Crie um banco de dados MariaDB e conecte-se a ele,

com o Amazon RDS

Introdução

Neste tutorial, você aprenderá a criar um ambiente para executar seu banco de dados MariaDB (nós chamamos este ambiente de “instância”), conectar-se ao banco de dados e excluir a instância de banco de dados. Faremos isso usando o Amazon Relational Database Service (Amazon RDS) e todas as atividades realizadas neste tutorial estão qualificadas para o nível gratuito.

 

 Custo para a conclusão

Nível gratuito

 Serviços usados

Gerenciar seus recursos da AWS

Implementação

  • Entre no console do RDS

    Clique aqui para abrir o Console de Gerenciamento da AWS em uma nova janela do navegador, para que você possa manter aberto este guia detalhado. Quando esta tela for carregada, localize RDS em Database (Banco de dados) e clique para abrir o console do Amazon RDS.

    Console de gerenciamento da AWS
  • Criar uma instância MariaDB

    Nesta etapa, usaremos o Amazon RDS para criar uma instância MariaDB com a classe de instância de banco de dados db.t2.micro, 20 GB de armazenamento e backups automáticos habilitados com período de retenção de um dia.  Lembre-se de que tudo isso está qualificado para o nível gratuito.

    a. No canto superior direito do console do Amazon RDS, selecione a Região na qual deseja criar a instância de banco de dados.

    Observação: os recursos da Nuvem AWS são armazenados em instalações de datacenters altamente disponíveis em diferentes área do mundo. É possível escolher em qual região deseja hospedar suas atividades do Amazon RDS. 

    No canto superior direito do console do Amazon RDS, selecione a Região na qual deseja criar a instância de banco de dados.

    b.   Na seção Create database (Criar banco de dados), escolha Create database (Criar banco de dados).

    Na seção Create database (Criar banco de dados), escolha Create database (Criar banco de dados).

    c.  Agora você tem opções para selecionar o mecanismo. Neste tutorial, escolha o ícone MariaDB, selecione default DB engine version (versão do mecanismo de banco de dados padrão) e escolha o template Free Tier (Nível gratuito).

    Selecionar mecanismo do PostgreSQL

    d. Agora, você configurará a instância de banco de dados. 

    A lista abaixo mostra exemplos de configurações que você pode utilizar neste tutorial:

    Configurações:

    • DB instance identifier (identificador de instância de banco de dados): digite um nome para a instância de banco de dados que seja exclusivo para sua conta na região selecionada. Neste tutorial, insira myrdstest.
    • Master username (Nome do usuário principal): digite um nome de usuário que você usará para fazer login na instância de banco de dados. Usaremos masterUsername neste exemplo.
    • Master password (Senha principal): digite uma senha que contenha entre 8 e 41 caracteres ASCII imprimíveis (com a exceção de /," e @) como senha do usuário principal.
    • Confirm password (Confirmar senha): digite a senha novamente.
    Exibição de configurações

    Especificações da instância:

    • DB instance class (Classe da instância do banco de dados): selecione o padrão, db.t2.micro --- 1 vCPU, 1 GIB RAM. Isso equivale a uma memória de 1 GB e 1 vCPU. Para ver uma lista dos tipos de instância compatíveis, consulte Preços do Amazon RDS.
    • Storage type (Tipo de armazenamento): selecione General Purpose (SSD) (Uso geral [SSD]). Para mais informações sobre armazenamento, consulte o armazenamento para Amazon RDS.
    • Allocated storage (Armazenamento alocado): selecione o padrão 20 para alocar 20 GB de armazenamento para o banco de dados. Você pode aumentar a escala na vertical até um máximo de 64 TB com o Amazon RDS for MariaDB.
    • Enable storage autoscaling (Habilitar autoescalabilidade de armazenamento): se a sua workload for cíclica ou imprevisível, você poderá habilitar a autoescalabilidade do armazenamento para permitir que o RDS aumente automaticamente a escala do armazenamento na vertical, quando necessário. Essa opção não se aplica a este tutorial.
    • Multi-AZ deployment (implantação multi-AZ): esta opção não se aplica a este tutorial. O uso de uma implantação multi-AZ provisionará e manterá automaticamente uma réplica em espera síncrona em outra zona de disponibilidade. Vale ressaltar que você precisará pagar pela implantação multi-AZ. Para obter mais informações, consulte Implantação de alta disponibilidade
    Exibição de configurações

    e. Agora, você está na seção Connectivity (Conectividade), na qual você disponibiliza informações adicionais de que o RDS precisa para iniciar a instância de banco de dados MariaDB. A lista abaixo mostra as configurações para nosso exemplo de instância de banco de dados.

