• O AWS Serverless Application Model (SAM) é compatível com permissões do IAM e respostas personalizadas para o Amazon API Gateway

    Publicado: Apr 30, 2019

    Agora é possível usar uma única configuração de propriedade no AWS Serverless Application Model (AWS SAM) para controlar o acesso por meio do uso de permissões do IAM para todos os caminhos e métodos de uma API do Amazon API Gateway. Além disso, agora você pode configurar respostas personalizadas para suas APIs usando uma sintaxe simples do AWS SAM.  

  • AWS Well-Architected Tool já está disponível na região da AWS Ásia-Pacífico (Sydney)

    Publicado: Apr 30, 2019

    Agora, o AWS Well-Architected Tool está disponível na região da AWS Ásia-Pacífico (Sydney). O AWS Well-Architected Tool foi introduzido em novembro de 2018 para ajudar você a revisar cargas de trabalho em relação à versões mais recentes das melhores práticas de arquitetura da AWS e a obter orientações sobre como aprimorar arquiteturas de nuvem.  

  • AWS WAF Security Automations já oferece suporte à análise de logs

    Publicado: Apr 30, 2019

    A AWS atualizou o AWS WAF Security Automations, uma solução que implanta automaticamente uma única lista de controle de acesso à web (ACL web) com um conjunto de regras do AWS WAF criadas para filtrar ataques comuns baseados na web.

  • Novo Quick Start configura a CI/CD sem servidor para a empresa na Nuvem AWS

    Publicado: Apr 29, 2019

    Este Quick Start cria um ambiente de CI/CD (integração contínua e entrega contínua) sem servidor na Nuvem Amazon Web Services (AWS), para fornecer um pipeline de implantação dinâmica e pronto para a empresa. 

  • Amazon ECR já oferece suporte ao AWS PrivateLink na região AWS GovCloud (Oeste dos EUA)

    Publicado: Apr 29, 2019

    Agora, o Amazon Elastic Container Registry (ECR) oferece suporte ao AWS PrivateLink na região AWS GovCloud (Oeste dos EUA). O AWS PrivateLink é uma tecnologia de redes projetada para habilitar o acesso a serviços da AWS de forma altamente disponível e escalável, mantendo todo o tráfego de rede dentro da rede da AWS. Quando você cria endpoints do AWS PrivateLink para o Amazon ECR, esses endpoints de serviço aparecem como interfaces de rede elástica com endereços IPs privados em sua Amazon Virtual Private Cloud (VPC).

  • O Elastic Fabric Adapter já está disponível

    Publicado: Apr 29, 2019

    O Elastic Fabric Adapter (EFA), um adaptador de rede de baixa latência para Instâncias do Amazon EC2, está disponível para uso em produção.  O EFA foi anunciado pela primeira vez como uma prévia em novembro de 2018.  

    O EFA é uma interface de rede de instâncias do Amazon EC2 que possibilita que clientes executem aplicativos de Computação de Alta Performance (HPC) que exigem altos níveis de comunicação entre instâncias, como dinâmica de fluidos computacional, modelagem meteorológica e simulação de reservatórios, em grande escala na AWS. Ele usa uma técnica de bypass do sistema operacional personalizada para melhorar a performance das comunicações entre instâncias, o que é essencial para o dimensionamento de aplicativos HPC. Com o EFA, os aplicativos HPC que usam tecnologias HPC populares, como Message Passing Interface (MPI – Interface de passagem de mensagens), podem ser dimensionados para milhares de núcleos de CPU. Como o EFA é compatível com APIs libfabric padrão do setor, os aplicativos que usam uma biblioteca MPI compatível podem ser migrados para a AWS com pouca ou nenhuma modificação. O EFA está disponível como um recurso de rede opcional do EC2 e pode ser habilitado em instâncias C5n.18xl e P3dn.24xl sem custo adicional. O EFA está disponível nas regiões Leste dos EUA (Ohio), Leste dos EUA (Norte da Virgínia), Oeste dos EUA (Oregon), UE (Irlanda) e AWS GovCloud (EUA). O suporte para regiões e instâncias adicionais será oferecido nos próximos meses.

    Saiba mais sobre como usar o EFA para suas cargas de trabalho do HPC aqui.
     

  • Amazon Aurora Serverless oferece suporte para capacidade de 1 unidade e nova opção de escalabilidade

    Publicado: Apr 29, 2019

    Agora, você pode definir a capacidade mínima dos seus clusters de banco de dados do Aurora Serverless com compatibilidade com o MySQL para 1 unidade de capacidade do Aurora (ACU). Com o Aurora Serverless, você especifica as ACUs mínima e máxima para o seu cluster de banco de dados do Aurora Serverless, em vez de provisionar e gerenciar instâncias de banco de dados. Cada ACU é uma combinação da capacidade de processamento e de memória. Ao definir a capacidade mínima para 1 ACU, você pode manter seu cluster de banco de dados do Aurora Serverless em execução a um custo mais baixo.

  • Desenvolvedores, liguem seus motores A Liga Virtual do AWS DeepRacer começa hoje.

    Publicado: Apr 29, 2019

    A partir de hoje, desenvolvedores com todos os níveis de habilidades podem participar da Liga do AWS DeepRacer de qualquer parte do mundo usando o console do AWS DeepRacer. Os desenvolvedores podem testar suas habilidades competindo na turnê mundial do circuito virtual, em pistas virtuais inspiradas em famosas pistas de corrida, reveladas a cada mês. Eles correrão para disputar prêmios, glória e uma chance de ganhar uma viagem com despesas pagas para a Copa do Campeonato do AWS DeepRacer no re:Invent 2019.

  • O Amazon MQ agora oferece suporte a permissões baseadas em tag e em nível de recurso

    Publicado: Apr 29, 2019

    Agora você pode definir as políticas do AWS Identity and Access Management (IAM) para especificar permissões refinadas para agentes específicos com base em nomes de recursos e tags, melhorando a segurança do gerenciamento do broker. 

  • AWS Security Token Service (STS) já oferece suporte à habilitação do endpoint global do STS para emissão de tokens de sessão compatíveis com todas as regiões da AWS

    Publicado: Apr 26, 2019

    Agora, o AWS Security Token Service (STS) permite que você solicite tokens de sessão do endpoint global do STS que funcionam em todas as regiões da AWS. Você pode usar usuários ou funções do AWS Identity and Access Management (IAM) para configurar o endpoint global do STS para fornecer tokens compatíveis com todas as regiões da AWS.  

  • AWS IoT Analytics agora permite intervalos de atualização mais rápidos para conjuntos de dados SQL

    Publicado: Apr 26, 2019

    A partir de hoje, os clientes do AWS IoT Analytics já podem atualizar conjuntos de dados SQL com intervalos personalizáveis a partir de um minuto. Antes desse recurso, os clientes somente podiam atualizar conjuntos de dados SQL com um intervalo mínimo de 15 minutos, o que permitia uma grande variedade de operações de análises em lote, mas limitava a capacidade de executar análises praticamente em tempo real. Com esse novo recurso, os clientes podem atender à necessidade de análises em tempo hábil, como a obtenção de atualizações de painéis operacionais ou de insights sobre tendências de uso e telemetria de equipamentos de clientes a cada minuto usando dados da IoT.

  • DynamoDBMapper já oferece suporte a chamadas de API transacionais do Amazon DynamoDB

    Publicado: Apr 26, 2019

    Agora, o DynamoDBMapper oferece suporte a chamadas de API transacionais do Amazon DynamoDB. Com o novo recurso, desenvolvedores que usam o DynamoDBMapper podem simplificar o código de alterações coordenadas de vários itens para implantação em bloco (“tudo ou nada”) em uma ou mais tabelas do DynamoDB.

  • Agora você pode marcar tabelas do Amazon DynamoDB com tags no momento da sua criação

    Publicado: Apr 26, 2019

    Você já pode marcar tabelas do Amazon DynamoDB com tags no momento da sua criação. As tags são rótulos que podem ser associados a recursos da AWS para facilitar atividades de gerenciamento, pesquisa e filtragem.

  • AWS Systems Manager Parameter Store introduz parâmetros avançados

    Publicado: Apr 25, 2019

    Hoje, o AWS Systems Manager Parameter Store introduziu parâmetros avançados que oferecem três recursos aprimorados. Os parâmetros avançados permitem que você crie mais de 10.000 parâmetros, use um maior tamanho de valor de parâmetro (até 8 KB) e adicione políticas aos parâmetros.  

  • AWS Systems Manager já oferece suporte ao uso do Parameter Store com throughput de API mais elevado

    Publicado: Apr 25, 2019

    Agora, o AWS Systems Manager Parameter Store oferece suporte a 1.000 solicitações por segundo. Isso permite executar aplicativos que exigem níveis mais altos de acesso simultâneo a uma grande quantidade de parâmetros. Você pode habilitar o limite mais elevado de throughput na guia Settings do Parameter Store. Depois de ser habilitado na sua conta, o throughput mais elevado será cobrado por interação de API. Consulte a página de definição de preço para obter mais detalhes.  

