, MySQL, MariaDB ou PostgreSQL? Você gostaria de movê-los para a nuvem AWS com praticamente nenhum tempo de inatividade para que você possa tirar proveito da escala, eficiência operacional e a multiplicidade de opções de armazenamento de dados que estão disponíveis para você?

Se assim for, o novo AWS Database Migration Service (DMS) é para você! Anunciado pela primeira vez no ano passado na AWS re:Invent, nossos clientes já usaram o AWS DMS para migrar mais de 1.000 bancos de dados locais para a AWS. Você pode mover os bancos de dados, na escala de terabyte ao vivo para a nuvem, com opções de manter a sua plataforma de banco de dados existente ou fazer o upgrade para uma nova que melhor corresponda às suas necessidades.  Se você estiver migrando para uma nova plataforma de banco de dados como parte de sua mudança para a nuvem, a ferramenta AWS Schema Conversion Tool irá converter seus esquemas e procedimentos armazenados para uso na nova plataforma.

O AWS Database Migration Service funciona através da criação e gestão de uma instância de replicação na AWS. Esta instância descarrega os dados da fonte de dados e carrega-os na base de dados de destino e pode ser usado para uma migração de uma só vez seguido da replicação em curso para suportar uma migração que acarreta em um tempo mínimo de paralisação.  Ao longo do caminho o DMS lida com muitos dos detalhes complexos associados à migração, incluindo a transformação de tipo de dados e conversão de uma plataforma de banco de dados para outra (Oracle para Aurora, por exemplo). O serviço também monitora a replicação e a saúde da instância, notificando se algo der errado e dispõe automaticamente uma instância de substituição, se necessário.

O serviço suporta muitos cenários de migração diferentes e opções de rede. Um dos parâmetros deve estar sempre na AWS; o outro pode ser no local, rodando em uma instância EC2 ou rodando em uma instância de banco de dados do RDS. A origem e o destino podem residir no mesmo Virtual Private Cloud (VPC) ou em dois VPCs separados (se você estiver migrando de um banco de dados em nuvem para outra). Você pode se conectar a um banco de dados no local através da Internet pública ou via AWS Direct Connect.

Saiba mais sobre os passos para migrar um banco de dados e informações técnicas detalhadas, no AWSHub.