Pague conforme o uso, sem taxas iniciais. Não há taxa mínima. Os preços abaixo se aplicam às edições compatíveis com MySQL e PostgreSQL do Amazon Aurora, exceto onde indicado.

Instâncias de banco de dados

Selecione “MySQL-Compatible Edition” ou “PostgreSQL-Compatible Edition” para ver a definição de preço da instância de banco de dados.

  • Edição compatível com MySQL

    Selecione para ver detalhes sobre as opções de definição de preço da edição compatível com MySQL

    Definição de preço de instância sob demanda

    As instâncias sob demanda permitem que você pague pelo seu banco de dados por hora, sem nenhum compromisso em longo prazo ou pagamentos prévios. Isso isenta você do custo e da complexidade de planejar e comprar capacidade de banco de dados além de suas necessidades. A definição de preço sob demanda permite que você pague conforme usa e é ideal para o desenvolvimento, teste e cargas de trabalho curtas.

    A definição de preço é calculada por hora de instância de banco de dados consumida, do momento em que uma instância de banco de dados é iniciada até que ela seja interrompida ou excluída. As instâncias-hora parciais de banco de dados são cobradas em incrementos de um segundo, com uma cobrança mínima de 10 segundos, depois que o status muda para um status faturável, como criação, início ou modificação da classe de instância do banco de dados.

    A definição de preço da instância se aplica tanto às instâncias principais, usadas para cargas de trabalho de leitura e gravação, quanto às réplicas do Amazon Aurora, usadas para escalar leituras e aprimorar o failover. A tecnologia Multi-AZ do Amazon RDS é usada no failover para uma de suas réplicas, caso ocorra uma interrupção. O custo das implantações Multi-AZ é simplesmente o custo da instância principal, mais o custo de cada réplica do Amazon Aurora. Para maximizar a disponibilidade, recomendamos que se coloque pelo menos uma réplica em uma zona de disponibilidade diferente da instância principal.

    Créditos de CPU T3

    As instâncias de BD T3 do Amazon Aurora são executadas em Modo ilimitado, o que significa que você será cobrado se o uso médio de CPU durante o decurso de um período de 24 horas exceder a linha de base da instância. Os Créditos de CPU são cobrados em 0,09 USD por Hora de vCPU. A definição de preço dos créditos de CPU é a mesma para todos os tamanhos de instância T3 em todas as regiões e não é coberta por instâncias reservadas.

    Definição de preço do Amazon Aurora Serverless

    O Amazon Aurora Serverless é uma configuração de auto scaling sob demanda que ajusta automaticamente a capacidade do banco de dados de acordo com as necessidades da aplicação. Com o Aurora Serverless, você só paga pelo consumo de capacidade, armazenamento e E/S do seu banco de dados quando ele está ativo. A capacidade do banco de dados é automaticamente expandida ou reduzida, de acordo com as necessidades da carga de trabalho da aplicação. Em períodos de inatividade, as instâncias são encerradas, fazendo você economizar dinheiro e tempo de administração. O Aurora Serverless calcula a capacidade do banco de dados em unidades de capacidade do Aurora (ACUs) faturadas por segundo. 1 ACU tem aproximadamente 2 GiB de memória com CPU e redes correspondentes, de forma semelhante ao que é usado em instâncias provisionadas do Aurora.

    Aurora Serverless v2 (demonstração)

    O uso do Aurora Serverless v2 em demonstração é gratuito até 31/12/2020. Posteriormente, a definição de preço a seguir será aplicada. 

    Expandir latência

    Escalonamento instantâneo para centenas de milhares de transações por segundo

    Reduzir latência

    Até 15 vezes mais rápida (<1 minuto)

    Capacidade inicial

    0,5 ACU

    Granularidade da capacidade

    Minucioso, com incrementos tão pequenos quanto 0,5 ACU

    Réplicas de leitura

    Até 15 réplicas do Aurora para escalabilidade de leitura

    Multi-AZ e SLA

    Distribua réplicas de leitura em zonas de disponibilidade distintas para garantir alta disponibilidade. Consulte o Amazon Aurora SLA para obter detalhes.

    Aurora Global Database

    Acesso a dados em menos de um segundo no Disaster Recovery em qualquer região e entre regiões. Consulte o Aurora Global Database para obter detalhes.