  • Anúncio do AWS RoboMaker Cloud Extensions for Robot Operating System (ROS) Melodic

    Publicado: Apr 25, 2019

    O AWS RoboMaker, um serviço que facilita o desenvolvimento, a simulação e a implantação de aplicativos de robótica inteligentes em grande escala, ampliou suas extensões de nuvem para os usuários do ROS-Melodic. Agora, o AWS RoboMaker fornece extensões de nuvem para os serviços Amazon Cloudwatch Logs para registro em log, Amazon Cloudwatch Metrics para monitoramento, Amazon Lex para reconhecimento de fala, Amazon Polly para geração de fala e Amazon Kinesis Video Streams para streaming de vídeo. Para obter os mais recentes pacotes do ROS-Melodic, acesse aqui

  • Compartilhamento do Amazon VPC já está disponível na região AWS GovCloud (Oeste dos EUA)

    Publicado: Apr 25, 2019

    O compartilhamento do Amazon Virtual Private Cloud (compartilhamento de VPC) já está disponível na região da AWS GovCloud (Oeste dos EUA). O compartilhamento de VPC também está disponível em todas as regiões comerciais da AWS, exceto nas regiões América do Sul (São Paulo), Ásia-Pacífico (Osaka-Local) e China.

  • AWS especifica os intervalos de endereços IP para endpoints do Amazon DynamoDB

    Publicado: Apr 25, 2019

    Agora, a AWS especifica os intervalos de endereços IP para endpoints do Amazon DynamoDB. Você pode usar esses intervalos de endereços IP em políticas de roteamento e firewall para controlar o tráfego de saída dos aplicativos. Se você tiver um aplicativo que usa o DynamoDB e precisa bloquear o acesso de saída a endpoints do DynamoDB, poderá usar esses intervalos de endereços IP. Você também pode usar esses intervalos para controlar o tráfego de saída para aplicativos da Amazon Virtual Private Cloud por trás do AWS Virtual Private Network ou do AWS Direct Connect.

  • AWS AppSync já oferece suporte à marcação de APIs do GraphQL

    Publicado: Apr 25, 2019

    A partir de hoje, você pode atribuir tags a APIs do GraphQL APIs no AWS AppSync. As tags são uma forma fácil e conveniente de categorizar e rastrear a alocação de custos para operações como consultas, mutações e atualizações em tempo real.  

  • AWS IoT Analytics já oferece suporte à configuração de recursos do IoT Analytics do AWS IoT Core em uma única etapa

    Publicado: Apr 25, 2019

    Hoje, o AWS IoT Analytics anunciou o suporte à configuração de recursos do IoT Analytics do AWS IoT Core em uma única etapa, o que permite criar recursos de canal, pipeline, datastore e conjunto de dados SQL do console de regras do IoT Core com apenas um clique de um botão no, sem configuração manual de funções ou permissões do IAM. Esse suporte é adicional ao suporte da configuração em uma única etapa de recursos do IoT Analytics do seu console, disponibilizado no mês passado. Agora, os clientes podem criar facilmente recursos do IoT Analytics com uma única etapa no console do IoT Analytics e no console do IoT Core.

  • Console do AWS Amplify adiciona suporte a cabeçalhos personalizados

    Publicado: Apr 25, 2019

    Agora, o console do Amplify oferece suporte a cabeçalhos personalizados para sites hospedados. Com cabeçalhos personalizados, os desenvolvedores podem especificar cabeçalhos para cada resposta HTTP. Os cabeçalhos de resposta podem ser usados para fins de depuração, segurança e informativos. Por exemplo, os desenvolvedores podem definir cabeçalhos de segurança como Strict-Transport-Security e Content-Security-Policy para forçar todos os usuários finais a usarem HTTPS. Os desenvolvedores podem começar a usar adicionando cabeçalhos personalizados ao arquivo de configurações de compilação do YAML. Saiba mais consultando a documentação.

  • Servidores em tempo real do Amazon GameLift já estão disponíveis

    Publicado: Apr 25, 2019

    Depois do anúncio de sua demonstração na Game Developers Conference (GDC) 2019, os servidores em tempo real do Amazon GameLift já estão disponíveis para ajudar os desenvolvedores de jogos a criar e personalizar servidores de jogos acessíveis.

  • AWS Service Catalog anuncia a atualização de tags

    Publicado: Apr 25, 2019

    Agora, o AWS Service Catalog permite atualizar tags em produtos provisionados e recursos associados. Com esse recurso, você já pode atualizar tags em produtos provisionados para garantir a aplicação da taxonomia atual de marcação a recursos provisionados. Os administradores podem habilitar a atualização de tags em produtos provisionados por meio de uma restrição Resource Update. Em seguida, os proprietários podem atualizar os produtos provisionados e ajustar as tags. As atualizações limitadas às tags não afetarão os recursos em execução.

    O AWS Service Catalog permite que empresas criem e gerenciem catálogos de serviços de TI aprovados para uso na AWS. Esses serviços de TI podem incluir tudo, de imagens de máquinas virtuais, servidores, software e bancos de dados a arquiteturas completas de aplicativos multicamada. O AWS Service Catalog é usado por empresas, integradores de sistemas e provedores de serviços gerenciados para organizar, controlar e provisionar recursos de nuvem na AWS.

    Para saber mais sobre a administração da atualização de tags do Service Catalog, consulte o Guia do administrador do AWS Service Catalog. Para saber mais sobre como os usuários finais já podem atualizar tags, consulte o Guia do usuário do AWS Service Catalog

  • AWS Resource Access Manager (RAM) já está disponível na região AWS GovCloud (Oeste dos EUA)

    Publicado: Apr 25, 2019

    Agora, você pode executar o AWS Resource Access Manager (RAM) na região AWS GovCloud (Oeste dos EUA), uma região do AWS projetada para hospedar dados confidenciais e cargas de trabalho regulamentadas na nuvem para clientes com requisitos de conformidade do governo federal, estadual e local dos EUA.

  • Amazon Pinpoint já está disponível em duas regiões Ásia-Pacífico da AWS

    Publicado: Apr 25, 2019

    Agora, o Amazon Pinpoint está disponível nas regiões da AWS Ásia-Pacífico (Mumbai) e Ásia-Pacífico (Sydney).

    Essa expansão regional é particularmente útil para clientes no Sul da Ásia e na Oceania. Antes, os clientes dessas regiões não conseguiam usar o Amazon Pinpoint devido à questões relacionadas à latência e residência de dados. Agora, você pode usar essas regiões adicionais para aumentar a disponibilidade e a redundância dos serviços e aplicativos.

    Com o Amazon Pinpoint, você pode envolver os clientes enviando campanhas de marketing e mensagens transacionais por e-mail, SMS, notificações por push e canais de voz. O conjunto de análises incorporadas do Amazon Pinpoint ajuda a desenvolver uma compreensão mais detalhada dos dados demográficos e dos comportamentos dos clientes. Além disso, essas ferramentas de análise ajudam a monitorar e controlar as formas como os clientes interagem com aplicativos e iniciativas de envolvimento.

    Para saber mais sobre o Amazon Pinpoint, consulte https://aws.amazon.com/pinpoint/.

  • Amazon SageMaker Ground Truth anuncia novos recursos para simplificar fluxos de trabalho, novos fornecedores de rotulagem de dados e expansão na região Ásia-Pacífico

    Publicado: Apr 24, 2019

    O Amazon SageMaker Ground Truth oferece acesso fácil às pessoas responsáveis pela rotulagem pública e privada e fornece a elas fluxos de trabalho e interfaces integrados para tarefas comuns de rotulagem, trazendo benefícios significativos de velocidade e custos ao rotular dados de Machine Learning. O SageMaker Ground Truth agora oferece fluxos de trabalho de rotulagem simplificados, suporte para fornecedores de rotulagem adicionais e foi estendido para uma sexta região da AWS, tornando ainda mais fácil a criação de conjuntos de dados de treinamento altamente precisos. Modelos de Machine Learning de sucesso são desenvolvidos com base em grandes volumes de dados de treinamento de alta qualidade.

  • Anúncio da região da AWS Ásia-Pacífico (Hong Kong)

    Publicado: Apr 24, 2019

    A AWS anuncia a disponibilidade imediata da nova região da AWS Ásia-Pacífico (Hong Kong). A região Hong Kong junta-se às regiões Cingapura, Tóquio, Sydney, Beijing, Ningxia, Seul e Mumbai como a oitava região ativa da AWS nas regiões geográficas Ásia-Pacífico e Chinca Continental e a 21ª no mundo. A região da AWS Ásia-Pacífico (Hong Kong) consiste em três zonas de disponibilidade. Com este lançamento, a infraestrutura global da AWS oferece agora um total de 64 zonas de disponibilidade em todo o mundo, atendendo a clientes em mais de 190 países. A nova região da AWS Ásia-Pacífico (Hong Kong) amplia a infraestrutura atual que a AWS já tem em Hong Kong (RAE), que inclui três pontos de presença de rede para clientes que buscam entregar dados, vídeos, aplicativos e APIs aos seus clientes com segurança, baixa latência e altas velocidades de transferência, tudo isso em um ambiente amigável para desenvolvedores.

