O blogue da AWS

Caso Celular Direto

“O que a AWS oferece é alta disponibilidade, facilidade e autonomia de gerência de recursos. A Amazon viabiliza nossas ideias. Nós conseguimos lançar um projeto novo em apenas uma semana.”

– Marcelus Soares da Silva, Gerente de Projetos da Celular Direto.

 

Com toda sua infraestrutura na nuvem, a Celular Direto desenvolve novas tecnologias para atendimento e venda de serviços pela internet de todas as principais operadoras de telefonia celular do Brasil. Com a AWS, a empresa já quadruplicou de tamanho nos últimos dois anos, e está expandindo a operação para outras regiões da América Latina. A tecnologia da Celular Direto revolucionou e facilitou o relacionamento dos clientes com as operadoras. Do total de pedidos, 87% são feitos online, além de 10% via chat, e somente 3% por telefone. Tudo isso sem afetar o processamento de dados da empresa, que consegue garantir segurança e transparência para um mercado competitivo como o da telefonia celular.

Sobre a Celular Direto

Por trás dos serviços online das grandes operadoras de telefonia celular no Brasil existe uma única empresa de tecnologia. A Celular Direto tem como base de trabalho a busca de soluções para maior conversão e aproveitamento do fluxo online das mesmas, desenvolvendo com sua equipe de TI novos processos de venda de forma escalável, baseados em inovação e tecnologia, com uma experiência simples para o cliente.

“Desenvolvemos tecnologia para as principais operadoras do Brasil, para que elas possam vender serviços. Automatizamos programas para realizarem ativação dos serviços solicitados. Enquanto o tempo de ativação manual de um serviço solicitado pelo internauta é de oito minutos, o software desenvolvido ativa mais de 50 linhas em um minuto. O mesmo gerou um enorme volume de vendas para as operadoras.”, explica o Gerente de Projetos, Marcelus Soares da Silva.

Com sede no Rio de Janeiro, a empresa precisou alugar novas salas comerciais em poucos meses e contratar uma equipe de TI de quase 40 pessoas para expandir seu negócio, que cresce em ritmo acelerado.

Para se ter uma ideia do tamanho do negócio, atualmente a Celular Direto processa em seus servidores na nuvem, para principais operadoras, mais de 2 milhões de visitas e mais de 470 mil pedidos por mês, sendo 376 mil online. A empresa cria tecnologias para todo o atendimento ao cliente, com cerca de 420 mil atendimentos por mês via chat, e outros cerca de 110 mil por telefone.

“O processamento todo está na nuvem, e a empresa já nasceu assim”, pontua Marcelus. “São quase 5 mil ativações por dia, todas feitas no ambiente da Amazon. Nós temos um volume de 470 mil pedidos por mês sendo processados no Amazon EC2“, complementa Leandro Caetano, Coordenador de Compliance.

O Desafio

Como uma empresa já nascida na nuvem, a Celular Direto já se beneficia, desde o início, da agilidade, da flexibilidade e da escalabilidade que permitiu o crescimento de suas operações sem comprometer os investimentos da empresa. Mas o grande desafio era a segurança: era crucial garantir que empresas concorrentes confiassem no negócio, sabendo que seus dados estarão sempre protegidos dos outros players.

“Nós movimentamos, no total, 150 mil linhas ativadas nas operadoras por mês. Nós conseguimos trabalhar com todas elas de forma segura, porque, claro, as operadoras exigem o máximo de confidencialidade e integridade das informações. Mas a Celular Direto já conquistou essa credibilidade de transacionar isso de forma segura, e que seja transparente só para aquela operadora, sem que as outras possam ter sequer visão do que está sendo transacionado pelas outras. E é a nuvem que proporciona essa segurança”, explica Leandro Caetano. “Nós estamos fazendo uma parceria com a Trend Micro também, que vai ajudar bastante na questão da segurança, e a gente tem a New Relic também, para o monitoramento.”

A Celular Direto já nasceu na nuvem. Quando a empresa foi fundada, o site inicialmente foi construído com um servidor local, mas logo no primeiro semestre a empresa migrou todo o sistema em cloud, em apenas uma semana. Logo depois, a empresa já estava crescendo, sustentada pela AWS, em uma média de 10% ao mês.