    Aurora Serverless v1

    Com o Amazon Aurora Serverless, não há instâncias para gerenciar. A capacidade do banco de dados é automaticamente expandida ou reduzida, de acordo com as necessidades da carga de trabalho da aplicação. Em períodos de inatividade, as instâncias são encerradas, fazendo você economizar dinheiro e tempo de administração. Você paga pelo armazenamento do banco de dados e pela capacidade e E/S consumidas pelo banco de dados enquanto está ativo.

    A capacidade do banco de dados é medida em Aurora Capacity Units (ACUs – Unidades de capacidade do Aurora). Uma ACU tem aproximadamente 2 GB de memória com CPU e redes correspondentes, de forma semelhante ao que é usado em instâncias do Aurora provisionadas pelo usuário.

    Expandir latência

    5 a 50 segundos

    Reduzir latência

    Até 15 minutos

    Capacidade inicial

    1 ACU

    Granularidade da capacidade

    Dobra a capacidade a cada incremento

    O Aurora Serverless v2 instantaneamente expande bancos de dados para oferecer suporte a centenas de milhares de transações por segundo e é compatível com todos os recursos do Aurora, incluindo o suporte Multi-AZ, Réplicas de leitura e o Global Database. Além de ganhar acesso aos recursos da v2, a maioria dos clientes do Aurora Serverless pode reduzir seus custos ao mudar para a v2 em função da capacidade inicial inferior de 0,5 ACU (vs. 1 ACU na v1), de incrementos de capacidade menores, de 0,5 ACU (vs. o dobro na v1) e de uma redução de capacidade até 15 vezes mais rápida.

    Por exemplo, considere um fluxo de trabalho que exija uma capacidade de 0,5 ACU e funcione por apenas uma hora todos os dias. Com o Aurora Serverless v2, o banco de dados seria inicializado com 0,5 ACU, funcionaria por 1 hora e pararia em menos de 1 minuto. O custo de computação para a carga de trabalho no Aurora Serverless v2 é de 0,06 USD (0,12/hora-ACU x 0,5 ACU x 1 hora). A mesma carga de trabalho seria inicializada com 1 ACU no Aurora Serverless v1, funcionaria por 1 hora e pararia em 15 minutos. De maneira geral, para a mesma carga de trabalho, o custo de computação no Aurora Serverless v1 é de 0,075 USD (0,06 USD/hora-ACU x 1 ACU x 1,25 de hora).

    Definição de preço de instância reservada

    Instâncias reservadas são apropriadas para cargas de trabalho de banco de dados estáveis e oferecem economias significativas em relação às instâncias sob demanda. Instâncias reservadas por um ano oferecem descontos de até 45%, e instâncias reservadas por três anos oferecem descontos de até 66% em relação às instâncias sob demanda. Você se compromete por todo o período da instância reservada, paga um valor inicial e tem um desconto na taxa por hora, conforme mostrado abaixo. Você será faturado a cada hora do período, independentemente de ter ocorrido o uso ou não.

    É preciso comprar uma Instância Reservada para cada instância do banco de dados que planeja utilizar, inclusive Aurora Replicas.

    As instâncias reservadas oferecem flexibilidade de tamanho para o mecanismo de banco de dados do Amazon Aurora. Com a flexibilidade de tamanho, a taxa com desconto das instâncias reservadas será aplicada automaticamente ao uso de qualquer tamanho na mesma família de instâncias (T3, R5, etc.).

    Observe que os preços de instâncias reservadas não cobrem os custos com armazenamento ou E/S. Para saber mais sobre os recursos, as opções e as regras de pagamento, acesse nossa página sobre instâncias reservadas.

    Você pode designar instâncias de banco de dados como instâncias reservadas. Basta chamar a API de Compras ou selecionar a opção Reserved Instance (Instância reservada) no Console AWS. Ao designar uma instância de banco de dados como reservada, você precisa atribuir uma região, um tipo de instância e a quantidade das instâncias reservadas aplicáveis. As instâncias reservadas só podem ser usadas na região atribuída. Podemos encerrar o programa de definição de preço das instâncias reservadas a critério próprio. Além de estarem sujeitas à definição de preço, as instâncias reservadas estão sujeitas a todas as taxas de transferência de dados, entre outras, que sejam aplicáveis segundo o Contrato do Cliente da AWS ou outros contratos com a AWS que regem o uso de nossos serviços.