  • Amazon Kinesis Data Streams altera a licença de sua biblioteca de consumidor para Apache License 2.0

    Publicado: Apr 24, 2019

    O Amazon Kinesis Data Streams é um serviço de streaming de dados em tempo real com escalabilidade massiva e resiliência.

  • O AWS Single Sign-On já oferece personalização de certificados para apoiar políticas corporativas

    Publicado: Apr 24, 2019

    Agora, o AWS Single Sign-On (AWS SSO) permite que você personalize o certificado usado para acessar aplicativos como Salesforce, ServiceNow, e Microsoft Office 365. O AWS SSO usa um certificado para assinar e enviar um token de autenticação para o aplicativo acessado. Por meio do console do AWS SSO, você já pode personalizar o período de validade do certificado, o tipo de algoritmo de assinatura e o tamanho da chave de acordo com políticas de segurança corporativa. Para saber mais, consulte Manage AWS SSO Certificates

  • Acesso remoto do AWS Device Farm para testes manuais em dispositivos Android e iOS reais já oferece suporte a dispositivos com Android OS 8 ou posterior e iOS 11 ou posterior

    Publicado: Apr 24, 2019

    O recurso de acesso remoto do AWS Device Farm permite que os desenvolvedores deslizem, façam gestos e interajam com um dispositivo real por meio de um navegador da web para testar a funcionalidade e a usabilidade de aplicativos móveis.

  • Agora, o AWS RoboMaker está disponível na região Ásia-Pacífico (Tóquio)

    Publicado: Apr 24, 2019

    O AWS RoboMaker, um serviço que facilita o desenvolvimento, a simulação e a implantação de aplicativos de robótica inteligentes em grande escala, já está disponível na região Ásia-Pacífico (Tóquio). O RoboMaker amplia a estrutura de software de robótica de código aberto mais amplamente utilizada, o Robot Operating System (ROS – Sistema operacional de robôs), com conectividade a serviços de nuvem. Agora, você pode criar aplicativos altamente disponíveis para simulações e implantações baseadas na região APAC.

  • Agora, o AWS RoboMaker está disponível na região Ásia-Pacífico (Tóquio)

    Publicado: Apr 24, 2019

    O AWS RoboMaker, um serviço que facilita o desenvolvimento, a simulação e a implantação de aplicativos de robótica inteligentes em grande escala, já está disponível na região Ásia-Pacífico (Tóquio). O RoboMaker amplia a estrutura de software de robótica de código aberto mais amplamente utilizada, o Robot Operating System (ROS – Sistema operacional de robôs), com conectividade a serviços de nuvem. Agora, você pode criar aplicativos altamente disponíveis para simulações e implantações baseadas na região APAC.

  • Instâncias T3a do Amazon EC2 já estão disponíveis

    Publicado: Apr 24, 2019

    A Amazon Web Services (AWS) anuncia a disponibilidade das instâncias T3a do Amazon EC2. As instâncias T3a são variações das instâncias T3 e oferecem processadores AMD EPYC com uma velocidade de clock turbo de até 2,5 GHz em todos os núcleos. As instâncias T3a oferecem opções adicionais para clientes que querem alcançar uma economia de 10% no ambiente de computação do Amazon EC2 para aplicativos com uso moderado de CPU que podem apresentar picos temporários de utilização.

  • Amazon EKS oferece suporte a instâncias A1 do EC2 como demonstração pública

    Publicado: Apr 24, 2019

    Agora, você pode usar o Amazon Elastic Container Service for Kubernetes (EKS) para executar contêineres em instâncias A1 do Amazon EC2 como parte de uma demonstração pública para desenvolvedores. Essa demonstração permite aproveitar as mais recentes funcionalidades do EC2 e começar a validar a performance e a estabilidade de aplicativos conteinerizados executados na arquitetura de processadores Arm.

  • Amazon RDS for PostgreSQL já oferece suporte à importação de dados do Amazon S3

    Publicado: Apr 24, 2019

    Agora, o Amazon RDS for PostgreSQL oferece suporte à importação de dados armazenados em um bucket do Amazon Simple Storage Service (S3) para uma tabela do PostgreSQL. Uma nova extensão, aws_s3, foi adicionada para execução das operações de importação. Você pode importar qualquer formato de dados compatível com o comando COPY do PostgreSQL usando o método de associação de funções ARN ou credenciais do Amazon S3.

    As versões do PostgreSQL 11.1 ou superiores são compatíveis com esse recurso. Para saber mais, consulte a página de documentação.

    Com o Amazon RDS for PostgreSQL, fica mais fácil configurar, operar e escalar implantações do PostgreSQL na nuvem. Leia a Definição de preço do Amazon RDS for PostgreSQL para saber sobre a disponibilidade regional.

  • AWS Global Accelerator já está disponível em mais seis regiões

    Publicado: Apr 24, 2019

    Agora, o AWS Global Accelerator está disponível nas regiões da AWS Europa (Londres), Europa (Paris), Ásia-Pacífico (Sydney), Ásia-Pacífico (Mumbai), Ásia-Pacífico (Seul) e Canadá (Central). Antes, o AWS Global Accelerator já estava disponível nas regiões da AWS Leste dos EUA (Norte da Virgínia), Leste dos EUA (Ohio), Oeste dos EUA (Oregon), Oeste dos EUA (Norte da Califórnia), Europa (Irlanda), Europa (Frankfurt), Ásia-Pacífico (Tóquio) e Ásia-Pacífico (Cingapura).

  • O Amazon Elasticsearch Service agora oferece performance aprimorada a custos mais baixos com instâncias C5, M5 e R5

    Publicado: Apr 23, 2019

    Agora o Amazon Elasticsearch Service tem suporte para as instâncias C5 (otimizadas por computação), M5 (de uso geral) e R5 (otimizadas por memória) mais recentes, todas oferecem performance superior a custos mais baixos em comparação a instâncias de geração anterior.

  • O Amazon Transcribe já está disponível nas regiões Ásia-Pacífico (Seul) e UE (Frankfurt) com suporte ao idioma espanhol (ES)

    Publicado: Apr 19, 2019

    O Amazon Transcribe é um serviço de reconhecimento automático de fala (ASR), que facilita a adição de recursos de conversão de fala em texto aos aplicativos. A partir de hoje, o Amazon Transcribe está disponível em duas novas regiões da AWS, Ásia-Pacífico (Seul) e UE (Frankfurt). O novo suporte ao idioma espanhol (ES) também está disponível em todas as regiões nas quais o Amazon Transcribe foi disponibilizado.

  • AWS Glue já está disponível na região AWS GovCloud (Leste dos EUA)

    Publicado: Apr 19, 2019

    Agora você pode usar o AWS Glue na região AWS GovCloud (Leste dos EUA). O AWS Glue automatiza grande parte do esforço para criar, manter e executar tarefas de Extract, Transform and Load (ETL – Extrair, transformar e carregar).

  • O AWS License Manager agora está disponível nas regiões GovCloud (EUA)

    Publicado: Apr 18, 2019

    O AWS License Manager agora está disponível nas regiões AWS GovCloud (EUA): AWS GovCloud (Leste dos EUA) e AWS GovCloud (Oeste dos EUA).

  • Amazon Aurora Serverless dá suporte ao compartilhamento e a cópia entre regiões de snapshots

    Publicado: Apr 18, 2019

    Agora você pode compartilhar snapshots de clusters do Aurora Serverless DB com outras contas da AWS ou publicamente. Além disso, estamos fornecendo a você a capacidade de copiar snapshots de clusters do Aurora Serverless DB em regiões da AWS.  

  • Anúncio do suporte à migração do Azure para a AWS no AWS Server Migration Service

    Publicado: Apr 18, 2019

    O AWS Server Migration Service (SMS) agora oferece suporte para a migração de máquinas virtuais (VMs) em execução no Microsoft Azure para a nuvem AWS. O novo recurso facilita a migração de aplicativos existentes em execução no Microsoft Azure para a nuvem AWS, a fim de aproveitar maior confiabilidade, desempenho mais rápido, mais recursos de segurança e custos mais baixos.  

  • Amazon Aurora e o Amazon RDS permitem uma migração mais rápida para bancos de dados do MySQL 5.7

    Publicado: Apr 18, 2019

    Agora você pode restaurar os backups do MySQL 5.7 armazenados no Amazon S3 para o Amazon Aurora com a compatibilidade do MySQL e do Amazon RDS for MySQL.  

  • Atualizações da cobertura do AWS CloudFormation para os serviços Amazon EC2, Amazon ECS e Amazon Elastic Load Balancer

    Publicado: Apr 18, 2019

    O AWS CloudFormation oferece uma linguagem comum para descrever e provisionar todos os recursos de infraestrutura em um ambiente de nuvem. Ele permite usar um arquivo de texto simples para modelar e provisionar de forma automática e segura todos os recursos necessários para os aplicativos em todas as regiões e contas.

  • AWS CodeCommit já está disponível na região AWS GovCloud (Oeste dos EUA)

    Publicado: Apr 18, 2019

    Agora o AWS CodeCommit, um serviço totalmente gerenciado de controle de origem, está disponível na região AWS GovCloud (Oeste dos EUA). O CodeCommit possibilita que empresas tenham facilidade para hospedar repositórios Git privados seguros e altamente escaláveis. 

