O armazenamento de arquivos na nuvem pode ser acessado por várias instâncias de computação simultaneamente, o que disponibiliza acesso compartilhado a dados na nuvem. Embora as soluções de armazenamento local de arquivos sejam implantadas em servidores físicos ou virtuais executando protocolos de compartilhamento de arquivos de rede ou com servidores de Network Attached Storage (NAS – Armazenamento anexado à rede), o armazenamento de arquivos na nuvem exige zero hardware e integra-se perfeitamente a outros serviços de nuvem. Todas as soluções de armazenamento de arquivos apresentam dados de maneira lógica e são organizadas em um sistema de arquivos com semântica completa de sistema de arquivos, como permissões, atributos de arquivos, bloqueio de arquivos e nomes de arquivos que podem ser lidos facilmente pelo usuário. A compatibilidade com aplicativos atuais torna as soluções de armazenamento de arquivos na nuvem ideais para cargas de trabalho que dependem de serviços de arquivos compartilhados, disponibilizando integração perfeita e sem códigos para criar. Casos de uso, como grandes repositórios de conteúdo, ambientes de desenvolvimento, armazenamentos de mídia e diretórios iniciais de usuário, são cargas de trabalho ideais para armazenamento de arquivos na nuvem.

O armazenamento de arquivos na nuvem pode ser disponibilizado de uma dentre as duas seguintes maneiras: por meio de soluções totalmente gerenciadas com configuração mínima e pouca ou nenhuma manutenção necessária, ou por meio de soluções do tipo "faça você mesmo" com computação, armazenamento, software e licenciamento separados, o que também exige uma equipe experiente responsável pela configuração e pela manutenção. O Amazon Elastic File System (Amazon EFS) é um exemplo de uma solução totalmente gerenciada que disponibiliza armazenamento de arquivos simples e escalável para uso com instâncias do Amazon EC2 na Nuvem AWS.

 


O armazenamento de dados de arquivos na nuvem proporciona vantagens em três principais áreas:

1. Escalabilidade: embora nem toda solução de armazenamento de arquivos na nuvem tenha ajuste de escala, o que permite usufruir de todos os benefícios da nuvem, as soluções mais avançadas oferecem a possibilidade de iniciar o trabalho com a capacidade e a performance necessárias no momento, bem como aumentar a capacidade conforme for necessário. Isso elimina o provisionamento em excesso para tentar prever necessidades futuras.

2. Interoperabilidade: muitos aplicativos atuais exigem integração a serviços de arquivos compartilhados que sigam a semântica de sistemas de arquivos atual. As soluções de armazenamento de arquivos na nuvem oferecem uma vantagem distinta, pois não há novos códigos a criar para a obtenção de acesso seguro e compartilhado a arquivos.

3. Orçamento e recursos: a operação local de serviços de arquivos exige orçamento para hardware, manutenção contínua, energia, refrigeração e espaço físico. O armazenamento de arquivos na nuvem permite que empresas reimplantem recursos técnicos para outros projetos que agregam maior valor aos negócios.

Armazenamento na nuvem

A flexibilidade para apoiar e integrar-se facilmente a aplicativos atuais, além da simplicidade para implantar, gerenciar e manter uma solução de armazenamento de arquivos na nuvem, possibilitam respaldar um espectro mais amplo de aplicativos e verticais.

Hospedagem de sites

A necessidade de armazenamento compartilhado de arquivos para aplicativos de hospedagem de sites pode ser um desafio durante a integração de aplicativos de back-end. Geralmente, existem vários servidores web fazendo a entrega do conteúdo de um site, com cada um deles precisando de acesso ao mesmo conjunto de arquivos. Como as soluções de armazenamento de arquivos na nuvem seguem a semântica do sistema de arquivos, as convenções de atribuição de nomes de arquivos e as permissões esperadas às quais os desenvolvedores da web já estão habituados, o armazenamento de arquivos na nuvem pode integrar-se facilmente aos seus aplicativos web.