Por que a Amazon Web Services?

Antes da AWS, a empresa enfrentou problemas de escalabilidade. “No início, um dia deu um pico em nosso servidor local: aumentou um pouquinho o fluxo, e ele caiu. Nós logo vimos que tínhamos que melhorar isso. Qual a solução que a gente tem no mercado hoje? Amazon. A Celular Direto, nos últimos quatro anos, começou a crescer absurdamente, sem perder dados de clientes, porque estava tudo na Amazon e os servidores não caem”, elogia o Coordenador de Compliance.

“A gente tem um suporte da Amazon muito bom, mas poucas vezes precisamos utilizá-lo. Geralmente a gente vai à Amazon quando temos uma ideia tecnológica, algo que imaginamos que seria bom se já existisse. E quando recorremos à Amazon, o feedback é sempre positivo. Isso é muito legal.”

Entre as novas ideias possibilitadas pela AWS estão os totens de auto-atendimento desenvolvidos pela empresa.

“A Celular Direto está desenvolvendo um novo conceito de venda de serviços de telefonia, o auto-atendimento. Iremos disponibilizá-lo em vários locais do Rio de Janeiro, como nos aeroportos. Qualquer pessoa vai poder solicitar qualquer serviço, como, por exemplo, uma portabilidade, uma aquisição de uma nova linha, ou um novo chip, e isso vai sair na hora”, explica Marcelus. “Essa cultura do auto-atendimento ainda não existe no Brasil, ou seja, traremos para o Brasil uma nova cultura de relacionamento de contratação de serviços das operadoras. Nós queremos levar real valor ao cliente.”

A Celular Direto lançou uma parceria com um gigante varejista. Além do auto-atendimento desenvolvido pela empresa, eles criaram um aplicativo para ser usado pelos vendedores nas lojas físicas dessa gigante do mercado de varejo. O app vai agilizar a venda de aparelhos e planos de operadoras de celular nas lojas em todo o Brasil.

Os Benefícios

A Celular Direto tem alguns pontos fortes que a Amazon ajudou a construir, como a automação. “Os servidores rápidos ajudam a gente a construir soluções mais rápidas, assim a operadora vai ficando mais satisfeita. A gente tem tudo na AWS, de forma segura, sem perder dados, sem perder comunicação. E a AWS nos ajuda até no nosso network. Nossa internacionalização é toda suportada pela AWS”, diz Caetano.

“Hoje a Celular Direto tem um custo de US$ 10 mil por mês, mais ou menos. Com a nova arquitetura, vamos receber um desconto, e vamos aumentar esse custo, mas não na proporção que isso deveria ter. Nós estávamos com um problema de pagamento, que nós vamos resolver com a ajuda da IPSense, que nos ajuda a pagar em boleto. A Amazon nos ajudou nisso, e eles resolveram tudo isso de uma forma muito rápida. Engraçado foi que nós pensamos que nosso custo fosse aumentar, mas na verdade ele reduziu”, explica o Gerente de Projetos.

“A Celular Direto cresceu exponencialmente, mas o custo se manteve. Isso é muito bacana. É natural uma infraestrutura crescer e o custo crescer junto, mas no nosso caso, não. O custo se manteve, e isso permitiu nosso crescimento sem maiores investimentos”, complementa o Coordenador de Compliance, Leandro Caetano.

Próximos Passos

Atualmente, a empresa está aumentando ainda mais a segurança das operações adotando boas práticas e normas internacionais como ISO 27001 e PCI DSS (Indústria de Cartões de Pagamento), projetada para prevenir fraudes através de controles mais rígidos sobre os dados e sobre a exposição dos dados ao comprometimento.

“Hoje a gente utiliza os serviços das instâncias de Amazon EC2, ligados à banco de dados em ambiente Amazon RDS, utilizamos também os serviços de Elastic Load Balancing, Auto Scalling, SQS, Cloudwatch“ e Route 53, destaca Marcelus.