  • O AWS ParallelCluster 2.3.1 com suporte aprimorado para o Slurm Workload Manager está disponível agora

    Publicado: Apr 18, 2019

    Os clientes que usam o AWS ParallelCluster para configurar seus clusters de Computação de alta performance (HPC) agora podem aproveitar um algoritmo de escalabilidade otimizado e projetado para uso com o Slurm Workload Manager. Outros aprimoramentos na nova versão do AWS ParallelCluster incluem recursos para evitar o aumento de escala do cluster quando as dependências da tarefa não são atendidas, e suporte para a versão mais recente do Slurm Workload Manager (v18). A lista completa de aprimoramentos do AWS ParallelCluster 2.3.1 pode ser encontrada aqui.

    Os clusters de HPC são coleções de recursos de computação, armazenamento e rede altamente acoplados. Com eles, os clientes podem executar cargas de trabalho científicas e de engenharia em grande escala. O ParallelCluster da AWS é uma ferramenta de gerenciamento de cluster de código aberto com suporte e manutenção total que facilita a implantação e o gerenciamento de clusters de HPC na AWS para cientistas, pesquisadores e administradores de TI. O AWS ParallelCluster reduz a sobrecarga operacional do gerenciamento de clusters e simplifica a execução de cargas de trabalho de HPC na AWS. O AWS ParallelCluster está disponível gratuitamente e você paga somente pelos recursos da AWS necessários para executar os aplicativos. O Slurm é um programador de tarefas gratuito e de código aberto para kernels semelhantes ao Linux e ao Unix, usados por muitos dos supercomputadores e clusters de HPC do mundo. Saiba como executar um cluster de HPC usando o AWS ParallelCluster aqui.

  • O AWS Organizations agora está disponível nas regiões AWS GovCloud (EUA)

    Publicado: Apr 18, 2019

    Agora você pode usar o AWS Organizations para administrar e gerenciar centralmente seu ambiente à medida que cresce e dimensiona suas cargas de trabalho em contas da AWS na AWS GovCloud (EUA), a infraestrutura e os serviços de nuvem isolada da Amazon foram projetados para hospedar dados confidenciais e cargas de trabalho regulamentadas na nuvem para clientes que possuem requisitos de conformidade do governo federal, estadual e local dos EUA. O AWS Organizations ajuda a controlar o acesso, a conformidade e a segurança; e a compartilhar recursos entre contas da AWS.

  • O Amazon Comprehend agora oferece suporte a matrizes de confusão para classificação personalizada

    Publicado: Apr 18, 2019

    O Amazon Comprehend ajuda você a resolver vários casos de uso com classificação personalizada. Por exemplo, você pode criar classificadores para organizar seu feedback diário de clientes em categorias como "lealdade", "vendas" ou "defeito de produto". O Amazon Comprehend remove a complexidade da criação de modelos de classificação personalizados, exigindo apenas um arquivo CSV com rótulos e texto de exemplo.

    Uma matriz de confusão ajuda você a entender o desempenho dos seus rótulos com base nos dados de treinamento que forneceu. Por exemplo, se você tiver dois rótulos com conteúdo de treinamento semelhante, o modelo de classificação personalizado poderá não conseguir distinguir claramente entre esses rótulos. Usando a matriz de confusão, você pode se concentrar em criar um conteúdo de treinamento melhor, de modo que cada rótulo seja mais distinto do outro.

    Comece a usar os modelos de classificação personalizados do Amazon Comprehend aqui e saiba mais sobre como usar uma matriz de confusão como parte do treinamento de seu modelo aqui.

  • Os Amazon VPC Flow Logs agora podem ser entregues ao S3 nas regiões da AWS UE (Estocolmo) e Ásia-Pacífico (Osaka)

    Publicado: Apr 18, 2019

    Agora, os Amazon Virtual Private Cloud Flow Logs (VPC Flow Logs) podem ser entregues diretamente ao Amazon Simple Storage Service (S3) usando a Interface da Linha de Comando (ILC) da AWS ou o console do Amazon EC2 ou da VPC, nas regiões da AWS UE (Estocolmo) e Ásia-Pacífico (Osaka). Você pode entregar os Amazon VPC Flow Logs ao S3 e ao CloudWatch Logs.

  • Instâncias P3dn do Amazon EC2 já estão disponíveis na região Europa (Dublin) da AWS

    Publicado: Apr 18, 2019

    A partir de hoje, as instâncias P3dn do Amazon EC2 estão disponíveis na região Europa (Dublin) da AWS. As instâncias P3dn foram introduzidas pela primeira vez em dezembro de 2018 e apresentavam oito GPUs NVIDIA Tesla V100 com 32 GB de memória de GPU em cada, rede de 100 Gbps, 96 vCPUs baseadas no Intel Skylake e 768 GB de memória do sistema, que expandem o portfólio de P3 nas camadas mais altas para obter cargas de trabalho de treinamento em Machine Learning (ML) distribuídas mais rapidamente.

  • Novo Quick Start implanta o Duo MFA para o AWS Directory Service na Nuvem AWS

    Publicado: Apr 18, 2019

    Este Quick Start implanta automaticamente a Duo Multi-Factor Authentication (MFA) para o AWS Directory Service na Nuvem Amazon Web Services (AWS) em cerca de 10 minutos. O Quick Start usa o Proxy de autenticação Duo para o Directory Service para fornecer a funcionalidade MFA.

  • O AWS Transit Gateway agora está disponível na região AWS GovCloud (EUA)

    Publicado: Apr 17, 2019

    O AWS Transit Gateway agora está disponível em ambas as regiões do AWS GovCloud (EUA). O AWS Transit Gateway permite que os clientes conectem milhares de Amazon Virtual Private Clouds (Amazon VPCs) e suas redes locais usando um único gateway. À medida que aumenta o número de cargas de trabalho em várias contas da AWS, você precisa escalar as redes, controlar melhor as políticas e monitorar seus recursos com eficácia.  

  • Amazon MSK amplia a demonstração aberta para as regiões da AWS Ásia-Pacífico (Cingapura) e Ásia-Pacífico (Sydney)

    Publicado: Apr 17, 2019

    Agora, o Amazon Managed Streaming for Apache Kafka (Amazon MSK) está disponível em demonstração aberta em sete regiões da AWS: Leste dos EUA (Norte da Virgínia e Ohio), Oeste dos EUA (Oregon), UE (Irlanda) e Ásia-Pacífico(Cingapura, Sydney e Tóquio).

  • Amazon Polly adiciona suporte ao idioma árabe

    Publicado: Apr 17, 2019

    O Amazon Polly é um serviço que transforma texto em falas realistas. Hoje, temos o prazer de anunciar a Zeina, a primeira voz árabe no Amazon Polly. Zeina é uma voz feminina clara e natural.

    Usado por mais de 400 milhões de pessoas, o árabe é um dos idiomas mais falados do mundo. Ele consiste de 30 dialetos, incluindo sua forma universal, que é o Árabe Padrão Moderno (MSA). A Zeina segue a pronúncia do MSA, que é o padrão de transmissão comum em toda a região. Às vezes o MSA pode parecer formal porque difere do estilo de fala do dia-a-dia. No entanto, ele é o segmento linguístico que conecta os falantes nativos de árabe em todo o mundo.

    Os clientes do Amazon Polly que planejam usar a voz de Zeina incluem o Emirates NBD - um dos principais bancos do Oriente Médio que lançou um assistente virtual com inteligência artificial, a Duolingo - uma plataforma global de e-learning que oferece um portfólio de 84 cursos de idiomas para mais de 30 idiomas distintos, e o iTranslate - um aplicativo líder de tradução e dicionário que oferece tradução de texto e conversas de voz para voz em mais de 100 idiomas.

    Com a adição do suporte ao idioma árabe, o portfólio do Amazon Polly inclui agora 59 vozes em 29 idiomas. Veja a lista completa na seção Vozes no Amazon Polly de nossa documentação.

  • Estrutura Amplify anuncia novos recursos do Amazon Aurora Serverless, do GraphQL e do OAuth

    Publicado: Apr 17, 2019

    A partir de hoje, a Estrutura Amplify inclui suporte para adicionar o Amazon Aurora Serverless como uma fonte de dados para suas APIs do AWS AppSync GraphQL ao criar aplicativos móveis e web. Isso permite que os desenvolvedores usem o Amplify CLI, parte da Estrutura Amplify, para gerar uma API do GraphQL com resolvedores e esquema gerados automaticamente que funcionem com um banco de dados Aurora Serverless existente. Anteriormente, os desenvolvedores precisavam configurar uma função do AWS Lambda para usar o Aurora Serverless como uma fonte de dados para uma API do GraphQL.