Gerenciamento de conteúdo

Os Content Management Systems (CMS – Sistemas de gerenciamento de conteúdo) exigem um namespace comum e acesso a uma hierarquia de sistema de arquivos. Semelhantes aos casos de uso de hospedagem de sites, os ambientes de CMS geralmente têm vários servidores que precisam de acesso ao mesmo conjunto de arquivos para distribuir conteúdo. Como as soluções de armazenamento de arquivos na nuvem seguem a semântica do sistema de arquivos, as convenções de atribuição de nomes de arquivos e as permissões esperadas às quais os desenvolvedores já estão habituados, o armazenamento de documentos e outros arquivos pode integrar-se facilmente a fluxos de trabalho atuais de CMS.

Análise de big data

O big data exige que o armazenamento tenha condições de processar quantidades muito grande de dados, além de ajustar a escala para acompanhar o crescimento, e ainda proporcionar a performance necessária para disponibilizar dados para ferramentas de análise. Muitas cargas de trabalho interagem com dados por meio de uma interface de arquivo, dependem de uma semântica de arquivo (como bloqueios de arquivo) e exigem a capacidade de gravar partes de um arquivo. Como o armazenamento de arquivos na nuvem aceita a semântica de sistemas de arquivos necessária e pode ajustar a escala da capacidade, bem como da performance, ele é ideal para disponibilizar uma solução de compartilhamento de arquivos fácil de integrar a fluxos de trabalho atuais de big data.

Mídia e entretenimento

Os fluxos de trabalho de entretenimento e mídia digital estão sempre mudando. Muitos utilizam uma implantação de nuvem híbrida e precisam de acesso padronizado usando protocolos de arquivos de rede, como NFS. Esses fluxos de trabalho exigem acesso flexível, uniforme e seguro a dados de soluções disponíveis no mercado, personalizadas e de parceiros. Como o armazenamento de arquivos na nuvem segue a semântica de sistemas de arquivos atuais, o armazenamento de conteúdo de mídia avançada para o processamento e a colaboração podem ser integrados facilmente ao seguinte: produção de conteúdo, cadeias de fornecimento digitais, streaming de mídia, playout de transmissão, análise e arquivamento.

Diretórios iniciais

O uso de diretórios iniciais para armazenar arquivos que só podem ser acessados por usuários e grupos específicos é útil para vários fluxos de trabalho na nuvem. As empresas que desejam utilizar a escabilidade e os benefícios de custo da nuvem estão na verdade ampliando o acesso a diretórios iniciais para vários de seus usuários. Como as soluções de armazenamento de arquivos na nuvem seguem a semântica de sistemas de arquivos exigida e os modelos de permissões padrão, os clientes podem facilmente migrar aplicativos usando o método lift-and-shift para a nuvem que precisar desse recurso.

Backups de banco de dados

Fazer o backup de dados usando mecanismos, software e semântica atuais pode criar um cenário isolado de recuperação com uma flexibilidade restrita quanto à localização para executar recuperações. Muitas empresas desejam usufruir da flexibilidade de armazenar backups de bancos de dados na nuvem, seja para proteção temporária durante atualizações ou para atividades de desenvolvimento e teste. Como as soluções de armazenamento de arquivos na nuvem apresentam um sistema de arquivos padrão que pode ser montado facilmente por meio de servidores de banco de dados, elas podem ser uma plataforma ideal para criar backups de bancos de dados portáteis usando ferramentas de aplicativos nativos ou aplicativos de backup empresarial.

Ferramentas de desenvolvimento

Pode ser um desafio para os ambientes de desenvolvimento compartilhar dados de modo seguro e protegido enquanto colaboram para desenvolver suas inovações mais recentes. Com a necessidade de compartilhar facilmente código e outros arquivos de modo ordenado, a utilização do armazenamento compartilhado de arquivos na nuvem disponibiliza um repositório organizado e seguro que pode ser acessado facilmente em seus ambientes de desenvolvimento na nuvem. O armazenamento de arquivos na nuvem disponibiliza uma solução escalável e altamente disponível perfeita para a colaboração.

Armazenamento em contêineres

Os contêineres Docker são ideais para criar microsserviços, pois têm provisionamento rápido, são fáceis de portar e disponibilizam isolamento de processos. Contêineres que precisam de acesso aos dados originais toda vez que são inicializados podem exigir um sistema de arquivos compartilhados ao qual possam ser conectados, independentemente da instância onde estão sendo executados. O armazenamento de arquivos na nuvem pode disponibilizar acesso compartilhado persistente a dados que todos os contêineres em um cluster podem usar.


