DowJones_Customer-Reference_Logo@2x

Estudo de caso da Dow Jones

2014

A Dow Jones & Company, sediada em Nova York, é um fornecedor global de notícias e informações de negócios que disponibiliza conteúdo para clientes e empresas por meio de jornais, sites, aplicativos móveis, vídeo, newsletters, revistas, bancos de dados proprietários, conferências e rádio. Uma das maiores operações de coleta de notícias do mundo, a empresa emprega cerca de 2.000 jornalistas em mais de 50 países. A Dow Jones é proprietária do The Wall Street Journal, do Barron’s, do MarketWatch e do DJX, sua principal plataforma de notícias e análises. A Dow Jones publica em 13 idiomas e distribui conteúdo em 28 idiomas, combinando tecnologia com notícias e dados para apoiar a tomada de decisões empresariais. A empresa foi pioneira com o primeiro site pago bem-sucedido de notícias online. Sua inovação, líder do setor, permite atender aos clientes em qualquer lugar, usando a web, dispositivos móveis, televisores conectados à Internet e a tablets.

inicie um tutorial de python
CustomerReferences_QuoteMark

O uso da AWS possibilita que a Dow Jones agilize o desenvolvimento de produtos geradores de receita. Graças à AWS, agora, nós criamos mais produtos e gastamos menos tempo executando um datacenter. Nossa velocidade geral de desenvolvimento de produtos aumentou em pelo menos 30%.

Stephen Orban
Diretor de TI e Gerente global de tecnologia, Dow Jones

O desafio

Os investidores usam a Dow Jones para saber mais sobre o que ocorre em mercados financeiros de todo o mundo. “Nossa missão é iluminar os cantos escuros do mundo, destacando notícias que afetam a tomada de decisões”, disse Stephen Orban, diretor de tecnologia da informação e diretor global de tecnologia. A empresa depende de um tecnologia de vanguarda para manter os clientes atualizados com as mais recentes notícias.

Na Ásia, cerca de 12,8 milhões de pessoas usam WSJ.com, que gera cerca de 90 milhões de visualizações de páginas a cada mês. Quando o leasing do datacenter da Ásia terminou, no início de 2013, a empresa precisou encontrar uma alternativa que ajudasse os desenvolvedores a se concentrarem em aplicativos de geração de receita, em vez de na manutenção do datacenter. Além disso, a Dow Jones queria reduzir a latência para os clientes da Ásia e evitar a demora na aquisição e na configuração de hardware. “Prefiro que a minha equipe crie produtos em vez de operar datacenters”, afirmou Orban. “Agora que datacenters são uma commodity, é exatamente isso que conseguimos fazer.”

Por que a Amazon Web Services

A AWS foi escolhida pela Dow Jones pela ajuda recebida na aceleração da introdução de produtos no mercado. “Nossos aplicativos dependiam de uma determinada versão de banco de dados”, lembrou Orban, “e muita lógica de redirecionamento era executada em um load balancer de hardware. Todo o software que não é da AWS que usamos funciona no Amazon Elastic Compute Cloud (Amazon EC2), fazendo com que seja possível fazer troca enquanto se trabalha na otimização do ambiente.”

A empresa precisou de cerca de seis semanas para mudar do datacenter em Hong Kong para a AWS. O produto WSJ.com, executado na AWS em Tóquio, usa várias zonas de disponibilidade em instâncias do Amazon EC2 para executar o código do aplicativo da Dow Jones e os bancos de dados Oracle. Instâncias do Elastic Load Balancing são usadas para rotear o tráfego dos aplicativos entre os serviços, load balancers de terceiros são usados para balancear o tráfego de usuários e aceleradores de WAN são usados para aprimorar a replicação de bancos de dados. A Dow Jones também usa os serviços Amazon CloudWatch, AWS Identity and Access Management (Amazon IAM) e Amazon Virtual Private Cloud (Amazon VPC).

A empresa também usa a AWS para o DJ Chat, um aplicativo interno que permite que usuários registrados conversem entre si. O aplicativo inclui compartilhamento de conteúdo e videoconferências. A empresa pretende lançar o DJ Chat em seus produtos voltados ao cliente nos próximos meses.