    A biblioteca GraphQL Transform, incluída no Amplify CLI, fornece uma abstração simples que ajuda os desenvolvedores a criar rapidamente back-ends escaláveis ​​para dispositivos móveis e web na AWS. Essa versão adiciona recursos à Biblioteca GraphQL Transform, que permite aos desenvolvedores fornecer controle de acesso específico nas APIs deles, configurando regras de autorização para campos individuais e de nível superior. Além disso, os desenvolvedores podem configurar o acesso a campos conectados dentro de um modelo ou àqueles que representam relacionamentos entre dados. Anteriormente, as regras de acesso eram aplicadas apenas aos campos de nível superior e não havia como configurar o acesso a campos individuais e conectados.

    Esta versão também permite que os desenvolvedores que usam a biblioteca Amplify JavaScript acionem fluxos do OAuth nos aplicativos web deles com uma única linha de código. Os desenvolvedores podem escolher entre usar a interface do usuário hospedada do Amazon Cognito. ou a própria interface do usuário e, ao mesmo tempo, ter a capacidade de federar com grupos de usuários e obter credenciais da AWS para acessar os recursos.

    Acesse nossa documentação para saber mais sobre o AWS Amplify. Para ver mais detalhes sobre estes recursos, consulte a publicação em nosso blog.

  • Novo Quick Start implanta o conector do gerenciamento de serviços da Cherwell na Nuvem AWS

    Publicado: Apr 16, 2019

    Este Quick Start implanta automaticamente o conector do gerenciamento de serviços da Cherwell na Nuvem do Amazon Web Services, para fornecer um ponto de integração confiável e tolerante a falhas entre sua conta da AWS e seu sistema de gerenciamento de serviços da Cherwell. 

  • Amazon FreeRTOS já oferece suporte à marcação de recursos

    Publicado: Apr 16, 2019

    Agora é possível atribuir tags às atualizações remotas do Amazon FreeRTOS e aos recursos de configuração do cliente. Isso ajuda a pesquisar e gerenciar o controle de acesso desses recursos com base na marcação. Este suporte baseia-se no suporte previamente lançado para marcação de recursos no AWS IoT Core.

  • Anúncio do novo exame AWS Certified Alexa Skill Builder – Specialty

    Publicado: Apr 16, 2019

    A AWS Training and Certification tem o prazer de anunciar a disponibilidade do novo exame AWS Certified Alexa Skill Builder – Specialty, a primeira e única certificação do setor que valida sua capacidade de criar, testar e publicar as habilidades do Amazon Alexa. Com a nova certificação AWS Certified Alexa Skill Builder – Specialty, os desenvolvedores do Alexa podem publicar com mais confiança as habilidades que tenham o potencial de atingir clientes por meio de mais de 100 milhões de dispositivos habilitados para Alexa em uso globalmente.

  • Amazon RDS for PostgreSQL já oferece suporte a atualizações múltiplas para a versão principal do PostgreSQL 11

    Publicado: Apr 16, 2019

    O Amazon RDS for PostgreSQL já oferece suporte a atualizações múltiplas para a versão principal do PostgreSQL, permitindo a realização de atualizações para a versão principal nas diversas versões principais.

    Antes, as atualizações para a versão principal só podiam ser feitas para uma versão superior de cada vez. Por exemplo, só era possível atualizar o PostgreSQL versão 9.6 para o PostgreSQL 10, e a versão 9.4 para a 9.5. Assim, se você quisesse atualizar as instâncias mais antigas para a versão principal mais recente, era preciso realizar várias atualizações de versão principal até chegar à versão mais recente. Por exemplo, para atualizar o PostgreSQL 9.4 para o PostgreSQL 11 era preciso atualizar da versão 9.4 para a 9.5, depois da 9.5 para a 9.6, da 9.6 para a 10 e, por fim, da 10 para a 11. Isso provocava um tempo de inatividade prolongado para cada uma das operações de atualização.

    Graças ao novo recurso de atualizações múltiplas para a versão principal, é possível realizar quaisquer das atualizações a seguir sem atritos em uma só etapa, reduzindo de forma substancial o tempo de inatividade.

    • Atualização do PostgreSQL versão 9.4 para PostgreSQL versão 11
    • Atualização do PostgreSQL versão 9.5 para PostgreSQL versão 11
    • Atualização do PostgreSQL versão 9.6 para PostgreSQL versão 11

    Além disso, caso ainda esteja executando alguma versão 9.3 do PostgreSQL que já esteja sem suporte, poderá atualizar sua(s) instância(s) para a 9.5 ou 9.6 diretamente.

    Consulte mais detalhes na documentação sobre atualizações para a versão principal a respeito das versões do PostgreSQL que têm suporte como versões de origem e de destino, além de todas as limitações associadas ao processo de atualização.

    Com este lançamento, o RDS para PostgreSQL já oferece suporte para atualização do PostgreSQL 10 para o PostgreSQL 11.

    Com o Amazon RDS for PostgreSQL, fica mais fácil configurar, operar e escalar implantações do PostgreSQL na nuvem. Saiba mais sobre como atualizar suas instâncias de banco de dados no Guia do usuário do Amazon RDS. Confira os detalhes de preços e a disponibilidade regional na Definição de preço do Amazon RDS for PostgreSQL.

  • Amazon WorkDocs introduz as aprovações de documentos

    Publicado: Apr 16, 2019

    A partir de hoje, você pode criar um fluxo de trabalho de aprovação para encaminhar documentos e outros arquivos armazenados no WorkDocs para um ou mais usuários com o objetivo de obter a aprovação deles. O fluxo de trabalho de aprovação permite que os usuários criem fluxos de trabalho para rastrear e gerenciar os processos de aprovação de documentos de maneira automática. O fluxo de trabalho de aprovação ajuda você a aderir aos processos de negócios em sua organização.

    O fluxo de trabalho de aprovação encaminha os arquivos, atribui tarefas de avaliação a aprovadores e envia lembretes e notificações. Você também pode rastrear o status de suas solicitações de aprovação e daquelas que aguardam um parecer seu.

    Para começar, acesse o WorkDocs em seu navegador da web, clique em Aplicativos na barra de navegação superior e depois em Lançamento para Aprovações. Você verá uma tela de boas-vindas da seção Aprovações que permitirá criar um fluxo de trabalho de aprovação clicando em Criar aprovação. É possível adicionar arquivos, convidar aprovadores, especificar uma data de conclusão e enviar o fluxo de trabalho clicando no botão Enviar.

    O fluxo de trabalho de aprovação já está disponível para todos os clientes do WorkDocs. Nenhuma ação de administradores ou usuários é necessária para ativá-lo. Saiba mais sobre o Amazon WorkDocs ou inscreva-se para um teste de 30 dias ainda hoje.

  • O AWS Client VPN agora está disponível em mais quatro regiões da AWS

    Publicado: Apr 16, 2019

    O AWS Client VPN já está disponível nas regiões AWS: UE (Frankfurt), UE (Londres), Ásia-Pacífico (Cingapura) e Ásia-Pacífico (Sydney). O AWS Client VPN já estava disponível nas regiões da AWS Leste dos EUA (Virgínia), Leste dos EUA (Ohio), Oeste dos EUA (Oregon) e UE (Irlanda). O suporte a outras regiões da AWS será disponibilizado em breve.

  • Serviço de migração do Amazon WorkDocs

    Publicado: Apr 16, 2019

    O Amazon WorkDocs está lançando um serviço de migração para ajudá-lo a migrar os arquivos de sua organização para o Amazon WorkDocs. No momento, este serviço está em demonstração privada.

    O serviço de migração do Amazon WorkDocs ajuda você a migrar os arquivos de usuários e compartilhamentos de arquivos para o Amazon WorkDocs. O serviço pode migrar grandes quantidades de dados, de dezenas de gigabytes a vários terabytes.

    Usando o portal do serviço de migração do Amazon WorkDocs, é possível configurar tarefas de migração e selecionar a conta de origem e de destino do WorkDocs, bem como o site para o qual migrar os dados. Você pode programar a tarefa de migração para ser executada durante um período específico como uma transferência de dados única ou fazer sincronizações periódicas, minimizando o período de inatividade para os usuários. O portal do serviço de migração do Amazon WorkDocs fornece informações e status atualizados das tarefas de migração, incluindo relatórios detalhados depois da conclusão com sucesso da migração.

    O serviço de migração do Amazon WorkDocs aproveita o AWS DataSync que processa automaticamente muitas das tarefas relacionadas a transferências de dados, como a otimização de rede e a validação da integridade dos dados, que podem retardar as migrações ou sobrecarregar suas operações de TI.

    Você pode participar da demonstração privada preenchendo o formulário de registro. Os clientes aceitos para participar da demonstração privada serão notificados sobre as próximas etapas. 

  • AWS PrivateLink amplia o suporte para Amazon Kinesis Data Firehose

    Publicado: Apr 16, 2019

    Agora o Amazon Kinesis Data Firehose pode utilizar o AWS PrivateLink para consumir dados com segurança.

  • NICE DCV introduz o cliente nativo para MacOS

    Publicado: Apr 16, 2019

    Temos o prazer de anunciar o lançamento do NICE DCV versão 2017.4.