    * Este é o pagamento mensal médio no decorrer do período de vigência da instância reservada. Para cada mês, o pagamento mensal efetivo será igual ao número real de horas desse mês multiplicado pela taxa de uso por hora. A taxa de uso por hora é equivalente à média total dos pagamentos mensais durante o período de vigência da instância reservada, dividido pelo número total de horas (com base em um ano de 365 dias) do período de vigência da instância reservada.

    ** O preço por hora efetivo é mostrado para ajudá-lo a calcular a economia com uma instância reservada em relação à definição de preço sob demanda. Quando você compra uma instância reservada, a cobrança é feita por hora durante todo o período de vigência selecionado, independentemente de a instância estar em execução ou não. O preço por hora efetivo mostra o custo por hora amortizado da instância (o custo total da instância reservada ao longo de todo o período de vigência, incluindo qualquer pagamento adiantado, é distribuído por todas as horas do período de vigência da instância reservada).

  • Edição compatível com PostgreSQL

    Selecione para ver detalhes sobre as opções de definição de preço da edição compatível com PostgreSQL

    Definição de preço de instância sob demanda

    As instâncias sob demanda permitem que você pague pelo seu banco de dados por hora, sem nenhum compromisso em longo prazo ou pagamentos prévios. Isso isenta você do custo e da complexidade de planejar e comprar capacidade de banco de dados além de suas necessidades. A definição de preço sob demanda permite que você pague conforme usa e é ideal para o desenvolvimento, teste e cargas de trabalho curtas.

    A definição de preço é calculada por hora de instância de banco de dados consumida, do momento em que uma instância de banco de dados é iniciada até que ela seja interrompida ou excluída. As instâncias-hora parciais de banco de dados são cobradas em incrementos de um segundo, com uma cobrança mínima de 10 segundos, depois que o status muda para um status faturável, como criação, início ou modificação da classe de instância do banco de dados.

    A definição de preço da instância se aplica tanto à instância primária, usada para cargas de trabalho de leitura e gravação, quanto a Réplicas do Amazon Aurora, usadas para dimensionar leituras e aprimorar o failover. A tecnologia Multi-AZ do Amazon RDS é usada no failover para uma de suas réplicas, caso ocorra uma interrupção. O custo das implantações Multi-AZ é simplesmente o custo da instância principal, mais o custo de cada réplica do Amazon Aurora. Para maximizar a disponibilidade, recomendamos que se coloque pelo menos uma réplica em uma zona de disponibilidade diferente da instância principal.

    Definição de preço do Aurora Serverless v1

    Com o Amazon Aurora Serverless, não há instâncias para gerenciar. A capacidade do banco de dados é automaticamente expandida ou reduzida, de acordo com as necessidades da carga de trabalho da aplicação. Em períodos de inatividade, as instâncias são encerradas, fazendo você economizar dinheiro e tempo de administração. Você paga pelo armazenamento do banco de dados e pela capacidade e E/S consumidas pelo banco de dados enquanto está ativo.

    Definição de preço de instância reservada

    Instâncias reservadas são apropriadas para cargas de trabalho de banco de dados estáveis e oferecem economias significativas em relação às instâncias sob demanda. Instâncias reservadas por um ano oferecem descontos de até 45%, e instâncias reservadas por três anos oferecem descontos de até 66% em relação às instâncias sob demanda. Você se compromete por todo o período da instância reservada, paga um valor inicial e tem um desconto na taxa por hora, conforme mostrado abaixo. Você será faturado a cada hora do período, independentemente de ter ocorrido o uso ou não.

    É preciso comprar uma Instância Reservada para cada instância do banco de dados que planeja utilizar, inclusive Aurora Replicas.

    As instâncias reservadas oferecem flexibilidade de tamanho para o mecanismo de banco de dados do Amazon Aurora. Com a flexibilidade de tamanho, a taxa com desconto das instâncias reservadas será aplicada automaticamente ao uso de qualquer tamanho na mesma família de instâncias (T3, R5, etc.).

    Observe que os preços de instâncias reservadas não cobrem os custos com armazenamento ou E/S. Para saber mais sobre os recursos, as opções e as regras de pagamento, acesse nossa página sobre instâncias reservadas.

