O Amazon RDS permite que você use o Console de Gerenciamento da AWS ou um simples conjunto de APIs de web services para criar, excluir e modificar as instâncias de banco de dados relacional. Você pode também controlar o acesso e a segurança para suas instâncias e gerenciar o backup de seu banco de dados e snapshots. Para obter uma lista completa das APIs disponíveis do Amazon RDS, consulte o Guia de APIs do Amazon RDS.  

Se seu aplicativo já conta comum banco de dados MySQL ou Oracle, é fácil importar os dados para o Amazon RDS. Em geral, para migrar seus dados para o RDS, basta:

  • Criar uma Instância DB com a capacidade de computar, armazenar e acessar os controles necessários.
  • Para bancos de dados menores, (por exemplo, até 1 GB), extraia os dados com mysqldump e canalize-os diretamente no Amazon RDS. A seguir, encontra-se um exemplo do banco de dados “acme” sendo copiado ao Amazon RDS:
    mysqldump acme | mysql --host=hostname --user=username --password acme
    Para bancos de dados maiores, crie o seu esquema de banco de dados no Amazon RDS, em seguida, converta os dados em um arquivo simples e importe-os para a sua instância de banco de dados usando o utilitário mysqlimport. A seguir, encontra-se um exemplo do banco de dados “acme” sendo copiado ao Amazon RDS:
    mysqlimport --local --compress --user=username --password --host=hostname --fields-terminated-by=',' Acme sales.part_*
  • Atualizar a sequência de caracteres de conexão de banco de dados no seu arquivo de configuração de aplicativo.

Para obter mais informações sobre a importação de dados no Amazon RDS, consulte Guia de importação de dados do Amazon RDS para MySQL.

Você será cobrado ao final de cada mês pelo consumo dos recursos do Amazon RDS que você realmente utilizar. Quando uma Instância de banco de dados que você criou está disponível para conexão, você será cobrado por cada hora que sua Instância de banco de dados está em execução. Cada Instância de banco de dados será executada até seu encerramento, que ocorre quando você executa uma chamada de API para excluir a Instância de banco de dados, ou no caso de uma falha de instância. Horas parciais de instâncias de banco de dados são cobradas como horas completas. Além das horas de instância de banco de dados, você também será cobrado mensalmente pelo armazenamento, pelas solicitações de E/S e pelos backups. Se você dimensionar sua capacidade de armazenamento dentro do período de faturamento, sua fatura será rateada.

Para obter detalhes, consulte a página de definição de preço do Amazon RDS para MySQL.

O uso deste serviço está sujeito ao Acordo do cliente da Amazon Web Services.