    A versão DCV 2017.4 introduz os seguintes recursos:

    • Novo cliente nativo para dispositivos MacOS
    • Suporte a decodificação de hardware para cliente Windows
  • Amazon RDS Enhanced Monitoring adiciona novas métricas de armazenamento e hosts

    Publicado: Apr 12, 2019

    Agora, o Amazon Relational Database Service (RDS) Enhanced Monitoring, que oferece visibilidade da integridade de instâncias do Amazon RDS, relata métricas de dispositivos de armazenamento físico e de hosts de instâncias secundárias.

  • Novos bancos de dados públicos da AWS disponíveis das fontes National Renewable Energy Laboratory, Nanyang Technological University, Stanford, Software Heritage e outros

    Publicado: Apr 11, 2019

    Agora, 18 bancos de dados públicos da AWS novos ou atualizados estão disponíveis nas seguintes categorias: 

  • O Amazon QuickSight oferece suporte para localização, cálculos de percentual e muito mais

    Publicado: Apr 10, 2019

    O Amazon QuickSight foi traduzido para dez idiomas! Com suporte para esses idiomas em todo o produto, o Amazon QuickSight facilita como nunca a obtenção de informações mais detalhadas de dados. ​Entre os idiomas suportados estão inglês, alemão, espanhol, francês, italiano, português, japonês, coreano, chinês simplificado e chinês tradicional.   

  • O Amazon SageMaker agora oferece suporte para maior controle de acesso raiz a instâncias de notebook

    Publicado: Apr 10, 2019

    OAmazon SageMaker agora permite ativar e desativar acesso raiz a instâncias de notebook para garantir a separação de usuários do notebook e usuários raiz, permitindo a conformidade com as políticas de segurança.

  • O Amazon SageMaker agora oferece preços reduzidos nas regiões da Ásia-Pacífico (Tóquio) e Ásia-Pacífico (Seul) da AWS

    Publicado: Apr 10, 2019

    A partir de 1º de abril de 2019, o preço das instâncias P3 do Amazon SageMaker foi reduzido em 20% na região da Ásia-Pacífico (Tóquio) e em 15% na região da Ásia-Pacífico (Seul).

  • Amazon MQ já oferece suporte à versão secundária ActiveMQ 5.15.9

    Publicado: Apr 9, 2019

    Agora, você pode executar agentes do Apache ActiveMQ 5.15.9 no Amazon MQ. Esta atualização secundária do ActiveMQ contém diversas correções e novos recursos, em comparação à versão anterior ActiveMQ 5.15.8.

    O Amazon MQ é um serviço gerenciado de agente de mensagens para o Apache ActiveMQ que facilita a configuração e a operação de agentes de mensagens na nuvem. O Amazon MQ gerencia a administração e a manutenção do ActiveMQ, o que significa que a infraestrutura subjacente é provisionada automaticamente e oferece alta disponibilidade e resiliência de mensagens para dar suporte à confiabilidade dos aplicativos.

    Recomendamos que você considere atualizar o ActiveMQ. Bastam alguns cliques no Console de Gerenciamento da AWS. Se o seu agente tiver a atualização automática da versão secundária ativada, ele será atualizado automaticamente durante a próxima janela de manutenção. Para saber mais sobre a atualização, consulte: Editar a versão do mecanismo de operador, os logs do CloudWatch e as preferências de manutenção no Guia do desenvolvedor do Amazon MQ.

    O Apache ActiveMQ 5.15.9 inclui as correções e os recursos de todas as versões anteriores do ActiveMQ. Agora, o Amazon MQ oferece suporte às versões 5.15.0, 5.15.6, 5.15.8 e 5.15.9. Para saber mais, leia as Notas de release do ActiveMQ 5.15.9.

  • Amazon Pinpoint já oferece um painel de análises para mensagens SMS transacionais

    Publicado: Apr 9, 2019

    Hoje, o Amazon Pinpoint está lançando um novo painel para mensagens SMS transacionais. Esse painel inclui informações sobre o número de mensagens SMS que você enviou, o número de mensagens que recebidas e a taxa média de entrega. Além disso, o painel tem usa seção que divide as entregas de mensagens por país. Estes dados facilitam a visualização das mensagens enviadas para cada país ou região, além do preço médio pago para enviá-las. Essas informações permitem otimizar os custos e a performance da entrega de mensagens SMS transacionais.

    Para obter mais informações sobre os novos painéis de mensagens SMS transacionais, consulte o Guia do usuário do Amazon Pinpoint.

  • Console do AWS Amplify já está disponível em mais cinco regiões

    Publicado: Apr 9, 2019

    Agora, o console do Amplify está disponível em cinco novas regiões da AWS: Ásia-Pacífico (Tóquio), Ásia-Pacífico (Seul), Ásia-Pacífico (Cingapura), Ásia-Pacífico (Mumbai) e UE (Frankfurt). Essa expansão aumenta para 11 o número de regiões da AWS que oferecem o console do Amplify.

    O console do Amplify é um serviço hospedado gerenciado para aplicativos web sem servidor de pilha completa. Saiba mais sobre a hospedagem de aplicativos web nas páginas de produto e conceitos básicos.

  • Anúncio do EMR versão 5.22.0: suporte para novas versões de HBase, Oozie, Flink e configuração do EBS otimizada para aumentar a performance de E/S para aplicativos como Spark

    Publicado: Apr 9, 2019

    Agora, você pode usar o Apache HBase 1.4.9, o Apache Flink 1.7.1 e o Apache Oozie 5.1.0 no Amazon EMR versão 5.22.0. Essas versões incluem várias correções de erros e aprimoramentos de estabilidade.

    Com esta versão, também aumentamos a capacidade de armazenamento padrão do EBS das instâncias do EC2 que tinham armazenamento apenas para EBS. A capacidade de armazenamento é proporcional à da instância do EC2, e estendemos o aumento para diversos volumes do EBS. Esta alteração permite que aplicativos como o Spark aproveitem melhor o desempenho do IOPS dos volumes EBS ao gravar dados intermediários no disco, o que, por sua vez, resulta em um melhor desempenho da tarefa.

    Além disso, com esta versão, você pode usar a versão atualizada do Apache Phoenix 4.14.1 e do Apache Zeppelin 0.8.1.

    Para criar um cluster do Amazon EMR com a versão 5.22.0, escolha o rótulo de versão “emr-5.22.0” no Console de Gerenciamento da AWS, na ILC da AWS ou no SDK. Você pode escolher entre HBase, Oozie, Flink, Phoenix e Zeppelin para instalar esses aplicativos ao iniciar um cluster do EMR. Consulte a documentação do Amazon EMR para obter mais informações sobre o EMR versão 5.22.0, o HBase 1.4.9, o Oozie 5.1.0, o Flink 1.7.1, o Phoenix 4.14.1 e o Zeppelin 0.8.1.

    O Amazon EMR versão 5.22.0 já está disponível em todas as regiões com suporte para Amazon EMR.

    Para receber atualizações sobre as versões do EMR, assine o feed de RSS sobre as notas de versão do EMR. Use o ícone de RSS na parte superior do Guia de versões do EMR para vincular o URL do feed diretamente ao leitor de feed favorito.

     

  • Amazon CloudFront já está disponível na China continental

    Publicado: Apr 9, 2019

    O Amazon CloudFront anuncia o lançamento do CloudFront na China, com três novos pontos de presença (POPs) localizados em Beijing (Pequim), Xangai e Zhongwei, operados pela Ningxia Western Cloud Data Co. Ltd. (NWCD). Os clientes já podem veicular conteúdos para os espectadores finais na China continental com latência, disponibilidade e segurança aprimoradas.

  • AWS simplifica a mudança de plataforma de bancos de dados do Microsoft SQL Server do Windows para o Linux

    Publicado: Apr 9, 2019

    Hoje, a Amazon Web Services anunciou a disponibilidade de um assistente de mudança de plataforma para o Microsoft SQL Server, uma nova ferramenta de scripting que facilita a modernização das cargas de trabalho atuais do SQL Server do Windows para o Linux e reduz os custos de licenciamento do Windows.

  • A AWS Certification triplica a quantidade de locais de teste, tornando a certificação ainda mais fácil

    Publicado: Apr 8, 2019

    A Pearson VUE, líder global em testes computadorizados, agora realiza exames da AWS Certification através de sua extensa rede de mais de 5.000 centrais de teste em 180 países em todo o mundo. Agora você tem muito mais opções e flexibilidade para decidir quando e onde fazer o teste da AWS Certification.

    A AWS Certification ajuda os aprendizes a desenvolver credibilidade e confiança junto à AWS Cloud ao validar suas experiências de nuvem com um certificado reconhecido pelo setor. O programa oferece um portfólio de certificações que abordam as funções mais importantes no apoio ao sucesso do cliente na nuvem, inclusive profissional da nuvem, arquiteto de soluções, desenvolvedor e operações. As certificações baseadas em função da AWS são complementadas por certificações direcionadas que avaliam o conhecimento técnico em áreas especializadas, inclusive machine learning e segurança.

    Saiba mais aqui.

    Estamos aqui para ajudar. Veja abaixo algumas perguntas comuns.

    Como um fornecedor de entrega de teste suplementar me afeta?
    Sua experiência com o teste da AWS Certification deverá continuar sendo a mesma, apenas com um aumento da disponibilidade e acessibilidade. Todos podem realizar o teste num centro de testes da PSI ou da Pearson VUE.