Uma boa solução de armazenamento de arquivos na nuvem deve disponibilizar a performance e a capacidade certas para as exigências atuais, bem como ajustar a escala de modo fácil, de acordo com as mudanças das necessidades empresariais.

Escalabilidade

Aumenta e diminui automaticamente para apoiar as necessidades de capacidade

Performance

Disponibiliza throughput uniforme e performance de baixa latência

Compatibilidade

São integradas facilmente a aplicativos atuais sem a necessidade de criação de novos códigos

Segurança

Disponibiliza segurança de rede e permissões de controle de acesso

Disponibilidade

Redundância entre vários locais e oferece acessibilidade constante sempre que necessário

Econômico

Pague apenas pela capacidade usada sem custos antecipados de provisionamento


Os benefícios do armazenamento de arquivos na nuvem são claros, mas é importante também observar que nem todas as soluções de armazenamento de arquivos na nuvem são criadas da mesma maneira. Existem vários tipos de soluções, como servidores de arquivos de único nó em uma instância de computação usando armazenamento em blocos como base, sem escalabilidade ou com poucas redundâncias para proteger os dados; soluções em clusters do tipo "faça você mesmo" que exigem configuração, manutenção e gerenciamento demorados; além de soluções gerenciadas, como o Amazon EFS, que precisam de pouca ou nenhuma configuração/manutenção e podem ajustar a escala de maneira elástica com relação à capacidade e à performance para atender às necessidades das cargas de trabalho de aplicativos mais exigentes.

Existem três tipos de armazenamentos da nuvem: de objetos, de arquivos e em blocos. Cada um deles oferece suas próprias vantagens exclusivas.

1. Armazenamento de objetos: geralmente, os aplicativos desenvolvidos na nuvem usufruem da grande escalabilidade e das características de metadados do armazenamento de objetos. Soluções de armazenamento de objetos, como o Amazon Simple Storage Service (Amazon S3), são ideais para criar aplicativos modernos do zero que exigem escalabilidade e flexibilidade, bem como podem ser usados para importar armazenamentos de dados atuais para análise, backup ou arquivamento.

2. Armazenamento de arquivos: alguns aplicativos precisam acessar arquivos compartilhados e exigem um sistema de arquivos. Geralmente, esse tipo de armazenamento é compatível com um servidor de armazenamento anexado à rede (NAS). Soluções de armazenamento de arquivos, como o Amazon Elastic File System (EFS), são ideais para casos de uso, como grandes repositórios de conteúdo, ambientes de desenvolvimento, armazenamentos de mídia ou diretórios home do usuário.

3. Armazenamento em blocos: outros aplicativos empresariais, como bancos de dados ou sistemas de ERP, geralmente exigem um armazenamento dedicado e de baixa latência para cada host. Esse tipo de armazenamento é análogo ao armazenamento anexado diretamente (DAS) ou a uma rede de área de armazenamento (SAN). As soluções de armazenamento em nuvem baseado em blocos, como o Amazon Elastic Block Store (EBS), são provisionadas com cada servidor virtual e oferecem a latência ultrabaixa exigida para cargas de trabalho de alto desempenho.

Embora as soluções de armazenamento de objetos permitam armazenar arquivos como objetos, o acesso a aplicativos atuais exige novo código, além do uso de APIs e conhecimento direto da semântica de atribuição de nomes. As soluções de armazenamento de arquivos que aceitam a semântica de sistemas de arquivos e os modelos de permissões atuais têm a vantagem específica de não exigir a criação de novo código para fazer a integração a novos aplicativos, que são configurados facilmente para trabalhar com o armazenamento de arquivos compartilhados.

O armazenamento em blocos pode ser usado como o componente de armazenamento subjacente de uma solução de armazenamento de arquivos com gerenciamento automático. No entanto, a relação um-para-um exigida entre o host e o volume torna difícil obter a escalabilidade, a disponibilidade e a acessibilidade econômica de uma solução de armazenamento de arquivos totalmente gerenciada. Além disso, exigiria um orçamento adicional e recursos de gerenciamento como apoio. O uso de uma solução totalmente gerenciada de armazenamento de arquivos na nuvem elimina complexidades, reduz custos e simplifica o gerenciamento.


Entre em contato com o setor de vendas