Os benefícios

Agora, a Dow Jones processa todo o tráfego da Ásia na AWS. “O uso da AWS possibilita que a Dow Jones agilize o desenvolvimento de produtos geradores de receita”, disse Orban. "Graças à AWS, agora, nós criamos mais produtos e gastamos menos tempo executando um datacenter. Nossa velocidade geral de desenvolvimento de produtos aumentou em pelo menos 30%.

Orban prevê a disponibilização de mais melhorias. “A conectividade de rede pela Internet para a Ásia nem sempre é a ideal”, diz ele, “e a alta latência ou a perda de pacotes pode levar a problemas intermitentes nos aplicativos e conteúdo desatualizado. O envolvimento de recursos para isolar esses tipos de problemas é demorado e retarda a criação de novos recursos. O gerenciamento remoto de falhas e atualizações de hardware é um desafio. Usando a AWS, nos livramos da maior parte dessa sobrecarga.”

A empresa também conseguiu reduzir os custos em 25%, mais de 40.000 USD por ano, em relação ao custo do leasing de um datacenter. Essa economia se repete a cada ano de uso da AWS. “Não precisaremos nunca atualizar o hardware. Isso gera uma economia significativa para a Dow Jones”, afirmou Orban.

“O uso da AWS nos permite ser ágeis”, continua Orban. “Por que devo gastar tempo para aprender a operar um banco de dados ou um cluster do Hadoop, quando posso ter custos previsíveis na nuvem AWS e evitar responsabilidades operacionais desnecessárias?”

Para o futuro, a empresa pretende ampliar o número de aplicativos baseados na AWS oferecidos em seus produtos. O DJ Chat, que será lançado ainda neste ano, responde por dezenas de milhares de mensagens por dia e tem milhares de usuários conectados em um determinado momento. Além disso, a Dow Jones está trabalhando em um algoritmo de personalização de conteúdo para execução na AWS e criando ferramentas de análise para sugerir conteúdo e tópicos populares para os clientes interessados.

A mudança de cultura e a migração para a nuvem permitem que a Dow Jones assuma mais riscos. “É difícil incluir alta disponibilidade no projeto de um único datacenter. Isso gera projetos complexos e processos pesados, o que faz com que as pessoas não fiquem dispostas a correr riscos. O uso da AWS simplifica muito a inclusão de disponibilidade nos projetos. Além disso, é um alívio não se preocupar com questões de capacidade, que é praticamente impossível prever para novos produtos.”

News Corp discute planos de migração de datacenters para a AWS (4:51)

Sobre a Dow Jones

A Dow Jones & Company, sediada em Nova York, é um fornecedor global de notícias e informações de negócios que disponibiliza conteúdo para clientes e empresas por meio de jornais, sites, aplicativos móveis, vídeo, newsletters, revistas, bancos de dados proprietários, conferências e rádio. 


Serviços da AWS usados

Amazon EC2

O Amazon Elastic Compute Cloud (Amazon EC2) é um web service que disponibiliza capacidade computacional segura e redimensionável na nuvem. Ele foi projetado para facilitar a computação em nuvem na escala da web para os desenvolvedores.

Saiba mais »

Amazon VPC

A Amazon Virtual Private Cloud (Amazon VPC) permite provisionar uma seção da Nuvem AWS isolada logicamente na qual é possível executar recursos da AWS em uma rede virtual que você mesmo define.

Saiba mais »

Elastic Load Balancing

O Elastic Load Balancing distribui automaticamente o tráfego de entrada de aplicativos entre diversos destinos, como instâncias do Amazon EC2, contêineres, endereços IP e funções Lambda.

Saiba mais »

Amazon CloudWatch

O Amazon CloudWatch é um serviço de monitoramento e observação criado para engenheiros de DevOps, desenvolvedores, Site Reliability Engineers (SREs – Engenheiros de confiabilidade de sites) e gerentes de TI.

Saiba mais »

AWS Identity and Access Management

O AWS Identity and Access Management (IAM) permite que você gerencie com segurança o acesso aos serviços e recursos da AWS.

Saiba mais »


Comece a usar

Empresas de todos os portes em todos os setores estão transformando seus negócios diariamente usando a AWS. Entre em contato com nossos especialistas e inicie sua própria jornada para a Nuvem AWS hoje mesmo.