    Network & Security (Rede e segurança)

    Configurações de conectividade adicionais

    • Subnet group (Grupo de sub-rede): escolha o grupo de sub-rede default (padrão). Para mais informações sobre grupos de sub-rede, consulte Trabalhar com grupos de sub-redes de banco de dados.
    • Public accessibility (Acessibilidade pública): escolha Yes (Sim). Isso alocará um endereço IP para a sua instância de banco de dados, permitindo conectar-se diretamente ao banco de dados por meio do seu próprio dispositivo.
    • Availability zone (Zona de disponibilidade): selecione No Preference (Sem preferência). Consulte Regiões e zonas de disponibilidade para obter mais detalhes.
    • VPC security groups (Grupos de segurança de VPC): escolha Create new VPC security group (Criar novo grupo de segurança de VPC). Será criado um grupo de segurança que permitirá a conexão do endereço IP do dispositivo usado no momento para o banco de dados criado.
    • Port (Porta): deixe o valor padrão de 3306.
    Exibição de configurações

    Na seção Configurações adicionais:

    Opções de banco de dados

    • Database name (Nome do banco de dados): digite um nome de banco de dados que tenha entre 1 e 64 caracteres alfanuméricos. Se você não preencher este campo, o Amazon RDS não gerará automaticamente um banco de dados na instância que você está criando.
    • DB parameter group (Grupo de parâmetros de banco de dados): use o valor padrão. Para obter mais informações, consulte Trabalhar com grupos de parâmetros de banco de dados.
    • Option group (Grupo de opões): deixe o valor padrão. O Amazon RDS usa grupos de opções para habilitar e configurar recursos adicionais. Para obter mais informações, consulte Trabalhar com grupos de opções.

    Criptografia
    Esta opção não está disponível no nível gratuito. Para mais informações, consulte Criptografar recursos do Amazon RDS.

    Backup

    • Backup Retention Period (Período de retenção de backup): você pode escolher o número de dias de retenção do backup. Neste tutorial, defina este valor como 1 dia.
    • Backup Window (Janela de backup): use o valor padrão No Preference (Sem preferência).

    Monitoramento

    • Disable enhanced monitoring (Desabilitar monitoramento aprimorado): use o valor padrão para permanecer no nível gratuito. A habilitação do monitoramento aprimorado disponibilizará a você métricas em tempo real do sistema operacional (SO) no qual a instância de banco de dados é executada. Para obter mais informações, consulte Visualizar métricas da instância de banco de dados.
    Exibição de configurações

    Manutenção

    • Auto minor version upgrade (Upgrade automático de versões secundárias): selecione Enable auto minor version upgrade (Habilitar upgrade automático de versões secundárias) para receber atualizações automáticas quando elas forem disponibilizadas.
    • Maintenance window (Janela de manutenção): selecione No preference (Sem preferência).

    Proteção contra exclusão
    Desmarque Enable deletion protection (Habilitar proteção contra exclusão) neste tutorial. Quando essa opção está habilitada, não é possível excluir o banco de dados.

    Clique em Create database (Criar banco de dados).

    Exibição de configurações

    f. A instância de banco de dados está sendo criada agora.  Clique em View Your DB Instances (Exibir suas instâncias de banco de dados).

    Clique em Instances (Instâncias) para monitorar o status de execução da instância de banco de dados. Quando o status mudar de creating (criando) para available (disponível), a instância de banco de dados estará pronta para uso.

    Observação: pode levar vários minutos até que a nova instância de banco de dados seja disponibilizada. Você pode avançar para a próxima etapa enquanto espera.