    As experiências nos centros de testes são diferentes?
    Tanto a PSI quanto a Pearson VUE buscam oferecer experiências sólidas em suas redes de centros de testes, e a experiência em um centro de testes deve ser praticamente a mesma, independentemente do fornecedor com o qual você agendou. Alguns centros de testes solicitarão uma assinatura eletrônica e tirarão uma foto sua durante o processo de check-in.

    Os testes da PSI e da Pearson VUE são iguais?
    Os testes oferecidos (a duração do teste e os padrões de aprovação) serão iguais para ambos os fornecedores.

    O que minha organização precisa fazer para tornar-se um centro de testes da PSI ou Pearson VUE?
    Para candidatar sua organização como centro de testes da PSI, entre aqui.
    Para candidatar sua empresa como centro de testes da PSI, entre aqui.

     

     

  • AWS Elemental MediaStore já oferece suporte à transferência de objetos em blocos para possibilitar fluxos de trabalho de vídeo com latência ultrabaixa

    Publicado: Apr 8, 2019

    Agora, o AWS Elemental MediaStore oferece suporte à transferência de objetos em blocos, um padrão que permite criar fluxos de trabalho completos com latência ultrabaixa para vídeo Over-The-Top (OTT). Quando você usa a transferência de objetos em blocos para entregar objetos segmentados, os segmentos de vídeo são divididos em blocos menores, que podem ser reproduzidos antes da entrega do segmento completo. Assim, os reprodutores de vídeo podem iniciar a reprodução solicitando vídeo de CDNs como o Amazon CloudFront que, por sua vez, pode começar a fazer download do início de um segmento de vídeo do MediaStore enquanto o codificador ainda está no processo de gravar o final desse mesmo segmento.

  • Acelere o processamento de vídeos com a nova transcodificação no AWS Elemental MediaConvert

    Publicado: Apr 8, 2019

    A AWS lançou, hoje, a Transcodificação Acelerada, um novo recurso do AWS Elemental MediaConvert que aumenta a velocidade de processamento de trabalhos de codificação de vídeo baseada em arquivos em até 25 vezes. Com a Transcodificação Acelerada, você pode atender de forma confiante aos tempos de processamento mais exigentes para processamento de vídeo de alta qualidade. O MediaConvert analisa automaticamente as características do trabalho e aplica o processamento ideal para concluir o trabalho com a máxima eficiência. A Transcodificação Acelerada está disponível no nível de definição de preços profissionais sob demanda sem custos adicionais.

  • AWS OpsWorks for Puppet Enterprise já oferece suporte à versão 2018.1.7

    Publicado: Apr 8, 2019

    Agora, o AWS OpsWorks for Puppet Enterprise oferece suporte ao Puppet Enterprise versão 2018.1.7. Essa versão altera a marca do console do Puppet Enterprise Ubuntu e disponibiliza o suporte da plataforma ao Ubuntu versão 18.04. Isso é importante para os clientes que fazem upgrade do Ubuntu 14.04, próximo ao final da vida útil. Consulte a documentação do lançamento do Puppet Enterprise para obter uma lista completa dos aprimoramentos incluídos no Puppet Enterprise 2018.1.7.

  • Amazon CloudFront melhora a segurança na hora de adicionar nomes de domínio alternativos a uma distribuição

    Publicado: Apr 8, 2019

    A partir de hoje, o Amazon CloudFront tornou o processo de adicionar um nome de domínio alternativo a uma distribuição ainda mais seguro do que antes. Agora, quando adiciona um nome de domínio alternativo, como www.exemplo.com, a uma distribuição, você também deve anexar um certificado SSL/TLS a essa distribuição que abrange o nome do domínio alternativo. Com o lançamento de hoje, apenas as pessoas com acesso autorizado ao certificado do seu domínio podem adicioná-lo a uma distribuição de CloudFront como um nome de domínio alternativo.

  • O Amazon Elasticsearch Service adiciona suporte de alerta e monitoramento de evento

    Publicado: Apr 8, 2019

    O Amazon Elasticsearch Service agora oferece monitoramento e alerta de eventos integrados, permitindo monitorar os dados armazenados em seu domínio e enviar automaticamente notificações com base em limites pré-configurados. Por exemplo, se você estiver armazenando registros do servidor HTTP em seu domínio do Amazon Elasticsearch Service, poderá monitorar os códigos de resposta e alertar a equipe se houver muitos erros diretamente pelo domínio. 

  • Amazon Elasticsearch Service anuncia suporte ao Elasticsearch 6.5

    Publicado: Apr 8, 2019

    Agora, o Amazon Elasticsearch Service oferece suporte ao Elasticsearch 6.5 e ao Kibana 6.5 de código aberto. A nova versão do Elasticsearch e Kibana oferece diversos recursos novos e melhorias, incluindo um histograma de data de intervalo automático, filtros de token condicionais e suporte ao término prematuro para agregações mínimas/máximas. 

  • AWS DeepLens apresenta o novo modelo de projeto de classificação de pássaros

    Publicado: Apr 8, 2019

    Estamos animados em anunciar que o AWS DeepLens tem um novo modelo de projeto para Classificação de pássaros, que permite a classificação de 200 espécies de aves.

    Este projeto gera as cinco principais previsões sobre espécies de pássaros por uma foto de pássaro capturada pela câmera do AWS DeepLens. O modelo usa a arquitetura de rede neural ResNet-18 e foi treinado usando o dataset CUB-200 para identificar duzentas espécies de pássaros diferentes. Saiba mais acessando a Documentação do AWS DeepLens. Leia este blog para se aprofundar em outro método sobre como implementar a "Classificação de pássaros" por meio da modificação do algoritmo de detecção de objetos integrado do Amazon SageMaker para classificar pássaros usando o AWS DeepLens. 

  • Amazon RDS for Oracle já oferece suporte a armazenamento de banco de dados de até 64 TiB

    Publicado: Apr 8, 2019

    A partir de hoje, você pode criar instâncias de banco de dados do Amazon RDS for Oracle com até 64 TiB de armazenamento e desempenho de E/S provisionada de até 80.000 IOPS.

  • AWS Glue agora oferece opções adicionais de configuração de suporte para trabalhos que usam muita memória

    Publicado: Apr 5, 2019

    Agora é possível especificar um tipo de trabalhador para trabalhos de Apache Spark no AWS Glue para cargas de trabalho que usam muita memória.

  • AWS Elemental MediaLive oferece canais ao vivo mais econômicos com a opção “Single-pipeline”

    Publicado: Apr 5, 2019

    Hoje, o AWS Elemental MediaLive adiciona a opção de criar canais “Single-pipeline”, uma alternativa mais econômica aos canais “Standard”. Os canais Single-pipeline do MediaLive têm uma entrada e um único pipeline de codificação e entrega uma única saída de canal, em vez dos pipelines em duas zonas de disponibilidade (AZs) redundantes fornecidas pelo MediaLive com um canal Standard. As taxas de entradas, saídas e funcionalidades complementares usadas em canais Single-pipeline são substancialmente menores que as dos canais Standard.

  • AWS Elemental MediaPackage e MediaTailor aprimoram o suporte para Endpoints DASH e monetização

    Publicado: Apr 5, 2019

    Agora, o AWS Elemental MediaPackage e o AWS Elemental MediaTailor são compatíveis com uma ampla variedade de recursos e saídas DASH. Esta funcionalidade adicional ativa o suporte para streams ao vivo em mais dispositivos. Também mantém a inserção personalizada e dinâmica de anúncios para monetizar streams ao vivo.

  • O AWS Elastic Beanstalk amplia as permissões baseadas em tags

    Publicado: Apr 5, 2019

    O AWS Elastic Beanstalk adiciona controle de acesso baseado em tags e marcação com tags para quatro recursos do Elastic Beanstalk: aplicativos, versões do aplicativos, configurações salvas e versões de plataformas personalizadas.

  • O Amazon Transcribe já oferece suporte à conversão de fala em tempo real de texto em inglês britânico, francês e francês canadense

    Publicado: Apr 5, 2019

    O Amazon Transcribe é um serviço de reconhecimento automático de fala, que facilita a adição de recursos de conversão de fala em texto aos aplicativos. Agora, o Amazon Transcribe oferece suporte à transcrição de áudio em tempo real nos seguintes novos idiomas: inglês britânico, francês e francês canadense. Esses idiomas se somam aos dois idiomas já disponíveis no serviço de streaming do Amazon Transcribe: inglês americano e espanhol mexicano.

    O novo conjunto de idiomas amplia os mercados atendidos pelo Amazon Transcribe para possibilitar casos de uso em centrais de atendimento, mídia e entretenimento e educação, entre outras áreas, para alcançar um maior público global.

    Os idiomas inglês britânico, francês e francês canadense compatíveis com transcrições de streaming estão disponíveis sem custo adicional em todas as regiões da AWS em que o Amazon Transcribe está disponível. Saiba mais sobre a transcrição de streaming usando esta página de documentação. Para obter mais informações sobre os idiomas compatíveis, consulte esta página de documentação.