    Você pode designar instâncias de banco de dados como instâncias reservadas. Basta chamar a API de Compras ou selecionar a opção Reserved Instance (Instância reservada) no Console AWS. Ao designar uma instância de banco de dados como reservada, você precisa atribuir uma região, um tipo de instância e a quantidade das instâncias reservadas aplicáveis. As instâncias reservadas só podem ser usadas na região atribuída. Podemos encerrar o programa de definição de preço das instâncias reservadas a critério próprio. Além de estarem sujeitas à definição de preço, as instâncias reservadas estão sujeitas a todas as taxas de transferência de dados, entre outras, que sejam aplicáveis segundo o Contrato do Cliente da AWS ou outros contratos com a AWS que regem o uso de nossos serviços. 

    * Este é o pagamento mensal médio no decorrer do período de vigência da instância reservada. Para cada mês, o pagamento mensal efetivo será igual ao número real de horas desse mês multiplicado pela taxa de uso por hora. A taxa de uso por hora é equivalente à média total dos pagamentos mensais durante o período de vigência da instância reservada, dividido pelo número total de horas (com base em um ano de 365 dias) do período de vigência da instância reservada.

    ** O preço por hora efetivo é mostrado para ajudá-lo a calcular a economia com uma instância reservada em relação à definição de preço sob demanda. Quando você compra uma instância reservada, a cobrança é feita por hora durante todo o período de vigência selecionado, independentemente de a instância estar em execução ou não. O preço por hora efetivo mostra o custo por hora amortizado da instância (o custo total da instância reservada ao longo de todo o período de vigência, incluindo qualquer pagamento adiantado, é distribuído por todas as horas do período de vigência da instância reservada).

Armazenamento de banco de dados e I/Os

O armazenamento consumido pelo seu banco de dados do Amazon Aurora é faturado em incrementos de GB-mês e a E/S consumidas são faturadas em incrementos de um milhão de solicitações. Você paga apenas pelo armazenamento e pelas E/Ss que seu banco de dados do Amazon Aurora consumir, e não é necessário provisionar com antecedência. As cobranças de E/S podem variar significativamente dependendo da carga de trabalho e do mecanismo de banco de dados. Para saber mais acesse as Perguntas frequentes sobre o Aurora, “P: O que são E/Ss no Amazon Aurora e como elas são calculadas?”

Para um exemplo simplificado, vamos supor que você tenha um banco de dados do Aurora e comece com um banco de dados de 1000 GB no início do mês (período de 30 dias) que está crescendo 2% ou 20 GB diariamente. Cobramos a taxa pro rata com base nos dias restantes do mês. Portanto, seriam cobrados 1000 GB por 30 dias, no dia seguinte os 20 GB adicionais por 29 dias, os próximos 20 GB no dia seguinte por 28 dias e assim por diante. Portanto, ao final de um período de 30 dias, seu banco de dados seria de 1.290 GB e suas cobranças totais seriam de 129 USD.

Para cobranças de E/S, vamos supor que o mesmo banco de dados leia 100 páginas de dados do armazenamento por segundo para atender às consultas em execução nele. Isso resultaria em 262,8 milhões de E/Ss lidas por mês (100 páginas por segundo x 730 horas x 60 minutos x 60 segundos). Da mesma forma, vamos supor que sua aplicação faça alterações no banco de dados que afetem uma média de dez páginas de dados por segundo. O Aurora cobrará uma operação de E/S por até 4 KB de alterações em cada página de dados. Se o volume de dados alterados por página for inferior a 4 KB, isso resultará em 10 E/Ss de gravação por segundo. Isso equivale a 26,2 milhões de E/Ss por mês (10 E/Ss de gravação por segundo * 730 horas * 60 minutos * 60 segundos). O número de operações de gravação pode ser menor, sujeito às otimizações de E/S de gravação do Aurora, que podem combinar operações de gravação com menos de 4 KB em determinadas circunstâncias. Combinados, seu custo máximo mensal de E/S para essa carga de trabalho será de 57,8 USD (0,20 USD por um milhão de solicitações x 289 milhões de solicitações). No entanto, se o volume de alterações por página de dados for maior que 4 KB, o Aurora consumirá mais de uma operação de E/S para persistir as alterações em uma página de dados, resultando em um número maior de E/Ss de gravação para persistir as alterações de dados.

Banco de dados global

O Banco de dados global do Amazon Aurora é um recurso opcional que oferece leituras globais de baixa latência e recuperação de desastres de interrupções por toda a sua região. Você paga por E/S de gravação replicada entre a região primária e cada região secundária. O número de E/Ss de gravação replicadas para cada região secundária é igual ao número de E/Ss de gravação dentro da região realizadas pela região primária. Além das E/Ss de gravação replicadas, você paga taxas padrão do Aurora para instâncias, armazenamento, transferência de dados entre regiões, armazenamento de backup e Backtrack.