    A instância de banco de dados está sendo criada agora. Clique em View Your DB Instances (Exibir suas instâncias de banco de dados).
  • Baixar um cliente SQL

    Depois que a instância de banco de dados for criada e o status mudar para available (disponível), você poderá se conectar a um banco de dados nela usando qualquer cliente SQL padrão. Como o MariaDB é compatível com o MySQL, faremos o download do MySQL Workbench, um conhecido cliente MySQL.

    a. Acesse o Baixar MySQL Workbench para baixar e instalar o MySQL Workbench. Para obter mais informações sobre o uso do MySQL, acesse a documentação do MySQL

    Observação: lembre-se de usar o MySQL Workbench no mesmo dispositivo que usou para criar a instância de banco de dados. O grupo de segurança em que o banco de dados é inserido está configurado para só permitir a conexão pelo dispositivo usado para criar a instância de banco de dados.

    Baixar o SQL Workbench

    b. Você será solicitado a fazer login, cadastrar-se ou iniciar o download.  Você pode clicar em No thanks, just start my download  (Não, obrigado/a, basta iniciar meu download) para fazer um download rápido.

    Download do MySQL
  • Conectar-se à instância MariaDB

    Nesta etapa, nos conectaremos ao banco de dados que você criou usando o MySQL Workbench.

    a. Inicie a aplicação MySQL Workbench e acesse Database > Connect to Database (Banco de dados > Conectar ao banco de dados) (Ctrl+U) na barra de menus.

    Aplicação MySQL Workbench

    b. Uma caixa de diálogo será exibida.  Insira o seguinte:

    • Hostname (Nome de host): você pode encontrar o nome de host no console do Amazon RDS, como mostrado na captura de tela à direita.  Insira ou cole o nome de host da instância de banco de dados que está executando o mecanismo de banco de dados MariaDB. Por exemplo, o nome de host pode ser: myrdstest.cg034hpkmmjt.us-east-1.rds.amazonaws.com.
    • Port (Porta): o valor padrão deve ser 3306.
    • Username (Nome de usuário): digite o nome de usuário que você criou para o banco de dados do Amazon RDS.  Nosso exemplo é “masterUsername”.
    • Password (Senha): clique em Store in Vault (Armazenar no Vault) e digite a senha usada durante a criação do banco de dados do Amazon RDS.

    Clique em OK

    Caixa de diálogo

    c. Agora você está conectado ao banco de dados. No MySQL Workbench, você verá vários objetos de esquema disponíveis no banco de dados. Agora você pode começar a criar tabelas, inserir dados e executar consultas.

    Agora você está conectado ao banco de dados
  • Excluir a instância de banco de dados

    Você pode excluir facilmente a instância de banco de dados MariaDB no console do Amazon RDS. A prática recomendada é excluir instâncias que não estão mais sendo utilizadas para que você não seja cobrado por elas.

    a. Volte ao console do Amazon RDS.  Selecione Databases (Banco de dados), selecione a instância que quer excluir e selecione Delete (Excluir) no menu suspenso Actions (Ações).

    Selecione Delete (Excluir) em Actions (Ações)

    b. Você será solicitado a criar um snapshot final e confirmar a exclusão. No nosso exemplo, não crie um snapshot final, confirme que deseja excluir a instância e clique em Delete (Excluir). 

    Observação: a exclusão da instância de banco de dados pode levar alguns minutos

    Tela de exclusão

Este tutorial foi útil?

Agradecemos a sua atenção
Gostaríamos de saber do que você gostou.
Fechar
Desculpe por ter desapontado
Encontrou algo desatualizado, confuso ou incorreto? Envie seus comentários para nos ajudar a melhorar este tutorial.
Fechar

Parabéns!

Com o Amazon RDS, você criou uma instância de banco de dados MariaDB, conectou-se a ela e a excluiu.  O Amazon RDS facilita a configuração, a operação e a escalabilidade de um banco de dados relacional na nuvem. Ele fornece uma capacidade com bom custo-benefício e redimensionável enquanto gerencia tarefas demoradas de administração do banco de dados, permitindo que você se concentre nas aplicações e nos negócios.