  • Console do AWS Amplify já oferece suporte à implantação de aplicativos sem servidor de pilha completa com um único clique

    Publicado: Apr 5, 2019

    Agora, o console do AWS Amplify Console tem um botão “Deploy to Amplify Console” que permite que usuários do GitHub implantem automaticamente aplicativos web sem servidor de pilha completa com apenas um clique.

    Um aplicativo sem servidor de pilha completa consiste em recursos de back-end como APIs do GraphQL e funções do Lambda e um front-end criado com estruturas como React, Angular ou Gatsby. Quando você clica no botão “Deploy to Amplify Console”, o console do Amplify primeiro ramifica o repositório em sua conta do GitHub e depois implanta o back-end e o front-end em um único fluxo de trabalho. O botão “Deploy to Amplify” permite compartilhar projetos web publicamente ou para a equipe. Assim, todos os colaboradores podem implantar o aplicativo em suas contas individuais da AWS com um único clique.

    Acesse a nossa página de conceitos básicos para implantar exemplos de projetos ou saber como adicionar o botão de implantação ao seu próprio projeto.

  • O Amplify Framework simplifica a configuração de fluxos do OAuth 2.0, da interface de usuário hospedada e de cenas AR/VR para aplicativos móveis e da Web

    Publicado: Apr 5, 2019

    O Amplify CLI, parte do Amplify Framework, agora inclui suporte para configurar fluxos de autorização do OAuth 2.0 e habilitar a interface de usuário hospedada Amazon Cognito. Isso permite que você configure a federação entre provedores de identidades sociais, como Amazon, Facebook e Google com pools de usuários do Amazon Cognito. A federação é realizada, usando fluxos do OAuth 2.0, que podem ser executados por meio da interface de usuário hospedada ou do código de seu aplicativo (usando os pontos de extremidade diretamente). Anteriormente, os desenvolvedores tinham que ir para o console do Amazon Cognito para fazer essa configuração e definir as configurações de aplicativo corretas manualmente nos aplicativos da Web ou móveis.

    Além disso, os novos comandos do Amplify CLI facilitam a configuração de cenas de realidade aumentada (AR) e realidade virtual (VR) do Amazon Sumerian para seus aplicativos móveis e da Web. Os comandos permitem que você adicione autorização às suas cenas, usando Amazon Cognito e IAM.

    Esta versão também adiciona opções às categorias Armazenamento e API para configurar permissões de estilo CRUD refinadas no Amazon S3 e no Amazon API Gateway, respectivamente. Esta funcionalidade dá suporte a fluxos de trabalho de aplicativos autenticados e não autenticados. Anteriormente, os desenvolvedores só podiam adicionar permissões de leitura/gravação para essas categorias.

     

  • Autoridade de certificados (AC) privada do AWS Certificate Manager (ACM) agora está disponível em cinco regiões adicionais

    Publicado: Apr 5, 2019

    Autoridade de certificados (AC) privada do AWS Certificate Manager (ACM) agora está disponível na Ásia-Pacífico (Seul), Ásia-Pacífico (Mumbai), UE (Paris), Oeste dos EUA (Norte da Califórnia) e UE (Estocolmo). Essa expansão regional amplia a disponibilidade da AC privada do ACM no mundo inteiro, aumentando o número de regiões de 10 para 15.

  • Amazon EKS já entrega logs do plano de controle do Kubernetes para o Amazon CloudWatch

    Publicado: Apr 4, 2019

    Agora, o Amazon Elastic Container Service for Kubernetes (Amazon EKS) pode enviar dados de log do plano de controle do Kubernetes para o Amazon CloudWatch Logs. Esses logs facilitam o monitoramento de alterações e a performance de clusters do Amazon EKS.

  • Gerenciador de sessões do AWS Systems Manager permite a criptografia de sessões usando chaves do cliente

    Publicado: Apr 4, 2019

    Agora, você pode usar o gerenciador de sessões do AWS Systems Manager para criptografar dados de interação da sessão com sua própria chave de criptografia, gerenciada pelo AWS Key Management Service (AWS KMS).

  • Amazon WorkSpaces adiciona suporte à marcação de diretórios, imagens, pacotes personalizados e grupos de controle de acesso de IP do WorkSpaces

    Publicado: Apr 4, 2019

    A partir de hoje, você pode marcar diretórios, imagens, pacotes personalizados e grupos de controle de acesso de IP registrados do Amazon WorkSpaces, além do WorkSpace de cada usuário. Essas tags facilitam a organização das implantações de WorkSpaces, criam relatórios de alocação de custos para faturamento e permitem o controle de acesso granular para recursos de WorkSpaces.

  • AWS Serverless Application Repository já está disponível nas regiões UE (Paris) e UE (Estocolmo)

    Publicado: Apr 4, 2019

    Agora, o AWS Serverless Application Repository está disponível nas regiões UE (Paris) e UE (Estocolmo). A adição das regiões UE (Paris) e UE (Estocolmo) aumenta a disponibilidade do AWS Serverless Application Repository, que é oferecido nas regiões Ásia-Pacífico (Mumbai, Cingapura, Sydney, Tóquio), Canadá (Central), UE (Frankfurt, Irlanda, Londres, Paris), América do Sul (São Paulo), Oeste dos EUA (Norte da Califórnia, Oregon) e Leste dos EUA (Norte da Virgínia, Ohio). O AWS Serverless Application Repository já está disponível em 16 regiões.

  • Ajuste automático de modelos do Amazon SageMaker já oferece suporte à pesquisa aleatória e a opções de escalabilidade de hiperparâmetros

    Publicado: Apr 4, 2019

    Agora, o Amazon SageMaker, um serviço gerenciado para criar, treinar e implantar modelos de Machine Learning, oferece suporte à pesquisa aleatória como uma estratégia de ajuste e a várias opções de escalabilidade de hiperparâmetros por meio do ajuste automático de modelos.

  • Amazon DocumentDB (com compatibilidade com o MongoDB) adiciona recursos de pipeline de agregação para strings, datas e amostras

    Publicado: Apr 4, 2019

    O Amazon DocumentDB (com compatibilidade com o MongoDB) é um serviço gerenciado de banco de dados de documentos rápido, escalável e altamente disponível que oferece suporte a cargas de trabalho do MongoDB.

    O Amazon DocumentDB continua a aumentar a compatibilidade com o MongoDB e hoje adicionou suporte para operadores de pipeline de agregação adicionais que permitem que você crie agregações poderosas em seus documentos. Os novos recursos incluem sete operadores de agregação de strings ($indexOfCP, $indexOfBytes, $strLenCP, $strLenBytes, $toLower, $toUpper e $split), nove operadores de data e hora ($dayOfYear, $dayOfMonth, $dayOfWeek, $year, $month, $hour, $minute, $second e $millisecond) e o estágio de pipeline de agregação $sample.

    Para usar os novos recursos, você pode criar um novo cluster do Amazon DocumentDB com apenas alguns cliques no console de gerenciamento do Amazon DocumentDB ou fazer upgrade de um cluster existente.

    Para obter mais informações, consulte o blog de banco de dados da AWS: Using new aggregation pipeline capabilities in Amazon DocumentDB to build powerful aggregation queries

  • AWS Batch já oferece suporte à programação de GPUs para acelerar tarefas em lote

    Publicado: Apr 4, 2019

    Os clientes da AWS já podem acelerar tarefas em lote de computação de alto desempenho (HPC), Machine Learning e outras por meio do AWS Batch simplesmente especificando o número de GPUs que cada tarefa exige. A partir de hoje, você pode usar o AWS Batch para especificar o número e o tipo de aceleradores necessários para as tarefas, como variáveis de entrada de definição de tarefa, juntamente com as opções atuais de vCPU e memória. O AWS Batch aumentará a escala das instâncias para o nível adequado para as tarefas com base no número necessário de GPUs e isolará os aceleradores de acordo com as necessidades de cada tarefa para que somente os contêineres adequados possam acessá-los.

    Aceleradores de computação baseados em hardware, como Graphics Processing Units (GPUs), permitem que os usuários aumentem o throughput dos aplicativos e reduzam a latência com hardware de uso específico. Até agora, para usar aceleradores, os usuários do AWS Batch precisavam criar uma AMI personalizada e instalar os drivers adequados, além de fazer com que o AWS Batch escalasse instâncias do EC2 do tipo P aceleradas por GPUs com base nas características de vCPU e memória. Agora, os clientes podem simplesmente especificar o número e o tipo de GPUs desejados, da mesma forma que podem especificar vCPU e memória, e o Batch lançará as instâncias do EC2 do tipo P necessárias para executar as tarefas. Além disso, o Batch isola a GPU para o contêiner. Assim, cada contêiner recebe a quantidade adequada de recursos necessários.

    Saiba mais sobre o suporte a GPUs no AWS Batch aqui.
     

  • AWS Secrets Manager já está disponível na região UE (Paris)

    Publicado: Apr 4, 2019

    Agora, os clientes na região UE (Paris) podem usar o AWS Secrets Manager para gerenciar segredos como senhas de banco de dados e chaves de API necessárias para acessar aplicativos, serviços e recursos de TI.