Armazenamento de backup

O armazenamento de backup do Amazon Aurora é o armazenamento associado aos seus backups automáticos de banco de dados e a qualquer snapshot de cluster de banco de dados iniciado pelo cliente. Estender o período de retenção de backups ou criar snapshots de clusters de bancos de dados aumenta o armazenamento de backup utilizado.

  • O armazenamento de backup é alocado por região. O espaço total do armazenamento de backup é equivalente à soma do armazenamento de todos os backups na região em questão.
  • A transferência de um snapshot de cluster de DB para outra região aumenta o armazenamento alocado de backup na região de destino.
  • Não há custo adicional para o armazenamento de backup, que engloba até 100% do seu armazenamento total de banco de dados Aurora para cada cluster de DB do Aurora. Também não haverá cobrança adicional pelo armazenamento de backup se o período de retenção do backup for de 1 dia e você não tiver snapshots além do período de retenção.
  • O armazenamento de backup, bem como os snapshots que você armazena depois que seu cluster de DB for excluído, serão cobrados com as seguintes taxas:
 

Voltar no tempo

A opção de voltar no tempo permite que você transfira rapidamente um banco de dados do Aurora para um momento anterior sem a necessidade de restaurar dados de um backup. Com esse recurso, você pode se recuperar rapidamente de erros de usuário, como excluir a tabela errada ou a linha errada. No momento, esse recurso está disponível para a edição do Aurora compatível com MySQL.

Você precisa especificar quanto deseja voltar no tempo (ex.: “até 24 horas”). O Aurora manterá os logs, chamados de registros de alterações, durante o período especificado para a opção de voltar no tempo. Você paga uma simples taxa por hora para armazenar registros de alterações.

Por exemplo, suponha que o seu banco de dados do Aurora esteja gerando 10.000 registros de alterações por hora, que podem ser vistos consultando as métricas do CloudWatch, e você deseja poder voltar até 10 horas no tempo. Para apoiar isso, o Aurora precisaria armazenar 10.000 registros de alterações/hora x 10 horas = 100.000 registros de alterações. Digamos que o custo na região Leste dos EUA (Norte da Virgínia) seja de 0,012 USD/hora por milhão de registros de alterações. A habilitação do recurso que permite voltar no tempo aumentaria seus custos em 0,012 USD x (100.000/1.000.000) = 0,0012 USD/hora.

Usando o Backtrack, você pode analisar métricas do CloudWatch no Console AWS para ver quantos registros de alterações seu banco de dados está gerando por hora.

Exportação de snapshot

A exportação de snapshot do Amazon Relational Database Service (RDS) fornece um método automatizado para exportar dados em um snapshot do RDS ou Aurora para o Amazon S3 no formato Parquet. O formato Parquet é até duas vezes mais rápido para descarregar e consome até seis vezes menos armazenamento no Amazon S3 em comparação a formatos de texto. Você pode analisar os dados exportados usando outros serviços da AWS, como Amazon Athena, Amazon EMR e Amazon SageMaker.

Transferência de dados

A definição de preço abaixo é baseada nos dados importados para o Amazon Aurora, bem como para os dados exportados dele.

  • A transferência de dados entre instâncias do Amazon Aurora e do Amazon EC2 na mesma zona de disponibilidade é grátis.
  • A transferência de dados entre as zonas de disponibilidade para replicação de clusters de DB é gratuita.
  • Para dados transferidos entre uma instância do Amazon EC2 e uma instância de DB do Amazon Aurora em zonas de disponibilidades diferentes na mesma região, aplicam-se as taxas regionais de transferência de dados do Amazon EC2.
 

Salvo indicação em contrário, nossos preços excluem impostos e taxas aplicáveis, incluindo o IVA e o imposto sobre vendas aplicável. Para clientes com endereço de pagamento no Japão, o uso da AWS está sujeito ao Imposto sobre o consumo japonês. Saiba mais.

Recursos adicionais de preço

Calculadora de definição de preço da AWS

Calcule facilmente os custos mensais na AWS

Centro de recursos de fatores econômicos

Recursos adicionais para mudar para a AWS

Saiba como começar a usar o Amazon Aurora

Encontre recursos para começar a usar